conecte-se conosco


Cidades

Cestas verdes do Programa AlimentarES serão entregues até quarta-feira (23)

Publicado

As cestas verdes de alimentos do Programa AlimentarES, do Governo do Estado, começaram a ser entregues, na sexta-feira (18). A primeira etapa de entrega de 750 cestas foi realizada no Quartel do Comando-Geral do Corpo de Bombeiros Militar, em Vitória. As cestas verdes são compostas por verduras, hortaliças, legumes e frutas in natura, devidamente acondicionadas em sacolas plásticas individuais. Conforme cronograma definido, serão distribuídas às famílias em vulnerabilidade social 1.750 cestas até a próxima quarta-feira (23).

A solenidade teve a presença da vice-governadora do Estado, Jaqueline Moraes; da primeira-dama do Estado, Maria Virgínia Casagrande; além de representantes dos órgãos que integram a organização do programa governamental. O AlimentarES realizou a compra do total de 6.400 cestas, que serão distribuídas nos primeiros meses de 2021. A compra dos alimentos foi realizada diretamente dos pequenos agricultores, com o objetivo de promover o trabalho e fomentar a renda para a agricultura familiar no Estado.

A presidente da organização Mulheres Unidas do Caratoíra (Muca), Winy Fabiano, destacou os benefícios para as famílias em receber a cesta verde. “É uma ação muito importante que nos dá alimentos saudáveis. Há famílias que estão sem trabalho e sem renda nesta pandemia e a cesta vai ajudar muito, principalmente, às famílias com crianças e que precisam mais de uma alimentação saudável. Vamos ter mesa farta no Natal e isso é uma felicidade”, enfatizou Winy Fabiano.

A vice-governadora Jaqueline Moraes destacou que o Programa AlimentarES faz com que esses alimentos cheguem na mão de quem precisa. “São mais de 100 entidades que vão repassar as cestas. Elas são muito importantes nesse processo, porque são onde as pessoas vão buscar socorro. Os agricultores e as mulheres agricultoras estão lá na ponta produzindo esses alimentos, que agora vão para a mesa de quem necessita. O programa desenvolveu o trabalho de conscientização e educação alimentar para as pessoas que faz toda a diferença. Cuidar de vidas é nossa prioridade. Agradeço a toda a equipe de governo envolvida no AlimentarES”, ressaltou.

Durante a solenidade, a primeira-dama do Estado, Maria Virgínia Casagrande, reforçou a importância da iniciativa. “Ao olhar essas cestas, me lembro do meu pai, que tinha uma loja na Vila Rubim, onde a gente tinha facilidade com o mercado em adquirir frutas. É uma coisa muito boa iniciar nas famílias o consumo de frutas e verduras, que são um importante suplemento para a alimentação. Minha palavra é de gratidão a todos os envolvidos”, disse.

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) coordena o AlimentarES, com a premissa de levar educação alimentar às famílias capixabas. Para isso, foram realizadas diversas lives e elaborados conteúdos digitais com temática sobre educação alimentar e nutricional, a fim de promover a saúde, sobretudo, em meio à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

Leia mais:  Especial ‘noite do terror’ é destaque da semana no Circuito Cine Drive-In

“O Incaper é a ponte para os agricultores familiares que forneceram os alimentos que compõem a cesta verde. Realizamos ainda lives e um seminário com profissionais da Nutrição e de diversas outras áreas, que apresentaram conteúdos que deram luz à importância da alimentação saudável. A entrega das cestas concretiza todas as ações realizadas em prol da alimentação saudável e do fortalecimento da agricultura familiar”, informou a coordenadora do Programa AlimentarES e extensionista do Incaper, Jaqueline Sanz.

As cestas verdes serão entregues por meio do Programa ES Solidário, do Governo do Estado, que já realiza o repasse de doações de donativos no Espírito Santo desde o início da pandemia da Covid-19. A seleção dos beneficiários foi realizada pela Secretaria de Direitos Humanos (SEDH), que coordena o programa, com foco nas famílias em situação de pobreza e extrema pobreza.

“O ES Solidário já entregou mais de 130 toneladas de alimentos neste período de pandemia. Um período difícil, quando as pessoas precisam de muitos alimentos. As doações, de R$ 1,00 ou a de uma cesta básica, fazem muita diferença. Os alimentos da cesta verde possuem nutrientes muito importantes para a saúde e é com a saúde bem equilibrada que nós vamos vencer esse período tão difícil”, comentou a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

As cestas verdes são fornecidas por organizações da sociedade civil, públicas e privadas do segmento da agricultura familiar. Elas foram selecionadas pelo de Edital da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes). De acordo com o diretor-presidente da Aderes, Alberto Farias Gavini Filho, 300 famílias de empreendedores da Agricultura Familiar foram beneficiadas com o escoamento da produção. “O projeto multiplica o trabalho do ES Solidário, ajuda o pequeno produtor gerando trabalho e renda, com o escoamento da produção prejudicada com a pandemia do novo Coronavírus, além de ajudar as famílias necessitadas que estão cadastradas no programa”, disse Alberto Gavini.

As entregas seguem as normas sanitárias estabelecidas pela Secretaria da Saúde (Sesa), que normatiza as regras aplicadas em eventos, proporcionando segurança para os cidadãos que irão retirar as cestas verdes de alimentos.

Leia mais:  Suzano conclui inscrições do Programa de Estágio Técnico no dia 27

Sobre o AlimentarES

O Programa AlimentarES tem por objetivo disponibilizar alimentos saudáveis na mesa de quem precisa e, ao mesmo tempo, gerar renda para os agricultores de base familiar do Espírito Santo. As cestas verdes são complementares aos donativos distribuídos pelo Programa ES Solidário, contribuindo para a melhoria da qualidade nutricional das cestas já ofertadas.

Estruturada de forma intersetorial, a atuação do AlimentarES vai beneficiar as famílias contempladas com as cestas de alimentos e também os agricultores que atuarão como fornecedores. Além disso, o projeto visa a conscientizar os capixabas sobre a importância do consumo de alimentos saudáveis, evidenciando os valores nutricionais dos alimentos e os benefícios à saúde.

O Programa AlimentarES envolve a articulação de diversas secretarias e órgãos do Governo do Estado, por meio da atuação direta da Vice-Governadoria, das Secretarias de Direitos Humanos (SEDH), da Saúde (Sesa), da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), da Secretaria de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti), de Gestão e Recursos Humanos  (Seger) e de Economia e Planejamento (SEP); da Superintendência Estadual de Comunicação Social (Secom); do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper); das Centrais de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa); do Corpo de Bombeiros Militar; e da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes), além da parceria do Centro Universitário Salesiano de Vitória (Unisales), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

Sobre o ES Solidário

O programa ES Solidário atende às demandas por meio de solicitações feitas por municípios, coletivos, associações e igrejas com ações sociais, que direcionam as doações de donativos às pessoas em situação de pobreza e extrema pobreza.

Os donativos são recebidos por meio de doações feitas por empresas e pela sociedade civil. Contribuições em dinheiro são usadas para a compra de alimentos e outros itens essenciais. Os repasses são feitos em parceria com o Corpo de Bombeiros, responsável pela logística de entrega.

Desde o início do programa, foram arrecadadas e distribuídas mais de 130 toneladas em cestas básicas, além de 5.273 kits de higiene e limpeza, 354 pacotes de fraldas geriátricas, 230 frascos de álcool em gel, mais de mil máscaras. Também foram distribuídos mais de 6.300 itens avulsos. No total, até o momento, famílias de 47 cidades capixabas foram atendidas pelo ES Solidário.

publicidade

Cidades

Parceria da Suzano e Detran-ES ilumina o Buda de Ibiraçu nas cores do Maio Amarelo

Publicado

O Buda gigante, segundo maior do mundo, não foi o único a receber a iluminação amarela; os portais da cidade de Aracruz também participam da ação pela redução de acidentes no trânsito

O Grande Buda de Ibiraçu e os portais da cidade de Aracruz agora brilham nas cores do Maio Amarelo. A iluminação é uma ação desenvolvida por meio da parceria entre o Detran ES, a Suzano, o Mosteiro Zen Morro da Vargem e as prefeituras municipais de Ibiraçu e Aracruz para conscientizar os motoristas e motociclistas que cruzam a BR-101, ES-445 e ES-010 na região norte do Espírito Santo.

Na solenidade, aos pés da segunda maior estátua de Buda do mundo, estiveram alguns representantes dos órgãos responsáveis. Em seu discurso, Leonardo José Toscano Conde, Relações Corporativas da Suzano, destacou a consonância da campanha com os valores da companhia.

“Para nós da Suzano, a segurança no trânsito é um valor inegociável e uma regra de ouro. Precisamos ter a consciência de que segurança no trânsito depende de todos nós. Esperamos que essa iniciativa possa contribuir com a reflexão dos motoristas sobre o seu papel de protagonismo na construção de um trânsito mais seguro”, defendeu Leonardo.

Leia mais:  MPES notifica prefeito de Venda Nova do Imigrante para que não autorize a Festa da Polenta

O Gerente de Logística da Suzano, Lucas Bozolan, também participou da organização dessa parceria e destacou a estratégia da ação.“A segurança é um valor que preserva vidas. Durante todo ano reforçamos as ações de comportamento seguro com nossos colaboradores. O mês de maio é momento oportuno para levar esse tema também para toda a sociedade”, explicou.

Já Harlen da Silva, diretor geral do Detran, salientou que a parceria com a Suzano já vem de um longo tempo e aproveitou a oportunidade para falar sobre o desenvolvimento das ações. “Trabalhamos durante todo ano com a questão da segurança viária, mas esse mês, o Maio Amarelo, é o eleito para reforçarmos atitudes que trazem paz e harmonia para o trânsito”, disse.

A cerimônia também serviu para celebrar o diálogo inter-religioso e contou com a presença do Bispo Emérito da Diocese de Colatina, Dom Décio Zandonade. O sacerdote católico, ao lado do abade do Mosteiro Zen Cristiano, Daiju Bitti, comentou a importância da campanha. “Essa iniciativa de iluminar para o Maio Amarelo faz com que eduquemos para uma nova mentalidade no trânsito, de respeitar, de ajudar os outros”, disse Dom Décio.

Leia mais:  Idaf identifica desmatamento em Reserva Legal em Rio Bananal

Autoridades dos poderes municipais das duas cidades estiveram presentes no evento. O prefeito municipal de Ibiraçu, Diego Krentz, ressaltou a necessidade da campanha e lembrou de ações em conjunto com a Suzano. “A Suzano nos apoia em diversas outras [ações], seja com os idosos, seja com os adolescentes em Ibiraçu. Temos uma gratidão muito grande pelo que a Suzano vem fazendo”, defendeu.

Maio Amarelo

O Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução de acidentes de trânsito. As atividades realizadas neste mês no Espírito Santo e em todo o mundo têm o objetivo principal de alertar e mostrar a dimensão e o impacto que os acidentes têm no cotidiano.

O tema deste ano, “Juntos salvamos vidas”, foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pretende mostrar à sociedade que todos nós, independente do nosso ofício, podemos salvar vidas, conhecendo e cumprindo as regras.

Continue lendo

Cidades

Detran realiza ações do Maio Amarelo com estudantes em Guarapari e Vila Velha

Publicado

A equipe de educação para o trânsito do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) participa de ações educativas que fazem parte da programação do movimento Maio Amarelo, destinadas aos alunos da Rede Municipal de Educação de Guarapari e também aos estudantes da Universidade Vila Velha (UVV).  

O evento de Guarapari é organizado pela Secretaria de Postura e Trânsito (Septran) do município, reunindo vários órgãos nestas quinta-feira (19) e sexta-feira (20), no Complexo Esportivo, em Muquiçaba, como o Detran|ES, a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES), o Corpo de Bombeiros Militar (CBMES), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Eco101.  

O diretor geral do Detran|ES, Harlen da Silva, reforçou a importância da ação educativa com os estudantes. “O Detran acredita que ações integradas como essas têm um efeito mais amplo na sociedade. Estamos reforçando nossas ações educativas neste mês, em virtude do Maio Amarelo, nas vias de todo o Estado, em empresas, promovendo parcerias para a iluminação de espaços de amarelo”, destacou.   

Harlen da Silva ressaltou que o objetivo é chamar a atenção de condutores, motociclistas, ciclistas e pedestres para a conscientização e responsabilidade de cada um na construção de um trânsito seguro. “A educação, principalmente das crianças e adolescentes, sobre esse tema é essencial para mudar o comportamento no trânsito. Por isso, estamos intensificando a educação para o trânsito, que é o que já fazemos durante todo o ano com as ações do Detranzinho”, acrescentou. 

O secretário de Postura e Trânsito de Guarapari, Luiz Cardoso, destacou a integração dos órgãos. “A ação visa divulgar o Maio Amarelo, que é uma campanha nacional do trânsito. O município, com o Detran, a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Eco101, está unindo forças para poder transmitir às crianças a importância da sinalização, do uso do cinto de segurança, entre outras ações, e também para passar aos pais a questão da segurança no trânsito. Como o tema deste ano é ‘Juntos salvamos vidas’, achamos importante juntar as várias instituições envolvidas para transmitir esse recado para as crianças levarem para casa”, disse Cardoso. 

Leia mais:  Parceria do Sine de Vila Velha com Sebrae vai capacitar empresários

“Gostei do jogo. Achei muito legal. É uma brincadeira que ensina ações importantes para a segurança no trânsito”, disse a estudante Sofia, de 8 anos. Kesly, de 11 anos, também elogiou as atividades. “Gostei bastante porque ajuda a gente a aprender as regras de trânsito e não causar acidentes”, comentou. 

Brunela é mãe do Samuel, de 8 anos, do 3º ano da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (EMEIEF) Ana Rocha Lyra, e acredita que essas ações são importantes para as crianças. “É gratificante ver como essas parcerias de vários órgãos de trânsito ensinam sobre a sinalização para as crianças, em forma de brincadeiras educativas. Vale a penas trazer os alunos”, elogiou.  

Vila Velha 

O Detran|ES, em parceria com o Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran), também promove, nesta quinta-feira (19), ações educativas com estudantes da Universidade Vila Velha (UVV) sobre pontos importantes para essa faixa etária.  

Nas ações, que já aconteceram pela manhã e também serão realizadas com as turmas da noite, os agentes fazem demonstração do teste do etilômetro e com o simulador de impacto. O objetivo é conscientizar os jovens para a necessidade de adotar comportamentos seguros no trânsito, principalmente em relação aos riscos da mistura de bebida e direção, e de também não respeitar os limites de velocidade. 

Leia mais:  Plano Safra 2020/21: Banestes anuncia recursos para colheita de café e abertura da linha Pronaf Investimento

Programação 

Durante todo o Maio Amarelo, o Detran|ES está desenvolvendo ações educativas e atividades, em parceria com outros órgãos de trânsito e instituições públicas e privadas, com os propósitos de chamar a atenção da sociedade para o alto número de acidentes e reforçar a importância da participação de todos, visando à construção de um trânsito mais gentil e seguro em todos os 78 municípios capixabas. 

Confira a programação do Movimento Maio Amarelo aqui.  

Maio Amarelo 

O Maio Amarelo é um movimento internacional de conscientização para a redução de acidentes de trânsito. As atividades realizadas neste mês no Espírito Santo e em todo o mundo têm o objetivo principal de alertar e mostrar a dimensão e o impacto que os acidentes têm no cotidiano. 

O tema deste ano, “Juntos salvamos vidas”, foi definido pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pretende mostrar à sociedade que todos nós, independente do nosso ofício, podemos salvar vidas, conhecendo e cumprindo as regras. 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana