conecte-se conosco


Camisa 10

Clubes do Capixabão liberados para treinar a partir de setembro

Publicado

Todas as atividades feitas pelos clubes deverão seguir um protocolo sanitário rigoroso, feito pela CBF e analisado pela Secretaria de Saúde do Estado

Os times capixabas que disputam a séries A e B do Capixabão serão liberados para voltar suas atividades a partir do dia 26 de setembro. A Portaria n° 159-R, que autoriza o retorno, foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (11), pelo Governo do Estado.

A medida beneficiará Rio Branco de Venda Nova, Desportiva Ferroviária, Rio Branco, Serra, Estrela do Norte e São Mateus, da primeira divisão; e Pinheiros, Vilavelhense, Esse, Capixaba e Sport-ES, que disputam a segunda divisão.

Vitória e Real Noroeste, que também estão na Série A, já estavam liberados para treinar, pois tem compromissos agendados pela Série D do Campeonato Brasileiro, em setembro.

O retorno dos treinos e, consequentemente, das competições vem sendo discutido pelas secretariais estaduais de Esportes e Lazer (Sesport) e Saúde (Sesa) desde julho, após reuniões realizadas pelo secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, com o presidente da Federação de Futebol do Espírito Santo (FES), Gustavo Vieira.

A liberação dos treinamentos, no entanto, não tem nenhuma relação com a volta efetiva das competições. Essa questão, segundo o governo, deve ser acordada entre clubes e Federação, que é responsável por organizar os torneios.

O secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, reforçou que todas as atividades feitas pelos clubes deverão seguir um protocolo sanitário rigoroso, feito pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e analisado pela Sesa.

Além disso, caso necessário, todas as liberações podem ser revistas, caso a situação do novo Coronavírus (Covid-19) volte a se agravar no Estado.

Leia mais:  Retomar jogos seria irresponsável, dizem dirigentes de Bahia e Botafogo
publicidade

Camisa 10

Tóquio-2020 anuncia redução drástica de atletas na cerimônia de abertura

Publicado

De acordo com o jornal, cerca de 6.000 atletas participarão do evento, contra os mais de 11.000 programados para competir em Tóquio

Os organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio anunciaram nesta segunda-feira que, devido à pandemia de covid-19, vão reduzir o número de atletas nas cerimônias de abertura e de encerramento – uma medida que pode afetar milhares de atletas.

“Para garantir a proteção e a segurança dos atletas e simplificar as operações durante os Jogos de Tóquio, achamos necessário reconsiderar o número de participantes nas cerimônias de abertura e de encerramento”, afirmaram os organizadores.

O Comitê Olímpico Internacional (COI) planeja reduzir esse número quase à metade na cerimônia de abertura, prevista para 23 de julho, informa o jornal Yomiuri Shimbun. De acordo com o jornal, cerca de 6.000 atletas participarão do evento, contra os mais de 11.000 programados para competir em Tóquio.

Os organizadores explicaram que os números ainda não foram divulgados, porque os detalhes estão sendo acertados com o COI. Segundo o Yomiuri Shimbun, essa redução drástica de participantes se deve às restrições sanitárias que limitam o tempo de permanência na vila olímpica.

Leia mais:  Brasil vence o Uruguai, mantém 100% nas Eliminatórias e ganha opções
Continue lendo

Camisa 10

Valdívia recebe teste positivo para covid no intervalo e é substituído

Publicado

Meio-campista estava atuando pelo Avaí na partida diante do CSA. Após saber do resultado de teste, técnico o trocou por Renato

Valdivia testou positivo para covid enquanto estava jogando pelo Avaí

O meio-campista Valdívia foi substituído na partida entre CSA e Avaí pela Série B do Brasileirão. Até aí, sem problemas. O estranho é que ele deixou a partida após receber o diagnóstico positivo para covid-19.

O resultado teria chegado ao conhecimento do clube através de informação repassada pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) durante o confronto disputado na cidade de Maceió, momento em que o jogador estava em campo.

Com isso, a atitude do clube foi de, no intervalo do compromisso, substituir o jogador que deu lugar ao também meio-campista Renato. Até o presente momento, o clube ou mesmo a CBF não se pronunciou em caráter oficial.

Desde que chegou ao Avaí por empréstimo do Internacional, Valdívia participou de 45 partidas. Ele fez sete gols em uma passagem marcada por altos e baixos.

Leia mais:  Disciplina tática dá vitória ao Fortaleza sobre o líder Atlético-MG
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana