conecte-se conosco


Mundo Cristão

É essencial que igrejas fiquem abertas, diz presidente de entidade

Publicado

Para o bispo Eduardo Bravo, as igrejas podem funcionar seguindo todos os protocolos sanitários e levar conforto aos fiéis

No pior momento da pandemia, os brasileiros enfrentam ainda a proibição das atividades religiosas coletivas presenciais. “É essencial que as igrejas continuem abertas, funcionando, mantendo o seu trabalho”, afirma o bispo Eduardo Bravo, presidente da Unigrejas (União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos). “A presença da pessoa na igreja e a prática da fé combatem o desânimo, a agressividade, os vícios, a depressão, o suicídio e muito mais”, diz.

Nesta segunda-feira (5), o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes divergiu da decisão do colega Kassio Nunes Marques e proibiu a realização de cultos, missas e outras cerimônias religiosas com presença de público no país. O magistrado também pediu ao presidente da Corte, Luiz Fux, para remeter o caso ao plenário.

No último sábado (3), Nunes Marques decidiu atender a um pedido da Anajure (Associação Nacional de Juristas Evangélicos) e liberou cultos e celebrações religiosas presenciais em todo o Brasil. Como condição, ordenou a aplicação de protocolos sanitários, limitando a presença em cultos e missas a 25% da capacidade do público.

O presidente da Unigrejas reforça que as igrejas podem funcionar seguindo todos os protocolos determinados pelas autoridades sanitárias, porque o afastamento das pessoas pode ter resultados piores. “Os efeitos desastrosos da pandemia, o crescimento da violência familiar, a fome, o desespero, o luto atingindo famílias do nosso país, mostram a necessidade das igrejas retornarem suas atividades com ainda mais força”.

“A livre prática da fé está assegurada na Constituição do Brasil”, diz Bravo, para quem a importância do exercício da fé traz benefícios necessários no momento atual. “Quando a pessoa participa de um culto na igreja, sua força interior se renova de fé e esperança, e isto tem influência direta no relacionamento interpessoal, seja na comunidade, dentro de casa, em familia e, também, na saúde do indivíduo — fato que até a ciência já confirma”, diz.

Decisão no STF

O presidente do STF não tem um prazo determinado para colocar o assunto em votação no plenário. Por isso, a decisão de Gilmar Mendes se sobrepõe à do colega, por ter sido tomada depois, e proíbe cerimônias religiosas com público até a análise do pleno da Corte, prevista para quarta-feira (7). A matéria é o primeiro item da pauta.

Leia mais:  Morre Sebastião Rodrigues, vice-presidente da CGADB
publicidade

Mundo Cristão

“Os cristãos precisam orar, pois o julgamento de Deus está vindo”, diz Franklin Graham

Publicado

O evangelista apontou que a pandemia é um dos sinais dos fins dos tempos.

O evangelista Franklin Graham, filho do mais maior influenciador de todos os tempos, Billy Graham, disse durante uma entrevista na rádio Todd Starnes que os cristãos precisam buscar a interferência de Deus perante a crise que o mundo vive na política, economia e sociedade.

“O que aconteceu politicamente [nos Estados Unidos] é uma vergonha, o que aconteceu nas últimas eleições. Está errado, mas aconteceu. Eu simplesmente acredito que a única esperança para nossa nação é Deus”, afirmou ele.

Continuando ele alerta aos cristãos para que se ajoelhem e orem a Deus para que Ele intervenha de alguma forma e salve o mundo, ou “nos dê mais tempo porque eu acredito que o julgamento de Deus está chegando.”

Graham achou relevante um fato que aconteceu na quinta-feira passada, que um grupo de legisladores propôs aumentar os juízes da Suprema Corte dos EUA de 9 para 13, adicionando 4 membros para acabar com a maioria conservadora.

Jesus está voltando

Ano passado o evangelista liderou um movimento de oração pelos EUA, intitulado “Decision America Tour”, e deseja fazer outro ainda este ano.

Dentre as preocupações de Graham está a de que o mundo não volte como era antes da pandemia da covid-19, principalmente por causa do controle generalizado dos burocratas aproveitando da situação mundial atual.

“Nós vemos o mundo inteiro, nação após nação fechando. É assustador quando você vê o que está acontecendo. Mas, ao mesmo tempo, eu li as últimas páginas da história. Eu sei o que Deus vai fazer e Seu Filho está voltando; e Ele vai estabelecer Seu reino aqui nesta terra”, disse o evangelista.

Por último, o CEO da Samaritan’s Purse, disse que o trabalho missionário não parou, e precisa continuar nesses tempos sombrios: “Estamos ocupados, mas ao mesmo tempo, aconteça o que acontecer, a Bolsa do Samaritano sempre responderá e faremos em nome de Jesus!”, afirmou Franklin.

Leia mais:  Detento é curado de paralisia e testemunho alcança outros presos
Continue lendo

Mundo Cristão

Cego chora e louva a Deus após ter visão recuperada

Publicado

Idoso se emociona e agradece a Deus pela vida do médico que foi instrumento para recuperar a sua visão.

Depois de quase 20 anos sem enxergar por causa da catarata, um senhor das Filipinas, de 65 anos, cego, se emocionou depois de recuperar a sua visão em uma cirurgia de apenas sete minutos.

A operação ocorreu em 12 de março, no International Eye Center, uma clínica que fica na província de Pampanga, após a cirurgia o paciente voltou a enxergar e agradeceu a Deus por poder ver novamente.

Para que a operação fosse possível, o senhor, teve que contar com apoio de doações e também com uma instituição de caridade.

Noel Lacsamana, o médico que o operou disse que: “Foi um momento muito especial. O paciente conseguiu enxergar novamente depois de todos aqueles anos”, e parabenizou o homem que ficou 19 anos sem poder enxergar.

Um agradecimento especial ao Senhor

O paciente apertou fortemente a mão do Dr. Noel, o abraçou, agradeceu a ele e depois olhou para o seu e disse: “Meu Senhor, obrigado por abrir meus olhos”.

Para o homem que estava cego, ver era uma coisa muito distante, mas ele acredita que Deus usou a vida do médico para que ele pudesse voltar a enxergar novamente.

Sua esposa contou que eles ouviram falar do médico por meio de um programa de rádio, e foi através disso que a esperança acendeu em seu coração.

O médico que está a 16 anos na profissão, disse que abriu a sua própria clínica depois de trabalhar em grandes hospitais e que 60% dos seus pacientes são casos de caridade que ele faz para retribuir a bolsa integral que ganhou para estudar medicina.

 

Leia mais:  Igreja Deus é Amor sofre tentativa de golpe de R$ 194 milhões

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana