conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Dicas de alimentação para evitar doenças relacionadas ao inverno

Publicado

As dicas são do Hospital Estadual de Urgência e Emergência 

O inverno é a estação do ano em que as pessoas costumam ter mais resfriados e gripes, já que o frio desse período deixa o organismo suscetível a essas doenças. Nessa época, é importante estar atento para a imunidade e optar por uma alimentação rica em nutrientes, além de manter os ambientes arejados e com boa circulação de ar.  

A nutricionista Sabrina Viana Coelho, do Hospital Estadual de Urgência e Emergência (HEUE), gerenciado pela Pró-Saúde em Vitória, explica que alimentos, como couve, brócolis e espinafre são fontes ricas em ácido fólico e contribuem para o sistema imunológico. “Esses alimentos auxiliam na formação de glóbulos brancos, os responsáveis pela defesa do organismo”, ressalta.   

Uma das dicas da profissional é preparar folhas verdes escuras cozidas no vapor, para manter as propriedades dos nutrientes. “Outra dica importante é consumir à vontade legumes e verduras, pois são grandes heróis no combate à baixa imunidade. A variedade de cores no prato representa mais proteção e saúde”, destaca a nutricionista. 

No tempo frio, também é comum optar por consumir mais sopas. Porém, Sabrina Coelho alerta que é importante realizar o preparo com produtos frescos, evitando o uso de macarrão instantâneo. “Quando preparadas com alimentos ricos em nutrientes, as sopas se tornam uma fonte de energia para o organismo. Já os macarrões instantâneos não contribuem, tendo em vista que eles são ricos em sódio, elemento capaz de aumentar a pressão arterial e também o risco de problemas cardiovasculares”, explica a profissional do HEUE.   

Já as frutas, como mexerica, goiaba, kiwi, mamão, laranja e manga são ricas em vitamina C. Elas atuam na formação de colágeno, que fornece resistência aos ossos, dentes e paredes dos vasos sanguíneos, contribuindo para a prevenção de doenças cardiovasculares e ajudando a prevenir gripes e resfriados. 

Além da alimentação na época mais fria do ano, é importante ingerir bastante líquido. “No frio é comum beber menos na água, o que é um perigo, pois a redução afeta todo o corpo, em especial, o trato urinário, que se torna mais susceptível a infecções”, conclui Sabrina Coelho. 

 

Alimentação adequada para o dia a dia 

Com o frio, é comum prolongar o tempo na cama e pular a refeição mais importante do dia: o café da manhã. Um hábito que, segundo a nutricionista, não pode ser frequente. “Durante a noite, perdemos o estoque de nutrientes no nosso organismo e o nosso corpo requer reposição. Quando dispensamos o café da manhã, deixamos de fornecer energia, podendo afetar diretamente na nossa imunidade. Além disso, é uma oportunidade de comer mais no almoço, contribuindo para o ganho de peso”, alerta.

 

Confira algumas dicas importantes destacadas pela nutricionista do HEUE para manter o corpo saudável: 

1 – Mantenha o organismo hidratado. Beba bastante água, sucos naturais e chás;

2 – Prefira temperar saladas cruas ou cozidas apenas com limão, azeite e ervas naturais;

3 – Sempre que possível opte pelo carboidrato integral;

4 – Evite alimentos como biscoito recheado, molhos prontos, salgadinhos em pacote;

5 – Garanta sempre uma porção de proteína de alto valor biológico, encontrada em carnes magras, peixes e ovos;

6 – Evite sucos industrializados, refrigerantes e bebida alcoólica;

7 – Faça atividade física sempre com acompanhamento de um profissional;

8 – Tenha um sono regular de, no mínimo, 8 horas por dia;

9 – Consuma muitas folhas, legumes e frutas para auxiliar no trânsito intestinal;

10 – Coma sem pressa, de preferência em um ambiente tranquilo.

 

Leia mais:  ‘Saúde do Homem’ é tema de palestra e ações no Hospital Dr. Jayme

Sobre a Pró-Saúde 

A Pró-Saúde é uma entidade filantrópica que realiza a gestão de unidades de saúde presentes em 24 cidades de 12 estados brasileiros — a maioria no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS).

publicidade

Medicina e Saúde

Técnica de enfermagem de 55 anos é a primeira a receber a vacina contra a covid-19 no ES

Publicado

A mulher começou a trabalhar em um hospital como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem

Uma técnica de enfermagem de 55 anos foi a primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Espírito Santo. A mulher, identificada como Iolanda Brito, é mãe de quatro filhos e trabalha como técnica de enfermagem no Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, na Serra. 

Antes de começar a atuar no local, ela trabalhava como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem e foi contratada pela unidade hospitalar. Ela receberá a dose da vacina CoronaVac na noite desta segunda-feira (18), no próprio Jayme dos Santos Neves. 

Após chegarem ao Aeroporto de Vitória, os  imunizantes foram encaminhados, por volta das 19 horas, para o hospital. No local, foi realizado um evento que vai marcar o início da vacinação contra o novo coronavírus no Espírito Santo. 

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concederam uma entrevista coletiva no local.

O avião carregado com as 101.320 mil doses da vacina contra a covid-19, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Espírito Santo, pousou no Aeroporto de Vitória às 18h20 desta segunda-feira. A carga com os imunizantes foi trazida em um voo da Azul Linhas Aéreas, que saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no final da tarde.

Assim que aterrissou no aeroporto da capital capixaba, a carga com as vacinas foi colocada em dois caminhões, para ser levada diretamente para o Jayme dos Santos Neves. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal fizeram a escolta da carga durante o trajeto.

Leia mais:  ‘Saúde do Homem’ é tema de palestra e ações no Hospital Dr. Jayme
Continue lendo

Medicina e Saúde

Mais de 48 mil capixabas serão vacinados na 1ª fase da campanha, segundo Ministério da Saúde

Publicado

No total, será imunizado um grupo de 48.246 pessoas, composto por idosos, pessoas com deficiência, indígenas e profissionais da saúde

As primeiras doses da vacina contra a covid-19 começam a ser aplicadas nesta semana em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, no Espírito Santo, 48.246 pessoas do público-alvo devem ser imunizadas nesta primeira fase da campanha. Para isso, o estado deve receber, neste primeiro momento, um total de 96.492 doses.

Segundo dados divulgados pelo ministério, o público-alvo deste primeiro momento de campanha é composto por 2.970 idosos com 60 anos ou mais e que vivem em casas de repouso; 210 pessoas com deficiência e que estão institucionalizadas; 2.793 indígenas que vivem em terras específicas; e 42.273 trabalhadores da Saúde, o que corresponde a 34% dos profissionais.

Nesta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participada entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. O evento acontece em São Paulo.  Durante uma coletiva, realizada neste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a expectativa é de que as doses das vacinas comecem a ser distribuídas aos estados nesta segunda-feira. Pazuello disse também que o Ministério da Saúde planeja iniciar o plano nacional de imunização nesta quarta-feira (20), às 10 horas.

O anúncio sobre o início da imunização foi feito após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar, por unanimidade, neste domingo, o uso emergencial das vacinas CoronaVac e a da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Os imunizantes serão entregues no Brasil, respectivamente, pelo Instituto Butantan, em São Paulo, e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. São as primeiras vacinas contra a covid-19 aprovadas no país.

A aprovação do uso emergencial das duas vacinas foi comemorada por Renato Casagrande. Em seu perfil no Twitter, o governador afirmou que a aprovação dos imunizantes “é o primeiro passo para vencermos definitivamente o vírus”. Casagrande também reafirmou que o Espírito Santo está preparado para iniciar a vacinação, assim que os imunizantes chegarem ao estado.

Leia mais:  Sesa aponta principais recomendações aos grupos de risco da Covid-19
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana