conecte-se conosco


Entretenimento

Cantora gospel é agredida pelo marido em shopping

Publicado

O cantor Juninho Black, irmão da cantora Quesia Freitas, publicou vídeo da violência nas redes sociais e contou que a irmã era agredida há mais de um ano; o agressor, Bruno Feital, está foragido

Um vídeo publicado nas redes sociais mostra o momento em que a cantora Quesia Freitas foi agredida fisicamente por seu marido, Bruno Feital, em um shopping no Rio de Janeiro. Homens que passavam pelo local conseguiram parar o agressor, enquanto uma mulher que filmava a violência pedia para ele soltar Quesia (veja o vídeo abaixo).

As imagens foram publicadas pelo cantor gospel Juninho Black, que pediu ajuda para dar visibilidade ao caso. Ele contou que a irmã vinha sendo agredida há mais de um ano.”Cenas fortes e revoltantes! Minha irmã de sangue @quesiafreitasoficial foi agredida anteontem no Américas Shopping Recreio RJ na frente de todos. O AGRESSOR é o atual marido dela brunofeitaloficial que vem a agredindo há mais de um ano. Minha irmã vem sofrendo tortura psicológica, abuso emocional, agressões físicas e coação”, escreveu ele.

“Resolvi trazer a público o caso agora depois de perdoar várias vezes. Ele a agrediu dessa vez em público e repercutiu através do Instagram @recreionosso e outros grupos. Família, não quero que minha irmã caia nas estatísticas de feminicídio. Tenho outros vídeos de agressões em local público e as autoridades ainda não colocaram esse animal na cadeia”, desabafou.

“A gente só acredita quando acontece dentro da nossa família e infelizmente dessa vez está acontecendo com minha irmã. Autoridades responsáveis, aqui fica o apelo para que esse covarde pague pelo que vem fazendo com minha irmã e todo transtorno que está trazendo a minha família. Ele tem que estar atrás das grades. Peço ajuda a todos vocês amigos e artistas compartilhem o caso e a foto dele para chamar atenção da justiça”, pediu.

Nesta terça (24), ele agradeceu o apoio e disse que tem três advogados cuidando do caso. Quesia conseguiu uma medida protetiva para proibir o agora ex-marido de chegar perto dela. Bruno está foragido.

Em entrevista ao programa Balanço Geral nesta terça, ela contou que as agressões começaram no dia seguinte ao casamento, há cerca de um ano. Disse ainda que Bruno era muito ciumento e possessivo e que a proibia de sair sozinha. A cantora está se recuperando do trauma em São Paulo.

Quesia Freitas (Foto: Reprodução / Instagram)

https://www.instagram.com/p/CH6WWEIFyhq/?utm_source=ig_web_button_share_sheet

Leia mais:  Xuxa, Angélica e Eliana têm 'encontro histórico' e agitam a web

publicidade

Entretenimento

Marcius Melhem processa Dani Calabresa e pede R$ 200 mil de indenização por danos morais

Publicado

A defesa de Marcius Melhem entrou com um recurso judicial, nesta quinta-feira (14), contra Daniella Giusti, mais conhecida como Dani Calabresa, por danos morais e materiais pelas acusações de assédio feitas pela humorista no fim do ano passado à revista Piauí.

No processo, ao qual o R7 teve acesso, o artista ainda pede uma indenização de R$ 200 mil que, segundo sua assessoria, serão doados à Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD).

O documento reitera que ambos tinha uma relação profissional “pautada por respeito, admiração e companheirismo”, mas que em maio de 2019 enfretaram uma “divergência profissional” devido ao projeto ‘Fora de Hora’.

A acusação relata ainda que as filhas do comediante foram expostas pelas “falsas acusações” de Calabresa. “Destaque-se ainda que, como mencionado, o autor tem duas filhas, em idade escolar, que se encontram igualmente expostas e sujeitas à valoração negativa da imagem do pai.”

Além disso, a defesa do artista pede que Dani Calabresa arque com as despesas com terapias de Marcius, que ele gastou após o suposto caso ser publicado. Segundo o processo, a quantia gasta com os psicólogos somam R$ 46,4 mil. Com isso, a ação possui valor total de R$ 246,4 mil.

Leia mais:  Xuxa, Angélica e Eliana têm 'encontro histórico' e agitam a web
Continue lendo

Entretenimento

Duda Reis acusa Nego do Borel de estupro e ameaça de morte

Publicado

Modelo prestou depoimento na delegacia nesta quinta (14) e ‘Balanço Geral SP’ teve acesso ao documento de quatro páginas

Duda Reis prestou queixa na delegacia da mulher, nesta quinta-feira (14), contra Nego do Borel. O Balanço Geral SP, da Record TV, teve acesso ao depoimento da modelo, com um total de quatro páginas. 

Em alguns trechos do documento, divulgados por Reinaldo Gottino, a modelo acusou o ex de estupro, agressão e ameaça de morte. 

Segundo Duda, as agressões verbais e físicas teriam começado no Carnaval de 2018 depois que ela foi ao Sambódromo sem avisar o noivo, que teria ficado irritado. A modelo também relatou que, no mesmo ano, no feriado de Páscoa, teria sido agredida novamente por Borel na frente dos amigos dele.

Duda disse que, a partir disso, teria começado a apresentar problemas psicológicos e de ordem psiquiátrica e teria sido diagnosticada com problemas como anorexia, depressão, bulimia, síndrome do pânico. Segundo a influenciadora, foi necessário tomar alguns remédios controlados para lidar com estes problemas emocionais. Duda alegou que Borel a incentivava a tomar as medicações para ficar “mais tranquila”, enquanto ele estava em algum evento, festa ou show, e, ela, em casa.

Em outro trecho do depoimento lido por Gottino no Balanço Geral, Duda disse que Borel a incentivaria também a tomar mais remédios do que deveria ela teria chegado até a ingerir uma dose quatro vezes maior do que a recomendada pelo médico.

O fim do relacionamento de Nego do Borel e Duda Reis tem gerado polêmicas após acusações de agressões e traições virem à tona. Antes mesmo de o cantor e a modelo anunciarem a separação, o nome dos dois vivia em destaque na mídia por viverem uma relação turbulenta. O noivado nunca teve a aprovação dos pais da modelo e, inclusive, eles já tinham acusado Borel de agredir Duda. Ela chegou até a brigar com a própria família por causa do noivo e, após o término, se desculpou pelo passado. Confira, a seguir, a polêmica história de Nego do Borel e Duda Reis 

“Ele retornava de shows e mantinha relações sexuais não consentidas pela vítima que estava dopada. A vítima dizia para ele não manter relações com ela, não era consensual”, disse Duda, em parte do depoimento divulgado pelo programa da Record TV.

Além disso, Duda disse que era obrigada a gravar vídeos desmentindo as supostas agressões e polêmicas que vieram à tona enquanto eles ainda estavam juntos.

A influenciadora digital também declarou que Nego do Borel teria vídeos e fotos íntimas dela e teria ameaçado divulgar essas imagens após o término do relacionamento.

Com medo do ex-noivo, Duda também pediu medida protetiva contra o cantor.

Ainda de acordo com o Balanço Geral SP, Nego do Borel foi à delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra a ex por calúnia e difamação. Na noite de quarta-feira (13), o funkeiro disse, nas redes sociais, que vai provar a inocência dele.

Entenda o caso

Duda Reis abriu o jogo sobre o relacionamento de três anos com o cantor Nego do Borel, que acabou em dezembro de 2020. As revelações foram feitas após um áudio sobre uma suposta traição do artista com a youtuber Lisa Barcelos — que era amiga de Duda Reis — ser divulgado pela colunista Fabia Oliveira, onde a jovem relata um encontro íntimo com o cantor.

Pouco depois Lisa confirmou os boatos de traição para o colunista Leo Dias. Revoltada, Duda respondeu em um comentário em um perfil de fofoca no Instagram: “Claro que não se sentia confortável, né, Lisa? E os áudios que você me mandava em prantos pedindo ‘perdão’ por ter sido imatura com uma ‘trollagem’ desse cunho? Me poupe!!! Entrou na minha casa na cara lavada, te recebi, te servi, te acolhi! E vocês dois confabulando e me traindo embaixo do meu nariz. Vocês se merecem, que nojo!”.

Duda expôs as traições do ex nas redes sociais, disse que era agredida física e verbalmente e afirmou que ele ameaçava matar a família dela. Vale lembrar que os pais da modelo nunca aprovaram o relacionamento e eles chegaram a brigar publicamente, com direito a processo, por causa de Borel. Duda declarou que “estava cega”, lamentou ter acreditado no cantor e pediu desculpas para os pais.

Leia mais:  Após separação, Hulk conta que ofereceu R$ 100 mi e 40 imóveis à ex
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana