conecte-se conosco


Cidades

Decreto que exige fechamento aos domingos das padarias causa preocupação no setor

Publicado

Estabelecimentos alegam que podem ter que encerrar as atividades, mesmo que deixem de funcionar apenas num único dia da semana

Marca registrada no café da manhã dos brasileiros, o pão francês vai ser figura rara nas manhãs de domingo. A ida à padoca da esquina também. O novo decreto do Governo do Estado determina que as padarias permaneçam fechadas aos domingos durante os 14 dias de fechamento total. 

No Espírito Santo, são quase 2 mil panificadoras e o presidente da Associação da Indústria de Panificação e Confeitaria do Espírito Santo (Aipães), Manoel Almeida, teme que o setor tenha que demitir funcionários, mesmo problema relatado no início da pandemia. “Você precisa fechar a conta no final do mês. Então, é preciso cortar. Aí, você acaba, às vezes, cortando na folha de pagamento. As padarias empregam muito então nós conseguimos segurar bastante, mas em alguns momentos não teve como”, explicou.

Em uma padaria no bairro Paul, em Vila Velha, a demissão de funcionários voltou a ser uma realidade e o gerente, Cleber Alves da Silva, também tem notado redução no movimento. “Agora, nessa nova quarentena, tivemos que demitir mais ou menos oito funcionários e isso gera um impacto grande. As nossas vendas também caíram com a diminuição da circulação de pessoas”, contou.

Serviços extra estão suspensos

Muito além de pães, bolos e cafezinho, as padaria também oferecem serviços como buffet de café da manhã e refeições para almoço e jantar. Durante o período de restrição, estes serviços, que ficavam à disposição dos clientes, estão suspensos e, para o presidente da Aipães, o prejuízo para o setor pode girar em torno de 40% podendo aumentar ainda mais durante as novas restrições.

“Nós tivemos registros de padarias que tiveram 70% de queda no faturamento. No decorrer do ano até a metade, ela estabilizou e foi aí que chegamos nesta média de 35% a 40% de redução no faturamento. Por conta das restrições e de um ano que não começou tão bem, talvez esse índice possa aumentar”, afirmou.

Outra preocupação, por parte da associação, é que durante este período, as panificadoras não consigam se manter e fechem as portas. “É um momento ímpar da panificação no Espírito Santo. Não só no Estado, mas no Brasil e no mundo. Tem muitas padarias fechando e tem muitas padarias hoje que estão passando por muita dificuldades por conta dessa queda de faturamento”, finalizou.

Leia mais:  Cestas verdes do Programa AlimentarES serão entregues até quarta-feira (23)
publicidade

Cidades

Secretário de Saúde de Barra de São Francisco garante que o SAMU começa a operar dia 2 de agosto

Publicado

O secretário Municipal de Saúde de Barra de São Francisco, Elcimar de Souza Alves, participou recentemente de uma reunião em Águia Branca, com representas do Governo do Estado onde o assunto em pauta era sobre o SAMU.

Na manhã desta quinta-feira (22), Elcimar disse que está tudo pronto para iniciar o atendimento do Serviço Móvel de Urgência (SAMU), em Barra de São Francisco.

Lembrando que a prefeitura de Barra de São Francisco ganhou no último dia 18 de junho de 2021, duas novas ambulâncias para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Os veículos 0km foram adquiridos por meio do Consórcio CIM Noroeste e pela organização Avante Social contratada para gerenciar o serviço em 14 municípios da região.

As viaturas, sendo uma Unidade de Suporte Básico e uma Unidade de Suporte Avançado de vida já vêm adaptadas no padrão SAMU e serão aparelhadas com equipamentos da base de Barra de São Francisco.

O prefeito Enivaldo dos Anjos, o secretário da Saúde Elcimar de Souza Alves, acompanharam a entrega da ambulância em frente à Prefeitura, no centro da cidade.

As equipes de suporte básico e resgate sanitário que serão compostas por um técnico de enfermagem e um condutor, a de suporte avançado que contará com um médico, um enfermeiro e um condutor, passarão por um “treinamento realístico” com simulações de atendimento da equipe.

O prefeito Enivaldo dos Anjos ressaltou a importância da aquisição não só para cidade de Barra de São Francisco, mas para a região. “As ambulâncias significarão além do melhor atendimento aos pacientes, mas segurança para os profissionais que trabalham diariamente no socorro, é sem dúvida, uma grande conquista para a população”, enfatizou.

“Estamos ansiosos para chegar o dia 02 de agosto, para inaugurarmos o SAMU 24 horas em Barra de São Francisco. Estamos acompanhando de perto todos os detalhes por determinação do nosso prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD)”, disse Elcimar.

Em caso de emergência, ligue para o SAMU pelo telefone 192.

Leia mais:  Conta de luz atrasada? EDP faz feirão de negociação com parcelamento em até 36 vezes
Continue lendo

Cidades

Banestes mantém juros baixos do crédito imobiliário, apesar da alta da Selic e reajuste da taxa em outros bancos

Publicado

Banco capixaba oferece juros a partir de 6,65% ao ano, considerada a menor taxa do País. Portabilidade é opção para fugir de taxas altas de outras instituições

O Banestes não seguiu o movimento de elevação nos juros do crédito imobiliário, iniciado por bancos federais e privados, e manteve a taxa de juros a partir de 6,65% ao ano + Taxa Referencial (TR).  Essa é a melhor condição atual disponível no mercado de financiamento imobiliário do Brasil.

Há instituição financeira que elevou a taxa de juros inicial do crédito imobiliário, que agora parte de 7,99% ao ano.  Há outras que praticam uma espécie de “reajuste camuflado”. Nesse caso, mesmo que não tenham mexido nas taxas iniciais, apertaram os critérios para conceder as melhores condições no crédito imobiliário.  Clientes com “score” mais baixo, por exemplo, obtêm taxas mais altas.

Quem planeja comprar uma casa ou apartamento pode aproveitar as condições diferenciadas do Banestes, garantindo uma taxa de financiamento pré-fixada menor do que a concorrência.  E quem não é cliente pode fazer a portabilidade do banco atual para o Banestes.

“A escalada nos juros do crédito imobiliário já é visível nessas instituições. Nós assumimos o compromisso de ofertar as melhores condições de crédito.  Quem comprar um imóvel, agora, ainda garante excelentes condições para o financiamento no Banestes”, ressalta o diretor de Negócios da instituição, Hugo Gaspar.

O financiamento no Banestes pode chegar a até 90% do valor do imóvel, com até 35 anos para pagar. Além disso, os valores gastos com o Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) e com o Registro do Imóvel podem ser financiados juntamente com o crédito imobiliário, respeitando o limite de 5% do montante total.

A linha de crédito permite ainda a utilização do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para financiamento de unidades de até R$ 1,5 milhão. E o valor da tarifa de avaliação de imóvel do Banestes é uma das menores do mercado.

Quem já possui imóvel financiado por outro banco, mas quer aproveitar as condições ofertadas pelo Banestes, pode fazer a portabilidade do crédito imobiliário. Dessa forma, o cliente economiza com a redução do valor da mensalidade.  

“Tudo de forma simples, sem burocracia e sem custos adicionais de impostos. Converse com os gerentes da nossa rede de agências, que estão prontos para   simularem a portabilidade do seu contrato”, destaca a gerente de Crédito Imobiliário do Banestes, Gizelly Rodrigues.

Outro ponto a ser levado em conta, para aproveitar o momento atual, é que o próprio Comitê de Política Monetária (Copom) já sinalizou tendência de alta da Selic, nos próximos meses. Isso vai gerar, consequentemente, um aumento natural dos juros nas operações de crédito.

Leia mais:  PMVV vai investir R$ 13,7 milhões em nova creche e na pavimentação de 11 ruas
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana