conecte-se conosco


Cidades

Eclipse da lua: planetário da Ufes receberá público e transmitirá fenômeno pela internet

Publicado

O fenômeno conhecido como “lua de sangue” acontecerá na madrugada de domingo (15) para segunda-feira (16) e poderá ser visto no céu do Espírito Santo

O ano de 2022 é marcado pelos inúmeros fenômenos que acontecem no céu. Este ano já teve chuva de meteoros e passagem de cometa e, no próximo domingo (15), mais um fenômeno ficará visível a olho nu: o eclipse total da lua.

O físico responsável pelo planetário da Universidade Federal do Espírito Santo, Sérgio Bisch, explicou que o eclipse lunar acontece durante a madrugada e poderá ser observado a olho nu no Espírito Santo. Para isso, basta que o tempo não fique nublado.

No evento conhecido como “lua de sangue”, a lua cheia será totalmente encoberta pelo sol. O eclipse deve durar cerca de duas horas e meia e terá o auge pouco depois da meia noite. A próxima lua de sangue só deve acontecer em 2029.

O monitor do observatório astronômico da Ufes, Lucas Monteiro, contou que o espaço vai abrir ao público e permitir que os capixabas acompanhem o fenômeno de perto por meio de dois telescópios. “Domingo é especial. Vamos abrir das 20h às 00h30”, disse.

A também monitora do espaço, Amanda Fassarella, adiantou que um terceiro equipamento, o mais sofisticado, será conectado a um computador para transmitir o eclipse pela internet. Dessa forma, quem não puder ir ao local, poderá acompanhar pela internet.

No fim do mês, outro fenômeno também deve marcar presença no céu. O “clima” lá no espaço vai provocar uma chuva de meteoros.

Qual o melhor horário para visualizar?

O Climatempo explica que, para apreciar o eclipse lunar total, você precisará ficar acordado entre o fim da noite do domingo (15) e o começo da madrugada de segunda-feira (16). No Brasil, o evento terá início em 15 de maio, às 23 horas e 27 minutos e se estende até às 3 horas e 50 minutos do dia 16 de maio de 2022.

De acordo com o professor Marcos Calil, o começo do eclipse é momento especial.

“Este é um momento em que Lua estará passando da penumbra para a umbra da Terra. É nesse momento que a Lua começa a ficar com o aspecto “cortada” e poderá ser facilmente observada em qualquer lugar do Brasil. Mesmo nas cidades com alto índice de poluição luminosa. É nesse momento que as pessoas começam a prestar mais atenção no fenômeno.”

Leia mais:  COVID: Jaguaré fica próximo de atingir meta por risco muito baixo

O momento máximo do eclipse lunar total vai ocorrer no começo no dia 16 de maio, à 01 hora e 11 minutos, no começo da madrugada da segunda-feira. É neste momento que a Lua estará completamente imersa no cone de sombra da Terra, muito próxima do centro do cone de sombra terrestre.

O professor Calil observa que no ponto máximo do eclipse teremos uma Lua com um tom avermelhado escuro. Ao contrário do que muitos pensam, a Lua não desaparece do céu, porém seu aspecto avermelhado, até puxado para o marrom escuro, dificulta e muito a captação de fotos e a percepção de alguns detalhes selenográficos. A selenografia é uma subdivisão da Astronomia que estuda a superfície da Lua.

O problema das nuvens…

O Climatempo reitera que a análise inicial, ainda sem grande detalhamento, indica o rápido deslocamento de uma frente fria do Sul para o Sudeste do Brasil, justamente entre os dias 15 e 16 de maio de 2022.

A área de nuvens e de chuva desta frente fria poderia atrapalhar bastante a visualização do eclipse lunar total partes dos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio De Janeiro e Espírito Santo.

Lua de Sangue

O instituto explica que a expressão “Lua de Sangue” faz uma referência a tonalidade avermelhada que a lua fica nesta categoria de eclipse. Foram os pastores John Hagee e Mark Biltz responsáveis por nomear a expressão que foi amplamente difundida na mídia. Eles atribuíram um significado espiritual aos eclipses totais da Lua na tétrada lunar que ocorreu em 2014 – 2015.

Influencias da Lua sobre a Terra

De acordo com o GOA, da Ufes, existem diversas influências que a Lua exerce sobre a Terra. “Algumas são crenças exotéricas, místicas, sem comprovação. Mas de todas, sem dúvida a principal é o vai-e-vem das marés”, explicou.

Leia mais:  Prefeitura de Vila Velha terá ação integrada contra aglomerações no carnaval

“Só para se ter uma ideia dessa força, que cria os manguezais em todo o Globo, a Lua, exerce 2 vezes mais forças sobre a superfície da Terra do que o Sol, milhares de vezes maior do que a Lua, e tem o mesmo diâmetro aparente no céu”, afirmou Márcio Malacarne, coordenador do GOA

Malacarne conta que outra influência da Lua é com respeito a sua cor. A cor avermelhada que a Lua toma durante o eclipse mexe com nosso cérebro e de muitos animais, pois essa é uma das cores que mais chama a atenção do cérebro, tanto que placas de atenção usam essa cor.

“E essa variação de cores também é capaz de nos deixar mais enamorados. Essa é uma teoria minha (risos)”, brincou

Malacarne conta que este é um dos maiores eclipses lunares da década, visível totalmente do Brasil e do Espírito Santo e ainda com a Lua próxima do perigeu, ponto mais próximo da Terra de sua órbita. Isso faz com que a Lua apareça 30% mais iluminada e 14% maior.

“Alguns chamam este fenômeno de Super Lua. Com a Lua Eclipsada, a Lua fica avermelhada devido à refração e dispersão dos raios pela atmosfera terrestre que atingem a Lua. Outros chamam esse avermelhamento de Lua de Sangue, mas não passa de um Eclipse Lunar Total, onde a posição da Lua entra nesse cone”, acrescenta

Outro eclipse como este somente em 2029

Segundo o Gaturamo, no dia 2 de novembro deste ano teremos outro Eclipse Lunar Total, mas não será completamente visível como este do Brasil. Somente no Oeste do Brasil será visível em parte, antes da Lua se pôr.

Nem no Espírito Santo, nem no litoral do Nordeste não será visível o eclipse de novembro. O próximo tão longo como este no Espírito Santo, e no Brasil, somente em 26 de junho de 2029.

O fenômeno durará 5h19min desde a penumbra. E a parte de sombra 3h27min (a visível).

publicidade

Cidades

Navios da Marinha são abertos para visitação de graça neste sábado e domingo

Publicado

Serão diversas embarcações e cerca de 1.700 militares atuando durante operação da Marinha do Brasil

Quem tem vontade de conhecer de perto alguns navios e o trabalho da Marinha do Brasil terá oportunidade neste fim de semana, no Porto de Vitória. Neste sábado (02) e domingo (03), embarcações serão abertas para visitação pública das 14h às 17hs.

Os navios chegaram ao Porto de Vitória nesta sexta-feira (1°) e permanecem até segunda (04). Meios da Marinha do Brasil estão no local para a realização da Operação ADEREX-ANF/22, com a participação de cerca de 1.700 militares atuando na área marítima compreendida entre o Rio de Janeiro e Vitória.

A visitação pública será realizada com o uso obrigatório de máscaras em toda a área operacional do Porto de Vitória e distanciamento mínimo de 1 metro entre os visitantes, em função da pandemia do novo coronavírus.

Como será a operação?

A operação é uma grande oportunidade de capacitação, em que a Força de Fuzileiros da Esquadra conduzirá uma incursão anfíbia, preparando os efetivos para a projeção do mar para terra, a fim de contribuir para elevar o grau de adestramento dos meios navais e aeronavais da Esquadra e do Corpo de Fuzileiros Navais, avaliando e controlando exercícios e táticas.

Leia mais:  Cadeia produtiva da indústria têxtil, de confecções e calçados tem recursos com o Bandes

O Grupo Tarefa será composto pelos seguintes meios operativos: NDM Navio-Doca Multipropósito Bahia – G40 (foto), NDCC Almirante Saboia – navio de desembarque de carros de combate – G25, Fragata Constituição – F42, Fragata Liberal – F43, Navio-Patrulha Oceânico Amazonas – NpaOC, Navio de Apoio Oceanográfico, subordinados ao Comando do 1º Distrito Naval e ao Comando da Força de Superfície (ComForSup), além de aeronaves subordinadas ao Comando da Força Aeronaval (ComForAerNav).

Além disso, haverá participação da Força Aérea Brasileira (FAB) para o apoio de Patrulha Marítima e Destacamentos de Mergulhadores de Combate subordinados ao Comando da Força de Submarinos (ComForS).

Continue lendo

Cidades

Banestes lança laboratório próprio de inovação com foco no mercado capixaba

Publicado

Na tarde dessa quarta-feira (29), foi oficialmente lançado o hub de inovação do Banestes, chamado de Baneshub. O laboratório terá uma sede física, com instalações na Enseada do Sua, em Vitória, com capacidade para cerca de 90 pessoas trabalharem em diferentes projetos de inovação e também com espaço para realização de eventos, treinamentos, pílulas de inovação, dinâmicas, dentre outras atividades.

Recentemente, a área passou a integrar a diretoria de Tecnologia da instituição, vinculada à gerência de dados e de inovação, sob o comando do diretor Tasso Lugon. Desde então, o projeto de concretizar a existência de um laboratório de inovação próprio do Banestes pôde se concretizar.

O diretor-presidente do Banestes, Amarildo Casagrande, reforçou que esse é mais um importante marco na história de 85 anos do Banestes. “Pela primeira vez, o banco dos capixabas passa não só a integrar o ecossistema de inovação como também a ser uma referência, com a existência do seu próprio hub e desenvolvimento de atividades próprias que irão proporcionar a expansão dos negócios, novas parcerias com startups e fintechs, amplitude aos processos de digitalização, entre outras oportunidades. Nós temos trabalhado internamente em prol do fortalecimento da cultura de inovação, e o lançamento do Baneshub é fruto do trabalho de diversas pessoas e equipes que se conectaram, desde 2019, ao desafio proposto. Uma grande vitória para todo o time Banestes”, ressaltou.

Leia mais:  Procon-ES orienta lojistas e intensifica fiscalizações para período de fim de ano no comércio

O lançamento aconteceu com a realização de um evento de apresentação, na sede do hub de inovação de engenharia e construção capixaba, o Base27, que tem parceria firmada com o Banestes. Participaram do evento a diretoria do Sistema Financeiro Banestes, convidados e lideranças de áreas diversas do banco.

Durante a apresentação da nova iniciativa do banco, o diretor de Tecnologia, Tasso Lugon, destacou ainda que o objetivo não é exclusivo à digitalização, e sim, ao movimento de transformação digital com foco na melhoria da experiência do cliente. “A área de inovação, apesar de vinculada à diretoria de tecnologia do Banestes, não visa somente à transformação digital. Os meios digitais, com o avanço tecnológico, permitem que o Baneshub seja um ambiente que vai fomentar a inovação para toda a estrutura do banco, cooperando com o desenvolvimento e evolução de novos serviços e também com frentes de análise de dados, que irão garantir uma experiência ainda melhor aos clientes, que visam suas necessidades reais. A transformação digital faz parte desse processo, mas o centro da inovação permeia também o contato humano, as necessidades primordiais dos clientes, as facilidades e benefícios que podemos agregar ao dia a dia dos capixabas”, disse Lugon.

Leia mais:  População de Barra de São Francisco escolherá onde será construída a rodoviária no dia 17 de julho

Também realizaram apresentações a gerente de Dados e Inovação do Banestes, Camila Zacche, e Francisco Carvalho, um dos criadores do Base 27. Camila Zacche apresentou detalhes dos projetos e principais iniciativas que serão desenvolvidas com o início das atividades. “É importante olharmos para dentro, para incentivarmos a cultura de inovação, mas também é importante reforçarmos o nosso olhar para fora, para as necessidades dos clientes, com foco na transformação inovadora vinculada ao digital. A utilização de dados propicia tomadas de decisão que geram valor e, portanto, aperfeiçoamento do relacionamento com o cliente. Com isso, vamos desenvolver projetos como digitalização de documentos, desburocratização, faq inteligente, novos canais de comunicação interna com foco em inovação, e outros. Estamos inseridos no ecossistema de inovação e temos excelentes parceiros para o desenvolvimento das iniciativas”, enfatizou a gerente.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana