conecte-se conosco


Camisa 10

CBF premia Hospital capixaba com uma ambulância

Publicado

A entidade máxima do futebol brasileiro premiou o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves, localizado no município da Serra, em reconhecimento por ser uma das unidades de referência para atendimento a pacientes com o novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo, recebeu dos Craques da Saúde, projeto da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), uma ambulância equipada para atender e auxiliar as demandas dos trabalhos realizados na linha de frente no combate à pandemia. A entrega do veículo aconteceu nesta quarta-feira (14), durante transmissão ao vivo pelas redes sociais.


“Estamos recebendo essa ambulância que a CBF está doando para os hospitais referências no tratamento da Covid-19 em todo o País. Aqui, o Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves é nosso hospital referência e estará recebendo essa ambulância ainda hoje. Quero deixar o meu agradecimento à CBF em nome do nosso secretário de Estado, Marcus Vicente, que é vice-presidente da entidade e do presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo, Gustavo Vieira. Sabemos da necessidade de equipamentos neste momento de pandemia. Esta ambulância será fundamental agora e também no futuro, sendo muito bem-vinda”, afirmou o governador Renato Casagrande.

A escolha do Hospital Dr. Jayme foi feita seguindo os critérios considerados pela CBF, para selecionar os Estados que têm a unidade com o maior número de pacientes recuperados da Covid-19. O médico coordenador das Unidades de Terapia Intensiva do hospital, Rafael Melo, havia recebido as chaves em ato simbólico realizado antes do início de uma partida do Campeonato Brasileiro da Série A, no Rio de Janeiro.

De acordo com Rafael Melo, os investimentos do Governo do Estado na aquisição de equipamentos e na reestruturação da rede de saúde, somados à eficiência da equipe do hospital são fatores predominantes para esse reconhecimento. No início da pandemia, de março de 2020 até novembro do mesmo ano, foram realizadas 5.070 altas hospitalares no Hospital Estadual Dr. Jayme Santos Neves.

“A ambulância vem para somar a esse conjunto de investimentos, garantindo rapidez no atendimento a quem precisa e trabalhando para que os profissionais atendam o maior número de pacientes. Ela vem para salvar vidas”, disse o médico coordenador, Rafael Melo.

Durante a transmissão ao vivo, o presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo falou sobre a importância da premiação. “Em nome da Federação de Futebol do Espírito Santo e de toda sociedade, a gente agradece o empenho do Governo, do governador e de todos os trabalhadores do Hospital Dr. Jayme neste momento tão difícil que estamos vivendo. A Federação, em nome da Confederação Brasileira de Futebol, vem fazer essa importante doação nessa luta contra o Covid-19 em nosso Estado. Sabemos que será muito bem utilizada e ajudará a salvar muitas vidas”, destacou Gustavo Vieira.

Craques da Saúde

Leia mais:  Flamengo: titulares têm tarde livre e vão ver o Liverpool nas arquibancadas

O Craques da Saúde é um projeto da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), com o objetivo de doar 27 ambulâncias a unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) de todas as Unidades Federativas (UF) do País. Os hospitais públicos com o maior índice de pacientes recuperados da Covid-19 de cada Estado ganham as ambulâncias.

Cada ambulância é equipada com itens de série específicos para o transporte seguro e rápido de pacientes. O veículo conta com adaptações especiais para este uso, como maca retrátil e suporte para cilindro de oxigênio e soro plasma e armário superior, teto e piso em ABS (que permite rápida e fácil higienização), entre outros dispositivos.

As ambulâncias são entregues nas cidades em que estão localizadas as unidades de saúde contempladas, em cerimônias que serão organizadas pelas Federações Estaduais de futebol de cada Estado, após vencidas as etapas relativas à documentação e transferência do veículo.

publicidade

Camisa 10

Flamengo recusa proposta de R$ 160 milhões por Gerson

Publicado

Primeira oferta do Olympique de Marselha não foi aceita

A diretoria do Flamengo recusou a primeira proposta feita pelo Olympique de Marselha. O clube francês ofereceu 25 milhões de euros (R$ 160 milhões), e o departamento de futebol achou o valor baixo.

A intenção é que a oferta se aproxime dos 35 milhões de euros. Os valores não foram sequer levados ao departamento de finanças do Flamengo, que acompanha o caso de perto para dar seu parecer sobre a negociação.

A possibilidade de perder Gerson assombra o Flamengo desde o fim do Brasileiro. Depois da campanha que terminou com o título, o técnico Rogério Ceni sinalizou para a diretoria rubro-negra que via a renovação do meio-campo como prioridade para o começo da atual temporada.

O clube, sem dinheiro, colocou a venda de outros jogadores na frente, e adiou a valorização de Gerson e de Arrascaeta. Ciente das primeiras movimentações de mercado, Ceni sinalizou para Gerson que contava com ele, e o via como um atleta sem substitutos no Flamengo.

De clube para clube

A movimentação nos bastidores antecedeu a chegada de uma proposta do Olympique de Marsellha. Agora, a diretoria do Flamengo avalia se aceita a venda ou se antecipa as conversas para renovação de Gerson, cujo contrato vai até o fim de 2023.

No momento, o Flamengo faz um terceiro movimento. Tenta melhorar a proposta, ja que precisará repassar 10% a Roma, clube que vendeu o jogador em 2019.

Gerson ainda não recebeu proposta diretamente. O contato foi de clube para clube.

Agora, o Flamengo precisa definir se dá preferência ao recurso financeiro ou ao projeto esportivo. No clube, Ceni teria o jovem João Gomes como substituto imediato. Na posição, Thiago Maia seria alternativa, mas se recupera de uma cirurgia e só deve voltar em cerca de um mês ou dois.

O elenco ainda tem Hugo Moura, reserva, e o meia Diego, que tem atuado recuado. Arão segue improvisado na zaga.

Leia mais:  Neymar faz golaço e volta a pedir silêncio na vitória do PSG. Assista.
Continue lendo

Camisa 10

Olympique oferece R$ 160 milhões ao Flamengo para contratar Gérson

Publicado

Técnico argentino Sampaoli definiu o volante convocado para a seleção olímpica como uma das prioridades no mercado. Diretoria negocia aditivos e deseja permanecer com percentual do volante

Unanimidade pelo Flamengo, convocado pela seleção olímpica e agora também assediado oficialmente pelo mercado europeu. Novidade na última lista do Brasil antes da relação definitiva para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Gerson está na mira do Olympique de Marselha a pedido de Jorge Sampaoli, e os franceses já formalizaram uma oferta de 25 milhões de euros (R$ 160 mi na cotação atual) mais aditivos por metas. A diretoria rubro-negra ficou de avaliar.

Gerson Flamengo — Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Esta é a segunda investida do clube de Marselha pelo volante. A primeira foi considerada baixa e o Flamengo sequer abriu conversas, mas, ciente das pretensões rubro-negras no mercado, o Olympique enviou o ex-atacante Túlio de Mello e um sócio francês para intensificar as tratativas. A dupla foi responsável pela negociação de Thuler com o Montpellier recentemente e tem bom diálogo com a diretoria.

O Flamengo não descarta avançar na negociação, mas trabalha por cláusulas de bônus que façam com que o montante possa chegar aos 30 milhões de euros, além de exigir a manutenção de percentual de Gérson para venda futura. Marcos Braz e Bruno Spindel já se reuniram com Marcão, pai de Gérson, e os dois representantes do Olympique.

A situação contratual de Gérson, por sinal, é prioridade no Flamengo. O volante tem um dos menores salários entre os titulares e o clube entende que um reajuste é emergencial. A promessa era de que o aumento aconteceria até o fim de 2020, mas a pandemia fez com que os planos fossem adiados.

O Flamengo sabe que Gérson é o jogador do elenco com maior potencial de mercado e a dúvida agora está em esticar a corda nas negociações com o Olympique de Marselha ou aguardar a abertura da janela na expectativa por ofertas de clubes de maior expressão. O tema é tratado com paciência nos bastidores.

O volante rubro-negro volta ao time no Fla-Flu deste sábado, após duas semanas se recuperando de uma lesão muscular. Gérson é um desejo antigo de Sampaoli, que o indicou assim que chegou ao Olympique, em março, como informou na época o jornalista Giuliano Cossenza.

Gérson teve 100% dos direitos econômicos comprados ao Roma em julho de 2019 por € 11,8 milhões (cerca de R$ 49,7 milhões na época). Desde então, o volante conquistou sete títulos pelo clube, participou de 100 jogos e marcou sete gols.

Leia mais:  Vasco enfrenta Boa Vista no Kleber Andrade
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana