conecte-se conosco


São Mateus

Comunidade de Meleiras está abandonada pelas prefeituras de São Mateus e Conceição da Barra

Publicado

Os moradores cansaram de solicitar melhorias e os dois municípios viraram as costas para aquela comunidade

Parece coisa de filme de terror, mas o que a maioria dos moradores das Meleiras deduz é que existe uma parceria de abandono entre as municipalidades mateense e barrense, que relegaram ao descaso o atendimento daquela região que pertence aos dois municípios.

A começar pela estrada que, quando recebe alguma melhoria, é apenas o lado de Conceição da Barra que se disponibiliza a patrolar e pelo menos dá a sensação de que está tendo alguma atitude. O acesso é difícil quebra suspensão dos veículos e assusta motoristas com tantos buracos e quebra-molas improvisados. Quando chove é a lama e quando vem a seca é a poeira e os buracos ficam à mostra. “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”, disse desanimado um dos moradores ouvidos pelo Jornal do Norte. “Deveríamos ter nossa estrada asfaltada, mas preferiram asfaltar um pedaço de rua em frente ao Hospital Roberto Silvares para beneficiar alguma imobiliária”, disse outro morador fazendo um comparativo com “prioridades invertidas”, segundo ele.

O sinal da telefonia móvel é algo que atormenta os moradores faz muito tempo. É coisa do século passado que ainda as operadoras não conseguem resolver. As dificuldades no uso do telefone celular é notória e prejudica em muito as comunicações dos moradores, inclusive com órgãos importantes como as prefeituras e hospitais. Os moradores acreditam que uma torre resolveria o problema.

Uma outra questão é a rede elétrica o que dificulta as casas terem energia. A rede é de alta tensão sendo necessário a aquisição pelo morador de um transformador que possa converter a energia em condições de tê-la em casa.

O transporte coletivo não tem linha regular para aquela comunidade. Nem por parte da Viação Mar Aberto e da Viação São Gabriel.

Quanto à segurança, apesar da pouca presença do policiamento preventivo, ainda não chegou a níveis preocupantes, mesmo com alguns assaltos em alguns sítios da região.

Com a construção de um atracadouro de balsas, que está em fase final para começar a operar ligando a ilha de Guriri a Conceição da Barra, possa trazer a esperança de ver asfaltada a estrada até o local onde está instalado o atracadouro. “A esperança é a última que morre e a nossa está morrendo porque as autoridades não têm compromisso com a população”, disse um revoltado morador.

A região de Meleiras é uma APA (Área de Preservação Permanente) e deve merecer atenção e cuidados ao serem implementadas benfeitorias das prefeituras. Normativas específicas devem ser observadas.

Leia mais:  Agricultores tiveram R$ 15 mil em produtos apreendidos por Prefeitura
publicidade

São Mateus

Paulo Fundão requer hospital veterinário público para São Mateus

Publicado

Com a compreensão de que a sanidade dos animais domésticos interfere diretamente no equilíbrio do meio ambiente e na saúde pública, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade a Indicação n° 726/2021, que requer a implantação de um hospital veterinário público em São Mateus. A proposta partiu do presidente do Legislativo Municipal, vereador Paulo Fundão, e foi aprovada na sessão de terça-feira (19/10).

“A instalação de um hospital veterinário público se baseia em uma estratégia que visa compreender e re-solver os problemas contemporâneos de saúde criados pela convergência humana, animal e ambiental, conceito conhecido como ‘Saúde Única’”, argumenta Paulo Fundão.

Na justificativa da proposição, o presidente da Câmara Municipal acrescenta que os animais domésticos são tutelados pelo Estado, “e sua proteção é assegurada pelo Artigo 225 da Constituição Federal, bem como pelo Artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (nº 9.605/1998)”.

Conforme o vereador, “a disponibilidade de serviços públicos veterinários é essencial, tendo como principal objetivo o atendimento com dignidade e respeito, de modo gratuito e universal”. Paulo Fundão frisa que atualmente os animais têm obtido cada vez mais espaço nas questões cotidianas dos cidadãos e “o respeito a eles é marca de uma sociedade ética que reflete no bem comum de todos”.

Diante de relevante interesse público na implantação desse hospital veterinário, o presidente da Câmara confia que, “chegando oficialmente ao chefe do Poder Executivo, com seu espírito sensível às necessidades do povo e desejoso por ajudar, o requerimento será atendido e a sociedade terá cada vez mais certeza de que a harmonia entre os poderes é o melhor caminho para o desenvolvimento de nosso Município”.

Leia mais:  Cássio tem apoio do presidente do Partido Progressista para disputar a eleição de prefeito
Continue lendo

São Mateus

Vereadores manifestam apoio a demandas dos guardas municipais

Publicado

São Mateus – Colocar a Guarda Municipal em plena operação, equipada, capacitada e com respaldo legal completo. Com esta pauta, uma comissão de guardas municipais, escolhida em assembleia da categoria, procurou a Câmara de São Mateus. Em reunião no início da noite de terça-feira (19/10), após a sessão ordinária, os 11 vereadores ouviram as principais demandas dos profissionais e manifestaram, de imediato, apoio às questões colocadas em pauta que visam a regulamentação e a estruturação da Guarda Municipal. Contudo o presidente Paulo Fundão ponderou que, como a questão envolve servidores, os procedimentos legais devem ter origem no Poder Executivo.
Na abertura da reunião, Fabrícia Nascimento Aurélio lembrou que a Guarda Municipal de São Mateus foi reestruturada pela Lei Municipal 1.661/2018, que cria três seções: Guarda Patrimonial, Guarda Cidadã e Guarda de Trânsito. Ela observou, entretanto, que a legislação precisa de ajustes para suprimir lacunas.
De acordo com Fabrícia, a reunião teve o objetivo de angariar apoio do Legislativo, iniciando o processo de preparação para plena operação, que inclui outras demandas. Fabrícia relata que, nesse processo de estruturação, há carência de equipamentos para condições adequadas de trabalho, fardamentos completos, cursos de formação e identificação funcional dos agentes, além da instalação da Corregedoria e da Ouvidoria.
Na comissão de 11 pessoas que estiveram na Câmara, além de Fabrícia quem mais usou a palavra para sensibilização da causa foi o também advogado e recém-integrado Ronaldo Neves Esteves, que afirmou que São Mateus é o único município capixaba, entre os que têm mais de 100 mil habitantes, ainda sem guarda atuante.

AVALIAÇÃO
“Pelo olhar da comissão, a reunião foi um sucesso, com vereadores muito solícitos, realmente querendo apoiar a estruturação da Guarda Municipal, querendo que funcione, que vá para frente de acordo com a legalidade. Saímos da reunião confiantes de que a categoria vai realmente receber o apoio da Câmara” – comentou a guarda municipal Fabrícia Aurélio.
Conforme a comissão, São Mateus possui mais de 200 guardas municipais, que trabalham principalmente com proteção de bens, equipamentos e prédios públicos, sem ainda estrutura adequada e amparo para as ações mais abrangentes previstas na própria lei que a reestruturou há três anos.

VEREADORES
Em breves manifestações, os vereadores Paulo Fundão, Kacio Mendes, Ciety Cerqueira, Delermano Suim, Gilton Gomes, Lailson da Aroeira, Carlinho Simião, Isael Aguilar, Robertinho Assis, Cristiano Balanga e Adeci de Sena apontaram exemplos de ações bem-sucedidas envolvendo guardas municipais no Espírito Santo.
Os parlamentares reforçaram inclusive que, para desenvolver São Mateus, é preciso ampliar a sensação de segurança pública em todo o Município. Por isso entendem que é possível até ampliar as atribuições da Guarda Municipal com atuação na área ambiental, conforme previsto na lei que a reestruturou. A contribuição para melhoria no trânsito da Cidade também foi destacada, assim como apoio às ações das comunidades rurais.

Leia mais:  Prefeito entrega ambulância e faz homenagem aos servidores da saúde
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana