conecte-se conosco


Brasil

Corpo de idosa é trocado com de homem com suspeita de covid-19

Publicado

Francisco Carlos da Silva, de 54 anos, foi enterrado na zona sul de São Paulo enquanto sua família aguardava chegada do corpo em Santo André

Uma idosa de 92 anos teve o corpo trocado com o de um homem com suspeita de covid-19 no Centro Hospitalar de Santo André, no Grande ABC, nesta quinta-feira (9). Francisco Carlos da Silva, de 54 anos, foi enterrado no cemitério São Luiz, na zona sul de São Paulo, no lugar da idosa. A prefeitura considerou o caso como “inconcebível”  e pediu apuração imediata. O caso está sendo investigado pelo 1º DP de Santo André. 

A família de Francisco aguardava a chegada do corpo dele ao Cemitério do Curuçá, em Santo André, quando foi avisada do erro por um agente funerário. “A gente já estava ali na dor, no sofrimento do falecimento dele. E assim, do nada, o corpo sumiu. Pra onde foi? O que aconteceu? Logo em seguida ele já tinha sido sepultado”, conta uma das filhas de Francisco, Ingrid Suelen Vieira da Silva, de 29 anos.

Leia mais:  Mulher é presa tentando levar bebê recém-nascido de maternidade

Francisco era asmático e já havia passado por um transplante de rim. Foi internado com falta de ar na madrugada de domingo (5) e faleceu na quarta-feira (8). Como os sintomas são similares com os da covid-19, o caso foi registrado como suspeito, disse Ingrid.  A família agora vai pedir autorização judicial para exumar o corpo. Ainda não há previsão para o novo enterro. 

Investigação

De acordo com a secretaria de Segurança Pública, a polícia vai ouvir familiares dos falecidos e funcionários da unidade de saúde responsáveis pelo processo de liberação dos corpos serão ouvidos. Uma série de diligências está em andamento para esclarecer os fatos.

“Lamentavelmente as informações procedem”, afirma em nota a prefeitura de Santo André. Segundo o órgão, a diretoria do hospital acolheu as duas famílias envolvidas no episódio. “Se não bastassem a dor da perda e a tristeza de nem poder se despedirem dos corpos de uma maneira digna, os familiares ainda tiveram que passar por um constrangimento dessa natureza”, diz o texto. 

Leia mais:  Mais 22 mil têm auxílio emergencial liberado após contestação

publicidade

Brasil

Setores de petróleo e minério puxam queda da produção industrial capixaba 

Publicado

Ainda que negativo, o resultado do ES no semestre (-1,2%) foi melhor do que a média nacional, que teve retração de 2,2% no mesmo período  

A indústria geral capixaba retraiu 1,2% no primeiro semestre do ano, na comparação com o mesmo período do ano passado. A queda foi resultado do desempenho da indústria extrativa (-12,6%), que foi impactada pela menor produção de petróleo, gás natural e minério de ferro.  

Ainda que negativo, o resultado do Espírito Santo no semestre foi melhor do que a média nacional que teve recuo de 2,2% no mesmo período. Os dados da Produção Industrial Regional (PIM-PF) foram divulgados na terça-feira (9/8) pelo IBGE e compilados pelo Observatório da Indústria da Findes. 

De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a extração de óleo no Espírito Santo recuou 30,1% no primeiro semestre deste ano, enquanto a de gás natural reduziu em 31,9%.  

A presidente da Findes, Cris Samorini, explica que a expectativa para o desempenho da indústria nacional e capixaba para os próximos meses é mais positiva.  

“Temos alguns bons indicadores que estamos acompanhando. Entre eles a criação de mais de 200 mil postos de trabalho formais na indústria nacional e de 4,8 mil apenas no nosso Estado.” 

Cris pondera ainda que caso as medidas governamentais de estímulo fiscal sejam mantidas, como a redução do IPI, isso irá contribuir para fortalecer a indústria capixaba e nacional.  

“O governo federal havia anunciado a redução do IPI, mas nesta semana fomos surpreendidos com a decisão liminar do ministro do STF Alexandre de Moraes de suspender os benefícios. Isso muito nos preocupa, uma vez que trará grande impacto na indústria nacional, afetando o ritmo de retomada da economia e, por consequência, a geração de empregos.” 

Cenário nacional 

Os ramos industriais que registraram os piores desempenhos foram: veículos automotores, reboques e carrocerias (-5,4%); produtos de metal (-12,1%); produtos de borracha e de material plástico (-10,0%); e máquinas, aparelhos e materiais elétricos (-14,6%).

Por Siumara Gonçalves, com informações do Observatório da Indústria da Findes 

Continue lendo

Brasil

Petrobras reduz em R$ 0,22 o preço do diesel nas distribuidoras

Publicado

Decisão derruba de R$ 5,41 para R$ 5,19 o valor de venda do combustível a partir desta sexta-feira (12)

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (11) uma redução de 4,07% no preço do diesel A (puro) nas distribuidoras a partir de amanhã (12). Com a segunda redução em uma semana, o valor do combustível passará R$ 5,41 para 5,19 por litro, uma redução de R$ 0,22 por litro.

Considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel vendido nos postos, a Petrobras afirma que a parcela que recebe do valor final do preço ao consumidor passará de R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba.

De acordo com a estatal, a nova redução “acompanha a evolução dos preços de referência, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel, e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado global, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações internacionais e da taxa de câmbio”.

Leia mais:  Juíza assassinada tinha pedido medida protetiva contra o ex

As duas reduções no preço do combustível no período de sete dias ocorrem após um intervalo sem reajustes no preço do combustível desde o início de maio do ano passado. Com as determinações, o preço do diesel nas distribuidoras caiu 7,5% (R$ 0,42), de R$ 5,61 para R$ 5,19.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana