conecte-se conosco


Cidades

Condomínio pede que casais façam sexo com menos barulho e gritos em Cariacica

Publicado

Recomendação inusitada foi registrada em ata de uma reunião dos moradores que proíbe também usar liquidificador depois das 20h30

Um condomínio em Cariacica pediu, em ata da última reunião, que os moradores façam sexo com menos barulho. 

“A noite é hora de descanso”, diz o recado. Segundo a síndica, que pede para que o conjunto residencial não seja identificado, a “recomendação” foi feita depois que vizinhos se queixaram com ela do barulho da, digamos, atividade noturna mais exaltada em algumas unidades residenciais.

“Foi pedido em reunião que as intimidades de casais na madrugada sejam mantidas com menos barulhos e gritos”, reforça o comunicado.

A síndica disse que, por ela, não faria tal publicação. “Mas é algo que foi exposto na reunião de condomínio. Evidentemente, não foi falado quais os causadores dos barulhos mas eu tive que registrar essas queixas pela insistência de quem estava reclamando, como uma espécie de recado velado. Por mim, isto nem entraria na pauta. É algo que diz respeito ao cotidiano privado dos moradores”, explica. 

Para manter a identificação dos chamados barulhentos noturnos em sigilo, o documento com as recomendações foi enviado para todos os condôminos. 

Leia mais:  Procon-ES orienta lojistas e intensifica fiscalizações para período de fim de ano no comércio

Ainda na seara do barulho, um outro recado também chama a atenção ao informar que uso do liquidificador só pode ser feito até às 20h30. “Reclamaram que há gente usando o aparelho à meia-noite”, explicou a síndica.

Ela diz que os avisos são mais uma forma de orientação. “Não temos previsão de que serão aplicadas notificações ou multas, por enquanto. Para isso, precisamos ver a questão da convenção do condomínio”, informa.

Condomínio deve agir com bom senso e manter diálogo com moradores, recomenda especialista

Quando o assunto é barulho em apartamento, bom senso e diálogo constante nunca devem ser perdidos de vista. São as recomendações de Gedaias Freire, presidente do Sindicato Patronal de Condomínios Residenciais, Comerciais, Mistos e Empresas de Administração de Condomínios no Espírito Santo (Sipces). O sindicato reúne 4 mil condomínios, somente na Grande Vitória.

Em análise da ata de recados do condomínio de Cariacica. Disse que, inicialmente, as queixas são comuns a outros residenciais. 

Mas, apontou exageros. “Essa recomendação de limitar o uso do liquidificador para 20h30 é excessiva. A chamada Lei do Silêncio é válida a partir das 22h. Cada morador tem uma rotina diferente. Não é possível impor o uso de um eletrodoméstico a um determinado horário. Ainda mais de um utensílio ligado à alimentação”, desenvolve.

Leia mais:  Petroleiros infectados por Coronavírus seguem isolados em hotel na Grande Vitória

Ele diz que não adianta impor ordens se não há previsão de aplicação de multas ou penalidades. Freire diz que o sindicato presta consultoria aos síndicos conveniados e que vizinhos barulhentos são situações comuns de reclamação. 

“É por isso que se deve ter coerência no que vai ser exigido. E outra: se essas regras não estão na convenção original do condomínio, os moradores deverão fazer uma reunião para alterar o regimento interno”, detalha.

Quanto aos sons dos casais mais animados, Freire diz que, literalmente, é uma questão de foro íntimo.

“Eu aconselharia que o síndico conversasse com os casais, falando que há pessoas que se incomodam com o barulho, tendo em vista a acústica do prédio e a presença de crianças, o que pode deixar algumas famílias constrangidas com a situação. Tudo é questão de diálogo”, aconselha. 

publicidade

Cidades

Prefeitura de Jaguaré debate criação de Associação de Segurança Pública com sociedade organizada

Publicado

Encontro reuniu representantes de entidades da sociedade civil e poder público; participação da sociedade em decisões de Segurança Pública é opinião em comum para todos os participantes

Em reunião realizada entre representantes da Prefeitura Municipal de Jaguaré, da Câmara Municipal e de entidades da sociedade civil, foram debatidas propostas para a criação de uma associação com forte representatividade que possa promover e apontar ações estratégicas para garantir efetivamente a segurança pública no município, em substituição ao Conselho Municipal de Segurança Pública – Comsej.

O encontro foi realizado no Plenário da Câmara Municipal de Vereadores e contou com a presença do prefeito Marcos Guerra, do subsecretário municipal de Segurança Pública, Miller Kutz, do secretário municipal de Planejamento Urbano, Robson Grobério, o presidente da Câmara, Jean Costalonga e o vereador Tião Soprani.

Também estiveram presentes, o comandante da Polícia Militar, Major Borba, o sargento Rogério Pontes, o soldado Renan Brumatti, de Vila Valério, a presidente da CDL, Maria Cristina de Lima e o presidente do Sindicato Rural, Jarbas Nicoli e representantes de diversas entidades civis, além de membros do Comsej. Durante a reunião foi apresentada a situação do Conselho e foi apresentada a possibilidade de um novo modelo de organização, no formato de associação.

Em busca do melhor formato

Toda forma de organização que busque melhorias para a sociedade é válida. Em especial numa área tão sensível a todos nós, que é a Segurança Pública. Esta reunião tem o objetivo de avaliar o melhor caminho a seguir com autoridade, pois aqui estão reunidos atores da sociedade que ajudam a impulsionar o desenvolvimento municipal. Portanto, é preciso que todos se dediquem e estudem uma solução em conjunto com a sociedade, pois, a Constituição Federal afirma que a Segurança Pública é dever do Estado e responsabilidade de todos”, ressaltou o prefeito Marcos Guerra.

Leia mais:  Ceasa notifica comerciantes sobre obrigatoriedade do uso de máscara

Opinião seguida também pelo presidente da Câmara de Vereadores, Jean Costalonga, para quem a participação da sociedade é fundamental. “Nós incentivamos a participação das pessoas em todos os assuntos que dizem respeito à vida comunitária. Em especial, os assuntos relacionados à segurança, que

Necessidade de reestruturação

De acordo com o secretário municipal de Planejamento, Robson Grobério, o encontro resultou em ações concretas. “É sempre bom ter um novo modelo para avaliarmos, nesse caso a associação. Mas, a maioria decidiu por tentar reestruturar o Conselho novamente. Para tanto, criamos uma comissão para levantar as possibilidades”, destacou Grobério.

“O Comsej foi criado em 1997 com o intuito de aproximar a PM das pessoas e, na época isso trouxe muitos benefícios para Jaguaré, que ficou conhecida por ter o melhor Conselho Municipal do Estado, por isso esse órgão é muito importante funcionando de forma adequada”, afirmou o subsecretário municipal de Segurança Pública, Miller Kutz.

O comandante da 18ª Companhia Independente de Jaguaré, Major Tiago Borba destacou a importância da participação da comunidade nas decisões dos assuntos relacionados à segurança. “Esses assuntos só podem apresentar caráter definitivo e duradouro se houver a participação da comunidade. O que as forças de segurança, isoladamente, podem fazer é muito limitado por que o tema Segurança Pública é muito amplo e complexo. Vai muito além de posicionar viaturas nas ruas e fazer patrulhamento. É preciso interação com a comunidade, troca de informações, debate sobre prioridades, dos anseios, das dores que as comunidades carregam”, pontuou o comandante. Major Borba ainda lembrou que o tema Segurança Pública envolve todos na sociedade, posto que é uma necessidade básica do ser humano. “Sem segurança você não consegue fazer nada”, afirmou.

O professor, gestor social e advogado Bernardo Augusto Gomes Rodrigues, destacou que o debate realizado teve uma particularidade significativa, que foi o envolvimento de vários segmentos. “Aqui estiveram reunidos, poderes públicos locais, as forças de segurança, produtores rurais, líderes comunitários. O grande destaque foi a necessidade desse envolvimento e participação, além de comprometimento das pessoas em órgãos que buscam o bem estar da sua população. Pouco importa a forma que seja organizada a sociedade civil. Que seja por conselho, associação, desde que atenda a necessidade de ter pessoas envolvidas nesse processo de organizar a sociedade civil de jaguaré. Isso é importante”, afirmou o Professor Bernardo.

A decisão dos presentes foi a criação de uma comissão para tratar dos assuntos do Conselho e a possibilidade de criação de uma associação. Outra reunião já está marcada para daqui a duas semanas com o objetivo de levantar informações sobre o conselho e as características de um formato associativo.

Leia mais:  Chuva deve continuar até domingo no ES; confira a previsão do tempo!

Continue lendo

Cidades

Senac-ES abre novas vagas gratuitas para curso de Técnico em Estética

Publicado

O Senac-ES acaba de abrir 20 vagas  gratuitas para o curso de Técnico em Estética. Desta vez, além dos requisitos socioeconômicos, como renda familiar inferior a dois salários mínimos, pessoas egressas da educação básica e trabalhadores – empregados ou desempregados, os candidatos participarão de um processo seletivo com avaliação escrita em língua portuguesa, matemática/raciocínio lógico e redação dissertativa sobre um tema da atualidade. Os interessados devem ter mais de 18 anos e estar cursando o 2ª ano do Ensino Fundamental em diante.

As inscrições acontecem  nos  dias 6 e 8 de setembro, na unidade do Senac de Vila Velha, localizada no bairro Divino Espírito Santo. Já a prova escrita está agendada para o dia 22 de setembro, das 9h às  11h , no auditório do Senac Vila Velha. O resultado será divulgado no dia 3 de outubro, após as 18h, no site www.es.senac.br.

O período de matrículas e apresentação da documentação comprobatória será de 4 a 7 de outubro, também na unidade Senac de Vila Velha, onde o curso será ministrado a partir do dia 13 de outubro. Todas as informações sobre requisitos, prazos e o conteúdo do teste escrito está disponível no edital do programa no site da instituição.

Leia mais:  Estudantes do Ensino Médio visitam Bandes para aprender sobre mercado de trabalho

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana