conecte-se conosco


Entretenimento

Compositor pede prisão preventiva de Wesley Safadão por plágio

Publicado

A música Vaqueirinha Maltrata, segundo o ex-colega de trabalho de Safadão, fez parte do álbum Diferente não, Estranho, de março de 2018

Eita! Parece que Wesley Safadão está com uma dor de cabeça daquelas. Segundo o colunista Leo Dias, além de o cantor estar sendo processado pelo suposto plágio da faixa Vaqueirinha Maltrata e ser apontado como alguém que deseja enriquecer ilicitamente, agora o compositor Jonas Alves teria decidido prestar uma queixa-crime contra Safadão.

– Já aconteceu uma audiência de conciliação, mas o Wesley não colocou nenhuma proposta de acordo. Em seguida, ele fez uma contestação e uma defesa fajuta com mentiras, explicou Alves ao jornalista.

Por conta disso, a defesa de Jonas pediu a prisão preventiva de Wesley porque essa não seria a primeira vez que ele é acusado pelo mesmo crime. Ainda segundo os advogados, existe um terceiro caso de plágio contra Safadão sendo analisado.

Procurada, a assessoria de imprensa do cantor sertanejo não foi encontrada até a publicação desta matéria, mas disse ao Leo Dias que o cantor não vai se manifestar sobre o processo.

Para que você entenda, a música Vaqueirinha Maltrata, segundo o ex-colega de trabalho de Safadão, fez parte do álbum Diferente não, Estranho, de março de 2018. Com a ausência de propostas de conciliação por parte de Wesley Safadão nas audiência marcadas, o compositor Jonas Alves, que processa o cantor por danos materiais e morais, decidiu ir à polícia registrar um boletim de ocorrência por crime contra a propriedade imaterial. A defesa de Alves afirma que fez a notícia-crime no dia 24 de fevereiro e aguarda, agora, a instauração dessa nova ação.

– Em 2020, abri um processo contra o Wesley por crime de violação de direito autoral, que está previsto no art. 184 do Código Penal. Agora, fiz esta ocorrência na delegacia para seguir com o processo criminal. Eu fiz isso pra ele aprender a respeitar daqui pra frente os direitos de nós compositores”. Esperei por um acordo dele no dia da audiência de conciliação. Ainda estou disposto a um acordo amigável, apesar de que amizade não existirá mais. O valor total do processo é de quatro milhões e 700 mil reais, disse Alves.

Essa história ainda vai dar pano para a manga, né?

Leia mais:  Whindersson Nunes vai ser papai: 'Parece que eu vou explodir'
publicidade

Entretenimento

Arthur Picoli confirma que já ganhou R$ 1,5 milhão e será apresentador

Publicado

Ex-BBB capixaba de 27 anos de idade comemora sucesso como influenciador e dá detalhes de sua estreia como apresentador na TV do Flamengo com programa semanal

Com campanhas publicitárias que fez depois de ser eliminado do BBB 21, Arthur Picoli já faturou seu primeiro milhão de reais. Mais que isso, o bonitão confirma que já conquistou valor igual ao prêmio do reality da Globo – de R$ 1,5 milhão. 

Além disso, o capixaba também adianta que foi contratado como apresentador da FLATV, a TV do Flamengo, e em breve estreará na emissora com programa semanal. Na atração, vai mostrar os esportes e projetos que o time apoia. 

Em entrevista ao canal de Laís Moreira, no YouTube, que vai ao ar às 20h desta quarta-feira (22), o bonitão também lembra das polêmicas em que se envolveu durante o Big Brother, vida pessoal e novos objetivos. 

Leia mais:  Dupla Anavitória cobra R$ 95 por lives na quarentena e fãs reclamam
Continue lendo

Entretenimento

Festival Vila Musical abre inscrições para oficinas infantis de canto e percussão

Publicado

As atividades, que serão realizadas nos dias 2 e 3 de outubro, são gratuitas e buscam conectar o público infantil com a cultura musical capixaba

Nesta segunda-feira (20), o Festival Vila Musical abre inscrições gratuitas para oficinas infantis de percussão e canto. Serão apresentados para as crianças instrumentos de batucada e ritmos voltados para a cultura capixaba. As atividades, que acontecem nos dias 02 e 03 de outubro, serão online. São 15 vagas para cada oficina e as inscrições poderão ser feitas no site do Festival Vila Musical até o dia 27 de setembro: https://linktr.ee/festivalvilamusical

As atividades, ministradas pelos professores Eduardo Ojú e Yuri Guijansque, buscam incentivar a representatividade afro-capixaba e a cultura do interior do Estado para o público infantil da cidade de Vitória.

Visualização da imagem

Na primeira oficina, marcada para o dia 02 de outubro, o escritor e compositor Eduardo Ojú apresentará aos pequenos variadas práticas de percussão e suas representatividades. Ao final, as crianças, com o acompanhamento dos pais, vão realizar um grande cortejo musical com um instrumento produzido com material de casa, como baldes, panelas, cabos de vassoura e outros.

Visualização da imagem

Já no segundo dia (3), o músico, compositor e professor de música Yuri Guijansque será o responsável pela aula de canto, onde ele, num momento lúdico com as crianças, irá explorar ritmos e repertórios voltados para a cultura popular e a cultura da infância na perspectiva de cidades do interior.

As atividades vão acontecer via plataforma de videoconferência.

O Festival

As oficinas fazem parte do Festival Vila Musical que acontecerá nos dias 11 e 12 de outubro, em comemoração da semana da criança. O Festival será uma grande vila brincante — em formato virtual — em que tudo vira música. As transmissões serão no Canal do Youtube do festival com apresentações de bandas e grupos de manifestações tradicionais capixabas. Tudo isso guiado por três personagens: Catarina, Juvenal e Bartolomeu! 

O projeto é uma realização da Expurgação, EXP Filmes e Tangerinas e foi aprovado em edital setorial de Música 033/2019 da Secult/ES e recebe recursos do Funcultura.

Acesse o canal do Festival e aguarde novidades: https://linktr.ee/festivalvilamusical 

Serviço:

OFICINA DE CORTEJO PERCUSSÃO AFRO CAPIXABA

DIA: 02/10 

HORÁRIO: 10H às 11H30

VAGAS: 15

Público-Alvo: Crianças até 12 anos

Professor Eduardo Ojú: Escritor e compositor popular, propôs os projetos culturais A Porta do Tapete Voador (2011), Música de Mangueio (2013), Marujada de Cabôco (2011, 2015) e #tambordialético | QUILOMBO (2017). Como ceramista, registrado pelo Programa do Artesanato Brasileiro (2018), participou da Bienal Naifs do Brasil do Sesc Piracicaba (2020) com a obra Igreja Velha. Atualmente reside em São Mateus, ES, e coordena o projeto e pesquisa #tambordialético | o barro pensa, a forma o tempo é quem dá, sobre Educação do Campo e Filosofia Africana no contexto das brincadeiras em devoção à São Benedito das Piabas e Caboclo Bernardo.

OFICINA DE CANTO

DIA: 03/10 

HORÁRIO: 14h às 15h30

VAGAS: 15

Público-Alvo: Crianças até 12 anos

Professor Yuri Guijansque: Yuri é músico, compositor e professor de música licenciado pela Universidade Federal do Espírito Santo. Como professor, Yuri faz trabalha com musicalização infantil em escolas regulares e projetos sociais desde 2015 atuando com ensino de canto, violão, flauta, teoria musical, harmonia entre outros. Como músico e compositor, atua em diversos projetos como o grupo capixaba de música autoral “Pó de Ser Emoriô”, é solista da Orquestra Pop&Jazz do IFES, além de ter seu projeto solo como compositor e intérprete.

 

Leia mais:  Morte de Cristiano Araújo faz cinco anos e mantém casos indefinidos

Inscrições gratuitas pelo site: https://linktr.ee/festivalvilamusical 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana