conecte-se conosco


Segurança

Casagrande autoriza construção da Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim

Publicado

Os investimentos na melhoria da infraestrutura para as forças de segurança pública no Espírito Santo não param. Nesta sexta-feira (15), o governador Renato Casagrande assinou a Ordem de Serviço para as obras de construção da 7º Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim. Também foi anunciada a publicação do edital para reforma e ampliação da 2º Companhia do 3º Batalhão da Polícia Militar, em Guaçuí. Somados, os investimentos do Governo do Estado ultrapassam R$ 7 milhões.


“Aqui em Cachoeiro, demolimos o prédio antigo que tinha aqui, pois era um problema para a vizinhança. Nosso governo acabou e o seguinte não deu sequência. Muito bom estar aqui hoje para dar início a essa obra tão importante. Será a delegacia mais bonita do Estado. No mandato passado fizemos a delegacia de Guaçuí. Agora vamos reformar e ampliar a Companhia da Polícia Militar daquela cidade para que possamos dar mais dignidade de trabalho aos nossos policiais e mais condições de atendimento à população”, afirmou o governador.

Casagrande destacou que as melhorias fazem parte do escopo do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. “As pessoas ainda têm desconfiança do poder público, mas com seriedade, as obras se tornam realidade. É assim em nosso governo. Em 2011, recebemos o Estado destruído na área da segurança pública e entregamos em 2014 com uma estrutura organizada. Voltei ao governo em 2019 e encontrei a segurança pública da mesma forma: destruída e desmotivada. Desde então, quase toda semana estamos dando ordens de serviço ou entregando algum equipamento para reestruturar a segurança pública”, pontuou.

As duas obras serão executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). As obras da 7ª Delegacia Regional da Polícia Civil, em Cachoeiro de Itapemirim, vão acontecer no Bairro Independência e contam com investimentos de R$ 5,37 milhões. O projeto arquitetônico foi elaborado com uma área total construída de 1.367,31 metros quadrados, composta de dois andares. O prazo de conclusão das intervenções é de 720 dias.

O espaço vai abrigar a Superintendência de Polícia Regional, Gabinete do Chefe da Regional, Seção de Apoio Administrativo, Seção de Apoio Operacional, Seção de Registro e Verificação de Ocorrências, Seção de Inteligência, Análise e Estatística, Delegacia de Plantão Regional, Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa, Delegacia Especializada de Narcóticos, Delegacia Especializada de Investigações Criminais, Delegacia Especializada de Infrações Penais. O prédio conta ainda com ambientes de recepção, sanitários acessíveis masculino e feminino, cozinha, almoxarifado, arquivo, sala para material apreendido e estacionamento.

Ainda durante a solenidade, o governador Casagrande anunciou a publicação do edital para obras de manutenção preventiva e corretiva da 3ª Cia. do 13º Batalhão da PMES, localizada no Centro de Guaçuí. Serão investidos R$ 1,68 milhão nas intervenções, que contemplam ainda a substituição de pisos e esquadrias, demolição da laje existente e reconstrução do telhado para as viaturas locais, substituição da estrutura de madeira e telhas termo acústicas, revestimento e pintura das paredes, revisão da parte elétrica e manutenção das instalações hidrossanitárias.


“O Governo do Estado vem investindo forte na reestruturação das forças de segurança e esses anúncios são um bom exemplo. Desde o mês de dezembro, o governador vem fazendo entregas, autorizando obras e demonstrando todo o apreço que tem pelas forças de segurança. Essas obras vão dar mais dignidade e estrutura para os policiais civis e população de Cachoeiro de Itapemirim, que é um dos municípios mais importantes do Estado, além dos policiais militares que atuam em Guaçuí. Esse é o programa Estado Presente, que se preocupa com todas as vertentes na promoção da segurança”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

No mesmo sentido, o diretor presidente do DER-ES, Luiz Cesar Maretto Coura, destacou que as obras vão garantir melhores condições de trabalho aos policiais e de atendimento à população. “A área de segurança pública estava praticamente abandonada, mas o Governo do Estado através desses investimentos está finalmente devolvendo ao servidor público as condições para desempenhar bem o seu trabalho”, comentou.

Leia mais:  Mais de R$ 8 milhões em drogas que viriam para Vitória são apreendidas em aeroporto do RJ
publicidade

Segurança

Detento é espancado até a morte em Penitenciária de Viana

Publicado

O homem de 41 anos foi morto por companheiros de cela após ser acusado por outros detentos de abusar de uma menina de 8 anos

Um detento foi espancado até a morte por companheiros de cela no Complexo Penitenciário de Viana. O homem de 41 anos foi morto no Centro de Detenção Provisória de Viana II no último sábado (18), porque teria abusado de uma menina de 8 anos.

De acordo com o Sindicato dos Inspetores Penitenciários do Espírito Santo (Sindaspes), os detentos acionaram os agentes após o ocorrido e afirmaram que espancaram Renato Silvares até a morte porque ele teria molestado uma criança e os internos não admitem tal comportamento.

O chefe da equipe solicitou uma enfermeira de plantão, que confirmou a morte do detento na cela.

De acordo com a Secretaria de Justiça (Sejus), o homem estava preso desde maio de 2021 por roubo, mas já tinha três passagens na polícia por ameça, furto e roubo com uso de arma de fogo, sendo a mais antiga registrada em 2017.

A equipe da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) esteve no local para colher depoimentos e três presos foram convocados pelos agentes para prestar esclarecimentos.

A Polícia Civil informou que dois internos, de 23 e 33 anos, foram conduzidos ao plantão do Departamento de Homicídios e autuados em flagrante pelo crime de homicídio. O caso segue sob apuração na Delegacia De Crimes Carcerários.

Leia mais:  Motorista por aplicativo é preso em porta-malas durante assalto e se salva ao colocar braço para fora
Continue lendo

Segurança

Grupo é preso ao realizar ‘pescaria’ de dinheiro em caixas eletrônicos de Cachoeiro de Itapemirim

Publicado

Segundo a Polícia Federal, um série de furtos semelhantes estavam acontecendo em outras agências em Vitória e Vila Velha

Um grupo de criminosos, formado por dois homens e duas mulheres, foram presos em flagrante pela Polícia Militar, no último sábado (19). Eles tentavam “pescar” envelopes com dinheiro de um caixa eletrônico, em uma agência da Caixa Econômica Federal, em Cachoeiro de Itapemirim.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada e o veículo que os indivíduos estavam utilizando foi identificado. A partir dessa informação, foi possível localiza-los dentro da agência bancária no sul do Estado praticando novos furtos.

Após a identificação, a PM efetuou a prisão e não houve resistência por parte do quarteto. Com eles, foram encontrados valores dos furtos cometidos anteriormente em pelos menos outras quatro agências, além dos apetrechos utilizados para o cometimento dos crimes.

Segundo a Polícia Federal, um série de furtos semelhantes estava acontecendo em outras agências em Vitória e Vila velha. Juntamente com a área de segurança do banco, a PF conseguiu identificar o grupo que estava realizando os crimes.

Crime é conhecido como “pescaria”

De acordo com a polícia, essa modalidade de furto é conhecida no meio criminal como “pescaria”. Na ação, é utilizada uma ferramenta própria para penetrar os cofres dos caixas e retirar valores depositados em envelopes. Esse dispositivo mecânico é comumente chamado de “jacaré”.

Um fato curioso que chamou atenção dos policiais envolvidos na apreensão é que dois dos quatro detidos foram presos em flagrante, pelo mesmo crime, no dia 17 de junho deste ano, no Estado da Bahia.

Leia mais:  Mais de R$ 8 milhões em drogas que viriam para Vitória são apreendidas em aeroporto do RJ
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana