conecte-se conosco


Internacional

Astrônomos descobrem estrela com órbita inusitada e provam previsão de Einstein

Publicado

Astrônomos no Chile usando um dos maiores telescópios do mundo encontraram uma estrela que “dança” em torno de um buraco negro na Via Láctea assim como Albert Einstein pode ter previsto há mais de um século.

A Teoria Geral da Relatividade de Einstein, publicada em 1915, é o fundamento da física moderna, há muito tempo ajudando os cientistas a entenderem as propriedades da gravidade.

Mas o anúncio desta quinta-feira (17) a partir do Observatório do Sul Europeu (ESO, na sigla em inglês), grupo intergovernamental de astrônomos europeus que opera no Chile, prova que a teoria se aplica até mesmo a uma estrela a 26 mil anos-luz do Sol.

Quase 30 anos de medições, segundo disseram os cientistas em nota, permitiram seguir a estrela que seguia sua órbita em fomato de roseta em torno de um buraco negro “super gigantesco” na Via Láctea. A descoberta provou que Einstein, e não seu predecessor Isaac Newton, estava certo. Newton acreditava que o astro viajaria numa trajetória em formato de elipse.

Leia mais:  Índia supera o Brasil como segundo país com mais casos de covid-19

“Esse resultado há muito tempo buscado foi possibilitado pelas medições cada vez mais precisa por quase 30 anos, que permitiram que cientistas desvendassem os mistérios do gigante à espreita no coração da nossa galáxia”, disse o observatório.

A descoberta também oferece novas evidências da existência de um buraco negro chamado Sagittarius A*, cuja massa seria 4 milhões de vezes maior que a do Sol, disse a nota.

publicidade

Internacional

Com mais de 3 mil casos, Tóquio bate novo recorde de casos de Covid-19 em meio às Olimpíadas

Publicado

É o segundo dia seguido com recorde de casos; foram 16 pessoas ligadas ao jogos diagnosticadas com a doença, mas nenhum atleta

Em meio a Olimpíadas, Tóquio registrou pelo segundo dia consecutivo um novo recorde de casos de Covid-19 em um só dia desde o início da pandemia. Foram 3.177 pessoas infectadas com o novo coronavírus nas últimas 24 horas. Na terça-feira, foram 2.848 pessoas diagnosticadas com a doença.

Nas últimas 24 horas, 16 pessoas ligadas aos jogos olímpicos testaram positivo para a Covid-19, mas nenhum atleta. Ontem foram sete casos, o número mais baixo de casos desde o dia 19 de julho, quando apenas 3 ocorrências ligadas aos Jogos foram registradas. O número total agora é de 176 casos, sendo 18 deles de atletas.

Leia mais:  Rússia disponibilizará remédio contra covid-19 na próxima semana
Continue lendo

Internacional

EUA podem voltar a recomendar uso de máscara para vacinados

Publicado

Epidemiologista revelou em entrevista que considera volta do uso do utensílio por conta do aumento de casos de covid-19

O epidemiologista Anthony Fauci, uma das principais autoridades dos Estados Unidos na luta contra a covid-19, admitiu neste domingo (25) que o país pode voltar a recomendar que vacinados contra a doença utilizem máscara, diante do aumento no número de casos de infecção.

“Isso está sendo ativamente considerado”, admitiu o especialista, em entrevista à emissora de televisão americana “CNN”, se referindo, principalmente, aos ambientes fechados.

As declarações dadas por Fauci neste domingo acontecem três dias depois do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do país (CDC) informar que não tinha feito qualquer mudança na política sobre o uso de máscaras, inclusive, por vacinados.

Uma possível mudança nas diretrizes do governo dos EUA não implicaria em alteração em todo o território, já que o CDC apenas emite recomendações, com cada estado e localidade tendo autonomia para decidir a forma de agir.

Em meados de maio, com o avanço da vacinação no país, o órgão mudou as orientações e recomendou que quem estivesse totalmente imunizado já poderia ficar sem máscara na maior parte do tempo, inclusive em ambientes fechados.

No fim de junho, diante da propagação da variante delta, a Organização Mundial da Saúde (OMS), sugeriu que mesmo os vacinados deveriam seguir utilizando o item de proteção, diante da alta no contágio. Os EUA, no entanto, não alteraram a política no país.

Nesta semana, o CDC divulgou que a delta já representa, pelo menos, 83% dos casos de covid-19 no território americano. No país, houve uma alta de 47% na quantidade de positivos, enquanto as internações hospitalares subiram 32%.

Nos Estados Unidos, apenas 57% da população com mais de 12 anos de idade já tomaram todas as doses necessárias para a total imunização contra o novo coronavírus, segundo o divulgou o próprio Centro de Controle e Prevenção de Doenças.

“Estamos avançando na direção errada”, lamentou Fauci, sobre o ritmo da vacinação. O especialista classificou como “um problema”, que metade da população não esteja imunizada e lembrou que o governo está “praticamente suplicando” que as pessoas procurem um ponto de vacinação.

Leia mais:  Tóquio 2020 contabiliza 58 casos de covid-19 na semana da abertura
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana