Mais cedo, Bolsonaro também ligou para o novo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), para cumprimentá-lo logo após a vitória ser anunciada. O senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente, foi o emissário e repassou o próprio celular para Pacheco, que foi eleito com 57 votos.

“Foi apenas uma ligação para que ele (Bolsonaro) desse parabéns ao senador Rodrigo Pacheco pela vitória”, disse Flávio.

Em discurso após ser eleito novo presidente da Câmara , Lira (PP-AL) defendeu a “neutralidade” da presidência e prometeu ouvir os deputados de centro, esquerda e direita em sua gestão. Lira foi eleito após forte interferência do governo Jair Bolsonaro, que cedeu emendas e retaliou opositores do candidato.

“Meus irmãos e irmãs brasileiros de todo o país. Sei o peso e a dimensão da responsabilidade que vossas excelências acabam de me delegar ao me eleger para presidir essa Casa pelos próximos dois anos”, disse Lira após a eleição.

Como primeiro ato após ser eleito presidente da Câmara dos Deputados indeferiu o registro do bloco de seu adversário, Baleia Rossi (MDB-SP). Dessa forma, ele retirou da Mesa Diretora da Casa os cargos de partidos que apoiaram o seu rival na eleição, como o PT, PSDB e Rede.