conecte-se conosco


Segurança

Criminosos são perseguidos após dispararem contra viatura descaracterizada em Cariacica

Publicado

Viaturas da Polícia Militar, do DHPP e uma aeronave do Notaer foram utilizados durante a perseguição

Na tarde desta sexta-feira (19), policiais deram início a uma perseguição no bairro Aparecida, em Cariacica. Tudo começou após criminosos dispararem contra uma viatura descaracterizada da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Cariacica. Policiais revidaram os disparos contra os criminosos e chamaram reforços.

Os dois responsáveis pelos disparos estavam dentro de um carro vermelho quando dispararam pelo menos cinco vezes contra o carro que estava com três policiais civis. Para auxiliar a viatura descaracterizada na perseguição, foi solicitado o apoio de outras unidades da DHPP, da Polícia Militar e uma aeronave do Núcleo de Operações e Transportes Aéreo (Notaer) que também realizou buscas na região e em demais bairros de Cariacica.

A perícia da Polícia Civil afirmou que a arma utilizada pelos criminosos trata-se de uma pistola .45, que possui um grande poder de impacto. Os policiais que estavam dentro da viatura descaracterizada estavam indo em direção ao bairro Retiro Saudoso, também em Cariacica, para obter maiores informações sobre um homicídio que aconteceu na última quinta-feira (18) em que um jovem foi encontrado morto dentro de uma vala.

De acordo com a DHPP não houveram feridos na troca de tiros e nem durante a perseguição. A delegacia também instaurou um inquérito que vai investigar as motivações do ocorrido e ainda de acordo com a polícia, um dos autores dos disparos já foi identificado mas não foi preso, o comparsa conseguiu fugir por uma área de mata.

Leia mais:  Governo do Estado entrega 58 novas viaturas à Polícia Civil
publicidade

Segurança

Polícia prende principal suspeito do assassinato do diretor do Sine de Nova Venécia

Publicado

A Polícia Civil, com o apoio do serviço de inteligência do segundo batalhão da Polícia Militar de Nova Venécia, conseguiu localizar e prender o principal suspeito de assassinar o diretor do Sistema Nacional de Emprego (Sine) de Nova Venécia, Dionízio Gonzaga de Oliveira, de 42 anos.
  
O delegado de Polícia Civil de Nova Venécia, William Dobrovosk Simonelli Daniel, titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, confirmou a prisão. De acordo com informações, o assassino é acusado de cometer outros homicídios e reside no município de Pinheiros. Entretanto, ele estava escondido na cidade de Boa Esperança.
O suspeito será encaminhado para a 17ª Delegacia Regional de Nova Venécia, onde será ouvido. A Polícia Civil deverá conceder uma entrevista coletiva ainda na tarde desta sexta-feira (26), para falar sobre o caso.

Leia mais:  Polícia prende principal suspeito do assassinato do diretor do Sine de Nova Venécia
Continue lendo

Segurança

VÍDEO | Suspeito rouba celular e é atropelado por namorado da vítima em Vila Velha

Publicado

Um homem flagrou o momento exato em que a namorada teve o celular roubado e avançou com o carro para cima do suspeito, que estava de bicicleta, no bairro Itapoã, em Vila Velha. Ao ser atropelado, ele ainda tentou fugir, mas acabou sendo agredido por pessoas que passavam pela região.

Nas imagens, é possível ver toda a ação.  A mulher estava em uma calçada, mexendo no celular, quando o homem passa, se aproxima dela e, de repente, puxa o aparelho das mãos da vítima. O motorista que seguia pela rua flagrou a ação e então foi com o veículo na direção do criminoso. O suspeito chegou a cair, levantou-se em seguida e conseguiu correr.

O motorista do veículo é namorado da jovem assaltada. Ele contou que viu o suspeito se aproximando e não pensou duas vezes antes de agir. “Por coincidência, sorte, no momento em que eu estava chegando,  vi o assalto. Ele estava portando uma arma, que a gente não sabe se era de verdade. Eu tentei fechar ele com o carro para evitar que ele fugisse. Só que ele caiu da bicicleta e continuou correndo a pé. Eu fui atrás e ele poderia ter sido pego antes, mas não foi porque a arma assustou os demais”, afirmou o condutor, que não quis ser identificado.

A ação do criminoso foi rápida, mas ele não conseguiu ir muito longe, pois foi alcançado por populares e agredido com chutes e socos. O crime aconteceu na tarde de quarta-feira (24), e de acordo com a Guarda Municipal, a arma, que supostamente foi usada pelo criminoso durante o assalto, teria sido levada por alguém que passava pelo local antes da chegada dos agentes. Essa pessoa não foi identificada. 

Antes de dar entrada na Delegacia Regional de Vila Velha, o suspeito foi levado ao ´Pronto-Atendimento. 

Leia mais:  Espírito Santo fecha janeiro com segundo menor número de homicídios dos últimos 24 anos
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana