conecte-se conosco


Política e Governo

Detran-ES simplifica emissão do CRLV eletrônico (licenciamento anual)

Publicado

Mais uma vez buscando facilitar o acesso do cidadão aos serviços, sem perder a segurança no procedimento, o Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) disponibilizou, em parceria com o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), novas maneiras de acessar o novo Certificado de Registro de Licenciamento Anual do Veículo (CRLV), que este ano não é mais emitido em papel moeda nas unidades do órgão de trânsito, nem é encaminhado para o endereço dos usuários deste serviço.

Essa facilidade foi pensada principalmente para os proprietários de veículos mais antigos, pois esses não possuem o código de segurança do Certificado de Registro do Veículo (CRV). Em função disso, o cidadão estava precisando se dirigir ao Detran|ES para efetuar o cadastro e/ou solicitar uma segunda via do documento, bem como para aqueles que eventualmente o tenham perdido.

Passo a passo para emissão do CRLV-e

O primeiro passo é acessar o site www.detran.es.gov.br, escolher a opção “Veículos” e selecionar os débitos que deseja pagar: IPVA, Seguro DPVAT, Licenciamento e multas, se houver. Para gerar o Documento Único de Arrecadação (DUA), que é um boleto, será necessário informar a placa e o renavam do veículo. Somente será possível emitir o CRLV-e após quitar todos os débitos. O Detran|ES recomenda que o cidadão aguarde pelo menos 24 horas para que seja realizada compensação bancária.

Para imprimir o documento pelo site do Detran|ES, basta selecionar o ícone CRLV eletrônico, na opção de serviços on-line de “Veículos”. Automaticamente, o cidadão será direcionado ao site Acesso Cidadão, que é a base de dados para acesso aos serviços oferecidos pelo Governo do Estado. Se o proprietário legal do veículo já estiver cadastro, basta efetuar login. Se não, será necessário se cadastrar.

Após estar logado no portal, o cidadão deverá clicar no seu nome, que fica no canto superior direito e acessar o ícone “Verificar conta”. Ao clicar, abrirá uma página em que será possível identificar quatro possibilidades de fazer a verificação da conta: Servidor Estadual, Certificado Digital, CNH Capixaba e Selfie. O Detran|ES recomenda esses dois últimos, por serem mais simples e acessíveis.

CNH Capixaba

Leia mais:  Presidente da OAB-ES pede ao governador a prorrogação do IPVA

Para realizar a validação, o proprietário do veículo, que também seja habilitado, poderá fazer a verificação de conta por meio da CNH. Pois faz-se necessário informar apenas dados da CNH e um número de celular. Reforçamos que, neste caso, como o próprio nome sugere, somente condutores habilitados no Espírito Santo conseguirão realizar a verificação. A validação é quase que instantânea.


Selfie

Nesse caso, o proprietário do veículo deverá escolher o documento oficial com  foto que utilizará para validar a conta, que pode ser RG, CNH, Carteira de Trabalho (com foto). Deverá preencher um pequeno formulário (se atentar para que os dados sejam equivalentes ao do documento utilizado) e seguir o passo a passo em que precisará fazer o upload de fotos do documento escolhido e, posteriormente, uma selfie com o documento em punho, conforme demonstração do próprio portal. Nesse formato pede-se um prazo de até 48 horas úteis para que os dados de verificação sejam validados.

Serviços on-line 

O Detran|ES reforça que mais de 50 serviços podem ser feitos de forma on-line e que para realizá-los é necessário possuir cadastro no portal Acesso Cidadão.

Confira os serviços on-line disponíveis no site do Detran|ES:

Clique aqui para acessar os serviços 100% digitais de Veículos

Clique aqui para acessar os serviços 100% digitais de Habilitação

Clique aqui para acessar os serviços 100% digitais de Infrações

Leia mais:  Casagrande tenta agendar vacina em Vitória contra covid-19, mas não consegue vaga
publicidade

Política e Governo

Professor que incentivou alunos a escreverem sobre sentimentos vai ser ouvido na Comissão de Educação hoje

Publicado

“Ele me ameaçou. Eu preferi não fazer nenhum registro. Falei ‘vou tentar trabalhar com esse cara’. Logo depois, ele foi baleado, internado e eu fui no hospital. Nessa visita, a ficha caiu. Ele tinha uma vida difícil, família destruída. Ao invés de odiá-lo, eu passei a tentar entender como eu poderia mudar essa relação com ele”.

O relato emocionado é do professor de Geografia aposentado Nourival Cardozo Júnior, conhecido como Bigode, responsável pelo projeto “Oficina do Afeto”, que ao longo dos anos incentivou os estudantes a escreverem sobre os seus sentimentos. Através da ideia, Nourival ganhou o carinho, a admiração e o respeito de turmas inteiras.

Ele foi convidado pelo presidente da Comissão de Educação da Assembleia Legislativa, deputado Bruno Lamas (PSB), para falar hoje, às 12h15, em ambiente virtual, pelo canal www.youtube.com/alescomunicacao, sobre a sua experiência de 34 anos dentro da sala de aula que fez com que conseguisse conhecer melhor o universo dos alunos.

Nourival, que lecionou durante anos na Escola Estadual Maria Penedo, em Valparaíso, na Serra, passou a incentivar os estudantes a colocarem as angústias no papel. Assim, nasceu a “Oficina do Afeto”.

“Quando algum aluno me chamava, eu falava: ‘Registra isso, escreve, põe para fora, me entrega, eu vou ler e depois a gente conversa’”, explicou o professor aposentado.

E lembra: “Eu falo e ainda me emociono. Tudo surpresa. Eles vão criando as formas de surpreender a gente.”

CARTAS

As cartas escritas pelos alunos ao longo dos anos são guardadas com cuidado pelo mestre e, agora, se juntaram às centenas de mensagens recebidas pelo professor como homenagem na sua despedida da sala de aula, ocorrida no dia 08/04/2019.

Na despedida, um “corredor humano” com mais de 500 alunos foi formado na escola. Enquanto passava, o professor recebia abraços e homenagens.

“Era a última aula, aí a coordenadora chegou e foi tirando os meninos da sala. Eu falei ‘O que está acontecendo?’. Quando eu saí no corredor, eu falei ‘Que final maravilhoso’. Deu até vontade de não se aposentar mais”, brincou Nourival.

Depois de tantos anos de trabalho, ele sabe que as lembranças deixadas pela dedicação aos alunos farão parte da vida dele por muito mais tempo. “Me faz muito feliz saber que toda essa gratidão está expressa e que vou poder guardar pra sempre isso aqui”, disse.

Leia mais:  Espírito Santo é o 1º do país na Qualidade da Informação Contábil e Fiscal, diz STN
Continue lendo

Política e Governo

Renzo quer estadualizar estrada em Marilândia

Publicado

Proposta transfere responsabilidade por obras e melhorias no trecho de nove quilômetros para o Executivo estadual

Importante rota de escoamento da produção agrícola do município de Marilândia, a estrada que liga a localidade de Patrimônio do Rádio até a ES-080, próximo ao Córrego do Argeu, poderá ser estadualizada. É o que propõe o deputado Renzo Vasconcelos (Progressistas) por meio do Projeto de Lei (PL) 231/2021, que teve sua proposição inicial lida em plenário no dia 2 de junho e agora segue para apreciação das comissões de Justiça, Finanças e Mobilidade Urbana.

A proposta é incluir o trecho de nove quilômetros no Plano Rodoviário Estadual, para que o governo assuma todas as despesas de construção e manutenção. A inclusão da estrada à malha estadual não geraria nenhum ônus para o município de Marilândia. Ficariam a cargo do Executivo estadual todos os passivos ambientais e também as questões jurídicas ocorridas a partir da promulgação da virtual lei.

“O município de Marilândia tem grande vocação agrícola, destacando-se pela qualidade do café produzido na região, a produção cafeeira representa boa parte das receitas do município e garante um PIB per capita de R$ 20.678,32, porém a logística de escoamento da produção é prejudicada, uma vez que o único trajeto em boas condições é por dentro da cidade, gerando inúmeros incômodos aos munícipes e prejudicando a infraestrutura urbana que não foi projetada para receber veículos de grande porte”, justifica o parlamentar na proposta.

Renzo explica ainda que o PL beneficiaria outras comunidades, ligando as mesmas a Colatina. “Além de contemplar quatro comunidades do município de Marilândia que estão diretamente ligadas ao trecho que se pretende estadualizar, este trecho seria uma continuação do asfaltamento que está prestes a inaugurar e que liga as comunidades de Sapucaia, Novo Brasil ao município de Colatina, que é o município referência para diversas necessidades dos municípios da Região Norte do Estado”, conclui.

Leia mais:  Presidente da OAB-ES pede ao governador a prorrogação do IPVA
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana