conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Cuidados com a medicação em tempos de Covid-19

Publicado

A Secretaria da Saúde e a Gerência Estadual de Assistência Farmacêutica (GEAF) reforçam à população capixaba a  importância dos cuidados em relação ao perigo da automedicação, em especial no cenário atual de emergência sanitária do novo Coronavírus (Covid-19). 

De acordo com a gerente da GEAF, Gabrieli Freitas, com a crescente dos casos de Covid-19, tem ocorrido uma tendência à busca desenfreada por tratamentos e/ou medidas preventivas, agravado pela excessiva veiculação de fake news, podendo levar ao uso abusivo e irracional de medicamentos. 

“Enquanto farmacêuticos, temos percebido nesses últimos tempos, em especial nos trabalhos com os pacientes nas Farmácias Cidadãs, o número de informações incorretas que têm sido transmitidas pelas redes sociais quanto ao uso de medicações para o novo Coronavírus. É importante que a população entenda que existem graves riscos à saúde causados pelo uso indiscriminado e pela automedicação”, explicou a gerente de Assistência Farmacêutica.

Na última terça-feira (05) comemorou-se o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamentos. Para Gabrieli Freitas, é importante que todo cidadão, ao ter dúvidas, busque orientações com os profissionais capacitados, evitando assim quaisquer problemas à saúde. 

Aqueles que tenham quaisquer dúvidas sobre medicamentos e buscam por informações e orientações podem fazê-lo por meio do canal “Fale Conosco”, da Farmácia Cidadã, clicando aqui

“Buscamos dar orientações durante o atendimento do farmacêutico nas nossas doze unidades, mas também temos profissionais capacitados para responder perguntas de toda a população via canal Fale Conosco, no nosso portal”, informou Gabrieli.

Recomendações à população quanto a medicação

– Utilize medicamentos somente com instrução de profissionais de saúde capacitados;

– Não faça a automedicação e nunca use medicamentos baseado em informações de fontes não confiáveis;

– Não interrompa o tratamento prescrito pela equipe médica, principalmente nos casos de doenças crônicas. É importante saber que o alívio da dor ou desaparecimento dos sintomas desconfortáveis não necessariamente significa a cura da doença;

– Não compre medicamentos em quantidades superiores ao necessário;

– Siga corretamente as instruções de armazenamento e se atente ao prazo de validade;

– Familiares e cuidadores podem e devem ter papel ativo na prevenção dos erros de administração apoiando o uso correto da medicação.

Leia mais:  Alimentos que colaboram com a saúde mental
publicidade

Medicina e Saúde

Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’ realiza primeira captação de coração da unidade em 2021

Publicado

Na última quinta-feira (21), o Hospital Estadual de Urgência e Emergência ‘São Lucas’, em Vitória, realizou a primeira captação de um coração, que foi destinado para um paciente da fila de transplantes do Espírito Santo.

Além do coração, o mesmo doador ainda pode ajudar a salvar a vida de mais pacientes, já que foram doados as duas córneas e os rins, que ficaram no Estado, e o fígado, que foi enviado a um paciente compatível em Minas Gerais.

A enfermeira da Comissão Intra-Hospitalar para Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (CIHDOTT), Karla Coelho, explica que as doações só podem ser realizadas com o consentimento da família, por isso, é de extrema importância que as pessoas manifestem em vida o desejo de serem doadoras.

Quem também reforça a importância de conversar sobre o assunto é a diretora geral do hospital, Cynthia Milanez. “É difícil falar de morte, especialmente quando estamos saudáveis, mas é importante conversar sobre a doação de órgãos e evitar que o tema seja um tabu, afinal de contas, por mais doloroso que seja, a morte é inevitável. Entretanto, a doação é uma forma de transformar dor e sofrimento em esperança e amor para outras famílias”, disse.

Dados sobre transplantes
Segundo dados da Central Estadual de Transplantes do Espírito Santo (CET-ES), até esta segunda-feira (25), a Central contabilizou 1.489 pacientes aguardando por um órgão no Estado, sendo 1.024 para rim, 448 para córneas, 14 para fígado e três à espera de um coração.

Leia mais:  Campanhas de vacinação contra a Poliomielite e de Multivacinação têm dia D neste sábado (17)
Continue lendo

Medicina e Saúde

Veja 5 alimentos que ajudam no processo de aprendizagem das crianças

Publicado

Estudo afirma que alimentos mais leves e saudáveis proporcionam mais disposição e melhor funcionamento do cérebro infantil

Um estudo realizado com 60 pessoas, pela Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, aponta que quem consome uma quantidade maior de luteína, presente em verduras e frutas como mamão, laranja, pêssego e milho, possui uma memória e raciocínio mais afiados

Alimentos integrais e ricos em fibras proporcionam digestão mais lenta, mais saciedade e energia prolongada. Tanto profissionais, quanto autoridades de saúde afirmam que não é indicado oferecer opções ultraprocessadas para crianças e que a alimentação saudável deve ser uma realidade dentro e fora de casa. 

Para a nutricionista, Dayanna Miranda Camizão, é indispensável que os pais e responsáveis estejam sempre atentos ao que seus filhos consomem e sempre busquem novas maneiras de introduzir bons alimentos na dieta das crianças. 

“Infelizmente, tem se tornado cada vez mais comum o consumo de refeições industrializadas por parte das crianças. Alimentos naturais, como as famosas hortaliças verdes, contém um mix de substâncias que auxiliam no sistema nervoso e consequentemente no rendimento da criança. O espinafre fornece bastante luteína, por isso, deve estar presente no prato dos pequenos. Além dele, o brócolis, a rúcula e a couve também são reconhecidos por atuarem em prol do DNA das células cerebrais. É importante ter consciência que uma alimentação não adequada nessa fase pode causar diversos problemas, como anemia, emagrecimento ou até obesidade”, ressalta a nutricionista.

Veja quais são os alimentos que podem proporcionar melhor memória, aprendizado e concentração para a criança:

Arroz Integral – contém vitaminas do complexo B, essenciais para o bom funcionamento do cérebro. As fibras presentes nos carboidratos integrais liberam glicose no organismo aos poucos;

Castanhas – ajudam na liberação da serotonina, neurotransmissor que atua de forma positiva sobre o humor da criança, além de manter as artérias cerebrais saudáveis;

Banana – a fruta é rica em potássio e triptofano, substâncias que ajudam a relaxar e acalmar as atividades cerebrais. Desse modo, a criança terá uma boa noite de sono e se sentirá mais disposta no dia seguinte;

Frutas vermelhas – contém flavonóides, compostos bioativos com propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias que são benéficos ao aprendizado e memória, devido a sua capacidade de proteger os neurônios e reverter déficits de memória;

Ovos – são fontes diretas de colina, nutriente ligado à função cerebral que, participa da formação de neurônios, repara as células avariadas e produz acetilcolina, neurotransmissor fundamental para memória e aprendizado

Leia mais:  'Queremos vacinar 100% dos trabalhadores da Saúde até o início de março', diz secretário
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana