conecte-se conosco


Cidades

Atenção, MEI! Veja como fazer para emitir notas fiscais eletrônicas

Publicado

Desde o dia 04 de abril os Microempreendedores Individuais (MEIs) do Espírito Santo estão autorizados a fazer a emissão de notas fiscais eletrônicas. Isso porque, a Secretaria da Fazenda (Sefaz) passou a promover a inscrição estadual para os MEIs, atendendo a uma demanda das organizações representantes destes empreendedores.

O auditor fiscal e subgerente Fiscal, Lucas Calvi, explica que antes da emissão da nota fiscal existem alguns passos. “O primeiro é, obviamente, solicitar a inscrição estadual, feito pelo Simplifica ES. Depois que ele consegue a inscrição estadual é preciso pedir o credenciamento, feito no site da Sefaz. Só depois do credenciamento é que as notas fiscais podem ser emitidas”, explicou.

A opção “Inscrição no Estado” está no campo Sefaz/ES, no site do Simplica ES

Na próxima página o empreendedor deve clicar em “Quero solicitar inscrição no Estado para meu M.E.I”.

A partir daí o MEI é direcionado para o portal gov.br, por onde deverá seguir o cadastro. Se todas as informações estiverem corretas, no mesmo dia o empreendedor consegue o número da inscrição estadual. 

Leia mais:  Detran realiza ação na Grande Vitória sobre percepção de risco no trânsito

O passo seguinte é pedir o credenciamento para emissão das notas fiscais eletrônicas. Esse credenciamento é feito no site da Sefaz, clicando em Receita Estadual >> ICMS >> Nota Fiscal Eletrônica >> Credenciamento (clique AQUI para ir direto ao credenciamento).

Na página que abrir, o MEI deve clicar em “Credenciamento em Produção” e fazer seu login – feito com o número do CPF e a senha cadastrada para acesso à Agência Virtual.

Depois de fazer o credenciamento o MEI estará apto para fazer a emissão das notas fiscais eletrônicas. “É importante lembrar que para fazer a emissão de notas fiscais eletrônicas os empreendedores devem ter um software para emitir as notas. Esse software pode ser pago ou gratuito e cada um tem características diferente, cabendo ao usuário decidir qual o melhor para o seu perfil. A parte do serviço público se encerra depois que o empreendedor faz o seu credenciamento para a emissão das notas fiscais”, disse Calvi.

Benefícios

A inscrição não é obrigatória, mas, com ela, os microempreendedores podem emitir notas fiscais eletrônicas. Com as notas fiscais eletrônicas os empreendedores ficam habilitados para vender para órgãos públicos, participar de licitações, realizar vendas para e-commerce, grandes empresas e também para outros Estados.

Leia mais:  Alerta de chuvas intensas e ventos fortes para 24 cidades do ES

“Vale destacar que a liberação da inscrição estadual será voltada para MEIs que tenham atividade econômica no comércio, indústria ou transporte. Ao fazer a solicitação pelo Simplifica-ES, o sistema vai identificar a Classificação Nacional de Atividades Econômicas (CNAE) do empreendedor e, automaticamente, validar ou recusar o pedido”, Lucas Calvi.

Como toda mudança pode gerar dúvidas, os servidores da Sefaz estarão de prontidão para auxiliar os empreendedores que quiserem solicitar a inscrição estadual. “Quem tiver qualquer dúvida ou dificuldade para realizar o procedimento pode entrar em contato com as agências da Receita Estadual, ou mesmo pelo ‘Fale Conosco’ da Sefaz para concluir a inscrição estadual”, informou Calvi.

publicidade

Cidades

Banestes lança laboratório próprio de inovação com foco no mercado capixaba

Publicado

Na tarde dessa quarta-feira (29), foi oficialmente lançado o hub de inovação do Banestes, chamado de Baneshub. O laboratório terá uma sede física, com instalações na Enseada do Sua, em Vitória, com capacidade para cerca de 90 pessoas trabalharem em diferentes projetos de inovação e também com espaço para realização de eventos, treinamentos, pílulas de inovação, dinâmicas, dentre outras atividades.

Recentemente, a área passou a integrar a diretoria de Tecnologia da instituição, vinculada à gerência de dados e de inovação, sob o comando do diretor Tasso Lugon. Desde então, o projeto de concretizar a existência de um laboratório de inovação próprio do Banestes pôde se concretizar.

O diretor-presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, reforçou que esse é mais um importante marco na história de 85 anos do Banestes. “Pela primeira vez, o banco dos capixabas passa não só a integrar o ecossistema de inovação como também a ser uma referência, com a existência do seu próprio hub e desenvolvimento de atividades próprias que irão proporcionar a expansão dos negócios, novas parcerias com startups e fintechs, amplitude aos processos de digitalização, entre outras oportunidades. Nós temos trabalhado internamente em prol do fortalecimento da cultura de inovação, e o lançamento do Baneshub é fruto do trabalho de diversas pessoas e equipes que se conectaram, desde 2019, ao desafio proposto. Uma grande vitória para todo o time Banestes”, ressaltou.

Leia mais:  Mutirão de renegociação de dívidas do Banestes é prorrogado

O lançamento aconteceu com a realização de um evento de apresentação, na sede do hub de inovação de engenharia e construção capixaba, o Base27, que tem parceria firmada com o Banestes. Participaram do evento a diretoria do Sistema Financeiro Banestes, convidados e lideranças de áreas diversas do banco.

Durante a apresentação da nova iniciativa do banco, o diretor de Tecnologia, Tasso Lugon, destacou ainda que o objetivo não é exclusivo à digitalização, e sim, ao movimento de transformação digital com foco na melhoria da experiência do cliente. “A área de inovação, apesar de vinculada à diretoria de tecnologia do Banestes, não visa somente à transformação digital. Os meios digitais, com o avanço tecnológico, permitem que o Baneshub seja um ambiente que vai fomentar a inovação para toda a estrutura do banco, cooperando com o desenvolvimento e evolução de novos serviços e também com frentes de análise de dados, que irão garantir uma experiência ainda melhor aos clientes, que visam suas necessidades reais. A transformação digital faz parte desse processo, mas o centro da inovação permeia também o contato humano, as necessidades primordiais dos clientes, as facilidades e benefícios que podemos agregar ao dia a dia dos capixabas”, disse Lugon.

Leia mais:  Detran-ES lança serviços on-line para recursos de multas e penalidades

Também realizaram apresentações a gerente de Dados e Inovação do Banestes, Camila Zacche, e Francisco Carvalho, um dos criadores do Base 27. Camila Zacche apresentou detalhes dos projetos e principais iniciativas que serão desenvolvidas com o início das atividades. “É importante olharmos para dentro, para incentivarmos a cultura de inovação, mas também é importante reforçarmos o nosso olhar para fora, para as necessidades dos clientes, com foco na transformação inovadora vinculada ao digital. A utilização de dados propicia tomadas de decisão que geram valor e, portanto, aperfeiçoamento do relacionamento com o cliente. Com isso, vamos desenvolver projetos como digitalização de documentos, desburocratização, faq inteligente, novos canais de comunicação interna com foco em inovação, e outros. Estamos inseridos no ecossistema de inovação e temos excelentes parceiros para o desenvolvimento das iniciativas”, enfatizou a gerente.

Continue lendo

Cidades

Banestes realiza nova edição do Feirão Acordo Fácil

Publicado

Começa nesta sexta-feira (1º) mais uma edição do Feirão Acordo Fácil Banestes. Os clientes terão acesso a descontos de até 100% em juros, correção e multa, além do parcelamento da dívida em até 120 meses. É a melhor condição para renegociação de dívidas da história da instituição.

A ação vai ocorrer com atendimento presencial nas agências e de forma on-line, pelo site Banestes. O cliente deve acessar o menu “Créditos” e escolher a opção “Renegociação de Dívidas”, ou clicar direto no link www.banestes.com.br/feiraoacordofacil. Após preencher o formulário, o usuário receberá retorno pelo telefone ou endereço de e-mail informado para negociação.

Podem solicitar a renegociação clientes pessoa física ou jurídica, com dívidas judicializadas ou não. O Banco se disponibiliza a avaliar a concessão de até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de definir um novo prazo de parcelamento da dívida, que pode chegar a 120 meses. É importante lembrar que os descontos são sempre maiores para quem decide pagar à vista.  

Leia mais:  Prazo de inscrição nas 2.254 vagas do Qualificar ES termina nesta quinta-feira (28)

Podem ser renegociados todos os produtos oferecidos pelo Banestes. Por exemplo, contratos de antecipação de Imposto de Renda, crédito pessoal, microcrédito, antecipação do 13º salário, cheque especial e cartão de crédito.

É necessário que a dívida não ultrapasse o valor de até R$ 500 mil para clientes pessoa física (PF) e R$ 1 milhão para clientes pessoa jurídica (PJ). Em ambos os casos, o atraso precisa ser superior a 60 dias. O Feirão Acordo Fácil vai até 30 de setembro.

Serviço:

Feirão Acordo Fácil Banestes

  • Período: de 1º de julho a 30 de setembro.
  • Públicos-alvo: pessoas físicas ou jurídicas, com dívidas judicializadas ou não, com valor de até R$ 500 mil para clientes PF e de até R$ 1 milhão para clientes PJ, e com atraso superior a 60 dias.
  • Benefício: condições diferenciadas de negociação, como até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de opções de parcelamento em até 120 meses.
  • Link para renegociação: www.banestes.com.br/feiraoacordofacil

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana