conecte-se conosco


Cidades

Cadeia produtiva da indústria têxtil, de confecções e calçados tem recursos com o Bandes

Publicado

Participação no segmento está alinhada ao planejamento estratégico do banco, com foco em apresentar soluções financeiras para investimentos.

Os setores têxtil e de confecção estão entre os mais dinâmicos da economia, com rápida alteração de processos em resposta ao mercado consumidor e sazonalidade de produtos. Dessa forma, é preciso constante investimento em modernização de parques fabris e em inovação para atender às demandas do mercado.

Para suprir a essas necessidades, o Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes) disponibiliza atendimento preferencial, com uma gerente de Negócios exclusiva para as empresas que buscam alternativas de crescimento. A gerente de Negócios Adriana Pessotti Rangel destaca que os empresários do segmento têm mais proximidade com o banco, por meio dessa modalidade de atendimento mais personalizado.

“O Bandes tem buscado atuar cada vez mais próximo dos segmentos produtivos de maior relevância para a economia do Espírito Santo. O apoio é para a modernização, por meio da aquisição de máquinas, equipamentos ou no investimento em energia solar, como também na incorporação e adoção de novas tecnologias e materiais, a exemplo dos tecidos que utilizam a nanotecnologia como diferencial, ou ainda investimentos na indústria 4.0”, destaca Adriana Rangel.

Visualização da imagem

A partir do planejamento do banco, a atuação comercial se baseia em um modelo de atendimento ao cliente estruturado sobre dois pilares: de desenvolvimentos regional e setorial. “A estrutura de atendimento permite a priorização de empreendimentos estratégicos que fomentam o desenvolvimento regionalmente equilibrado do Espírito Santo. O segmento de confecção, têxtil e de calçados é um dos setores de atendimento preferencial no Bandes pelo seu potencial de crescimento econômico e impacto social, pelo valor agregado e geração de postos de trabalho”, explica o gerente Comercial e de Relacionamento do Bandes, Miguel Porcaro.

Investimento em modernização e inovação

Os empresários da cadeia produtiva da indústria têxtil têm que constantemente ficar atentos ao mercado consumidor para adequar seus modelos de negócio constantemente, não só pelas tendências da moda, mas, inclusive, pela modernização e adequação de seus parques fabris. Por meio de adoção e investimento em inovações, as empresas podem reestruturar de forma mais dinâmica seus modelos de produção. “Entre as principais tendências de investimento em inovações adotadas no segmento, nos mercados nacional e internacional, estão as impressoras 3D industriais, a internet das coisas e o big data, só para citar alguns exemplos”, afirma Adriana Rangel.

Outra oportunidade de diferencial e segmentação de mercado é o investimento em estudos e pesquisa para identificação de tendências sociais e de consumo, que impactam diretamente a segmentação de mercado e as interações nas cadeias de produção e venda. “No Bandes, o empresário conta com a disponibilidade de linhas de crédito em condições adequadas para as características do negócio dele e recursos voltados para startups que atuam no setor, bem como empresas nascentes de base tecnológica, com soluções para demandas das atividades da cadeia produtiva”, enfatiza a gerente de Negócios.

As indústrias do segmento têxtil compreendem uma variada gama de atuação, com negócios direcionados aos processos de produção de fibras, fiação, tecelagem, malharia e aviamentos, elementos utilizados como matérias-primas para as indústrias de confecção e outros setores. Já a indústria de confecção engloba o desenvolvimento do produto, com as fases de criação, modelagem, pilotagem, costura, beneficiamento e estamparia.

Leia mais:  Suzano divulga resultado de edital emergencial e amplia investimento para apoiar iniciativas no ES
publicidade

Cidades

Detran esclarece sobre o funcionamento do órgão entre 14 a 18 de junho

Publicado

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) informa que, em razão da Portaria nº 115-R, publicada no Diário Oficial do Estado, no último sábado (12), que trata da classificação dos municípios no Mapa de Risco Covid-19, o atendimento ao público nas unidades durante a semana compreendida entre esta segunda-feira (14) e sexta-feira (18) funcionará da seguinte maneira:

  • Municípios em risco alto: atendimento de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.
  • Municípios em riscos moderado e baixo: atendimento de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h.

É possível que alguns agendamentos tenham sido feitos em data anterior ao início de vigência da portaria, que é atualizada semanalmente pelo Governo do Estado, precisem ser refeitos pelo site www.agendamento.es.gov.br. O Detran|ES lamenta o transtorno.

O órgão reforça que, em atendimento a uma solicitação feita pelo Detran|ES, o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) autorizou a prorrogação dos prazos de procedimentos de trânsito. Dessa forma, está prorrogado por tempo indeterminado o prazo para renovação das Carteiras Nacionais de Habilitação (CNH) e das Autorizações para Conduzir Ciclomotor (ACC), vencidas desde 1º de março de 2020 e com vencimento a partir da data da publicação da Portaria do Contran nº 214/21, em 26 de março de 2021, assim como o prazo de validade das ACC, Permissão para Dirigir (PPD) e CNH vencidas no mesmo período.

O Detran|ES reafirma que, por meio do site www.detran.es.gov.br, o cidadão pode realizar cerca de 60 serviços nas áreas de habilitação, veículos e infrações, que podem ser feitos de forma on-line, sem precisar sair de casa. Dentre os principais serviços on-line estão: emissão de boletos, renovação de CNH, segunda via de CNH, licenciamento anual do veículo, comunicado de venda, recursos de multas, de suspensão, cassação e indicação do real condutor.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO BAIXO: Baixo Guandu, Castelo, Colatina, Conceição do Castelo, Iconha, Itaguaçu, Itarana, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Marilândia, Mimoso do Sul, Mucurici, Muqui, Piúma, Santa Maria de Jetibá, São Roque do Canaã, Viana e Vila Pavão.

RISCO MODERADO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cariacica, Conceição da Barra, Divino de São Lourenço, Dores do Rio Preto, Fundão, Governador Lindenberg, Guaçuí, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Irupi, Itapemirim, Jaguaré, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marechal Floriano, Montanha, Muniz Freire, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Serra, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

RISCO ALTO: Alfredo Chaves, Cachoeiro de Itapemirim, Domingos Martins, Ecoporanga, Ibatiba, Iúna, Marataízes e Pinheiros.

Leia mais:  Empresa têxtil de Colatina avança para a indústria 4.0 e se moderniza com apoio do Bandes
Continue lendo

Cidades

Capixabas têm madrugada com temperaturas de até 10ºC nesta segunda. Veja previsão!

Publicado

Dados que podem informar se houve recorde de frio ainda não foram divulgados

O inverno ainda não começou de forma oficial, mas já está dando sinais de que está chegando. Quem precisou acordar cedo nesta segunda-feira (14), precisou encarar um friozinho ‘de pocar’. Os dados que podem informar se houve recorde de frio ainda não foram divulgados, mas uma prévia mostra temperaturas de até 10ºC em cidades capixabas.

De acordo com medições das estações automáticas do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), não oficiais para recordes, as menores temperaturas até as 6 h orasforam de 10,3ºC em Santa Teresa; 11,8ºC em Venda Nova do Imigrante; 16,1ºC em Alegre e 16,2ºC em Vila Velha.

Segundo informações do Incaper, a segunda-feira será com diminuição da quantidade de nuvens pelo Estado e apenas é esperada chuva rápida no início do dia nas regiões Nordeste e Grande Vitória. A madrugada é fria pelo Estado, mas ao longo do dia a temperatura diurna aumenta em todas as regiões capixabas.

Recorde de frio

Se muitos capixabas já consideram que 20º C já é motivo para se cobrir, imagina com uma temperatura de 9,5 ºC? Foi este o friozinho registrado na cidade de Venda Nova do Imigrante, por volta das 5h do dia 11 de maio. Até então, recorde de frio no Espírito Santo em 2021.

Leia mais:  BR 101 terá pelo menos mais seis novos viadutos no ES
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana