conecte-se conosco


Brasil

De portas fechadas museus oferecem visitas virtuais

Publicado

O 18 de maio é o dia que a comunidade internacional comemora e destaca a importância desses espaços. Confira opções de passeios virtuais em museus de vários países

A Monalisa de Leonardo Da Vinci certamente é uma das pinturas mais famosas do Museu do Louvre, em Paris. Pra quem nunca teve a experiência de vê-la de perto ou deseja rever a obra-prima do artista italiano pode, por meio de aplicativo gratuito disponível para sistemas Android e iOS, ter uma experiência bem próxima da realidade sem precisar sair do lugar.

A alternativa virtual criada por um dos museus mais famosos do mundo é exemplo de como esses espaços vêm se adaptando diante da necessidade de manter as portas fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus. Os lugares que costumam atrair turistas, estudantes, pesquisadores e curiosos por conhecimento conservam muito da cultura, história, arte e descobertas da humanidade. Motivos não faltam para celebrar em uma data, 18 de maio, o Dia Internacional dos Museus.

Em tempos de distanciamento social a internet pode ser uma aliada na descoberta de toda riqueza que os museus reservam por meios dos passeios virtuais. Com recursos de áudio, vídeo, realidade aumentada, cursos online e tours em 360º esses espaços se reinventam e possibilitam boas doses de aprendizado e fôlego cultural quando é necessário ficar em casa. Em alguns casos é necessário instalar programas como o Flash e há também museus estrangeiros que não disponibilizam tradução para o português. 

Um dos mais completos catálogos virtuais de exposições em museus e galerias do mundo é o Google Arts & Culture. Além de apresentar o acervo desses espaços a ferramenta permite explorá-los de modo similar ao Street View e ainda apresenta várias informações adicionais das obras.

Icônicos

Alguns museus no Brasil e ao redor do mundo são referência por sua estrutura física, acervo ou história. Entre eles estão o Louvre e d’Orsay em Paris; o Metropolitan e o Museu de Arte Moderna/MoMA  em Nova York.  Para os aficionados por antiguidade vale a visita do museu grego Acrópole. 

No Brasil a Pinacoteca em São Paulo criou até uma seção, a #pinadecasa, onde estão várias formas de interação do museu com o público. Também tem, assim como o Museu de Arte de São Paulo (Masp) intensificado os conteúdos das redes sociais. 

Como o nome já anuncia, o Museu do Amanhã no Rio de Janeiro traz ao público diversas questões relacionadas ao futuro e oferece tour virtual à exposição Prato do Mundo, que aborda os desafios da produção de alimento para a população em 2050, estimada em 10 bilhões de pessoas. 

E para se sentir mais próximo da natureza e ainda conferir um dos mais importantes acervos de arte moderna, vale a visita às exposições do maior museu ao ar livre do mundo, localizado em Brumadinho (MG), o Instituto Inhotim. 

Quem deseja conhecer mais da riqueza cultural do país um recurso é o Projeto Era Virtual que nasceu bem antes da pandemia,  em 2008, já de olho no futuro ao disponibilizar aos visitantes acesso virtual a museus, exposições e monumentos do patrimônio cultural brasileiro. 

Leia mais:  Saúde anuncia locação de 2 mil leitos de UTI no Brasil
publicidade

Brasil

Empregado que se recusar a tomar vacina pode ser demitido por justa causa

Publicado

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os cidadãos que recusarem a vacina estarão sujeitos a sanções previstas em lei

Após a Anvisa confirmar a aprovação para uso emergencial das vacinas CoronaVac e AstraZeneca neste domingo (17), já foi iniciada, oficialmente, a campanha de imunização no Espírito Santo e em todo o Brasil. A princípio, as primeiras doses serão aplicadas em profissionais de Saúde da linha de frente, idosos que vivem em asilos e indígenas.

Em meio a uma onda negacionista no Brasil em relação às vacinas, os brasileiros não podem ser obrigados a participar da campanha de imunização, mas o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os cidadãos que recusarem a vacina estarão sujeitos a sanções previstas em lei, como multas e impedimentos de frequentar determinados lugares.

No âmbito da justiça trabalhista, o empregado que se recusar a tomar a vacina pode ser demitido por justa causa, já que estará trazendo riscos sanitários para os colegas. De acordo com o advogado especialista em Direito e Processo do Trabalho, Rafael Camargo Felisbino, a empresa pode demitir o funcionário em questão, mas é recomendável que haja uma tentativa de conversa antes de medidas mais definitivas.

“É possível dispensar a pessoa que se recusa a se vacinar por justa causa, já que é obrigação da empresa zelar pelo meio ambiente e pela saúde de seus empregados. A pessoa que se recusa a tomar a vacina coloca a saúde de todos os colegas em risco. Entretanto, é recomendável que a justa causa seja precedida de uma advertência ou suspensão, ainda mais se esta for a primeira recusa e o empregado em questão tiver um histórico bom na empresa”, explica.

Leia mais:  Idosa comemora 116 anos com festa no Recife
Continue lendo

Brasil

Polícia Rodoviária abre concurso com 1.500 vagas; inscrição começa no dia 25

Publicado

A Polícia Rodoviária Federal divulgou edital de um novo concurso público com 1,5 mil vagas para o cargo de policial rodoviário. As inscrições começam na próxima segunda-feira (25) e vão até 12 de fevereiro pelo site do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos. A taxa é de R$ 180.  

Para concorrer, é preciso ter graduação completa em qualquer área, além de carteira nacional de habilitação na categoria B ou superior. Candidatos de ambos os sexos podem se inscrever, mas é preciso ter entre 18 e 65 anos na data de matrícula do curso de formação.  

Provas  

Os classificados nas provas objetivas e discursivas — que serão realizadas no dia 28 de março — deverão realizar teste de aptidão física, avaliação psicológica, além de apresentar documentos e ainda passar por uma avaliação de saúde e uma investigação social. Todas essas fases são de caráter eliminatório e vão ocorrer em todas as capitais e no Distrito Federal.  

Os candidatos ainda terão de passar por uma avaliação de títulos, de caráter classificatório, e pelo curso de Formação Policial, que será realizado na Universidade Corporativa da Polícia Rodoviária Federal, em Florianópolis, ou em outros locais indicados pela PRF.  

Remuneração  

O salário dos aprovados será de R$ 9.899,88. Além disso, os policiais rodoviários recebem auxílio alimentação de R$ 458.  

Vagas  

As 1,5 mil vagas serão distribuídas da seguinte forma: 1.175 para ampla concorrência; 300 para negros e 75 para pessoas com deficiência. Por ser de abrangência nacional, os candidatos que passarem na seleção serão lotados de acordo com a necessidade do serviço e o interesse público. 

Leia mais:  Saúde anuncia locação de 2 mil leitos de UTI no Brasil
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana