conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Endometriose: calor pode aumentar o inchaço abdominal

Publicado

Segundo especialista, esse é um dos sintomas relacionados à doença e merece atenção nos dias quentes

A endometriose é uma doença em que o endométrio, o tecido que reveste o interior do útero, vai para fora da cavidade uterina, ou seja, em outros órgãos da pelve, como nos ovários, bexiga ou trompas e causa reações inflamatórias ao organismo. Ela afeta cerca de 8 milhões de brasileiras e pode se manifestar de diversas formas no corpo da mulher, uma delas e mais frequente é o inchaço abdominal, conhecido como ‘endobarriga’ ou barriga de endometriose.

Esse é um dos sinais gastrointestinais mais comuns e ainda pouco estudado, mas que incomoda e impacta na saúde e bem-estar de quem sofre com a doença. Algumas pesquisas indicam que até 80% das portadoras vivenciam sintomas gastrointestinais.

“Muitas pacientes relatam esse sintoma e a retenção de líquidos ligadas a endometriose, e é preciso desmistificar que só acontece naquelas que têm a endometriose intestinal, porque não é verdade. Ele acomete a maioria dos casos da doença”, explica o Dr. Marcos Tcherniakovsky, ginecologista e obstetra, especialista em endometriose, diretor de comunicação da Sociedade Brasileira de Endometriose (SBE).

Mas, por que o inchaço acontece?

O Dr. Marcos Tcherniakovsky explica que o inchaço pode ocorrer durante o ciclo menstrual ou aleatoriamente durante outros dias do mês. E quando se observam sintomas gástricos de perto, como a dor abdominal, prisão de ventre, inchaço e urgência de defecar, eles são significativamente mais comuns nas portadoras de endometriose quando comparadas com as mulheres que não têm a doença. O ambiente inflamatório causado pela endometriose contribui também para esta sensação de inchaço.

Outra questão que influencia bastante é a alimentação, já que a endometriose é caracterizada por uma inflamação crônica e certos alimentos podem piorar esse quadro e os seus sintomas. Agora, no verão, isso pode se agravar, já que as altas temperaturas fazem com que os vasos sanguíneos se dilatem, causando inchaço, dor e até sensação de ganho de peso. “Todas as pessoas estão sujeitas a esse edema periférico nessa época do ano e para quem já sofre com o inchaço, até causado pelo uso constante da pílula anticoncepcional, por exemplo, utilizada muitas vezes no tratamento da endometriose, relatam uma queixa maior”, alerta o médico.

 

Leia mais:  Setembro Verde: Sesa inicia campanha de conscientização sobre doação de órgãos

O que fazer para amenizar esses sintomas?

A dica do Dr. Marcos Tcherniakovsky é investir em exercícios físicos de 3 a 4 vezes na semana, durante 30 a 40 minutos, que são boas opções para ajudar a diminuir o limiar estrogênico, a retenção de líquidos e ainda garantir a melhora da imunidade.

Os cuidados com a alimentação também são essenciais, como a diminuição do sal e açúcar, do consumo de gordura em excesso e industrializados, além de manter uma boa hidratação.

E o mais importante: siga as orientações e tratamento do seu médico para a endometriose para adquirir qualidade de vida.

publicidade

Medicina e Saúde

Técnica de enfermagem de 55 anos é a primeira a receber a vacina contra a covid-19 no ES

Publicado

A mulher começou a trabalhar em um hospital como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem

Uma técnica de enfermagem de 55 anos foi a primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Espírito Santo. A mulher, identificada como Iolanda Brito, é mãe de quatro filhos e trabalha como técnica de enfermagem no Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, na Serra. 

Antes de começar a atuar no local, ela trabalhava como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem e foi contratada pela unidade hospitalar. Ela receberá a dose da vacina CoronaVac na noite desta segunda-feira (18), no próprio Jayme dos Santos Neves. 

Após chegarem ao Aeroporto de Vitória, os  imunizantes foram encaminhados, por volta das 19 horas, para o hospital. No local, foi realizado um evento que vai marcar o início da vacinação contra o novo coronavírus no Espírito Santo. 

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concederam uma entrevista coletiva no local.

O avião carregado com as 101.320 mil doses da vacina contra a covid-19, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Espírito Santo, pousou no Aeroporto de Vitória às 18h20 desta segunda-feira. A carga com os imunizantes foi trazida em um voo da Azul Linhas Aéreas, que saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no final da tarde.

Assim que aterrissou no aeroporto da capital capixaba, a carga com as vacinas foi colocada em dois caminhões, para ser levada diretamente para o Jayme dos Santos Neves. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal fizeram a escolta da carga durante o trajeto.

Leia mais:  Governo do Estado inicia coletas do Inquérito Sorológico Escolar
Continue lendo

Medicina e Saúde

Mais de 48 mil capixabas serão vacinados na 1ª fase da campanha, segundo Ministério da Saúde

Publicado

No total, será imunizado um grupo de 48.246 pessoas, composto por idosos, pessoas com deficiência, indígenas e profissionais da saúde

As primeiras doses da vacina contra a covid-19 começam a ser aplicadas nesta semana em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, no Espírito Santo, 48.246 pessoas do público-alvo devem ser imunizadas nesta primeira fase da campanha. Para isso, o estado deve receber, neste primeiro momento, um total de 96.492 doses.

Segundo dados divulgados pelo ministério, o público-alvo deste primeiro momento de campanha é composto por 2.970 idosos com 60 anos ou mais e que vivem em casas de repouso; 210 pessoas com deficiência e que estão institucionalizadas; 2.793 indígenas que vivem em terras específicas; e 42.273 trabalhadores da Saúde, o que corresponde a 34% dos profissionais.

Nesta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participada entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. O evento acontece em São Paulo.  Durante uma coletiva, realizada neste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a expectativa é de que as doses das vacinas comecem a ser distribuídas aos estados nesta segunda-feira. Pazuello disse também que o Ministério da Saúde planeja iniciar o plano nacional de imunização nesta quarta-feira (20), às 10 horas.

O anúncio sobre o início da imunização foi feito após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar, por unanimidade, neste domingo, o uso emergencial das vacinas CoronaVac e a da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Os imunizantes serão entregues no Brasil, respectivamente, pelo Instituto Butantan, em São Paulo, e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. São as primeiras vacinas contra a covid-19 aprovadas no país.

A aprovação do uso emergencial das duas vacinas foi comemorada por Renato Casagrande. Em seu perfil no Twitter, o governador afirmou que a aprovação dos imunizantes “é o primeiro passo para vencermos definitivamente o vírus”. Casagrande também reafirmou que o Espírito Santo está preparado para iniciar a vacinação, assim que os imunizantes chegarem ao estado.

Leia mais:  "Estamos iniciando a fase de recuperação na Grande Vitória", diz secretário de Saúde
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana