conecte-se conosco


Cidades

Boletim mostra o crescimento da economia do turismo no Espírito Santo

Publicado

O Boletim da Economia do Turismo, relativo ao quarto trimestre de 2021, mostra a recuperação das atividades turísticas no Espírito Santo. Em comparação ao mesmo trimestre do ano anterior, o volume de atividades turísticas no Estado apresentou crescimento de 31,3%, terceira taxa positiva seguida neste tipo de comparação, acompanhando o cenário nacional. 

O Espírito Santo está na 4º colocação no ranking nacional, atrás apenas do Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia. De acordo com o IBGE, a expansão da receita das atividades turísticas no País foi impulsionada por transporte aéreo, hotéis, restaurantes, rodoviário coletivo de passageiros e locação de automóveis. Os resultados foram apresentados nesta quinta-feira (14) pela Secretaria de Turismo (Setur) e o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN).

Para o secretário de Estado de Turismo, Fernando Rocha, o resultado apresentado no boletim estimula o setor. “Os dados que compõem o boletim nos animam e mostram que a forma como o Governo do Estado administrou a pandemia está permitindo a recuperação gradual do setor, com a certeza que os próximos boletins continuarão a mostrar o crescimento das atividades, o aumento no número de empregos e renda de quem atua no turismo capixaba”, destaca.

O diretor de Integração e Projetos Especiais do Instituto Jones, Pablo Lira, também ressaltou a importância da gestão de risco da pandemia conduzida pelo Governo do Estado para os bons números apresentados na economia capixaba.

Leia mais:  Famílias do ES vão receber apoio para desenvolver ações de restauração florestal

“A economia capixaba apresentou, em 2021, um crescimento acima da média nacional. Contribuíram para esse avanço as medidas implementadas de forma equilibrada pelo Governo do Estado no controle da pandemia, os altos índices de vacinação, o equilíbrio nas contas públicas e a capacidade de investimento. Na economia do Turismo não foi diferente. Em várias bases de comparação, o Espírito Santo apresentou desempenho acima da média nacional. Mérito também da gestão da Setur, com ações qualificadas que proporcionaram um ambiente seguro para todo o trade turístico nesse período”, apontou Pablo Lira.

“A parceria do IJSN com a Setur já vem de tempos e tem produzido bons frutos nesse período. Prova disso, é o documento apresentado hoje e o painel interativo que traz informações, de modo transparente, para toda sociedade. São poucas as unidades da federação que têm à disposição um relatório como esse, que ajudam a potencializar nossas riquezas, trazendo benefício a toda sociedade”, explicou o coordenador de Estudo Econômicos do Instituto Jones, Antônio Ricardo Freislebem da Rocha.

Emprego

No final de 2021, o número médio de pessoas ocupadas nas Atividades Características do Turismo (ACTs) no Estado foi de 148 mil, um acréscimo de +2,4% pessoas ocupadas em relação à média anual de 2020, um incremento de aproximadamente quatro mil pessoas ocupadas.

Leia mais:  Leilão de imóveis do Bandes acontece em novembro

No Espírito Santo, do total de pessoas trabalhando, 8,3% são de Atividades Características do Turismo (ACTs). A maioria está concentrada nos setores de alimentação e transporte e 60,8% estão em trabalhos formais e 39,2% atividades informais com rendimento médio de R$ 2.028,47.

Entre os municípios capixabas, os que mais concentram postos de trabalho nas atividades características do turismo são Vitória (+573), seguido por Guarapari (+362) e Vila Velha (+ 339). Já Colatina, Nova Venécia e Castelo registraram redução nos postos de trabalho.

Analisando por regiões turísticas a Região Turística Metropolitana lidera na geração de empregos (+1.530) postos de trabalho no trimestre, seguida pela região do Verde e das Águas (+286) e Região Costa e da Imigração (+157). As regiões Doce Pontões Capixaba (-87), das Pedras Pão e Mel e dos Vales e do Café (-6) registraram a redução nos postos de trabalho.

Analisando os dados relativos no ano de 2021 todas as regiões turísticas registraram expansão dos empregos nas ACTs, com destaque para a geração de postos de trabalho celetistas no estado na Região Metropolitana (+1.226), seguido pela Região dos Verdes e das Águas (+542).

Mais detalhes sobre o Boletim da Economia do Turismo estão disponíveis aqui. https://bit.ly/37l1K3t

publicidade

Cidades

Banestes lança laboratório próprio de inovação com foco no mercado capixaba

Publicado

Na tarde dessa quarta-feira (29), foi oficialmente lançado o hub de inovação do Banestes, chamado de Baneshub. O laboratório terá uma sede física, com instalações na Enseada do Sua, em Vitória, com capacidade para cerca de 90 pessoas trabalharem em diferentes projetos de inovação e também com espaço para realização de eventos, treinamentos, pílulas de inovação, dinâmicas, dentre outras atividades.

Recentemente, a área passou a integrar a diretoria de Tecnologia da instituição, vinculada à gerência de dados e de inovação, sob o comando do diretor Tasso Lugon. Desde então, o projeto de concretizar a existência de um laboratório de inovação próprio do Banestes pôde se concretizar.

O diretor-presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, reforçou que esse é mais um importante marco na história de 85 anos do Banestes. “Pela primeira vez, o banco dos capixabas passa não só a integrar o ecossistema de inovação como também a ser uma referência, com a existência do seu próprio hub e desenvolvimento de atividades próprias que irão proporcionar a expansão dos negócios, novas parcerias com startups e fintechs, amplitude aos processos de digitalização, entre outras oportunidades. Nós temos trabalhado internamente em prol do fortalecimento da cultura de inovação, e o lançamento do Baneshub é fruto do trabalho de diversas pessoas e equipes que se conectaram, desde 2019, ao desafio proposto. Uma grande vitória para todo o time Banestes”, ressaltou.

Leia mais:  MPES ajuíza ação e município de Montanha terá de solucionar emissão de resíduos sanitários

O lançamento aconteceu com a realização de um evento de apresentação, na sede do hub de inovação de engenharia e construção capixaba, o Base27, que tem parceria firmada com o Banestes. Participaram do evento a diretoria do Sistema Financeiro Banestes, convidados e lideranças de áreas diversas do banco.

Durante a apresentação da nova iniciativa do banco, o diretor de Tecnologia, Tasso Lugon, destacou ainda que o objetivo não é exclusivo à digitalização, e sim, ao movimento de transformação digital com foco na melhoria da experiência do cliente. “A área de inovação, apesar de vinculada à diretoria de tecnologia do Banestes, não visa somente à transformação digital. Os meios digitais, com o avanço tecnológico, permitem que o Baneshub seja um ambiente que vai fomentar a inovação para toda a estrutura do banco, cooperando com o desenvolvimento e evolução de novos serviços e também com frentes de análise de dados, que irão garantir uma experiência ainda melhor aos clientes, que visam suas necessidades reais. A transformação digital faz parte desse processo, mas o centro da inovação permeia também o contato humano, as necessidades primordiais dos clientes, as facilidades e benefícios que podemos agregar ao dia a dia dos capixabas”, disse Lugon.

Leia mais:  Sine de Linhares começa a semana com 132 oportunidades de trabalho com carteira assinada

Também realizaram apresentações a gerente de Dados e Inovação do Banestes, Camila Zacche, e Francisco Carvalho, um dos criadores do Base 27. Camila Zacche apresentou detalhes dos projetos e principais iniciativas que serão desenvolvidas com o início das atividades. “É importante olharmos para dentro, para incentivarmos a cultura de inovação, mas também é importante reforçarmos o nosso olhar para fora, para as necessidades dos clientes, com foco na transformação inovadora vinculada ao digital. A utilização de dados propicia tomadas de decisão que geram valor e, portanto, aperfeiçoamento do relacionamento com o cliente. Com isso, vamos desenvolver projetos como digitalização de documentos, desburocratização, faq inteligente, novos canais de comunicação interna com foco em inovação, e outros. Estamos inseridos no ecossistema de inovação e temos excelentes parceiros para o desenvolvimento das iniciativas”, enfatizou a gerente.

Continue lendo

Cidades

Banestes realiza nova edição do Feirão Acordo Fácil

Publicado

Começa nesta sexta-feira (1º) mais uma edição do Feirão Acordo Fácil Banestes. Os clientes terão acesso a descontos de até 100% em juros, correção e multa, além do parcelamento da dívida em até 120 meses. É a melhor condição para renegociação de dívidas da história da instituição.

A ação vai ocorrer com atendimento presencial nas agências e de forma on-line, pelo site Banestes. O cliente deve acessar o menu “Créditos” e escolher a opção “Renegociação de Dívidas”, ou clicar direto no link www.banestes.com.br/feiraoacordofacil. Após preencher o formulário, o usuário receberá retorno pelo telefone ou endereço de e-mail informado para negociação.

Podem solicitar a renegociação clientes pessoa física ou jurídica, com dívidas judicializadas ou não. O Banco se disponibiliza a avaliar a concessão de até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de definir um novo prazo de parcelamento da dívida, que pode chegar a 120 meses. É importante lembrar que os descontos são sempre maiores para quem decide pagar à vista.  

Leia mais:  Sine de Linhares começa a semana com 132 oportunidades de trabalho com carteira assinada

Podem ser renegociados todos os produtos oferecidos pelo Banestes. Por exemplo, contratos de antecipação de Imposto de Renda, crédito pessoal, microcrédito, antecipação do 13º salário, cheque especial e cartão de crédito.

É necessário que a dívida não ultrapasse o valor de até R$ 500 mil para clientes pessoa física (PF) e R$ 1 milhão para clientes pessoa jurídica (PJ). Em ambos os casos, o atraso precisa ser superior a 60 dias. O Feirão Acordo Fácil vai até 30 de setembro.

Serviço:

Feirão Acordo Fácil Banestes

  • Período: de 1º de julho a 30 de setembro.
  • Públicos-alvo: pessoas físicas ou jurídicas, com dívidas judicializadas ou não, com valor de até R$ 500 mil para clientes PF e de até R$ 1 milhão para clientes PJ, e com atraso superior a 60 dias.
  • Benefício: condições diferenciadas de negociação, como até 100% de desconto em todos os juros, correção e multa, além de opções de parcelamento em até 120 meses.
  • Link para renegociação: www.banestes.com.br/feiraoacordofacil

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana