conecte-se conosco


Política e Governo

Banestes alcança resultado positivo de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano

Publicado

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes S.A.) obteve lucro líquido de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano – janeiro, fevereiro e março de 2020, crescimento de 30,2% quando comparado ao mesmo período de 2019. O resultado foi divulgado ao público, nesta terça-feira (26), no portal oficial do Banco e nos sites da CVM e da Bolsa de Valores.

A margem financeira avançou 24,6% e o resultado operacional da Instituição elevou-se em 51,2%, o que demonstra a boa capacidade de retenção de lucratividade na atividade comercial e a eficiência gradativa na gestão de custos na operação bancária. O lucro líquido por ação chegou a R$ 0,26 no período, e a rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio (ROE) foi de 15,1%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, foram destinados ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 18,6 milhões, valor este aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento estadual. O bom desempenho do Banestes se reflete, portanto, em ganhos para a sociedade capixaba.

O anúncio do resultado acontece em meio ao cenário de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, ressalta que o todo o esforço e atividades do Banco neste momento têm como foco e atenção atender à população capixaba com a oferta de soluções financeiras em prol da diminuição dos impactos negativos causados pela pandemia.

“Estamos sempre ao lado dos capixabas. Neste momento tão delicado, o Banestes está focado em atender às demandas da população capixaba, de forma a contribuir com a manutenção do desenvolvimento econômico do Estado. Ofertamos, desde o início da pandemia, linhas de crédito com condições diferenciadas e outras soluções financeiras, com condições exclusivas no mercado atual, como os até 180 dias para reparcelamento de créditos. O Banestes já alcançou o patamar de mais de R$ 1 bilhão em concessões de crédito desde o início do ano para auxílio dos setores produtivos“, destaca Amarildo Casagrande.

Ações de auxílio econômico em decorrência da pandemia

Em função da pandemia do novo coronavírus, o Banestes vem atuando fortemente na economia, com o objetivo intrínseco de redução dos impactos econômicos nos vários setores da economia capixaba.

Em parceria com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), o Banestes disponibilizou o montante de R$ 250 milhões para uma linha de Crédito Emergencial para empresas de todos os portes e setores industriais, com condições diferenciadas de parcelamento e taxas, visando a contribuir com a manutenção da capacidade financeira do setor produtivo. Até o momento, o Banestes já liberou mais de R$ 120 milhões em recursos, em um total de aproximado de 1.100 contratos. Além disso, estão em análise pelo Banestes outros quase 1 mil contratos, que chegam ao valor total aproximado de R$ 195 milhões.

Além disso, o Banestes detém a operação das linhas de crédito com garantia adicional do Fundo de Aval Bandes, anunciadas pelo Governo do Estado do Espírito Santo: Microcrédito Emergencial Covid-19, com taxa zero, e Capital de Giro Emergencial Covid-19, com taxa de CDI. As linhas dão suporte a micros e pequenos empreendedores, associações, cooperativas e sindicatos de agricultores familiares. Até o momento, já foram liberados um total de aproximado de R$ 2 milhões em propostas de crédito contratadas para tais linhas, e outras propostas seguem em análise e também em fase de captação.

Outras duas linhas são operadas pelo Banco neste cenário de pandemia: Nossocrédito Emergencial, uma atuação emergencial do Programa Nossocrédito que já liberou mais de R$ 9,4 milhões em recursos, e BNDES Crédito Pequenas Empresas, com a oferta de capital de giro para as empresas que faturam até R$ 300 milhões por ano.

Outra facilidade anunciada pelo Banestes foi a possibilidade de reparcelamento de operações de crédito em até 180 dias, condição única no mercado, tanto para clientes pessoa física (PF) quanto pessoa jurídica (PJ). O Banco expandiu ainda o período de isenção de juros no Cheque Especial PF para 15 dias. Ao total, o Banestes já realizou mais de R$ 400 milhões em repactuação de contratos.

Para o pagamento de contas, o Banestes anunciou a isenção na cobrança de juros para pagamentos de contas de consumo e de tributos realizados com o cartão de crédito Banescard em uma parcela. Para pagamentos parcelados em até seis vezes, foram reduzidas as taxas. Além disso, não será cobrado o valor de tarifa do serviço. O Banco baixou ainda os juros do parcelamento da fatura dos cartões de crédito Banescard e Banestes Visa.

Números e destaques do 1º trimestre de 2020

O patrimônio líquido do Banestes alcançou em 31/03/2020 o valor de R$ 1,6 bilhão, expandindo 2,1% em 12 meses. Em março de 2020, os recursos aplicados (total do ativo) contabilizaram o saldo de R$ 27,1 bilhões, expandindo 14,3% sobre a posição de dezembro de 2019 e 6,0% em doze meses.

A carteira de crédito ampliada registrou o saldo de R$ 7,3 bilhões, crescente 6,6% em relação à posição de dezembro de 2019 e 26,3% em doze meses. A carteira de crédito comercial (conceito Bacen) atingiu R$ 4,5 bilhões, expandindo 6,2% contra dezembro de 2019 e 11,3% em doze meses. Desse montante, R$ 2,9 bilhões (63,9%) são de operações com pessoas físicas e R$ 1,6 bilhão com pessoas jurídicas (36,1%). Da carteira de pessoa jurídica, 81,4% são concessões a micro, pequenas e médias empresas e 18,6% a grandes empresas.

O índice de inadimplência (> 90 dias) da carteira de crédito ampliada ficou em 2,2%. Enquanto a inadimplência (> 90 dias) da carteira de crédito comercial atingiu 3,5%. As operações com atraso superior a 90 dias no segmento de pessoa física atingiram 2,7%, enquanto, no segmento corporativo fechou em 4,9%.

O canal mobile segue como principal canal de transações para os clientes, com um total de 16 milhões de transações, expansão de 18,0% sobre o mesmo período de 2019. Os canais digitais (Internet Banking e Mobile) foram responsáveis por 5 milhões de transações financeiras, crescendo 33,0% na mesma comparação.

Os cartões de crédito e débito Banescard e Banestes Visa continuam a crescer em um ritmo expressivo, tornando-se cada vez mais importantes no portfólio de produtos da Instituição.

O Banestes manteve à disposição de seus clientes sua extensa rede de atendimento, presente em todos os 78 municípios do Estado do Espírito Santo, sendo em 19 deles o único banco com agência instalada. Ao todo, são 867 pontos de atendimento, compostos por 152 unidades de atendimento (entre agências e postos), 328 postos de atendimento eletrônico e 387 correspondentes Banesfácil.

No trimestre, foi investida em Tecnologia da Informação e Comunicação a quantia de R$ 3 milhões, proporcionando melhorias nos serviços bancários, como a modernização de sistemas de informação, da infraestrutura de comunicação, da segurança da informação e da rede de autoatendimento.

Tais investimentos têm o objetivo de possibilitar ao Banco soluções de negócio aderentes à transformação digital. Os trabalhos estão focados na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais, principalmente nos canais Internet Banking e BANESTES.Corp (ferramenta voltada para clientes Pessoa Jurídica) e nos canais Aplicativos Banestes, Banestes Cartões e Abre Conta Banestes.

Sobre o BANESTES

Com uma base de mais de 1 milhão de clientes, o Banestes (B3: BEES3, BEES4), sociedade anônima de capital aberto e de economia mista, criada em 1937, é um banco múltiplo controlado pelo Estado do Espírito Santo e um dos mais importantes agentes de crédito do Estado.

Em seus 83 anos de história, contribui decisivamente para o desenvolvimento socioeconômico local e compõe, com mais três empresas (Banestes Seguros S.A., Banestes Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. e Banestes Administradora, Corretora de Seguros, Previdência e Capitalização Ltda.), o Sistema Financeiro Banestes (SFB).

Oferece um portfólio completo de soluções, produtos e serviços financeiros aos seus clientes e detém a maior rede bancária do Estado do Espírito Santo.

Leia mais:  Casagrande assina Projeto de Lei que incentiva pesquisa, exploração e produção de petróleo e gás no ES
publicidade

Política e Governo

Suporte econômico: operações de crédito emergencial atingem mais de R$ 720 milhões liberados pelo Banestes

Publicado

Em pouco mais de um ano e meio do início da pandemia da Covid-19, as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes atingem mais de R$ 720 milhões em operações para empreendedores.

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes), que tem mantido a relevante atuação de principal banco credor do Espírito Santo no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, como medidas de suporte econômico em decorrência da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) divulgou, nesta semana, o balanço atualizado das operações. Já são mais de R$ 720 milhões liberados nas linhas de crédito emergencial, em mais de 21 mil operações.

São beneficiadas pelas medidas de acesso ao crédito facilitado e com condições diferenciadas as empresas capixabas de todos os portes: micro, pequenos e médios empreendedores, além das grandes empresas e também o setor industrial. 

“O Banestes tem desempenhado um importante papel de incentivo à economia e permanece atuando como o principal banco credor do Estado no acesso às linhas especiais de crédito emergencial, lançadas como medida econômica para enfrentamento da pandemia, em parceria com o Governo do Estado, por meio do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), do Programa Nossocrédito e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), para a concessão de microcrédito”, ressaltou do diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande.

As operações de crédito emergencial pelo Banestes tiveram início em março de 2020, a partir do avanço da primeira onda da pandemia da Covid-19 no Estado, que, em decorrência das importantes medidas de isolamento social, impactaram no andamento das atividades econômicas.

“Agimos rápido em busca de soluções que dessem suporte aos negócios, à manutenção dos empregos e à solidez do nosso Estado. Além das linhas especiais para os empreendedores, também lançamos soluções de suporte aos clientes pessoa física e repactuamos mais de R$ 580 milhões em operações de crédito. Atingimos, neste mês, a marca de mais de R$ 720 milhões liberados, em mais de 21 mil operações. Esse volume representa o sólido comprometimento do Banestes com o povo capixaba. Permanecemos atentos aos cuidados com os nossos colaboradores e clientes, com a manutenção dos nossos serviços e com a sustentabilidade do nosso banco”, destacou Amarildo Casagrande.

As informações sobre as linhas de crédito emergencial operadas pelo Banestes, assim como sobre as outras soluções financeiras disponíveis como medidas de enfrentamento à pandemia, estão disponíveis para acesso à população pelo site www.banestes.com.br/estamosjuntos. No site, também é possível acessar as informações para contato com o banco.

Números do 1º semestre

No primeiro semestre de 2021, o Banestes registrou lucro líquido total de R$ 114 milhões. O lucro líquido recorrente foi de R$ 109 milhões, o que, ao comparar os resultados recorrentes do primeiro semestre de 2021 com o período equivalente a 2020 (R$ 87 milhões), o crescimento foi de 25,0%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, no primeiro semestre do ano foi destinado ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 33 milhões, valor aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento Estadual.

Crédito Emergencial Banestes:

  • Em 1 ano e 08 meses, mais de R$ 720 milhões liberados em crédito emergencial para empresas de todos os portes e microempreendedores capixabas;
  • Mais de 21 mil operações emergenciais realizadas;
  • Mais de R$ 583 milhões em renegociações de contratos de crédito;
  • Informações detalhadas sobre linhas de crédito e outros auxílios disponíveis em www.banestes.com.br/estamosjuntos.

Leia mais:  Governo anuncia medidas econômicas para ajudar produtores rurais afetados pela pandemia do Coronavírus
Continue lendo

Política e Governo

Governador apresenta Plano de Investimentos a prefeitos e lideranças da região Litoral Sul

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, realizou, na manhã desta quinta-feira (16), um encontro com prefeitos e lideranças da região Litoral Sul. Durante a reunião de trabalho, realizada no município de Anchieta, foi apresentado o Plano de Investimentos 2020/2021, do Governo do Estado. Desde o início de agosto, o governador vem realizando encontros semanais com vereadores e agora inicia essas agendas com prefeitos e lideranças de todas as microrregiões do Espírito Santo.

Participaram desse primeiro encontro os prefeitos e lideranças dos municípios de Alfredo Chaves, Iconha, Rio Novo do Sul, Anchieta, Piúma, Marataízes, Presidente Kennedy e Itapemirim.

Para o governador, é importante apresentar os investimentos que estão sendo realizados, assim como entender as principais demandas para investimentos futuros. “Estamos apresentando o que estamos fazendo e também falando sobre o que ainda vamos realizar. Agora, com a pandemia mais controlada, podemos realizar esses encontros, em que expomos de forma clara e transparente onde estamos alocando os recursos públicos e quais são os nossos principais investimentos”, disse.

Casagrande destacou que os encontros servem também para ouvir de prefeitos, vereadores e demais lideranças quais são as principais demandas dos municípios. “É importante receber essas demandas para que a gente possa mudar a vida das pessoas, que é a nossa principal função enquanto gestor público. Essa região, em especial, sofreu muito com as fortes chuvas, principalmente as cidades de Iconha e Alfredo Chaves, que foram alvo de um trabalho de reconstrução no último ano por parte do Governo do Estado”, pontuou.

O governador prosseguiu: “Temos diversas outras obras nessa região, como em Costa Azul, em Iriri, Castelhanos e na chegada de Anchieta. Em breve vamos dar a ordem de serviço da recuperação de Meaípe e da orla de Piúma, além de um contorno para a cidade. Vamos continuar realizando importantes investimentos para mudar a vida do capixaba.”

O prefeito de Cachoeiro de Itapemirim, Vitor Coelho, que preside a Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes), parabenizou o Governo do Estado pelos investimentos realizados nos municípios. “Fico feliz em ver os números dos investimentos do Estado, que estão crescendo de forma exponencial ano a ano. Como é bom ser capixaba nesse momento e ver como o Governo do Estado está investindo e desenvolvendo os municípios. Quero que cada município cresça cada vez mais para fortalecer o Espírito Santo e termos ainda mais visibilidade no cenário nacional”, declarou.

O prefeito anfitrião do encontro, Fabricio Petri, agradeceu a reunião e elogiou a iniciativa de apresentar os investimentos aos prefeitos. “Nossa gratidão ao governador por realizar reuniões setorizadas, pois é fundamental sabermos onde estão sendo realizados os investimentos e apresentar nossas principais demandas. Com muito comprometimento, o Governo do Estado vem realizando investimentos em todos os municípios. São investimentos nítidos, em que o morador sente na pele”, afirmou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes participou do encontro e citou algumas ações do Governo do Estado, destacando o Programa Agenda Mulher, coordenado no âmbito da Vice-Governadoria. “O programa representa a voz das mulheres no centro do poder do Espírito Santo. Precisamos reduzir a violência, mobilizando também os homens para esse debate”, ponderou.

Também estiveram presentes o secretário de Estado de Governo, Gilson Daniel; os deputados estaduais Janete de Sá, Emilio Mameri, Coronel Alexandre Quintino e Luciano Machado; os prefeitos Tininho Batista (Marataízes), Tiago Peçanha (Itapemirim), Fernando Lafayete (Alfredo Chaves), Paulo Cola (Piúma), Gedson Paulino (Iconha), Nei Castelari (Rio Novo do Sul) e Dorlei Fontão (Presidente Kennedy); além de secretários municipais, vereadores e lideranças.

Leia mais:  Governo anuncia medidas econômicas para ajudar produtores rurais afetados pela pandemia do Coronavírus
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana