conecte-se conosco


Camisa 10

Didi fala sobre nervosismo na estreia da NBA e relação especial com a seleção

Publicado

Sua estreia aconteceu na último dia 12, contra o Dallas Mavericks, e o capixaba contou como que foi essa experiência

Uma das promessas do basquete nacional, Didi Louzada participou de uma videoconferência com jornalistas. O ala contou como foram seus anos na Austrália, o processo de adaptação à NBA e a seleção brasileira, entre outras coisas. Draftado na 35.ª posição em 2019, chegou somente agora na maior liga do mundo. Tinha seus direitos ligados ao New Orleans Pelicans, mas só foi requisitado nesta temporada e se apresentou para os três últimos jogos da temporada. Sua estreia aconteceu na último dia 12, contra o Dallas Mavericks, e ele contou como que foi essa experiência.

“Eu estava um pouco nervoso, assim como todo jogador que vai fazer sua estreia na NBA. Estava com um frio na barriga antes de entrar na quadra. Quando ele (técnico Stan Van Gundy) me chamou, disse ‘vai lá e pega o Luka Doncic’. Fiquei muito honrado por marcar um dos melhores jogadores da liga, isso não tem preço”, declarou Didi.

Sobre os seus anos na Austrália, o novo camisa 0 dos Pelicans contou sobre o seu processo de evolução e coisas que aprendeu jogando no país da Oceania. Falou que os dois anos no Sydney Kings também foram importantes para ele crescer como atleta.

“Os dois anos que eu estive na Austrália foram os dois anos mais importantes na minha carreira como jogador e na minha vida. Aprendi bastante por lá. Desenvolvi mais o meu jogo defensivo por lá e o meu ‘ball-handling’ (controle de bola). Preciso continuar melhorando muito, mas nesses dois aspectos a passagem por lá me ajudou muito”, destacou o brasileiro.

Outro assunto falado por Didi foram as diferenças entre as ligas. Começando pela brasileira, passando pela Austrália até chegar na NBA. Para ele, a velocidade do jogo é o que mais muda entre esses torneios.

“Sempre tem diferença entre as ligas. No Brasil, o jogo era mais fechado, mais tático. Na Austrália eu senti um pouco quando cheguei porque o jogo já era mais rápido, além de ainda ser muito tático. Mas o que eu mais senti quando cheguei na NBA foi a velocidade do jogo, que é maior do que no Brasil, na Austrália ou do que qualquer outro lugar, além de ser muito mais espaçoso. Então você sempre tem que estar atenTo, na defesa e no ataque para ver o que vai fazer. Em questão de segundos as coisas se resolvem”, comentou.

Por fim, Didi falou sobre a seleção brasileira e a Olimpíada de Tóquio-2020. O Brasil ainda irá disputar o Pré-Olímpico em Split, na Croácia. Dentro da pré-lista de 25 jogadores do técnico croata Aleksandar Petrovic, ele falou sobre sua relação com a equipe nacional e o que espera para esse desafio, embora não saiba se será liberado para o torneio.

“Comecei com a seleção em 2015, em um Sul-Americano na Venezuela, e desde então vim numa crescente muito alta. Depois, na sub-21, tivemos um encontro com o Petrovic e ele falou que estava observando alguns jogadores jovens. Agora, estou feliz por estar pré-convocado, mas não sei. Preciso conversar com os Pelicans, ainda não tive tempo de respirar, mas espero resolver tudo nas próximas semanas”, finalizou.

Leia mais:  'Obrigado por salvarem minha vida', diz Grosjean a funcionários da F-1
publicidade

Camisa 10

Paulo André Camilo fica em 3º na eliminatória e avança às semifinais dos 100m rasos

Publicado

Paulista radicado no Espírito Santo segue em busca do sonho de uma medalha para o Brasil no atletismo

“Capixaba de coração”, o paulista Paulo André Camilo se classificou para as semifinais dos 100 metros rasos ao ficar em 3º lugar na sexta eliminatória das Olimpíadas de Tóquio. A prova aconteceu na manhã deste sábado, e o brasileiro ficou com o tempo de 10:17.

Paulo André correu na raia de número seis, e a prova teve que ser adiada em duas vezes, por conta de queimadas de largada. O fato culminou com a eliminação do togolês Fabrice Dabla, que recebeu o cartão vermelho e ficou de fora.

As semifinais dos 100 metros rasos acontecem neste domingo, com os 24 melhores velocistas seguindo na briga pelas medalhas de ouro, prata e bronze.

Leia mais:  Barra de São Francisco abrirá a Copa Norte dia 25 com Santos e Vila Pavão
Continue lendo

Camisa 10

Atividades e eventos esportivos estão liberados a partir de segunda-feira (2)

Publicado

Com o intuito de facilitar o entendimento dos municípios sobre as medidas sanitárias relacionadas à pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) e graças ao avanço da vacinação no Espírito Santo e a redução no número de internações pela doença no Estado, a Secretaria de Esportes e Lazer (Sesport) publicou uma portaria que trata da prática e dos eventos esportivos no Estado.

Publicada na edição do Diário Oficial do Estado, desta quarta-feira (28), a nova legislação passa a permitir atividades físicas e a realização de eventos ligados ao esporte em municípios classificados no risco baixo e moderado, de acordo com o Mapa de Risco do Governo do Estado, divulgado semanalmente. Para acessar a portaria, clique aqui.

Todas as medidas tratadas na portaria passam a ter validade na próxima segunda-feira (02) e foram divulgadas durante o evento “Mais Campeões”, realizado nessa terça-feira (27), no Palácio Anchieta, em Vitória. O secretário de Estado de Esportes e Lazer, Júnior Abreu, celebrou a liberação e ressaltou a importância do ato.

“A decisão de retomar as atividades esportivas foi um ponto acertado com o governador Renato Casagrande e traz um pouco de luz para a população esportiva nesse momento tão difícil. Dessa forma, os municípios se sentirão mais seguros para retornar com as suas atividades, principalmente as que eram feitas junto com jovens, como o projeto Campeões de Futuro, tocado pelas prefeituras em parceria com a Sesport”, contou Júnior Abreu.

O secretário fez questão de salientar também o avanço da imunização em todo território capixaba. “Nós temos plena consciência de que essas liberações só foram conquistadas pelo avanço da vacinação no Estado. O Espírito Santo vem sendo um dos destaques positivos na imunização em nível nacional”, completou.

Eventos esportivos

A realização de eventos esportivos, assim como a entrada de público nos locais de competição, deverão seguir as orientações descritas na Portaria n° 013-R, da Secretaria        da Saúde (Sesa), publicada no dia 23 de janeiro de 2021.

Com esta liberação, a Sesport confirma também a realização dos Jogos Escolares do Espírito Santo (JEES), a partir de setembro. Principal competição estudantil do Estado, os JEES serão realizados no Sesc de Guarapari, no formato bolha, para assegurar a segurança de todos os presentes. Mais detalhes sobre a competição, como formato de disputa e prazo para inscrição, será divulgado posteriormente, em momento oportuno.

Leia mais:  Advogados pedem prisão domiciliar no Paraguai para Ronaldinho e Assis
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana