conecte-se conosco


Cidades

Enfermeira vira heroína na ausência de médico desleixado

Publicado

Uma senhora teve seu parto feito pela enfermeira Érica por falta de médico de plantão em hospital de Conceição da Barra

Nascer em Conceição da Barra, faz muito tempo, não tem sido fácil. O Hospital Maternidade Nossa Senhora da Conceição esteve fechado durante alguns anos sem que o setor neonatal pudesse receber alguma parturiente para ter o seu bebê. Todas as pacientes eram encaminhadas para o município de São Mateus.

Recentemente a Prefeitura deu início a algumas obras de reforma para que o hospital voltasse a funcionar a maternidade. O atual prefeito, Mateusinho, alardeou esse fato como se houvesse dado todas as condições para que aquela unidade médica tivesse plenas condições de funcionamento. O fato ocorrido com uma mãe que foi ter o seu bebê naquela maternidade prova o contrário do que vinha sendo “cantado em verso e prosa” pela atual administração que, por sinal, vem sendo denunciada por improbidade administrativa no setor de saúde do município.

A grávida procurou a maternidade para uma consulta com um médico, que a senhora não conseguiu identificá-lo pelo nome, mas descreveu todas as suas características, e este a mandou para casa, pois alegou que ainda não era hora do parto. As dores e contrações continuaram e a paciente decidiu ir, com uma acompanhante, para o hospital. Lá não havia nenhum médico de plantão, apenas enfermeiros. As dores continuaram intensas e eis que surge a enfermeira de nome Érica que foi quem realizou o parto dessa mãe que, muito emocionada teceu elogios a equipe de enfermeiros com destaque para a “santa Érica”.

A reportagem tentou falar com a direção do Hospital Maternidade Nossa Senhora da Conceição para identificar o médico que agiu com descaso, inclusive não portava máscara por ocasião da consulta, mas não obteve retorno às ligações. Quanto a tentativa de ouvir o prefeito Mateusinho, não foi conseguida, seu telefone só anunciava estar na caixa postal.

Um morador de Conceição da Barra disse ao JN que o prefeito está fazendo política “fingindo” dar condições plenas ao hospital para tratar das pessoas. “A saúde em Conceição da Barra continua um descaso total”, destacou o morador pedindo para não publicar seu nome.

A vida da mãe e do bebê dependia de um médico, mas no momento que mais precisaram, não havia médico. Isso aconteceu no Hospital Maternidade Nossa Senhora da Conceição, em Conceição da Barra. Mas, para sorte de mãe e bebê estava ali uma enfermeira que resolveu tudo, enquanto o médico que deveria estar de plantão, se encontrava, não se sabe onde.

Esse é apenas um dos descasos que acontece em um único hospital de Conceição da Barra que dias atrás foi noticiado como referência para o nascimento de bebês da cidade. Mas não foi o caso desta vez, o que demonstra que fazer reformas, como ocorreu, não são suficientes.

Tudo isso põe em cheque a administração municipal que enfrenta outros tipos de problemas que atingem diretamente a população.

O leitor que acompanha o Site do Jornal A Ilha vai ter a oportunidade agora de ouvir da própria mãe o drama que passou para ter o seu bebê. E TIRE SUAS CONCLUSÕES.

A reportagem tentou contato com o prefeito Mateusinho para dar sua versão, mas o telefone remetia a caixa postal por diversas vezes.

Leia mais:  Aulas retornam na segunda-feira (01) em Jaguaré
publicidade

Cidades

Detran autoriza serviços de sinalização viária em Jaguaré com foco na redução de acidentes

Publicado

Com os objetivos de organizar o trânsito nas vias de Jaguaré e oferecer mais segurança aos condutores, ciclistas e pedestres do município, o Governo do Estado, por meio do Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran|ES), autorizou o início dos serviços de sinalização viária. O diretor geral do órgão, Givaldo Vieira, e o prefeito em exercício de Jaguaré, Elder Sossai, assinaram, nesta segunda-feira (29), na sede da Autarquia, em Vitória, a Ordem de Serviço.

O investimento, no valor de R$ 308.558,95, é proveniente dos recursos de multas, conforme prevê a legislação nacional, e contempla a execução de serviços de implantação e manutenção de sinalização viária vertical, horizontal e de dispositivos auxiliares nas vias de Jaguaré, incluindo a revitalização das faixas de pedestres e faixas elevadas para a travessia de pedestres na Avenida 09 de Agosto e na Rua 13 de Dezembro; a sinalização turística indicando a Lagoa do Rampinelli; a revitalização da ciclofaixa; a demarcação de vagas de estacionamento; e a sinalização de ondulações transversais (lombadas) na Rua Uirapuru e demais vias localizadas na Sede do município.

“Essas mudanças e melhorias na sinalização são feitas sempre em diálogo com a administração municipal e a comunidade para que as intervenções possam dar mais segurança ao trânsito local e também atender às necessidades da população, como faixas de pedestres para proteger esse público mais vulnerável, bem como ciclofaixas e vagas de estacionamento. Além disso, a sinalização turística, que é uma novidade dessa gestão, busca valorizar os atrativos locais, como a Lagoa do Rampinelli, em Jaguaré. Então, a sinalização viária é um investimento importante que o Governo faz para fortalecer o turismo nas cidades capixabas e, principalmente, para a prevenção de acidentes e proteção da vida no trânsito”, disse o diretor geral do Detran|ES, Givaldo Vieira.

“Agradecemos a parceria do governador do Estado, Renato Casagrande, e do Detran para a sinalização das ruas de Jaguaré. Isso aqui vai ser muito importante para fluir bem o trânsito do nosso município”, ressaltou Elder Sossai.

A assinatura contou com a presença da diretora técnica do Detran|ES, Édina de Almeida Poleto, do diretor Administrativo, Financeiro e de Recursos Humanos, Harlen da Silva, e do primeiro vice-presidente do Sindicato Rural de Jaguaré, Jarbas Alexandre Nicoli Filho.

Participação popular 

Os projetos de sinalização executados pelo Detran|ES em todo o Estado são revisados pelos engenheiros e técnicos do órgão, com base em estudos e levantamentos realizados em cada município, com a participação das prefeituras, autoridades, Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) e sociedade civil organizada, buscando atender às principais necessidades do trânsito nas localidades.

A Ordem de Serviço Nº 111/2021 foi publicada no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira (29). A realização dos serviços tem o prazo de 30 dias a partir dessa data, podendo ser prorrogado. Caso necessário, novos serviços podem ser acrescentados no decorrer da implantação da sinalização em determinado município, desde que haja formalização de uma nova Ordem de Serviço complementar.

Leia mais:  Aulas retornam na segunda-feira (01) em Jaguaré
Continue lendo

Cidades

Ação Integrada pela Cidadania oferece atividades de lazer e serviços gratuitos no bairro Nova Palestina, em Vitória

Publicado

Crianças, jovens e adultos participaram, neste sábado (27), da Ação Integrada pela Cidadania realizada no bairro Nova Palestina, em Vitória. O evento promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos (SEDH) – que coordena o eixo de proteção social do Programa Estado Presente Em Defesa da Vida –, ofereceu atividades e serviços gratuitos à comunidade.

A ação foi realizada na Igreja COANP – Casa de Oração. Além do governador do Estado, Renato Casagrande, também prestigiaram o evento secretários e subsecretários de Estado, entre outras autoridades e lideranças comunitárias da região. Foram oferecidos atendimento ao microempreendedor, Sine Itinerante, recreação infantil, serviços de saúde e beleza, além de emissão de carteiras de identidade foram algumas das atividades.

Em sua fala, o governador destacou a importância da Ação Integrada pela Cidadania, que faz parte do Programa Estado Presente. “Essa é uma ação na área de cidadania, de assistência social e na oferta de serviços para trazer cada vez mais dignidade às pessoas. O Governo do Estado está oferecendo diversos serviços para os moradores de Nova Palestina e comunidades vizinhas. Isso significa mais qualidade de vida e mais segurança às pessoas, principalmente as que estão em situação de vulnerabilidade”, pontuou Casagrande.

“Nós entendemos que as ações de proteção policial são extremamente importantes, mas também garantimos segurança por meio da saúde, da educação, de assistência social, de lazer, de informação, entre outros direitos. Então oferecemos vários serviços gratuitos à comunidade de Nova Palestina durante o dia de hoje, além de oportunizar o diálogo entre Governo e comunidade”, avaliou a secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, lembrou que uma das diretrizes do Programa Estado Presente é mobilizar toda rede de proteção existente nas comunidades. Duboc atua como coordenador-executivo do programa que é responsável pela redução dos registros de violência e criminalidade no Espírito Santo, desde a sua criação, em 2011.

Com uma visão transversal da política de segurança pública, o Estado Presente está estruturado em dois eixos. No primeiro, são realizadas ações de policiamento para levar segurança à população e prevenir a violência, especialmente à letal intencional. Já no eixo social, com 40 projetos, entre os quais o da Ação Integrada pela Cidadania, o Governo leva oportunidades especialmente para jovens em situação de vulnerabilidade social, em ações de prevenção da violência e construção de uma cultura de paz.

A Ação Integrada pela Cidadania em Nova Palestina, organizada pela SEDH, contou com a parceria de diversos secretarias e órgãos estaduais – Secretarias de Estado da Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional e Desenvolvimento Econômico (Sectides); de Segurança Pública e Defesa Social (Sesp); Esportes e Lazer (Sesport); Trabalho, Assistência e Desenvolvimento Social (Setades); além da Agência de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedorismo (Aderes).

Depoimentos

Leia mais:  Aulas retornam na segunda-feira (01) em Jaguaré

O frentista Gilson Jesus de Lima aproveitou a Ação Integrada pela Cidadania para tirar a segunda via da carteira de identidade. “Gostei muito do atendimento e do profissionalismo. Trabalho de segunda à sexta e não estava conseguindo tirar a segunda via da minha identidade, então a oportunidade de fazer o documento perto da minha casa foi muito boa”, relatou.

A psicóloga Renata Ferreira Santana aproveitou os serviços de beleza. “Essa é uma ação necessária para a nossa comunidade, gostei muito. Aproveitei para fazer a sobrancelha e maquiagem. Não é todo dia que conseguimos ficar produzidas às 11h10 da manhã”, brincou.

A microempreendedora individual Acacia Caetano Gomes recebeu orientações do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na van de atendimento da Aderes. “Tenho uma loja virtual e agora estou querendo ir para o ramo alimentício. As orientações que recebi foram ótimas, pude tirar várias dúvidas e aprendi muito. Recebi orientações fundamentais sobre minhas obrigações e meia direitos, além de muitas dicas”, destacou.

Programa Estado Presente

Leia mais:  Pagamento de indenização em Minas e no Espírito Santo chega a R$ 2,5 bilhões

Implantado em 2011, na primeira gestão do Governo Renato Casagrande, o Estado Presente foi desativado entre 2015 e 2018, mas retomado em 2019, com ações realizadas de proteção policial e social em 140 bairros de dez municípios capixabas instalados na Região Metropolitana e no interior do Estado, identificados pelo alto índice de vulnerabilidade social. O programa visa a reduzir os índices de violência e criminalidade, com foco especialmente em crimes letais.

No eixo de Proteção Social, o objetivo é reduzir a vulnerabilidade juvenil à violência, viabilizar a inclusão social, gerar oportunidades de emprego e obtenção de renda, preservando garantias e direitos das pessoas, além de propiciar a transformação do território, por meio da mediação e mobilização social.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana