conecte-se conosco


Brasil

Avião com vacinas da Covid-19 bate em jumento ao pousar na Bahia

Publicado

Informação foi compartilhada nas redes sociais. Piloto não ficou ferido no acidente, já o animal ficou ferido e fugiu.

O prefeito de Ibotirama, Laercio Santana (PSB), falou sobre o avião com vacinas da Covid-19 que bateu em um jumento nesta quarta-feira (3). A informação foi compartilhada nas redes sociais da prefeitura da região após o ocorrido.

Aeronave bateu em jumento pouco depois de pousar na pista do aeródromo de Ibotirama — Foto: Gazeta 5

“Hoje, infelizmente, me deparo com a situação indesejada, mas graças a Deus sem nenhum prejuízo à saúde das pessoas. A gente tem que focar na responsabilidade de tentar ao máximo não deixar seus animais soltos”, falou.

Ainda segundo Laercio, a prefeitura vai iniciar o processo de captação desses animais das ruas, além de notificar os donos.

O prefeito também falou que está com um projeto pronto para que “consiga fazer novamente a proteção do aeroporto”, no entanto, ele disse que a população precisa ter consciência e não utilizar a pista do aeródromo.

“O povo tem que ter a consciência de não atravessar de moto, de não fazer [o aeródromo] de pista de caminhada. A gente tem que ter a noção que esse aeroporto é para nossa segurança, é para nossa funcionalidade do município. Peço encarecidamente a cada um de vocês: não façam caminhada no aeroporto, não deixem seus animais soltos na rua. Isso é muito importante”, pediu.

Na ocasião, o prefeito ainda ressaltou a importância do aeroporto para a região.

“A gente depende dele para que as coisas cheguem mais rápido e, caso necessário, a gente precise tirar alguém com UTI aérea agora no tempo da vacinação, onde nós somos o primeiro município do oeste a iniciar o processo de vacinação”, explicou.

Um avião da Casa Militar do Governador da Bahia, que fazia o transporte de doses da vacina contra a Covid-19 para a cidade de Ibotirama, no oeste do estado, se chocou contra um jumento que estava na pista do aeródromo do município, nesta quarta-feira.

A aeronave transportava quatro caixas com vacinas, que não foram danificadas. De acordo com a Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), não houve problemas com o imunizante nem com o piloto.

A aeronave teve danos pequenos e outro avião foi deslocado para dar a sequência ao transporte das vacinas.

A Sesab informou que o acidente não comprometeu a distribuição do imunizante. No entanto, por causa da logística, haveria atraso na chegada das vacinas às cidades de Barreiras, Guanambi e Santa Maria da Vitória, na região oeste do estado, vizinhas a Ibotirama. Até às 17h40 desta quarta, a Sesab não soube informar se as doses das vacinas já chegaram nos municípios.

Aeronave atingiu jumento em pista do aeródromo em Ibotirama — Foto: Gazeta 5

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP), o acidente aconteceu pouco depois que a aeronave pousou na pista. Uma equipe da Polícia Militar esteve no local para prestar auxílio à ocorrência e verificou que o animal ficou ferido e fugiu do local. Não há informações sobre as extensões dos ferimentos do animal.

Leia mais:  Cinquenta doses de CoronaVac são furtadas em centro municipal de Saúde do Rio
publicidade

Brasil

Menino de 4 anos morre após ser picado por escorpião

Publicado

Um menino de 4 anos de idade morreu após ser picado por um escorpião em casa, segundo a Vigilância Sanitária de Pires do Rio, no sudeste de Goiás. De acordo com o órgão, a reação à picada causou uma série de paradas cardíacas durante o atendimento médico, até que Davi Lucca Ferreira Borges não resistiu.
O acidente aconteceu no sábado (17/4). Renata Ferreira Cardoso, de 28 anos, mãe do menino, disse que ele acordou de madrugada com episódios de vômitos e reclamava de dor de cabeça.
“Ele vomitava sem parar, tipo uma secreção com espuma. Ele foi medicado e voltou para casa. Em casa, ele dormiu, mas estava muito gelado e delirando, falando coisas sem nexo. Então, voltamos para o hospital e o quadro se agravou”, contou a mãe.
Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Davi Lucca “foi admitido no pronto-socorro, choroso, vomitando e com hiperglicemia”.
Durante o atendimento, o menino teve três paradas cardíacas que foram revertidas pela equipe médica.
A SMS também detalhou que, por causa do estado do paciente, ele foi transferido via UTI móvel ao Hospital de Doenças Tropicais (HDT), em Goiânia, e internado em Unidade de Terapia Intensiva, mas que nos dez minutos seguintes teve outra parada cardíaca e não resistiu.

Leia mais:  Advogado escreve receita de pamonha na petição para provar que juiz não lê os autos
Continue lendo

Brasil

Pintura de mural que custou R$ 400 mil desmancha quatro meses em RR

Publicado

Obra, assinada pelo artista brasileiro Eduardo Kobra, foi pintada em um mural no Parque do Rio Branco, inaugurado em dezembro do ano passado. Prefeitura disse que hipótese é que além da exposição ao sol, o problema seja devido ao grande volume de chuvas na capital e umidade no muro.

A pintura no mural principal do Parque Rio Branco, em Boa Vista, desmanchou quatro meses após a inauguração do local. A obra, que representa uma iguana gigante e é assinada pelo artista brasileiro internacionalmente reconhecido Eduardo Kobra, custou R$ 400 mil aos cofres públicos, conforme extrato publicado no Diário Oficial do Município (DOM). O valor foi pago pela prefeitura.

Procurada, a prefeitura de Boa Vista, responsável pelo Parque, informou por meio de nota que a situação será avaliada, mas a hipótese é que além da exposição ao sol, o problema seja devido ao grande volume de chuvas na capital e umidade no muro. Disse ainda que entrou em contato com o artista responsável pela obra no mural e que uma equipe será enviada para fazer os reparos.

Eduardo Kobra disse a reportagem que não é comum a pintura derreter em um curto tempo e que uma equipe deve fazer a restauração do muro na próxima semana.

O Parque do Rio Branco foi inaugurado em dezembro do ano passado, em uma uma festa que gerou aglomeração, com pessoas sem máscaras e sem distanciamento social.

Mural no Parque Rio Branco é assinado pelo artista brasileiro Eduardo Kobra — Foto: Vanessa Fernandes/G1 RR

Mural no Parque Rio Branco é assinado pelo artista brasileiro Eduardo Kobra

Outros murais do Parque do Rio Branco

O parque também possui outro espaço onde foram pintadas 34 obras de artistas locais, dentro do tema “Nosso Rio, Nossa História, Nossas Famílias”. Ao todo, a prefeitura pagou R$ 6 mil a cada um dos 25 artistas selecionados. Dessas, apenas duas tinham deterioração. Questionada, a prefeitura não respondeu se devem ser restauradas.

O Parque do Rio Branco estava em construção desde 2018, na gestão da ex-prefeita Teresa Surita (MDB). O espaço foi erguido à margens principal rio do estado, onde era o Caetano Filho, antigo “Beiral”, região que alagava no período do inverno. Lá, viviam cerca de 350 famílias que foram removidas e receberam indenização pela mudança.

O projeto de construção do espaço foi orçado em R$ 134,4 milhões – desses, R$ 104 milhões foram repassados pelo Ministério do Turismo e o restante contrapartida do município. A prefeitura, no entanto, não informou se esse valor sofreu alguma alteração ao longo dos dois três anos de obra.

Obra de artista local no muro do Parque Rio Branco — Foto: Polyana Girardi/G1 RR

Obra de artista local no muro do Parque Rio Branco, essa não “derreteu”.

Leia mais:  Brasileiros compartilham mais memes do que notícias sobre o Coronavírus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana