conecte-se conosco


Camisa 10

“É um dia histórico”, diz prefeito Max Filho sobre início do Programa Bolsa Atleta

Publicado

Vila Velha – Uma festa do esporte com direito a centenas de pessoas, entre esportistas, familiares e amigos. Os 62 selecionados pelo edital do programa Bolsa Atleta – Vila do Esporte receberam, na manhã desta terça-feira (08), os termos de adesão em cerimônia, ocorrida no auditório da Prefeitura de Vila Velha.

Durante a solenidade, o prefeito Max Filho disse ser um dia especial para o esporte e para a cidade. “É um dia histórico e com muita emoção. Quero agradecer a toda equipe da secretaria, à Câmara e aos atletas que têm levado o nome da nossa cidade para o Brasil e para o mundo afora. Somos muito honrados por essa representação”, considerou o prefeito.

O secretário municipal de Esporte e Lazer, Luiz Felipe Azevedo, lembrou das diversas entregas feitas na atual gestão. “Essa é uma dessas importantes entregas. E não foi fácil chegar até aqui”, contou.

Luiz Felipe ainda concluiu, se referindo aos contemplados. “Vocês nos representam. Estou aqui para trabalhar e lutar pelo esporte. Aqui, diversas modalidades e atletas estão sendo democraticamente beneficiadas”, finalizou o secretário.

A treinadora de ginástica rítmica Monika Queiroz afirmou que o valor recebido pelos atletas deve ser bem aplicado e fiscalizado pela família, treinadores e federações. “O dinheiro do Bolsa Atleta é para resultados e para ser investido no esporte. Seja com alimentação, suplemento, um calçado diferente ou aparelhagem”, listou.

Incentivo ao esporte

Uma das contempladas é a nadadora Luiza Vasconcelos, de 15 anos. Ela considera um incentivo a mais para participar das competições. “É muito importante para nos incentivar a continuar competindo. Até porque, muita gente não tem condições de disputar o Brasileiro e até competições fora do País”, destacou.

Outra contemplada é Suzana Pacifico Rosa, de 30 anos, do atletismo, que disse ser uma ajuda e tanto com suplementos e vestimenta na sua modalidade. “Essa bolsa tem uma grande importância na vida do atleta, por causa da carência e dificuldades para treinar. Precisamos de acompanhamento com nutricionista e fisiologista e, sem esse tipo de auxílio, fica difícil conseguir chegar em alto rendimento e alcançar índices”, detalhou.

Estiveram também presentes na cerimônia: o subsecretário municipal de Esporte e Lazer, Edmar de Azevedo Nunes; a subsecretária municipal de Turismo, Neymara Carvalho; os vereadores PM Chico Siqueira, Patrícia Crizanto e Reginaldo Almeida; além de diversos representantes esportivos e lideranças comunitárias.

Leia mais:  Com dono brasileiro, Orlando City passa a valer R$ 2,2 bilhões
publicidade

Camisa 10

Flamengo apresenta novo uniforme para a temporada 2021

Publicado

Novo modelo tem estreia prevista para primeira rodada do Carioca, terça-feira, diante do Nova Iguaçu, no Maracanã. Time tentará o sexto tricampeonato de sua história

Roupa nova para o Campeonato Carioca. A partida contra o São Paulo, quinta-feira, que decidirá o Brasileirão, será a última do Flamengo com o uniforme atual. A nova camisa 1 tem estreia prevista para terça-feira, diante do Nova Iguaçu, pela primeira rodada do Estadual.

O modelo tem previsão de começar a ser comercializado na próxima semana. O ge teve acesso aos novos detalhes do uniforme, como 1981 destacado nas listras pretas, em homenagem aos 40 anos do título mundial contra o Liverpool.

A camisa terá também nova fonte de letras e números, fazendo valer o uniforme por toda temporada 2021 (veja abaixo).

Nova fonte para os números do uniforme do Flamengo — Foto: ge

Leia mais:  MP denuncia ex-presidente do Fla por incêndio no Ninho do Urubu
Continue lendo

Camisa 10

Rodrigo Caio garante presença na decisão e vê Flamengo melhor

Publicado

Rodrigo Caio garante presença na decisão e vê Flamengo melhor

Preocupação do Flamengo após a partida contra o Internacional, na última rodada, Rodrigo Caio tranquilizou a torcida rubro-negra nesta quarta-feira, véspera do duelo decisivo com o São Paulo, no Morumbi, que pode dar ao time o bicampeonato brasileiro. Em entrevista, o zagueiro afirmou que vai treinar normalmente com o grupo e que está pronto para o jogo.

– Tive uma pancada forte no tornozelo, mas graças a Deus estou bem. Ontem (terça) não fui a campo para seguir meu trabalho de recuperação e fortalecimento. Mas hoje já vou treinar junto com o grupo. Estou apto para jogar. Que a gente esteja numa grande noite – afirmou.

Nas três partidas anteriores contra o São Paulo na temporada, duas pela Copa do Brasil e uma pelo Brasileiro, Rodrigo Caio estava machucado e não jogou. Ele observou de fora do campo as três derrotas rubro-negras, e agora acredita que o momento é totalmente diferente. A confiança está de volta no Flamengo.

– Para mim foi muito difícil ficar fora. Perdi alguns jogos importantes, foi uma temporada um pouco complicada para mim nessa questão. Mas acredito que a equipe nas três partidas foi bem em parte do jogo. Tivemos chances claras, mas falhamos na finalização. Agora, o momento é totalmente diferente, com muita confiança, tanto individualmente quanto coletivamente. Isso é um fator que nos favorece bastante. Importante agora é estarmos concentrado no que temos que fazer.

Flamengo e São Paulo se enfrentam nesta quinta-feira, no Morumbi, às 21h30, na última rodada do Brasileiro. Líder com dois pontos de vantagem sobre o Internacional, a equipe rubro-negra será campeã se vencer a partida.

Outros trechos da entrevista de Rodrigo Caio:

Importância de Rogério Ceni permanecer

– O Rogério vem fazendo um grande trabalho e tirando o máximo de cada jogador, o que é o mais importante. Por mais que seja jovem, conhece muito, tem experiência nestes momentos de tirar o máximo. O conheço muito bem. Vem fazendo um grande trabalho e esperamos que fique por muito tempo. Sabemos a dificuldade que é uma troca de treinador. Nessa temporada foi muito difícil para nós, isso afeta muito. Esperamos terminar com chave de ouro a temporada e que a gente escreva uma história bonita.

Incentivo da torcida antes da decisão

– Desde que cheguei no Flamengo, posso sentir a vibração maravilhosa da torcida. Ficamos motivados quando existem essas formas de apoio. A gente espera conseguir transmitir isso para dentro de campo, como foi contra o Internacional. Sabemos da dificuldade do jogo, contra uma grande equipe. Mas não tenho dúvida que estaremos preparados e vamos conseguir nosso objetivo.

Dificuldades contra o São Paulo

– É um outro momento. Tivemos jogos difíceis contra o São Paulo. Em 2019, também. Hoje, estamos em um momento melhor do que nos jogos pela Copa do Brasil e Brasileiro. Crescemos muito de produção. Temos que nos concentrar em fazer nosso trabalho. Temos uma ideia de jogo e um time qualificado. Se controlarmos nossas ações e nossa intensidade, vamos estar mais perto da vitória. Tenho certeza de que não vai faltar comprometimento em um jogo decisivo como esse.

Melhora da defesa

– Procuro analisar sempre o conjunto. Muito fácil dizer que a zaga é sólida quando o time estar ganhando e culpar os defensores quando está perdendo. Acredito que nosso futebol mudou quando nos entregamos de uma forma conjunta. O diferencial em 2019 foi esse, e conseguimos resgatar essa intensidade coletiva. Crescemos como equipe. Marcamos mais intensamente desde a frente. Essa é a cara do Flamengo. Esperamos que nessa última partida a gente consiga fazer isso.

Era de conquistas

– Sabemos da grandiosidade e da dificuldade. Acompanho muito futebol, sou apaixonado. Vemos o Liverpool ter muita dificuldade para se manter. Nós tivemos problemas nessa temporada, mas, de alguma forma, conseguimos trazer o que de tínhamos de bom e chegar na última rodada com a chance de ser campeão com uma vitória. Isso é mérito da equipe, mostra o caráter e entrega. Queremos marcar história. Ficamos felizes e sabemos que temos um jogo extremamente difícil.

Rotatividade das duplas de zaga na temporada 2020

– Acredito que não (prejudicou). Chegamos na última rodada na liderança, a uma vitória do título. Tudo deu certo. Claro que o futebol nem sempre é uma ciência exata. Essa foi uma temporada diferente em todos os sentidos. Tivemos que adaptar. Perdemos nossa torcida, nosso 12º jogador. Nossa casa era decisiva, e em algum momento perdemos essa força. Todos que entraram conseguiram fazer o melhor. Claro que em alguns momentos não deu certo, mas penso sempre no coletivo. E estoura sempre na defesa. Mas nos reerguemos juntos, pensando que poderíamos brigar pelo título.

Seria mais fácil enfrentar o São Paulo sem pretensões?

– Acho que não. Como eles precisam da vitória, acho que vai ser um jogo mais aberto. O São Paulo vai tentar de todas as formas a vitória. Nós, dentro da nossa forma de jogar, vamos tentar que nossos jogadores da frente entrem no jogo. Estamos preparados para alcançar nosso objetivo. Com a mente limpa e o coração em paz para entrar em campo.

Qual será a postura do São Paulo?

– O São Paulo tem uma ideia de jogo, é um time muito ofensivo e agressivo. Não será diferente, ainda mais dentro da casa deles, com a necessidade de vencer. Nossa ideia é parecida. Sabemos a forma que temos que jogar. Será um grande espetáculo.

Leia mais:  Com dono brasileiro, Orlando City passa a valer R$ 2,2 bilhões
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana