conecte-se conosco


Política e Governo

Em reunião com Pazuello, Casagrande vai cobrar clareza sobre chegada de vacinas

Publicado

Governador tem agenda com ministro da Saúde e quer mais informações sobre as datas de envio das vacinas contra a covid-19 ao Espírito Santo

O governador Renato Casagrande (PSB) vai se reunir com o ministro Eduardo Pazuello, às 15 horas, em agenda do Fórum dos Governadores. Os chefes dos executivos estaduais irão cobrar mais clareza do Ministério da Saúde sobre o cronograma de distribuição de vacinas aos Estados. Além disso, vão pedir a ampliação do orçamento federal para credenciamento de leitos hospitalares.

Casagrande falou sobre a reunião em publicação nas redes sociais. “Na pauta nosso pedido para que o Ministério defina com clareza um cronograma de distribuição de vacinas”, disse.

O governador detalhou esse assunto em pronunciamento na última sexta-feira (12). “Vamos buscar um cronograma mais definido de quando as vacinas chegarão, pra ter clareza e transmitir isso para a sociedade capixaba. Nos preparamos para vacinar todos os capixabas, compramos agulhas, seringas, temos boa articulação com os municípios. Temos condições de vacinar rapidamente. É importante ter um cronograma mais claro”, disse.

Todas as vacinas que chegaram ao Estado até o momento foram compradas pelo governo federal. Ainda assim, o Espírito Santo garantiu que segue buscando alternativas. “Se alguma vacina em algum momento estiver disponível para comprar, anunciamos que temos interesse para agilizar o Plano Estadual de Imunização”.

Sputnik V

Na semana passada, o Espírito Santo aderiu a uma ação do Estado da Bahia ingressada no Supremo Tribunal Federal para adquirir e imunizar a população com a vacina Sputnik V, fabricada na Rússia, ainda que sem a aprovação da Anvisa. Hoje, o Brasil pode importar vacina sem o registro da agência brasileira das seguintes regiões: Estados Unidos, Europa, Japão ou China.

A ação busca incluir a Rússia nesse grupo justamente para facilitar a importação da Sputnik. O procurador-geral do Estado, Rodrigo de Paula, disse que é importante garantir essa autonomia para os estados já que, segundo ele, o governo federal tem falhando no combate à pandemia.

Leia mais:  Educação Especial receberá investimento de quase R$ 9,5 milhões
publicidade

Política e Governo

R$ 445 mil direcionados por Majeski para reforçar trabalhos em hospitais

Publicado

Dos R$ 445 mil direcionados pelo deputado estadual Sergio Majeski (PSB), por intermédio de emendas parlamentares, para reforçar os trabalhos em 11 instituições com atuação na saúde pública do Espírito Santo em 2021, R$ 330 mil estão com os termos de fomento assinados entre o Governo do Estado e a instituição beneficiada com o repasse do recurso.

São R$ 180 mil para o Hospital Concórdia (Santa Maria de Jetibá), R$ 30 mil para o Hospital Rio Doce (Linhares), R$ 30 mil para a Associação Feminina de Educação e Combate ao Câncer (Vitória), R$ 30 mil para o Hospital Santa Casa (Vitória), R$ 25 mil para o Hospital Santa Casa (Cachoeiro de Itapemirim), R$ 25 mil para o Hospital Infantil (Cachoeiro de Itapemirim) e R$ 10 mil para Fundação Clínica Carmem Lúcia (Vila Velha).

“Mesclamos o direcionamento dos recursos com as emendas para contemplar instituições que oferecem serviços relevantes à sociedade. Sempre é importante lembrar que o dinheiro é público, do próprio cidadão. Além dos hospitais, também estão em nossa prioridade escolas, Apaes e Pestalozzis, por exemplo. Indicamos o repasse e rotineiramente vamos às instituições para verificar as estruturas e conferir o atendimento que é ofertado às pessoas”, destaca Majeski.

Para efetivar na totalidade os recursos direcionados pelo deputado Majeski às instituições que oferecem serviços em saúde, falta o Governo do Estado assinar os termos de fomento para o repasse de R$ 115 mil aos hospitais Padre Máximo (Venda Nova do Imigrante), Madre Regina Protmann (Santa Teresa), Nossa Senhora da Penha (Santa Leopoldina) e São Brás (Itarana).

Leia mais:  Sectides protagoniza encontro com representantes de quatro prefeituras para debater sobre Região da Sudene
Continue lendo

Política e Governo

Secult debate participação na 4ª Conferência Nacional de Cultura

Publicado

A Secretaria da Cultura (Secult) já está participando das articulações para a realização da 4ª Conferência Nacional de Cultura, com previsão para ser realizada em dezembro de 2022. As etapas municipais e estaduais devem ocorrer entre fevereiro e junho do próximo ano, e as discussões vão girar em torno de atualizações do plano nacional de cultura e os rumos do setor no pós-pandemia.

O secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura reuniu-se com a presidente do Fórum Nacional de Secretários e Gestores de Cultura das Capitais e Municípios Associados, Ana Cristina de Castro, em Curitiba, para tratar da participação dos dois fóruns na organização da 4ª Conferência Nacional de Cultura. Ana Castro é presidente da Fundação Cultural de Curitiba, no Paraná, que tem status de secretaria.

Durante a reunião, os presidentes conversaram com o secretário nacional da Economia Criativa e Diversidade Cultural, Aldo Valentim, visando a acertar detalhes da composição da 1ª Câmara Temática para a Conferência Nacional, da qual Fabricio Noronha será titular e Ana Castro suplente.

Ambos participam na condição de representantes do poder público e seus nomes serão ratificados na próxima reunião plenária do Conselho Nacional de Políticas Culturais, prevista para ser realizada nesta quarta-feira (1º).

A Conferência Nacional de Cultura reunirá, como nos anos anteriores, agentes culturais de todo o Brasil para debates das políticas culturais. Nas três edições anteriores, a conferência chegou a ter representantes de 26 estados.

Leia mais:  Evair de Melo entrega ao Incaper 23 carros para auxílio no exercício das funções
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana