conecte-se conosco


Cidades

Detran emite novo documento eletrônico que unifica Licenciamento e Propriedade do Veículo

Publicado

Por determinação do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a partir desta segunda-feira (04), o Certificado de Registro de Veículo (CRV), popularmente conhecido por DUT ou “verdinho”, deixará de ser emitido em papel moeda e será unificado ao Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo Eletrônico (CRLV-e), de forma digital, sendo necessário ser expedido conforme já ocorre atualmente: apenas quando o proprietário realizar um serviço que exija um novo registro no veículo. A medida, que vale para todo o país, está disposta na Resolução Nº 809 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), de 15 de dezembro de 2020.

O antigo DUT se desvincula do CRV e se transforma na Autorização para Transferência de Propriedade do Veículo (ATPV-e). A medida valerá para veículos registrados a partir desta data, ou seja, os documentos impressos em papel-moeda verde, expedidos antes disso, continuarão valendo.

O diretor geral do Detran|ES Givaldo Vieira destaca que o órgão, diferentemente de alguns Detrans, não precisará interromper atendimentos temporariamente para implantar o novo serviço.

“Apesar de termos papel moeda suficiente para manter o modelo atual de documento por mais um mês e fazer uma transição com mais tempo para a população compreender melhor as mudanças, estamos obedecendo ao prazo estabelecido pelo órgão nacional. Acreditamos que, após uma adaptação inicial dos proprietários de veículos a esse novo modelo, vamos ter vantagens como a unificação de um só documento de registro e licenciamento, itens de segurança mais modernos como o QR Code e a oportunidade de acabar com os casos de perda do documento que exigia o pagamento para a emissão de uma segunda via para a venda do veículo, por exemplo”, afirma.

Givaldo Vieira acrescenta também que “esta é uma tendência que já vinha acontecendo com a digitalização dos documentos de habilitação e de licenciamento, bem como nos mais de 50 serviços que disponibilizamos por meio do site do Detran|ES.”

O diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Contran, Frederico Carneiro, comenta que o CRLV-e e a ATPV-e foram os últimos documentos a serem digitalizados pelo órgão nacional. “Com isso, nenhum órgão de trânsito utilizará mais o papel-moeda. Estamos gerando economia para nosso País”, salienta Carneiro.

O CRLV-e estará disponível em formato digital, após a quitação de todos os débitos, no aplicativo da Carteira Digital de Trânsito (CDT), pelo celular, no portal do Denatran ou por meio dos canais de atendimento do Detran|ES. O proprietário também pode imprimir o documento em papel A4 comum, branco, que terá o QR Code de segurança, válido para fiscalização.

SITUAÇÕES EM QUE SE DEVE REGISTRAR O VEÍCULO

– compra de veículo zero km;
– compra/venda de veículo usado;
– mudança de município de domicílio ou residência do proprietário;
– mudança de categoria ou alteração de característica do veículo.

O QUE MUDA –
 Na prática, as mudanças não trarão impactos para quem já possui o documento de registro e a autorização para transferência de propriedade (popularmente conhecido como DUT) em papel-moeda, ou seja, para os veículos registrados antes de 2021. Quando esse proprietário for vender o veículo, segue o mesmo procedimento atual: preenche o verso do documento com os dados do comprador, reconhece firma no cartório e, por fim, o comprador vai ao Detran para efetivar a transferência.

Para os veículos registrados a partir do dia 4 de janeiro, o procedimento muda um pouco. O Detran expedirá somente o CRLV-e, em formato digital. A ATPV-e, que antes vinha em branco, no verso do documento, a partir de agora será expedida somente quando o proprietário for vender o veículo. Nessa ocasião, o proprietário solicita junto ao Detran, presencialmente ou por meio de algum canal de atendimento digital, a expedição do documento de transferência, informando os dados do comprador. O Detran disponibiliza a ATPV-e preenchida e com o QR Code de segurança. A partir daí, o procedimento é o mesmo de antes: reconhecimento de firma no cartório e efetivação da transferência no Detran.

Emissão do CRLV-e

Leia mais:  Ações de reparação na bacia do rio Doce vão ultrapassar R$ 12 bilhões em 2020

Nos casos de novo registro do veículo, o CRLV-e, que agora traz as informações do CRV (o antigo DUT), deverá ser solicitado junto a uma agência do Detran|ES por meio de agendamento prévio no site www.agendamento.es.gov.br ou por meio de um despachante documentalista.

publicidade

Cidades

Aberta as inscrições para o Nossa Bolsa 2021 com mais de mil oportunidades

Publicado

Quem sonha em começar um curso superior em 2021 tem que ficar de olho nas 1.021 oportunidades abertas pelo Programa Nossa Bolsa para este ano. Os interessados devem se inscrever pelo www.nossabolsa.es.gov.br entre os dias 25 e 29 de janeiro. O quadro de vagas com os cursos disponíveis e as instituições de ensino que os ofertam está disponível no site da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

Devido ao adiamento das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2020, o Governo do Espírito Santo vai garantir a realização do Nossa Bolsa 2021 a partir dos resultados referentes aos anos de 2015 a 2019. Ou seja, só podem participar deste processo seletivo os candidatos que já concluíram o Ensino Médio e já realizaram uma das provas do Enem nesse período.

Como a missão do programa é atender a quem mais precisa, as oportunidades são direcionadas à população de baixa renda e são ofertadas em 33 instituições de Ensino Superior privadas espalhadas por 15 municípios em todas as regiões do Estado. A maior parte das bolsas cobre o valor integral da mensalidade, sendo que apenas 39 bolsas parciais serão disponibilizadas.

Quem pode?

O Programa Nossa Bolsa concede bolsas em cursos de graduação ofertados por instituições privadas e é dirigido aos estudantes egressos do Ensino Médio da rede pública ou da rede particular que estiveram na condição de bolsistas integrais.

Se o grupo familiar do candidato possui renda per capita de até um salário mínimo, ele poderá concorrer a bolsas integrais que correspondem a 100% da mensalidade; se a renda per capita for de até três salários mínimos, o aluno poderá concorrer a bolsas parciais de 50%.

O processo seletivo do Nossa Bolsa prioriza o ingresso de pessoas que moram em bairros com alto índice de vulnerabilidade social e de quem se autodeclara afrodescendente no ato da inscrição. Por isso, é preciso informar o Código de Endereçamento Postal (CEP) para verificar se o candidato está em um bairro atendido pelo Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Só serão aceitas as inscrições de candidatos que alcançarem média global de 500 pontos, considerando as provas objetivas e de redação do Enem realizado pelo candidato entre os anos de 2015 e 2019.

Também podem participar do processo candidatos que concluíram o curso técnico em um Centro Estadual de Educação Técnica (CEETs) do Espírito Santo e também os que cursaram o Ensino Médio ou Técnico nas escolas do Movimento de Educação Promocional do Espírito Santo (Mepes).

Não é permitida a participação de candidatos que já possuam outro diploma de graduação, nem de selecionados em edições anteriores do programa e que abandonaram o curso.

O programa também não realiza a contratação de selecionados que estejam matriculados em outro curso superior, nem dos que já foram contemplados por outros programas de bolsa de graduação ou de financiamento estudantil.

Cronograma do Nossa Bolsa 2021

1) Período de inscrição:

de 25 a 29 de janeiro

2) Resultado da 1º Chamada:

03 de fevereiro

3) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 04 a 10 de fevereiro

4) Resultado da 2º Chamada:

12 de fevereiro

5) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 18 de fevereiro a 24 de março

6) Manifestação de interesse na lista de espera:

de 01 a 03 de março

7) Resultado da lista de espera:

05 de março

8) Entrega de documentos e matrícula nas faculdades:

de 08 a 12 de março

Leia mais:  Vilas de Regência e Povoação têm programação especial de Carnaval
Continue lendo

Cidades

Homem morre e sete pessoas ficam feridas em grave acidente na BR-101

Publicado

Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga

Um homem morreu e outras setes pessoas ficaram feridas após se envolverem em um grave acidente, no início da tarde deste sábado (23). A colisão envolvendo dois veículos de passeio, ocorreu na altura do km 232,3 da BR 101, em Fundão

De acordo com o Centro de Controle Operacional da Eco101, concessionária responsável pela administração da via, a vítima fatal era motorista de um dos veículos envolvidos no acidente. O homem morreu no local.  

Dentre os feridos, três pessoas foram encaminhadas para o Hospital Estadual de Urgência e Emergência, em Vitória, uma para o Hospital Infantil, também na capital, e outras três para o Hospital São Camilo, em Aracruz. 

Ambulâncias, viatura de inspeção e guincho da Eco 101, além da Polícia Rodoviária Federal, Samu, Corpo de Bombeiros, perícia da Polícia Civil e IML foram acionados para dar apoio a ocorrência. 

Ainda não há informações sobre como o acidente ocorreu. Uma das pistas precisou ser interditada e o tráfego está seguindo em sistema pare e siga.

Leia mais:  Covid-19: Vitória, Cariacica e Viana voltam para o risco moderado a partir de segunda-feira
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana