conecte-se conosco


Política e Governo

Economista Daniel Cerqueira assume a Presidência do Instituto Jones dos Santos Neves

Publicado

O economista Daniel Ricardo de Castro Cerqueira é o novo diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN). O anúncio foi feito pelo governador Renato Casagrande em postagem em sua rede social na tarde desta segunda-feira (17). Cerqueira é mestre e doutor em Economia e especialista com projeção internacional na área de Segurança Pública.  Técnico de Planejamento e Pesquisa do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), ele foi cedido ao Governo do Espírito Santo pelo órgão vinculado ao Ministério da Economia.

“O professor Daniel Cerqueira é doutor em economia, conselheiro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e coordenador do Atlas da Violência. É reconhecidamente um excelente estudioso e um grande militante na área da segurança pública, além de ser um quadro importante do Ipea e possui uma rede de reconhecimento forte pelo Brasil. Sua chegada irá somar à experiência dos técnicos do IJSN, como o Pablo Lira, que exerceu com muita competência a Presidência neste tempo e também aos demais dirigentes”, afirmou Casagrande.

O novo diretor-presidente do IJSN agradeceu o convite e falou mais sobre a nova função: “Fico muito feliz e honrado com o convite do governador Renato Casagrande e do secretário Álvaro Duboc para assumir esse cargo. Vejo como extremamente nobre a missão do IJSN, que é contribuir com conhecimento científico para aprimorar as políticas públicas, pelo bem da sociedade e dos capixabas. Contribuir para que as pessoas tenham melhores condições de segurança, saúde e educação é muito gratificante. No Instituto, vou me somar a inúmeros pesquisadores de excelência e estou muito animado e feliz com a nova função”, destacou Cerqueira.

A chegada de Cerqueira vai reforçar ainda a atuação do IJSN junto ao Programa Estado Presente em Defesa da Vida, o qual acompanha desde a implantação da primeira etapa (2011) e o considera um exemplo nacional em política pública na área da segurança e proteção social.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, ressalta o fato de Cerqueira ser uma referência nacional no debate sobre questões relacionadas à Segurança Pública. Segundo ele, o economista vai agregar bastante conhecimento à metodologia do Programa. “Além disso, Daniel possui um perfil que transita muito bem entre a gestão pública, a academia e a sociedade. Acreditamos que cumprirá um papel fundamental na interlocução social e no aperfeiçoamento das políticas públicas do Estado do Espírito Santo”, disse.

Servidor de carreira do IJSN, Pablo Lira, respondia interinamente pela presidência do IJSN desde março deste ano. Com a nomeação de Cerqueira, Lira retoma sua função de Diretor de Integração e Projetos Especiais do Instituto. A Diretoria de Estudos e Pesquisas do IJSN segue sendo conduzida pela também servidora do instituto, a arquiteta e urbanista, mestre em Urbanismo e doutora em Planejamento Urbano e Regional, Latussa Bianca Laranja Monteiro.

Currículo

Leia mais:  Justiça anula PEC da eleição de Erick e proíbe realização de novo pleito

Daniel Cerqueira: Doutor em Economia pela PUC-Rio. Mestre em Economia pela EPGE/FGV. Bacharel em Economia pela Universidade Santa Úrsula. Foi analista do Banco Central do Brasil (1994-1995). É professor dos programas de MBA da FGV (1995-atual). Desde 1995, é técnico de Planejamento e Pesquisa do Ipea. Foi diretor de Estudos e Políticas do Estado, das Instituições e da Democracia do Ipea (2012-2015). Desde 1999, estuda Economia do Crime e Segurança Pública, tendo vários artigos publicados.

É membro do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e foi research fellow do Crime Working Group do National Bureau of Economic Research (NBER) (2012-2013). Em 2004, recebeu o prêmio Jorge Oscar de Mello Flores para o melhor artigo publicado na Revista de Administração Pública, da FGV. A sua tese de doutorado “Causas e Consequências do Crime no Brasil” recebeu os dois mais importantes prêmios acadêmicos na área de economia no Brasil: o prêmio Haralambos Simeonidis, da Associação Nacional de Pós-Graduação em Economia (Anpec) e o prêmio BNDES de Economia.

Leia mais:  Enivaldo quer saber se a Vale armazena material que causou tragédia no Libano
publicidade

Política e Governo

R$ 445 mil direcionados por Majeski para reforçar trabalhos em hospitais

Publicado

Dos R$ 445 mil direcionados pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB), por intermédio de emendas parlamentares, para reforçar os trabalhos em 11 instituições com atuação na saúde pública do Espírito Santo em 2021, R$ 330 mil estão com os termos de fomento assinados entre o Governo do Estado e a instituição beneficiada com o repasse do recurso.

São R$ 180 mil para o Hospital Concórdia (Santa Maria de Jetibá), R$ 30 mil para o Hospital Rio Doce (Linhares), R$ 30 mil para a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Vitória), R$ 30 mil para o Hospital Santa Casa (Vitória), R$ 25 mil para o Hospital Santa Casa (Cachoeiro de Itapemirim), R$ 25 mil para o Hospital Infantil (Cachoeiro de Itapemirim) e R$ 10 mil para Fundação Clínica Carmem Lúcia (Vila Velha).

“Mesclamos o direcionamento dos recursos com as emendas para contemplar instituições que oferecem serviços relevantes à sociedade. Sempre é importante lembrar que o dinheiro é público, do próprio cidadão. Além dos hospitais, também estão em nossa prioridade escolas, Apaes e Pestalozzis, por exemplo. Indicamos o repasse e rotineiramente vamos às instituições para verificar as estruturas e conferir o atendimento que é ofertado às pessoas”, destaca Majeski.

Para efetivar na totalidade os recursos direcionados pelo deputado Majeski às instituições que oferecem serviços em saúde, falta o Governo do Estado assinar os termos de fomento para o repasse de R$ 115 mil aos hospitais Padre Máximo (Venda Nova do Imigrante), Madre Regina Protmann (Santa Teresa), Nossa Senhora da Penha (Santa Leopoldina) e São Brás (Itarana).

Leia mais:  Governador Casagrande presta contas de gestão na Assembleia Legislativa
Continue lendo

Política e Governo

Secult debate participação na 4ª Conferência Nacional de Cultura

Publicado

A Secretaria da Cultura (Secult) já está participando das articulações para a realização da 4ª Conferência Nacional de Cultura, com previsão para ser realizada em dezembro de 2022. As etapas municipais e estaduais devem ocorrer entre fevereiro e junho do próximo ano, e as discussões vão girar em torno de atualizações do plano nacional de cultura e os rumos do setor no pós-pandemia.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura reuniu-se com a presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, em Curitiba, para tratar da participação dos dois fóruns na organização da 4ª Conferência Nacional de Cultura. Ana Castro é presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no Paraná, que tem status de secretaria.

Durante a reunião, os presidentes conversaram com o secretário nacional da Economia Criativa e Diversidade Cultural, Aldo Valentim, visando a acertar detalhes da composição da 1ª Câmara Temática para a Conferência Nacional, da qual Fabricio Noronha será titular e Ana Castro suplente.

Ambos participam na condição de representantes do poder público e seus nomes serão ratificados na próxima reunião plenária do Conselho Nacional de Políticas Culturais, prevista para ser realizada nesta quarta-feira (1º).

A Conferência Nacional de Cultura reunirá, como nos anos anteriores, agentes culturais de todo o Brasil para debates das políticas culturais. Nas três edições anteriores, a conferência chegou a ter representantes de 26 estados.

Leia mais:  Governador Casagrande participa de debate sobre reforma tributária, em Brasília
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana