conecte-se conosco


Cidades

Desabamento de piscina: Crea sugere que moradores não retornem ainda para o prédio

Publicado

Órgão realiza vistorias durante esta sexta e orienta que a Defesa Civil mantenha o local interditado até que haja segurança necessária

O edifício que registrou o desabamento da piscinapassa por vistorias técnicas e fiscal do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) e da Defesa Civil na manhã desta sexta-feira (24). O fato foi registrado na noite desta quinta-feira (22), no Edifício Parador, na Praia de Itaparica, em Vila Velha, e não houve feridos.

Equipes de fiscais e especialistas do Conselho estarão no local para analisar a situação, buscar identificar as possíveis causas do acidente, verificar registros de projetos e de responsabilidade técnica. A previsão é de que o trabalho dos engenheiros especialistas do Conselho prossiga durante todo o dia.

De acordo com o gerente de fiscalização do Crea, Leonardo Leal, uma análise do projeto da edifício será realizado para verificar as reais causas do desabamento. “A princípio, foi uma falta de engastamento entre o fundo da piscina com a viga. Não atingiu nenhum veículo, mas danificou bastante os pilares. Corre o risco de ceder, pois a área está escorada, mas é paleativo. Será feito um escoramento aprimorado hoje (sexta)”, explicou.

Leal afirmou que o Crea vai orientar a Defesa Civil para manter os moradores fora do local por enquanto. “A principio os moradores não podem voltar para o local. O escoramento será reforçado e será feito um reforço estrutural. Não é o Crea que define isso, mas vamos sugerir a Defesa Civil para desinterditar somente quando os moradores tiverem a segurança necessária”, disse.

“Quando acontece isso numa obra, pode ser um erro de projeto ou erro de execução. Ainda não sabemos, pois ainda não chegou o projeto em nossas mãos. Vamos analisar para saber se foram feitos os procedimentos adequados nas normas de engenharia”, completou.

Evacuado

Os moradores precisaram deixar os apartamentos, pois a piscina contava com aquecimento a gás e, devido ao desabamento, houve vazamento do material e o edifício foi evacuado por segurança. De acordo com Belenda, coordenador adjunto da Defesa Civil de Vila Velha, os aproximadamente 270 moradores dos 90 apartamentos do prédio foram levados para um hotel.

“Estamos fazendo uma verificação do que aconteceu. Não observamos nada além da laje da piscina que cedeu. Ela fica no 1º andar, e existem outros pavimentos com garagem. Não teve nenhum carro esmagado. A primeira avaliação agora é a evacuação do prédio por questão de segurança. Os moradores pegaram seus pertences e foram levados para um hotel disponibilizado pela construtora”, disse, pouco depois do desabamento.

Além disso, segundo Belenda, nesta sexta-feira (23), fiscalizações minuciosas serão realizadas no edifício. “Até as 12h/13 horas vamos nos reunir com outros engenheiros da Defesa Civil do município de Vila Velha e com os da Defesa Civil Estadual, além dos engenheiros da empresa da construção. Será realizada uma força-tarefa para poder percorrer todas essas áreas, e juntos, faremos uma fiscalização com a planta do edifício em mãos. Iremos em todos os pontos-chaves para que haja a certeza de que está tudo em boas condições.”

Por nota, a Defesa Civil Municipal de Vila Velha informou que, com auxílio da Guarda Municipal, isolou o edifício e um trecho da rua Itapemirim, próximo ao prédio. Segundo o órgão, inicialmente não há risco estrutural iminente. A orientação aos moradores é de que deixem o local, que já está recebendo escoramento realizado pela construtora responsável. 

De acordo com informações da equipe de reportagem da TV Vitória/RecordTV, que esteve no local, moradores contaram que ouviram um barulho e chegaram a pensar que era uma trovoada. Eles sentiram um cheiro forte do gás em seguida e descobriram que a piscina havia desabado na garagem do térreo. Ainda de acordo com moradores, recentemente a piscina ficou interditada por três meses devido a vazamentos.

Por nota, a Argo, construtora responsável pelo edifício, informou que está prestando a assistência necessária às famílias, além de colaborar com as autoridades e órgãos competentes para apurar as causas do desabamento e destacou que não houve feridos

Edifício Parador

O empreendimento considerado de luxo, tem mais de 30 opções de lazer incluindo playground, praça das mães, lan house, brinquedoteca, salão de jogos, babylândia, boteco, churrasqueiras, espaço gourmet, desck/solaium infantil, piscina infantil, quadra esportiva, espaço mulher, sala de massagem, hidromassagem, SPA, sauna, terraço gourmet, piscina com raia, salão de festas, fitness, car wash, e beach point.

Fonte: Folha Vitória.

Leia mais:  Escolas recebem familiares de alunos para informar sobre protocolos de segurança
publicidade

Cidades

Serra garante retorno presencial seguro a todos os estudantes da rede municipal

Publicado

Crianças do Grupo I e alunos com comorbidade continuarão com aulas remotas

Está tudo pronto para o retorno de 100% dos estudantes da Serra às salas de aula, no próximo dia 02 de agosto. A volta será no formato híbrido, com revezamento semanal, organizado com 50% dos alunos, nas unidades de Ensino Fundamental e nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). 

A Secretaria de Educação da Serra (Sedu) ressalta a obrigatoriedade do ensino presencial a partir desta data, com registro das faltas também passando a ser obrigatório. “Não é mais facultativo aos pais e responsáveis decidir se o estudante irá ou não para a sala de aula. Estamos seguindo a Portaria Conjunta SEDU/SESA Nº 06-R, de 21 de Julho de 2021 que suspende as restrições sanitárias que subsidiavam a decisão de não obrigatoriedade do ensino presencial e dispõe sobre a frequência presencial dos estudantes em instituições de ensino no âmbito do Estado do Espírito Santo”, declarou o secretário de Educação da Serra, Alessandro Bermudes. 

Casos especiais

As crianças matriculadas no Grupo I da Educação Infantil permanecerão no formato não presencial. O retorno presencial é facultativo para alunos com comorbidades ou que tenham em seu convívio familiar, pessoa integrante do grupo de risco. Esses estudantes poderão optar pela continuidade das atividades não presenciais por meio de suas famílias/responsável legal ou pessoalmente no caso de serem maiores de idade, bastando se manifestar por meio de instrumento próprio, disponibilizado pelas Unidades de Ensino.

Retorno presencial seguro

A Sedu destaca que considerou diversos fatores para a definição e publicação da Portaria 030/2021, publicada na última quarta-feira (28), como: 

– A cobertura vacinal contra a COVID-19 superior a 69% da população adulta no Estado do Espírito Santo;
– A plena cobertura vacinal dos trabalhadores da educação pública e privada no Estado do Espírito Santo;
–  A taxa de transmissão abaixo de 1 em todo Estado, caracterizando contexto epidemiológico de baixa transmissão do vírus;
–  A classificação de 72 municípios capixabas no risco baixo, 6 no risco moderado e a ausência de município do Estado no risco alto;
–  A classificação do município da Serra no risco baixo, sustentada há 05 semanas consecutivas.

Leia mais:  Suzano fortalece conexão com startups no Intensive Connection Latam
Continue lendo

Cidades

Biblioteca Municipal de Vitória completa 80 anos e receberá melhorias

Publicado

A Biblioteca Pública Municipal Adelpho Poli Monjardim celebrou na quinta-feira (29) seu jubileu de carvalho. São 80 anos disponibilizando saber à população, por meio de 20 mil livros físicos e mais de 19 mil obras em formato digital.

A data rendeu presente especial para a nova octogenária da cidade. Nesta manhã, o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, juntamente com o secretário municipal de Cultura, Luciano Gagno, assinou uma ordem de serviço para reforma do espaço.

Ao todo, serão investidos R$ 31.645,07 para pintura do muro da fachada, pintura interna e externa da construção anexa à biblioteca, instalação de refletores no pátio, revisão do telhado, substituição de lâmpadas de LED, instalação de vidros de básculas e limpeza das caixas d’água.

Ordem de Serviço Reforma da Biblioteca Adelpho Poli Monjardim

“Estamos felizes com os rumos da Cultura em Vitória. Nesta semana, estivemos no Museu Capixaba do Negro (Mucane) entregando outra importante reforma. Nossos equipamentos estão em pleno funcionamento, com importantes atividades de teatro, dança, música, exposições e outras formações culturais. Sabemos da importância da literatura. Ela liberta, forma senso crítico, traz humanidade e constrói cidadãos conscientes do seu papel na sociedade. Esse belíssimo equipamento público é carregado de história, com um amplo acervo, e merece todo o nosso cuidado. As pessoas que aqui chegarem precisam se sentir representadas e acolhidas. Nosso compromisso é com a história de Vitória, com a valorização desse legado que iremos deixar para as futuras gerações”, afirmou o prefeito.

“Estamos muito honrados com a atenção que a Cultura vem recebendo da atual gestão. O Casarão Cerqueira Lima, que hoje é a sede da Biblioteca Municipal, já viveu muitos episódios históricos, bons, ruins e curiosos. A partir de agora, vamos garantir para que sejam sempre positivos. A vida é como um livro em branco, escrevemos um novo capítulo a cada dia e, hoje, estamos escrevendo uma nova história para esse lugar”, completou o secretário de Cultura.

Viagem pela Literatura

A bibliotecária Elizete Caser fez questão de lembrar os projetos desenvolvidos pela Biblioteca Municipal, como o “Viagem pela Literatura”, que possui 27 anos de existência.

“A Biblioteca Municipal tem cumprido fielmente a sua missão ao longo de todos os seus anos de forma gratuita e livre para todos. O ‘Viagem pela Literatura’ já se tornou uma referência. Nele, incentivamos a prática da leitura por meio de atividades desenvolvidas por atores, escritores, e contadores de histórias, abordando diferentes linguagens”, afirmou Elizete.

Sarau Literário

Logo mais, às 19 horas, será realizado o sarau literário “O Espírito Santo na história, na Lenda e no Folclore”, em homenagem ao escritor que dá nome à biblioteca, Adelpho Poli Monjardim, com o grupo teatral Gota, Pó e Poeira, que será realizado na sede da instituição.

Misturando contação de história, teatro e música, o sarau irá falar de lendas e crendices do Espírito Santo, dentro da obra de Adelpho. Por meio de personagens sobrenaturais e assombrações, a história fala da busca de tesouros esquecidos dentro do território capixaba que povoam o imaginário da população.

Vinganças, crimes, aparições, histórias de amor e religiosidade permearão toda a história.

Para participar da atividade presencial, é necessário fazer reserva prévia, por meio do telefone (27) 3381-6926. O número de vagas será limitado. No local, tanto o uso de máscaras quanto a utilização de álcool em gel são obrigatórios. Os participantes terão a temperatura aferida na entrada do evento.

Leia mais:  Governo divulga resultado da 1ª oferta do Qualificar ES Mulher On-line
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana