About us
Capital do Espírito Santo é transferida simbolicamente para São Mateus – PORTAL JORNAL DO NORTE
conecte-se conosco


São Mateus

Capital do Espírito Santo é transferida simbolicamente para São Mateus

Publicado

A vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes, participou, na manhã desta sexta-feira (20), da transferência simbólica da Capital do Espírito Santo para o município de São Mateus. O ato realizado no Dia Nacional da Consciência Negra está previsto na Lei Estadual nº 8.790/2007 e faz parte da programação da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) para o Novembro Negro. A solenidade aconteceu na Casa da Cultura, no Sítio Histórico Porto, com a presença de diversas autoridades.

Jaqueline Moraes, que é a primeira mulher negra eleita para o cargo, destacou a importância do ato de hoje. “Quando o País celebra o Dia Nacional da Consciência Negra, o Espírito Santo faz a transferência simbólica da Capital do Estado para São Mateus. Nos leva a pensar a partir daqui como um lugar de sonho do povo negro. Sonho como forma de cuidar de todos nós, a população negra deste Estado”, disse, citando o aumento na representatividade política de candidatos negros, mulheres e trans no último processo eleitoral.

“É necessário entendermos que esta é uma resposta social muito forte. As políticas afirmativas mostram que pretos e mulheres são a maioria, e se são maioria, precisamos ocupar os espaços de poder. Eu acredito muito nisso e vou continuar lutando para que estas mudanças continuem acontecendo”, reforçou Jaqueline Moraes, destacando que seu trabalho à frente da Vice-Governadoria do Estado é coletivo.

Para a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, a transferência simbólica da Capital para São Mateus é extremamente importante. “Aqui viveu Zacimba Gaba, mulher negra que lutou, resistiu e libertou muitas pessoas que foram escravizadas. Aqui atracou o último navio negreiro que chegou ao Brasil e aqui tem uma grande população negra. Estar aqui hoje, com nossa vice-governadora, que é negra, para esta solenidade também é histórico. Que possamos lutar dia a dia contra o racismo, que sejamos antirracistas e possamos transformar nossa sociedade em um espaço realmente democrático, justo e igualitário”, afirmou.

Já a gerente de Promoção da Igualdade Racial da SEDH, Edineia Conceição de Oliveira, enfatizou que a transferência simbólica da Capital é importante por causa do resgate cultural que se faz desse território. “Essa ação representa o reconhecimento a toda história do povo negro para os capixabas. É importante fomentar as políticas públicas para a população dessa cidade que tem uma representação tão grande para nosso Estado”, pontuou.

Consciência Negra

Leia mais:  Petrocity quer iniciar obras no 1º trimestre de 2020 e operação até o final de 2023

O Dia da Consciência Negra relembra, por meio de ações em todo Brasil, a morte de Zumbi dos Palmares, líder quilombola que representa a luta dos negros contra a escravidão na época da colonização do País (1530 – 1888). Inicialmente incluída em 2003 no calendário nacional, a data foi oficializada pela Lei nº 12.519 já no ano de 2011.

No caso do ato simbólico no Espírito Santo, o presidente do Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial (Cepir), Rosemberg Moraes Caitano, explica a importância histórica da escolha de São Mateus para Capital neste 20 de novembro.

“Para mim, a importância da transferência da Capital para a cidade de São Mateus é um ato antirracista que o nosso Governo do Estado evidencia, tendo em vista que o porto de São Mateus foi o último a receber escravos em nosso Estado, mesmo depois da Lei Áurea. Eu acredito que quando o poder público efetiva essa ação de transferir a Capital, ele diz ‘não’ a toda a forma de racimo institucional”, lembrou.

Em razão das celebrações pelo mês da Consciência Negra, a SEDH preparou uma agenda especial, que teve início no último dia 11 de novembro e segue até 30 de novembro. Clique AQUI para conferir.

Prêmio Trajetórias

Leia mais:  Mauro Peruchi entra na disputa eleitoral para prefeito de São Mateus concorrendo pelo Rede

Durante a solenidade, o secretário de Estado da Cultura, Fabrício Noronha, anunciou o Prêmio Trajetórias. “São 120 prêmios de R$ 30 mil para grupos artísticos, metade desses prêmios para a cultura popular. Comunidades quilombolas, comunidades ribeirinhas, grupos de jongo, congo, ticumbi, capoeira, todos podem participar do Prêmio Trajetórias”, comentou.

Leia o edital na íntegra: https://secult.es.gov.br/edital-emergencial-n-003-2020-renda-emergencial-mensa

Acesse a plataforma de inscrição AQUI. https://mapa.cultura.es.gov.br/oportunidade/61/ 

Agendas em São Mateus

Além da participação no ato de transferência simbólica da Capital do Estado, a vice-governadora Jaqueline Moraes cumpriu outros compromissos durante a agenda oficial no município. Foi assinada a Ordem de Serviço para reforma da 4ª Cia do 13º Batalhão da Polícia Militar, em Guriri. Ela também visitou as obras de reforma da Superintendência Regional de Educação (SRE) e de construção do espaço esportivo da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio (EEEFM) Ceciliano Abel de Almeida, no Centro do município.

As intervenções na unidade policial serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). Serão realizados serviços de revisão elétrica e da parte hidráulica, substituição de todo o piso e telhado, pintura em geral, troca de esquadrias, manutenção dos banheiros, além de pavimentação do pátio e calçada cidadã. O valor do investimento é de R$ 354.552,72 e o prazo de execução da obra é de sete meses.

“O Governo está fazendo um investimento robusto na área de segurança pública do Espírito Santo. Estamos reformando também outras unidades da PMES em Vila Velha, Serra e Linhares. Executar melhorias no local de trabalho desses servidores é proporcionar dignidade para que exerçam seu trabalho da melhor forma possível”, afirmou o diretor-presidente do DER, Luiz César Maretto.

publicidade

São Mateus

Câmara confere congratulações à Dona Benedicta Duarte por carreira exemplar no magistério

Publicado

A professora aposentada e ex-diretora escolar Benedicta Duarte Menegussi recebeu da Câmara de São Mateus o Voto de Congratulação pelos relevantes serviços prestados à Educação do Município, proposto pelo vereador Robertinho de Assis por meio da Moção nº 054/2021, aberta à assinatura dos onze parlamentares. 

Acompanhada de parentes, Dona Benedicta recebeu homenagem dos vereadores no plenário da Casa, na sessão ordinária da última terça-feira (08), após a proposição ser aprovada por unanimidade. 

Márcia Pianca Duarte, filha da professora homenageada, discursou em nome de sua mãe (que este mês completa 79 anos).  

Ela narrou a história de Dona Benedicta, exaltando principalmente seu amor ao magistério e o espírito de liderança. “Liderar é a arte de influenciar pessoas. Essa foi a experiência e o grande legado deixado, especialmente em sua caminhada profissional.
Suas grandes qualidades tanto no trabalho quanto em sua vida familiar e social: Doação, Coragem, Honestidade, Paixão e Exemplo”. 

No final, parabenizou o Legislativo pelo reconhecimento: “A iniciativa da Câmara de Vereadores vem prestigiar uma grande educadora do município”, concluiu. 

Palavra dos vereadores 

“Estamos emocionados por ver essa lição de vida. A senhora contribuiu e contribuirá com certeza com a educação de São Mateus”, destacou Robertinho. 

“A senhora é um exemplo de vida, um exemplo de pessoa que passou pela educação e que deixou um legado’, disse o presidente Paulo Fundão. 

“Ela foi minha professora em 1978, lá na Ponte. Ela é uma guerreira, nos ensinou muito”,  recordou Gilton Gomes. 

“Quero parabenizar a minha eterna professora. Merece toda a homenagem desse mundo”, disse  Carlinho Simião. 

“É uma história tão linda. Eu fiquei emocionado. Tem uma palavra que eu posso dizer: a senhora é uma grande guerreira”, afirmou Cristiano Balanga, líder do governo. 

“A senhora não foi uma chefe, a senhora foi uma líder. Aquela que caminha junto. Parabéns pelo brilhante trabalho”, ressaltou a vereadora Ciety. 

“Falaram de Dona Benedicta, meus olhos se encheram de lágrima, porque foi uma pessoa fantástica em minha vida. Se estou aqui hoje você faz parte desse processo, sou muito grato. Essa homenagem é merecida”, disse, emocionado, Kácio  Mendes. 

“É um momento gratificante para que seja dado o reconhecimento, não só pelo profissionalismo, mas sim pela pessoa que é a senhora.” adfirmou Lailson da Aroeira. 

“Parabéns pela história dela, é uma mãe, é uma guerreira e muito amada pela sua família”, ressaltou Isael Aguilar. 

Vida dedicada à educação 

Benedicta Duarte Menegussi, filha de João Duarte e Ana Barbosa Duarte nasceu em 28 de junho de 1944, no município São Mateus-ES.
Começou a trabalhar muito cedo, ajudando o pai no mercado situado no bairro Porto.  

Cursou o primário no “Grupo Escolar Amâncio Pereira”, e concluiu o curso colegial,  ensino médio de hoje, na  Escola Estadual Ceciliano Abel de Almeida,  

Tornou-se professora primária, atuando nas comunidades de São Jorge de Itauninhas e Água Limpa, se destacando por sua responsabilidade e compromisso. 

Lecionou no “Amâncio Pereira”, até assumir a Direção do “Américo Silvares”, no Bairro Vila Nova, onde Intercedeu junto ao governo do estado para a construção do novo prédio da escola. 

Foi diretora da Escola “Dr. Arnóbio Alves de Holanda”, dando assim, continuidade ao que sempre prezou: a qualidade de ensino. 

Dirigiu uma das maiores escolas de São Mateus, a “Professor João Pinto Bandeira”, onde fez um grande trabalho em prol de organizar, resgatar a qualidade do ensino e estabelecer a ordem e a disciplina. Concluiu na época a sua carreira profissional com o título de uma das melhores diretoras de Escola de São Mateus.  

Sempre participou de eventos beneficentes, ajudando os mais necessitados e angariando fundos de ajuda às Escolas.

Leia mais:  Petrocity quer iniciar obras no 1º trimestre de 2020 e operação até o final de 2023
Continue lendo

São Mateus

Bolsonaro carrega criança no colo ao chegar em São Mateus

Publicado

O pequeno Antônio, de 1 ano e 5 meses, estava com a família, aguardando a chegada do presidente ao município

O presidente da República, Jair Bolsonaro, já chegou ao município de São Mateus para inaugurar casas populares do antigo projeto Minha Casa, Minha Vida, batizado de Casa Verde e Amarela. 

Ao desembarcar do helicóptero, o presidente cumprimentou os apoiadores que estavam no local. A Samira Salvador de Martins, que mora na cidade, aguardava a chegada de Bolsonaro no aeroporto, acompanhada da família. 

No momento em que falava com o público, o presidente pegou o filho dela, de 1 ano e 5 meses, no colo. Foi quando aproveitaram para fazer o registro.

“Chegamos por volta das 11h. Tinha muita segurança no local, com muitos policiais. Todos foram revistados e não vimos tumulto ou confusão. Tudo muito organizado, contou Samira. 

Esta é a primeira vez que Jair Bolsonaro visita o Estado desde que tomou posse do cargo. O avião com a comitiva presidencial pousou no Aeroporto de Vitória pouco depois das 10 horas desta sexta-feira (11). 

Leia mais:  Jorginho vai propor projeto para disciplinar uso dos recursos arrecadados com o Porto
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana