conecte-se conosco


Segurança

Apreensões de armas no Espírito Santo crescem 9,7% em 2021

Publicado

Fuzis, metralhadoras, pistolas, revólveres. Entre janeiro e julho de 2021, as forças de segurança do Espírito Santo apreenderam 2.499 armas de fogo, dos mais diversos calibres. O número é 9,7% maior que o registrado no mesmo período de 2020, quando 2.277 armas foram retiradas de circulação.

Os dados da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (SESP) revelam que os criminosos usam, principalmente, revólveres. Nos sete primeiros meses deste ano, 922 exemplares deste modelo foram apreendidos. Em seguida, vêm as pistolas (657), espingardas (371), armas caseiras (180), metralhadoras (176), garruchas (156), simulacro de pistola (117), carabinas (30) e fuzis (07).

Ao analisar os dados por municípios, a liderança no número de apreensões fica com Vila Velha com 289 armas apreendidas, seguido por Serra, com 287; Cariacica, com 240; e Vitória, com 175.

“As apreensões de armas fazem parte dos pilares do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, do Governo do Estado.  Constatar um aumento de quase 10% em sete meses nos mostra que nosso trabalho tem gerado resultados. É importante, nesse contexto, destacar o trabalho do policial de ponta, aquele que está no dia a dia, fazendo policiamento ostensivo, abordagens e buscas”, afirmou o secretário de Estado de Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

Leia mais:  Governador Casagrande lança Operação Colheita 2021 no Espírito Santo

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, que é coordenador do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, falou sobre a importância da ação como parte estratégica do programa. “Após dois anos de queda, o Brasil registrou, em 2020, aumento no número de homicídios. Dos 50 mil assassinatos registrados naquele ano, cerca de dois terços, foram praticados com emprego de arma de fogo. Nesse sentido, uma das principais estratégias do Programa Estado Presente em Defesa da Vida para reduzir os indicadores de violência letal, no Espírito Santo, é a retirada desse instrumento das mãos dos grupos criminosos”, explicou Duboc.

Alta desde 2018

A série histórica de apreensão de armas indica que os registros vêm aumentando desde 2018, quando teve início a atual gestão, e foi retomado o Programa Estado Presente em Defesa da Vida. Em 2018, o Estado contabilizou a apreensão de 3.005 armas de fogo ao longo de todo o ano. Em 2019 foram 3.338 apreensões e, em 2020, o Estado alcançou um total de 3891 armas apreendidas.

Leia mais:  Morre mãe que usou o corpo para proteger filho de incêndio em Vitória

publicidade

Segurança

Mulher é espancada após flagrar relação sexual do companheiro com amiga dela em festa

Publicado

O caso aconteceu no bairro Morada da Barra, em Vila Velha. Segundo a polícia, as agressões aconteceram depois que a mulher flagrou o companheiro e a amiga

Uma mulher de 39 anos foi espancada pelo companheiro após flagrar o homem tendo relação sexual com uma amiga dela, durante uma festa de aniversário, no bairro Morada da Barra, em Vila Velha

De acordo com a Polícia Militar, após flagrar o ato, a vítima foi tirar satisfação. No entanto, o homem de 34 anos não ficou envergonhado, muito menos pediu desculpas. Ele ficou nervoso e partiu para cima da companheira. 

Ainda segundo informações da polícia, ele teria dado socos no nariz, chutes, e a jogado no chão. A Polícia Militar foi acionada, mas quando chegou, o homem já não estava no local. 

Buscas foram feitas na região, mas ele não foi encontrado. Segundo a polícia, a mulher foi levada para um Pronto Atendimento da região e, após receber atendimento, foi liberada.

Leia mais:  BPMA fiscaliza período de defeso do caranguejo
Continue lendo

Segurança

Guarda municipal de Vitória é preso por furtar picanha e chocolate suíço em supermercado na Serra

Publicado

Inspetor foi pego no estacionamento com itens importados escondidos em uma bolsa

Um inspetor da Guarda Municipal de Vitória foi preso na tarde desta terça-feira (09) por furtar produtos importandos num supermercado no Parque Residencial Laranjeiras, na Serra. Por meio das câmeras de vídeo, ele foi flagrado depositando sorvetes americanos, chocolates suíços e uma peça de picanha numa bolsa, enquanto circulava pelos corredores, como um cliente habitual. 

Segundo a assessoria do supermercado, ele foi abordado pelos seguranças particulares quando saiu da área de compras e estava no estacionamento se preparando para deixar o local.

A Polícia Militar foi acionada e o inspetor foi levado para a Delegacia Regional da Serra, onde a ocorrência está em andamento. Ele entregou, ainda, uma pistola, que utiliza em seu serviço. 

Numa pesquisa de preços no site do supermercado, é possível constatar que os produtos que o homem furtou totalizam uma compra de R$ 600. 

O inspetor recebeu R$ 7 mil de salário em julho. 

Prefeitura de Vitória afasta o inspetor por 120 dias

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória informou que o inspetor foi afastado de suas funções por 120 dias e foi aberto um processo administrativo disciplinar para apuração dos fatos, com ampla defesa e o devido processo legal.

Leia mais:  Governo do Estado entrega 21 novas viaturas para as polícias Militar e Civil

Ressalta ainda que os fatos narrados não representam a postura dos agentes da Guarda Civil Municipal de Vitória, instituição que goza de credibilidade e que tem prestado relevantes serviços à sociedade capixaba.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana