conecte-se conosco


São Mateus

Câmara coordena frente pelo Centro Portuário e comissões vão ouvir secretários sobre PDM

Publicado

Visando a acelerar o processo de licenciamento ambiental para garantir o início das obras do porto da Petrocity, o Poder Legislativo mateense coordena movimento nas regiões norte e noroeste do estado para criação de uma frente parlamentar pela Instalação do Centro Portuário de São Mateus (CPSM).

Presidente da Câmara, vereador Jorge Recla.

Seis câmaras de vereadores da região já aderiram à proposta: Linhares, Sooretama, Jaguaré, Pedro Canário, Conceição da Barra e Montanha, com a meta de aumentar a adesão de parlamentos de outros municípios, conforme relatou o presidente Jorge Recla, na sessão de quinta-feira (27). “Na semana passada visitamos seis cidades na intenção de criar esta frente e todas abraçaram esta causa conosco. Na próxima semana, vamos continuar fazendo visitas às câmaras do norte e noroeste, buscando apoio para que a gente pressione o Iema e o Governo do Estado para que libere as licenças necessárias para o início das obras”. Pressa para aprovar PDM

Enquanto aguarda a liberação do licenciamento ambiental, a Petrocity informou que pretende iniciar as obras este ano, a partir da instalação da sede administrativa do porto. “Para isso acontecer, a prefeitura precisa enviar para a Câmara, imediatamente, o projeto de lei que trata da revisão do Plano Diretor Municipal – PDM”, alertou Jorginho. “Imagino que terça-feira ele deve estar pronto. Estamos sempre cobrando do engenheiro que está à disposição só para fazer isso. Só estão faltando alguns dados para colocar e encaminhar para cá o projeto”, esclareceu o vereador da base governista, Aquiles Moreira.O parlamentar informou que também estão caminhando as articulações de deputados com o governo do estado. “Já teve reunião com alguns deputados no palácio, junto com o governador, referente a essa liberação do Iema”.

Explicações
Por sugestão da presidência, o parlamento concordou em convidar representantes da prefeitura para explicarem o andamento do processo de construção do projeto de revisão do PDM, na reunião das Comissões
Permanentes.

Os vereadores presidentes das comissões expediram ofícios convidando o secretário de Meio Ambiente Antônio Ricardo Cassa Louzada; secretário de Obras, Infraestrutura e Transporte, Valter Luiz Pigati e representantes do setor de engenharia da secretária dele, para comparecerem à reunião do dia 09 de março, às 15 horas, no plenário Lizete Conde Rios.

Leia mais:  Prefeito Daniel Santana inaugura unidade de saúde no bairro Seac
publicidade

São Mateus

A pedido de Renato Casagrande, prefeito Daniel assina Protocolo de Intenções para ingressar no PRODNORTE

Publicado

São Mateus – O prefeito Daniel Santana assinou Protocolo de Intenções para ingressar no Programa de Desenvolvimento Regional Sustentável do Extremo Norte Capixaba (PRODNORTE). O ingresso no Consórcio é um pedido do governador Renato Casagrande, e foi encaminhado a Daniel pela vice-governadora Jacqueline Moraes, e pelo atual presidente do PRODNORTE, André Sampaio, prefeito de Montanha.

Segundo a secretária executiva do Prodnorte, Evany Lira, a participação de São Mateus no PRODNORTE é importante para o Consórcio e para o município, que é o maior e mais populoso da região. “Primeiro por questões do próprio desenvolvimento, por ajudar o Consórcio a ter acesso a projetos maiores; e segundo, porque ajudar no desenvolvimento dos municípios menores aliviará a pressão sobre os equipamentos públicos mateenses, que hoje absorvem boa parte das demandas do Norte do Espírito santo.”

NOVOS TEMPOS

O Consórcio Prodnorte foi criado há 12 anos, mas só em 2019 passou a ser um consórcio público, habilitado a fazer convênios com os governos Federal e Estadual. Ao longo de sua existência, teve papel fundamental em várias conquistas, como a chegada de empresas e a modernização da malha viária do Norte do Estado.

Entre os projetos em vista, com a participação de São Mateus, estão a melhoria da segurança pública, com a criação de um banco de dados comum e investimentos em tecnologia de videomonitoramento, a criação de um selo de inspeção regional para facilitar a circulação e comercialização de produtos entre os membros do Consórcio, e a gestão consorciada da prestação de serviços de licenciamento ambiental.

Leia mais:  Julgamento de Daniel da Açaí volta a ser feito na quinta, dia 21
Continue lendo

São Mateus

Prefeitura de São Mateus busca recurso do governo estadual para ponte sobre o rio Barra Seca

Publicado

A prefeitura de São Mateus busca parceria com o Governo do Estado para a obra de uma ponte de concreto ligando São Mateus a Vila Valério, na comunidade de São Jorge de Barra Seca. O recurso, de cerca de R$ 100 mil, já está liberado pela Secretaria Estadual de Agricultura, e a obra está em processo de licitação, com realização prevista ainda para esse ano.

Serão aproveitadas as fundações e pilares de concreto já existentes, e instaladas vigas e piso de rolamento pré-moldados, também em concreto, substituindo os atuais, de madeira. Representantes da comunidade local, da Prefeitura de São Mateus e da Câmara de Vereadores de Vila Valério estiveram no local conferindo a manutenção que está sendo executada na estrutura atual, necessária para manter o funcionamento da via até sua substituição.

Segundo a coordenadora de Engenharia Agronômica da Prefeitura de São Mateus, Paloma Pancieri, “a manutenção nessa estrutura está sendo realizada em conjunto, pelos dois municípios. É prioridade para o prefeito Daniel Santana, para garantir a segurança dos usuários e manter o tráfego da produção e de pessoas através da divisa. Estamos entrando com o material e a mão de obra, e contando com a logística do município vizinho”.

ENCURTANDO DISTÂNCIAS

O Rio Barra Seca faz divisa entre os dois municípios e há muitos anos os próprios moradores construíram uma ponte, com pilares de concreto e estrutura de madeira. A obra passou a encurtar as distâncias em cerca de 12 quilômetros. “É de extrema utilidade e importância, beneficiando toda a comunidade que vive aqui na região. Ela é a principal via de escoamento da produção agropecuária, além do transporte escolar e tráfego de pessoas” – destacou o produtor rural Elder Bettim.

Entretanto, por ser de madeira, o uso intenso causa deterioração, o que implica custos de manutenção além do alcance da comunidade, tornando o tráfego perigoso e prejudicando a economia da região. A manutenção substituiu pranchões e vigas, recuperando provisoriamente a capacidade de trânsito até o início das obras de construção, quando a implantação da estrutura pré-moldada em concreto resolverá o problema em definitivo.

Leia mais:  Ações eleitoreiras do prefeito não enganam moradores do bairro Liberdade
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana