conecte-se conosco


Política e Governo

Detran|ES lança nova vistoria que torna mais segura a compra de veículos

Publicado

Os veículos que precisarem ser submetidos a vistoria para realizar serviços no Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES) passarão a ser avaliados, a partir da próxima segunda-feira (13), de forma eletrônica por Empresas Credenciadas de Vistoria (ECV) em todo o Estado. Trata-se de um novo sistema implantado pelo Órgão, que cumpre uma orientação do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), conforme a Resolução Nº 466/2013.

A vistoria veicular é um procedimento obrigatório para a realização da transferência de propriedade do veículo, alteração do domicílio intermunicipal ou interestadual e outros serviços que necessitem da emissão de um novo Certificado de Registro de Veículo (CRV).  O novo procedimento contribuirá no combate às fraudes e representará aperfeiçoamento no processo de identificação dos equipamentos do veículo, rapidez, substituição do uso do papel e armazenamento do histórico do veículo.

O diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira, explica que, até então, a identificação do veículo era realizada apenas com a extração do decalque das marcações do chassi e, eventualmente, o número do motor, e que o novo modelo oportunizará uma vistoria tecnicamente apurada, com registro de imagens e dados mais precisos e de forma on-line, representando uma revolução principalmente no combate às fraudes no sistema de trânsito, como a clonagem de veículos.

“Com o sistema eletrônico desenvolvido por meio do programa Detran 100% Digital, a avaliação será feita por meio de um aplicativo com controle de localização e serão verificados o chassi, o motor, a placa, os vidros, os itens de segurança veicular, se o CRV tem restrição na base de dados do Detran|ES, equipamentos obrigatórios e avarias. As imagens e informações captadas na vistoria serão enviadas diretamente para o banco de dados do Órgão, com validação automática e laudo de vistoria emitido com rapidez”, afirma.

Givaldo Vieira acrescenta que modelos semelhantes aos que o Detran|ES implanta já funcionam em outros Estados, a exemplo de Paraná e Pernambuco. “Conhecemos modelos adotados em diversos estados e desenvolvemos no Espírito Santo um novo serviço que prioriza a segurança e a eficiência com o menor preço possível. Esta é uma inovação que pode identificar, por exemplo, fraudes corriqueiras como a adulteração de quilometragem, uma vez que o comprador poderá comparar a quilometragem atual com a da última vistoria”, salienta.

O Detran|ES trabalha para, posteriormente, disponibilizar a consulta dos laudos de vistoria dos veículos para o proprietário do veículo por meio da Internet, com vistas à mais transparência sobre as informações do serviço prestado.

Seguro

O novo serviço prevê, ainda, que as empresas credenciadas deverão dispor de um seguro para ser usado em casos de algum dano ao proprietário do veículo em decorrência de falha na execução da vistoria.

Como proceder

Dirigir-se, com seu veículo, para uma Empresa Credenciada de Vistoria munido dos documentos necessários para dar início ao serviço desejado.

1 – Realizar vistoria na Empresa Credenciada de Vistoria;

2 – Dirigir-se à Ciretran ou PAV (Posto de Atendimento Veicular), pegar senha para atendimento e abertura do processo;

3 – Efetuar pagamento do DUA/Detran na rede bancária;

4 – Retornar à Ciretran ou PAV (Posto de Atendimento Veicular) para finalizar o processo e pegar o documento (CRV).

Nos casos de conversão para a placa Mercosul, após o pagamento do DUA/Detran, é necessário que o cidadão aguarde o SMS informando que já está apto para instalar a nova placa na estampadora credenciada.

O Detran|ES comunica que, nos locais onde ainda não houverem Empresas Credenciadas de Vistoria, o cidadão poderá acessar à nova vistoria no município mais próximo que estiver disponível.

Confira aqui a lista das empresas credenciadas no ES.

Leia mais:  Lei permite concessão da exploração de rochas ornamentais
publicidade

Política e Governo

R$ 445 mil direcionados por Majeski para reforçar trabalhos em hospitais

Publicado

Dos R$ 445 mil direcionados pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB), por intermédio de emendas parlamentares, para reforçar os trabalhos em 11 instituições com atuação na saúde pública do Espírito Santo em 2021, R$ 330 mil estão com os termos de fomento assinados entre o Governo do Estado e a instituição beneficiada com o repasse do recurso.

São R$ 180 mil para o Hospital Concórdia (Santa Maria de Jetibá), R$ 30 mil para o Hospital Rio Doce (Linhares), R$ 30 mil para a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Vitória), R$ 30 mil para o Hospital Santa Casa (Vitória), R$ 25 mil para o Hospital Santa Casa (Cachoeiro de Itapemirim), R$ 25 mil para o Hospital Infantil (Cachoeiro de Itapemirim) e R$ 10 mil para Fundação Clínica Carmem Lúcia (Vila Velha).

“Mesclamos o direcionamento dos recursos com as emendas para contemplar instituições que oferecem serviços relevantes à sociedade. Sempre é importante lembrar que o dinheiro é público, do próprio cidadão. Além dos hospitais, também estão em nossa prioridade escolas, Apaes e Pestalozzis, por exemplo. Indicamos o repasse e rotineiramente vamos às instituições para verificar as estruturas e conferir o atendimento que é ofertado às pessoas”, destaca Majeski.

Para efetivar na totalidade os recursos direcionados pelo deputado Majeski às instituições que oferecem serviços em saúde, falta o Governo do Estado assinar os termos de fomento para o repasse de R$ 115 mil aos hospitais Padre Máximo (Venda Nova do Imigrante), Madre Regina Protmann (Santa Teresa), Nossa Senhora da Penha (Santa Leopoldina) e São Brás (Itarana).

Leia mais:  Sectides conclui primeira rodada de reuniões com Conselhos de Desenvolvimento Regional das Microrregiões
Continue lendo

Política e Governo

Secult debate participação na 4ª Conferência Nacional de Cultura

Publicado

A Secretaria da Cultura (Secult) já está participando das articulações para a realização da 4ª Conferência Nacional de Cultura, com previsão para ser realizada em dezembro de 2022. As etapas municipais e estaduais devem ocorrer entre fevereiro e junho do próximo ano, e as discussões vão girar em torno de atualizações do plano nacional de cultura e os rumos do setor no pós-pandemia.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura reuniu-se com a presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, em Curitiba, para tratar da participação dos dois fóruns na organização da 4ª Conferência Nacional de Cultura. Ana Castro é presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no Paraná, que tem status de secretaria.

Durante a reunião, os presidentes conversaram com o secretário nacional da Economia Criativa e Diversidade Cultural, Aldo Valentim, visando a acertar detalhes da composição da 1ª Câmara Temática para a Conferência Nacional, da qual Fabricio Noronha será titular e Ana Castro suplente.

Ambos participam na condição de representantes do poder público e seus nomes serão ratificados na próxima reunião plenária do Conselho Nacional de Políticas Culturais, prevista para ser realizada nesta quarta-feira (1º).

A Conferência Nacional de Cultura reunirá, como nos anos anteriores, agentes culturais de todo o Brasil para debates das políticas culturais. Nas três edições anteriores, a conferência chegou a ter representantes de 26 estados.

Leia mais:  Governo do Estado lança projeto para Parque Cultural na Residência Oficial
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana