conecte-se conosco


Política e Governo

Banestes alcança resultado positivo de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano

Publicado

O Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes S.A.) obteve lucro líquido de R$ 83 milhões no primeiro trimestre do ano – janeiro, fevereiro e março de 2020, crescimento de 30,2% quando comparado ao mesmo período de 2019. O resultado foi divulgado ao público, nesta terça-feira (26), no portal oficial do Banco e nos sites da CVM e da Bolsa de Valores.

A margem financeira avançou 24,6% e o resultado operacional da Instituição elevou-se em 51,2%, o que demonstra a boa capacidade de retenção de lucratividade na atividade comercial e a eficiência gradativa na gestão de custos na operação bancária. O lucro líquido por ação chegou a R$ 0,26 no período, e a rentabilidade sobre o patrimônio líquido médio (ROE) foi de 15,1%.

Sob a forma de juros sobre capital próprio, foram destinados ao acionista controlador, o Estado do Espírito Santo, a quantia de R$ 18,6 milhões, valor este aplicado conforme as prioridades de investimentos definidas no orçamento estadual. O bom desempenho do Banestes se reflete, portanto, em ganhos para a sociedade capixaba.

O anúncio do resultado acontece em meio ao cenário de pandemia do novo Coronavírus (Covid-19). O diretor-presidente do Banestes, José Amarildo Casagrande, ressalta que o todo o esforço e atividades do Banco neste momento têm como foco e atenção atender à população capixaba com a oferta de soluções financeiras em prol da diminuição dos impactos negativos causados pela pandemia.

“Estamos sempre ao lado dos capixabas. Neste momento tão delicado, o Banestes está focado em atender às demandas da população capixaba, de forma a contribuir com a manutenção do desenvolvimento econômico do Estado. Ofertamos, desde o início da pandemia, linhas de crédito com condições diferenciadas e outras soluções financeiras, com condições exclusivas no mercado atual, como os até 180 dias para reparcelamento de créditos. O Banestes já alcançou o patamar de mais de R$ 1 bilhão em concessões de crédito desde o início do ano para auxílio dos setores produtivos“, destaca Amarildo Casagrande.

Ações de auxílio econômico em decorrência da pandemia

Em função da pandemia do novo coronavírus, o Banestes vem atuando fortemente na economia, com o objetivo intrínseco de redução dos impactos econômicos nos vários setores da economia capixaba.

Em parceria com o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), o Banestes disponibilizou o montante de R$ 250 milhões para uma linha de Crédito Emergencial para empresas de todos os portes e setores industriais, com condições diferenciadas de parcelamento e taxas, visando a contribuir com a manutenção da capacidade financeira do setor produtivo. Até o momento, o Banestes já liberou mais de R$ 120 milhões em recursos, em um total de aproximado de 1.100 contratos. Além disso, estão em análise pelo Banestes outros quase 1 mil contratos, que chegam ao valor total aproximado de R$ 195 milhões.

Além disso, o Banestes detém a operação das linhas de crédito com garantia adicional do Fundo de Aval Bandes, anunciadas pelo Governo do Estado do Espírito Santo: Microcrédito Emergencial Covid-19, com taxa zero, e Capital de Giro Emergencial Covid-19, com taxa de CDI. As linhas dão suporte a micros e pequenos empreendedores, associações, cooperativas e sindicatos de agricultores familiares. Até o momento, já foram liberados um total de aproximado de R$ 2 milhões em propostas de crédito contratadas para tais linhas, e outras propostas seguem em análise e também em fase de captação.

Outras duas linhas são operadas pelo Banco neste cenário de pandemia: Nossocrédito Emergencial, uma atuação emergencial do Programa Nossocrédito que já liberou mais de R$ 9,4 milhões em recursos, e BNDES Crédito Pequenas Empresas, com a oferta de capital de giro para as empresas que faturam até R$ 300 milhões por ano.

Outra facilidade anunciada pelo Banestes foi a possibilidade de reparcelamento de operações de crédito em até 180 dias, condição única no mercado, tanto para clientes pessoa física (PF) quanto pessoa jurídica (PJ). O Banco expandiu ainda o período de isenção de juros no Cheque Especial PF para 15 dias. Ao total, o Banestes já realizou mais de R$ 400 milhões em repactuação de contratos.

Para o pagamento de contas, o Banestes anunciou a isenção na cobrança de juros para pagamentos de contas de consumo e de tributos realizados com o cartão de crédito Banescard em uma parcela. Para pagamentos parcelados em até seis vezes, foram reduzidas as taxas. Além disso, não será cobrado o valor de tarifa do serviço. O Banco baixou ainda os juros do parcelamento da fatura dos cartões de crédito Banescard e Banestes Visa.

Números e destaques do 1º trimestre de 2020

O patrimônio líquido do Banestes alcançou em 31/03/2020 o valor de R$ 1,6 bilhão, expandindo 2,1% em 12 meses. Em março de 2020, os recursos aplicados (total do ativo) contabilizaram o saldo de R$ 27,1 bilhões, expandindo 14,3% sobre a posição de dezembro de 2019 e 6,0% em doze meses.

A carteira de crédito ampliada registrou o saldo de R$ 7,3 bilhões, crescente 6,6% em relação à posição de dezembro de 2019 e 26,3% em doze meses. A carteira de crédito comercial (conceito Bacen) atingiu R$ 4,5 bilhões, expandindo 6,2% contra dezembro de 2019 e 11,3% em doze meses. Desse montante, R$ 2,9 bilhões (63,9%) são de operações com pessoas físicas e R$ 1,6 bilhão com pessoas jurídicas (36,1%). Da carteira de pessoa jurídica, 81,4% são concessões a micro, pequenas e médias empresas e 18,6% a grandes empresas.

O índice de inadimplência (> 90 dias) da carteira de crédito ampliada ficou em 2,2%. Enquanto a inadimplência (> 90 dias) da carteira de crédito comercial atingiu 3,5%. As operações com atraso superior a 90 dias no segmento de pessoa física atingiram 2,7%, enquanto, no segmento corporativo fechou em 4,9%.

O canal mobile segue como principal canal de transações para os clientes, com um total de 16 milhões de transações, expansão de 18,0% sobre o mesmo período de 2019. Os canais digitais (Internet Banking e Mobile) foram responsáveis por 5 milhões de transações financeiras, crescendo 33,0% na mesma comparação.

Os cartões de crédito e débito Banescard e Banestes Visa continuam a crescer em um ritmo expressivo, tornando-se cada vez mais importantes no portfólio de produtos da Instituição.

O Banestes manteve à disposição de seus clientes sua extensa rede de atendimento, presente em todos os 78 municípios do Estado do Espírito Santo, sendo em 19 deles o único banco com agência instalada. Ao todo, são 867 pontos de atendimento, compostos por 152 unidades de atendimento (entre agências e postos), 328 postos de atendimento eletrônico e 387 correspondentes Banesfácil.

No trimestre, foi investida em Tecnologia da Informação e Comunicação a quantia de R$ 3 milhões, proporcionando melhorias nos serviços bancários, como a modernização de sistemas de informação, da infraestrutura de comunicação, da segurança da informação e da rede de autoatendimento.

Tais investimentos têm o objetivo de possibilitar ao Banco soluções de negócio aderentes à transformação digital. Os trabalhos estão focados na ampliação de prestação de serviços pelos canais digitais, principalmente nos canais Internet Banking e BANESTES.Corp (ferramenta voltada para clientes Pessoa Jurídica) e nos canais Aplicativos Banestes, Banestes Cartões e Abre Conta Banestes.

Sobre o BANESTES

Com uma base de mais de 1 milhão de clientes, o Banestes (B3: BEES3, BEES4), sociedade anônima de capital aberto e de economia mista, criada em 1937, é um banco múltiplo controlado pelo Estado do Espírito Santo e um dos mais importantes agentes de crédito do Estado.

Em seus 83 anos de história, contribui decisivamente para o desenvolvimento socioeconômico local e compõe, com mais três empresas (Banestes Seguros S.A., Banestes Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. e Banestes Administradora, Corretora de Seguros, Previdência e Capitalização Ltda.), o Sistema Financeiro Banestes (SFB).

Oferece um portfólio completo de soluções, produtos e serviços financeiros aos seus clientes e detém a maior rede bancária do Estado do Espírito Santo.

Leia mais:  Jardim Camburi é o sonho de desejo dos pré-candidatos a vereador
publicidade

Política e Governo

Governo do Estado firma termo de compromisso com setor produtivo visando combate à pandemia

Publicado

Diante do aumento de casos do novo Coronavírus (Covid-19), o Governo do Estado firmou, nesta quinta-feira (27), um Termo de Compromisso com entidades do setor produtivo (federações, associações e sindicatos representantes de segmentos econômicos) visando ampliar as ações de enfrentamento à pandemia no Espírito Santo. O documento foi discutido com representantes das entidades, durante reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, com a participação do governador Renato Casagrande.

Pelo documento, as entidades subscritoras firmaram o compromisso de “atuar de maneira ativa e colaborativa com o Estado do Espírito Santo e com os Municípios capixabas no enfrentamento do atual estágio da pandemia”, firmando um pacto em prol da defesa da população e da sociedade capixaba, com a adoção de medidas, dentro dos limites de suas atribuições institucionais.

“Estamos antecipando a nossa Sala de Situação que acontece todas às sextas-feiras para podermos juntos construir esse documento. É uma decisão para este momento, sem prejuízo de novas deliberações no futuro. Não podemos ficar inflexíveis. Hoje tem frentes de ação: vacinação, ampliação da testagem e a cobrança dos protocolos. Esse termo caminha nesse mesmo sentido. Independentemente do risco do município, a vacinação será uma obrigatoriedade em todos os setores”, afirmou o governador Casagrande, que concedeu uma entrevista coletiva à imprensa logo após a reunião.

Entre as medidas pactuadas no documento, estão: atendimento das medidas qualificadas definidas pelo Governo do Estado e Municípios para o enfrentamento da pandemia; auxílio aos órgãos competentes na fiscalização das medidas e legislação referente ao Covid-19; uso de máscaras nos estabelecimentos empresariais; reforço das boas práticas de higiene; exigência da comprovação do certificado de vacinação nas hipóteses previstas na Portaria Sesa nº 013-R/2021; e o incentivo a vacinação de funcionários, clientes e da sociedade em geral contra o coronavírus.

Em relação aos eventos sociais, esportivos, corporativos, shows e afins, os estabelecimentos deverão respeitar o limite de público de 50% da capacidade de ocupação do espaço, no limite máximo de 1.200 pessoas. Nos municípios classificados em Risco Moderado, de acordo com o Mapa de Risco, fica limitado o público a 1.200 pessoas em locais fechados e 2.000 pessoas em locais abertos, respeitando a ocupação de até 50% da capacidade do referido espaço.

Deverá ainda ser apresentado um planejamento para efetivação do controle de acesso somente para as pessoas com vacinação em dia, bem como da adoção das demais de medidas de prevenção ao Covid-19. As entidades também se comprometeram a auxiliar na divulgação das campanhas de comunicação do Governo do Estado quanto às medidas de enfrentamento à pandemia.

As medidas entram em vigor a partir da publicação, que deverá ocorrer no Diário Oficial desta sexta-feira (27).

LISTA DAS ENTIDADES SIGNATÁRIAS DO TERMO DE COMPROMISSO:

– A Festa

– Associação Brasileira de Empresas de Eventos (ABEOC)

– Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce)

– Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape)

– Associação Comercial do Centro de Vitória

– Associação das Academias de Ginástica do Espírito Santo (Acages)

– Associação dos Comerciantes da Glória (Uniglória)

– Câmara de Dirigentes Lojistas de Vitória (CDL Vitória)

– Espírito Santo Convention & Visitors Bureau

– Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes)

– Federação do Comércio do Espírito Santo (Fecomércio)

– Liga das Escolas de Samba do Grupo Especial (Liesge)

– Sindicato dos Lojistas de Vitória (Sindilojas Vitória)

– Sindicato dos Restaurantes, Bares e Similares do Espírito Santo (Sindbares)

Leia mais:  Espírito Santo recebe Nota A pelo 10º ano consecutivo
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado realiza entrega e anuncia investimentos em Alegre

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve, na manhã desta quinta-feira (27), no município de Alegre, na microrregião Caparaó, para a realização de entregas e o anúncio de novos investimentos. Foi assinada a Ordem de Serviço para recuperação da Rodovia ES-181, no trecho Anutiba (Alegre) x Muniz Freire e construção do Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Tio Teotônio Barbosa.

Casagrande anunciou repasses para obras de equipamentos de Assistência Social e participou da assinatura de contratos de pagamento de serviços ambientais (PSA) do Programa Reflorestar com famílias de produtores rurais da comunidade de Feliz Lembrança.

As obras na Rodovia ES-181 serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Ao todo, serão investidos R$ 32.725.613,92 na recuperação do trecho com aproximadamente 20 quilômetros de extensão. O prazo para execução das obras é de 900 dias.

“Essa é uma obra importantíssima para os municípios de Alegre e Muniz Freire, bem como para toda a região. Vamos recuperar essa rodovia e também ampliá-la em alguns trechos, construindo pontes e faixas multiuso. Será uma rodovia no padrão do nosso governo, que é de excelência”, disse o governador Casagrande.

O diretor presidente do DER-ES, Luiz Cesar Maretto Coura, lembrou a importância da sequência das obras na região. “A população está ansiosa com a recuperação desta importante rodovia. Nesta gestão, assumi com o governador o compromisso de não paralisar nenhuma obra, pois precisamos trazer progresso para esta importante região”, afirmou.

O prefeito de Alegre, Nemrod Emerick, o Nirrô, reforçou a parceria do Governo do Estado em prol da população. “É a terceira vez que o governador visita Alegre, sempre trazendo investimentos e desenvolvimento para a nossa cidade e toda a região. Alegre só vai avançar se tiver parcerias”, reforçou.

“Não tenho outra palavra a não ser agradecimento pelo o que o senhor tem feito pela nossa região. Muniz Freire sofreu muito com a falta de estrada e o senhor, com essa visão municipalista, tem levado o desenvolvimento para todo o interior do Espírito Santo. Castelo até Muniz Freire é uma obra importantíssima que teve início com meu pai prefeito e o senhor deputado e, agora, vamos inaugurar com o senhor governador e eu como prefeito”, lembrou o prefeito de Muniz Freire, Dito Silva.

Mais investimentos

Na educação, o governador Renato Casagrande autorizou o início das obras do CMEI Tio Teotônio Barbosa, no bairro Colina, também em Alegre. Serão repassados pelo Estado ao Município um total de R$ 2.117.577,26. Será construída uma unidade escolar com 10 salas de aula (berçários, maternal 1, 2 e 3), além de fraldário, refeitório, auditório, secretaria, diretoria, sala de professores, sala de coordenação, banheiros infantis, banheiros para adultos, banheiro acessível, cozinha, lavanderia, despensa, vestiário e recreação externa.

Leia mais:  Jardim Camburi é o sonho de desejo dos pré-candidatos a vereador

A arquitetura foi pensada para fornecer às crianças uma vivência baseada na metodologia montessoriana, com sustentabilidade, acessibilidade universal, condição térmica, arquitetura regional, cores calmas e processos de cura representados por círculos, além do lúdico, traduzido nas casinhas de boneca integradas à edificação. A construção possibilitará a ampliação de 97 vagas para 200, para atender crianças de zero a três anos de idade.

Durante a agenda oficial, foi assinado o repasse de recursos financeiros para o projeto Compra Direta de Alimentos (CDA). Os municípios adesos ao CDA recebem recursos estaduais para que possam investir na aquisição de alimentos diretamente da agricultura familiar e na doação desses itens para a rede socioassistencial do território.

Em Alegre, os investimentos representam o total de R$ 195.000,00, beneficiando 30 famílias de agricultores. Cinco instituições receberam os alimentos para doar às famílias acompanhadas: o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Alegre, a Casa Tia Mirtes – Serviço de Acolhimento Institucional, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), a Associação Beneficente Dias Melhores (ABdM) – Residência Inclusiva e a Associação Luiza de Marillac – “Lar dos Idosos de Alegre”.

Sustentabilidade

Foram assinados 30 contratos de pagamento de serviços ambientais (PSA) do Reflorestar com famílias de produtores rurais da comunidade de Feliz Lembrança. O programa é desenvolvido por meio da Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama) e do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes). O evento, realizado no ginásio de esportes da comunidade, reuniu lideranças locais e produtores da região.

“O desenvolvimento do nosso País e do nosso Estado está no equilíbrio econômico, social e ambiental. A questão ambiental está atrelada à nossa sobrevivência e hoje realizando importantes ações ambientais para essa região. Estamos fortalecendo o Incaper, o Idaf e a Ceasa, assim como estamos realizando importantes projetos e fortalecendo também a agricultura familiar, que gera renda aos produtores e riquezas para o Estado”, pontuou o governador Casagrande.

Referência nacional, o Programa Reflorestar já beneficiou aproximadamente quatro mil projetos que ajudaram a recuperar ou preservar 10 mil hectares do meio ambiente de diferentes bacias hidrográficas, de norte a sul do Espírito Santo, com R$ 70 milhões aprovados. O município de Alegre é um dos destaques na preservação ambiental, tendo 179 produtores rurais que aderiram ao Reflorestar. Já a região do Caparaó tem a maior quantidade de produtores beneficiados: 1.336 famílias, com R$ 15,2 milhões aprovados.

No Espírito Santo, a recuperação e a preservação das áreas com cobertura florestal e o bom uso dos recursos hídricos têm como aliado o Reflorestar, um programa idealizado e coordenado pela Seama, tendo o Bandes como agente técnico e financeiro do programa.

Os projetos aprovados preveem 71,87 hectares implantados com a modalidade Sistema Agroflorestal (SAF). Nessa modalidade do programa, os produtores estão recebendo para o plantio de árvores, mas também recebem para a formação de uma lavoura com capacidade de entregar renda aliada com a preservação do meio ambiente e aumento da cobertura florestal do Espírito Santo.

Somados, nos projetos aprovados para as famílias da comunidade de Lembrança Feliz, serão plantadas 11.778 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica, além de 109.467 mudas de café, 18.536 mudas de banana, 9.699 mudas de pupunha, além de outras espécies frutíferas.

“Por meio deste programa, temos um mecanismo financeiro que possibilita ao produtor rural capixaba a oportunidade de investir no desenvolvimento econômico em sua propriedade de forma articulada com a preservação ambiental. É a oportunidade de gerar renda e qualidade de vida para a população capixaba”, enfatizou o diretor-presidente do Bandes, Munir Abud de Oliveira.

O secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Fabricio Machado, lembrou que o Reflorestar, além de ser um programa de restauração florestal de larga escala, inova ao incorporar propriedades rurais pontos de captação de água, para melhorar o abastecimento de centros urbanos, e busca garantir a geração de qualidade de vida no campo com sustentabilidade, ao apoiar sistemas agroflorestais com pagamentos por serviços ambientais (PSA).

“Iniciativas como o Reflorestar liderado pelo nosso governador demonstram o compromisso com a sustentabilidade, a preservação e recuperação do meio ambiente que o Governo tem com os capixabas. É agir pensando nas próximas gerações e cuidar para que possamos crescer com qualidade de vida. O desenvolvimento deve estar pautado na responsabilidade”, disse o secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann.

Para ser contemplado no programa, é necessário que o proprietário rural tenha áreas estratégicas na geração de serviços ambientais relacionados ao aumento da capacidade de infiltração da água no solo e na redução da geração de sedimentos, identificadas por meio de estudos reconhecidos pelo Núcleo de Gestão do Programa Reflorestar (NGPR), da Seama.

Para participar, é necessário se cadastrar e aguardar possibilidade de apoio para a sua região pelo site (https://seama.portalreflorestar.es.gov.br/registro/). O pagamento dos serviços ambientais é mais uma alternativa de geração de oportunidades e renda para o produtor rural. Os valores variam de acordo com a modalidade de preservação e a extensão de área preservada.

Também estiveram presentes os secretários de Estado, Gilson Daniel (Governo) e Cyntia Figueira Grillo (Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social); o prefeito de Jerônimo Monteiro, Sérgio Fonseca; o deputado federal Evair de Melo; os deputados estaduais Vandinho Leite, Bruno Lamas e Luciano Machado; além de diretores-presidentes de autarquias, vereadores, secretários municipais e lideranças locais.

Leia mais:  Pesquisa aponta empate técnico entre Coser e Gandini na capital
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana