conecte-se conosco


Política e Governo

Enivaldo anuncia CPI para apurar real condição financeira de faculdades de medicina no Estado

Publicado

Durante a discussão da matéria que busca aplicar descontos em instituições particulares de ensino, feita pela Comissão de Educação da Assembleia, o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) demonstrou interesse em investigar o funcionamento de faculdades de medicina no Estado. De acordo com o deputado, uma CPI poderá ser aberta em breve para apurar as condições financeiras de algumas instituições. 

“Como eu não acredito em planilha de empresário nenhum e para mim são todas fraudulentas e maquiadas, vou esperar o fim da votação deste projeto para abrir uma CPI e apurar o funcionamento das faculdades de medicina do Espírito Santo. Como elas recebem dinheiro, como é a planilha… Vamos colocar isso tudo às claras”, disparou Enivaldo que revelou ter recebido mensagens de alunos preocupados com o funcionamento de instituições de ensino e que, segundo ele, estariam sendo orientados pela direção das escolas a pressionarem contra os próprios interesses: “Eu quero só ver se essa direção da Emescam, que orienta aluno a ficar pressionando deputado tem a mesma coragem sentada no banco de uma CPI”.
Para Enivaldo, as faculdades de medicina, enquanto instituição de interesse público e que operam em regime de concessão, não poderiam apresentar valores tão altos de mensalidade e, mesmo o fazendo, são recorrentes em reclamar de suas situações financeiras. “É um absurdo o que essas escolas apresentam de mensalidade sendo que são concessões! A gente não está falando aqui das escolas pequenas e médias que estão caminhando com dificuldade. Estamos falando dessas que nunca faltaram alunos e que só vivem chorando enquanto existem famílias vendendo sítio, casa, propriedade para conseguir formar um filho lá a nove ou dez mil reais por mês. Estamos diante de  uma opressão feita por essas concessionárias de serviço público que são as escolas de medicina e temos que dar um basta nisso”, disse Enivaldo.
Em seguida, na reunião, o deputado e também médico anestesista, Hudson Leal saiu em defesa da abertura da CPI e garantiu sua assinatura em apoio para as investigações: “Pode contar com a minha assinatura para a abertura dessa Comissão e peço que nela inclua uma possível denúncia de cartelização envolvendo o sindicato dos profissionais da área e também as escolas. Estão pressionando de maneira covarde os pais de alunos para dizer que haverão demissões caso os descontos sejam concedidos”, disse o deputado.

Leia mais:  Veja como acessar linhas de crédito emergencial do Bandes

Leonardo Da Vinci
Além do pedido de inclusão feito por seu colega, o próprio deputado autor, Enivaldo dos Anjos disse também ter interesse em incluir nas investigações o ato de venda da escola Leonardo da Vinci, que opera em Vitória.
Para Enivaldo, a venda da escola pelo grupo de empresários é “no mínimo curiosa” já que mesmo reclamando de maneira recorrente da situação financeira da instituição. “É muito curioso saber como uma concessão pública é vendida por quase R$ 400 milhões e o dinheiro vai direto pro bolso do dono”, concluiu Enivaldo.

publicidade

Política e Governo

Ramalho decide disputar a Câmara Federal

Publicado

Após ser rifado pelo partido na disputa do Senado e ter desabafado que o “sistema” tinha retirado o seu sonho, o ex-secretário da Segurança Pública Coronel Alexandre Ramalho (Podemos) vai disputar uma vaga de deputado federal. Ele vai se somar à chapa que já tem o ex-prefeito Gilson Daniel e o vice-prefeito de Vila Velha, Victor Linhalis, entre outros.

A decisão foi divulgada em nota na tarde desta quinta-feira (11), por sua assessoria. O comunicado diz que a homologação da candidatura foi deferida pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual.

Nos bastidores, a ida de Ramalho para a chapa federal do Podemos dá mais tranquilidade aos candidatos que temiam não alcançar nenhuma das 10 vagas. Agora, os cálculos dão conta da possibilidade de conquistar até duas cadeiras, segundo analistas políticos. O Podemos faz parte da base aliada do governo e vai apoiar a senadora Rose de Freitas (MDB) à reeleição.

Leia a nota na íntegra:

“Nesta quinta-feira (11), após refletir sobre a negativa da homologação da sua candidatura ao Senado, o Coronel Ramalho, ex-secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Espírito Santo, decidiu continuar na disputa eleitoral de 2022, agora como candidato a deputado federal.

Sua candidatura foi homologada pelo prefeito de Viana, Wanderson Bueno, que representou a Executiva estadual do Podemos, que também o orientou e motivou a permanecer com seu nome à disposição da sociedade capixaba.

A decisão foi tomada após ouvir sua família, amigos e principalmente as pessoas que o incentivaram a continuar lutando por uma vaga no Congresso Nacional. A deliberação final foi pautada ainda na possibilidade concreta de ser o único candidato com experiência e propostas efetivas no campo da segurança pública.

Ramalho continuará defendendo a modernização e adequação da Legislação Penal Brasileira, que no seu entender, não atende aos anseios dos operadores de segurança pública e das famílias brasileiras, que sofrem nas mãos dos criminosos e não são devidamente alcançados e punidos”.

Leia mais:  Enivaldo alerta para uso político da pandemia: "estão se mostrando frágeis"
Continue lendo

Política e Governo

Profissionais da Educação do ES vão receber bônus de até um salário a mais este mês

Publicado

Segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária)

Conforme divulgado pelo governador do Estado, Renato Casagrande, por meio das redes sociais, nesta quarta-feira (10), o “bônus desempenho”, benefício pago aos profissionais ativos da educação, referente ao exercício de 2021, será pago na folha de pagamento de agosto deste ano.

Sobre o assunto, a Secretaria de Educação (Sedu) informou, em nota, que a concessão do bônus por desempenho para profissionais ativos da Educação é um direito e um reconhecimento do trabalho dos professores e servidores, regulamentado pela Lei Complementar nº 504 e pelo Decreto nº 2761-R, alterado pelo Decreto 3949-R e Lei Complementar 887, que concede aos profissionais ativos no âmbito da Secretaria da Educação (Sedu), sendo que o período de avaliação é de acordo com o calendário escolar.

Leia mais:  Espírito Santo é o Estado que mais fez investimentos em 2021

Também segundo a Sedu, recebem o Bônus Desempenho todos os profissionais da Educação (efetivos, comissionados e de Designação Temporária). Ao todo, serão beneficiados 12.975 profissionais neste ano.

A bonificação é concedida anualmente aos profissionais que atuam em escolas e outras unidades da Sedu e é calculada com base em indicadores coletivos e individuais. Desse modo, o profissional pode receber até um salário a mais, conforme os resultados apurados pela unidade de ensino onde exerce suas funções.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana