conecte-se conosco


Política e Governo

Enivaldo busca apoio para evitar fechamento do DNPM no Estado

Publicado

Na sessão ordinária de quarta-feira (9), o deputado Enivaldo dos Anjos (PSD) pediu a intervenção da bancada capixaba em Brasília sobre a possível intenção do Governo Federal em retirar o escritório do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) do Estado.

Enivaldo explicou que a mudança prejudicaria o mercado de rochas no Estado, que é um dos maiores produtores e beneficiadores do material, além de possuir a maior concentração desse tipo de royalties no País. Segundo o parlamentar, o setor está em situação crítica e o escritório do DNPM não tem estrutura funcional aqui. Ele criticou a morosidade na liberação do alvará para exploração de rochas no Espírito Santo e lembrou que, embora tenha grande potencial, Estado está aquém de outras unidades da Federação, nesse sentido.

“É uma atitude do Governo Federal que dificulta o trabalho das empresas que exploram esse mercado. Será um problema de grande magnitude para um setor que já trabalha precariamente, em vista de estados como Ceará, Sergipe e Pernambuco, onde o alvará provisório é concedido com mais facilidade. Aqui, além de termos dificuldade com a documentação, agora querem prejudicar ainda mais esse setor. Não dá para entender”, declarou.

Enivaldo lembrou a importância do setor para a economia capixaba, representando 11% do PIB estadual, segundo a Associação dos Produtores de Rocha da região Noroeste, onde o deputado tem sua principal base eleitoral. “O presidente Bolsonaro nada fez até hoje pelo Estado. Convido a bancada do PSL a juntar forças conosco pera evitar essa aberração”, disse Enivaldo.

O deputado Rafael Favatto (Patri) endossou o pedido do colega de Plenário. Para ele, o Espírito Santo concentra as maiores mineradoras de rochas ornamentais e a logística capixaba permite melhor liberação dessa mercadoria para o mundo.

“Não podemos ficar subordinados ao Rio de Janeiro. É uma situação de alerta, onde precisamos do auxílio da Bancada Federal Capixaba e do Governo Estadual para que o DNPM não saia do Estado”, afirmou.

Leia mais:  Espírito Santo recebe R$ 191,5 milhões em acordo com a Petrobras
publicidade

Política e Governo

Comissão de agricultura da ALES debate o Programa AgroNordeste que beneficia municípios da região norte capixaba

Publicado

A inclusão de 15 municípios da região norte capixaba capixabas no Programa AgroNordeste deve melhorar a produção de pimentas rosa e do reino, e café conillon que vem enfrentado dificuldade de exportação para a Europa e Ásia. A notícia foi dada pelo superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA/ES), Aureliano Nogueira da Costa, na reunião da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa, presidida pela deputada Janete de Sá (PMN). O Programa AgroNordeste é coordenado pelo Ministério da Agricultura em parceria com diversas instituições visando fortalece cadeias produtivas consideradas prioritárias.

“Hoje o Espírito Santo coordena a elaboração dos projetos produtivos para os municípios capixabas, os estados do nordeste e norte de Minas Gerais. O AgroNordeste já conseguiu captar recursos na ordem de 270 milhões de dólares junto ao Bird para execução do trabalho que deve ser  de executado em seis anos, visando fortalecer as cadeias produtivas dando retorno maior para quem produz”, esclareceu o superintendente do MAPA/ES.

A presidente da Comissão de agricultura, Janete de Sá, destacou a importância de conhecer melhor o AgroNordeste que é voltado para pequenos e médios produtores que já comercializam parte de sua produção, mas ainda encontram dificuldades para expandir o negócio e gerar mais renda e emprego na região onde vivem. ”A nossa meta aqui na Comissão de Agricultura é avançar cada vez mais em políticas públicas e ampliar o debate de temas que visam criar e ampliar as ações e programas visando melhorar o processo produtivo, absorver a produção e aumentar a renda do homem e da mulher do campo”, destacou a parlamentar.

Veja aqui os municípios capixabas beneficiados no programa AgroNordeste:

Montanha, Pinheiros, Conceição da Barra, Boa Esperança, Nova Venécia, São Mateus, Jaguaré, Sooretama, Vila Valéria, São Gabriel da Palha, Rio Bananal, Governador Lindemberg, São Domingos do Norte, Pancas e Linhares.

Leia mais:  André Pimentel Filho assume chefia do Ministério Público Eleitoral no Espírito Santo
Continue lendo

Política e Governo

Secretários de Assistência Social do Norte do ES se reúnem para discutir políticas sociais na região

Publicado

A reunião aconteceu na terça (02) em Linhares

Linhares –  A secretária municipal de Assistência Social, Luciana Mantovaneli Amorim, se reuniu com gestores dos Polos Centro Oeste e Rio Doce do Colegiado de Gestores Municipais de Assistência Social do Estado do Espírito Santo – COGEMASES para discutir projetos e políticas públicas relacionadas à Assistência Social implantadas em alguns municípios do Norte do Estado. O encontro aconteceu no auditório do Centro de Referência e Assistência Social (CRAS) Interlagos.

Na reunião, estiveram presentes os secretários municipais de Rio Bananal, Marilândia, João Neiva, Governador Lindemberg, Ibiraçu e São Gabriel da Palha. Na pauta, os gestores dialogaram sobre diversos assuntos como Plano de Ação do Cofinanciamento Estadual, Programa Capixaba de Redução da Pobreza – Incluir, Serviços de Acolhimento, entre outros.

“A participação dos gestores e técnicos nas reuniões é de fundamental importância, pois oportuniza a troca de experiências paralelas ao processo de fortalecimento do Sistema Único de Assistência Social no Estado, ao mesmo tempo em que já aponta os avanços e dificuldades do processo de implantação do SUAS”, destacou Luciana Mantovaneli Amorim, secretária municipal de Assistência Social de Linhares.

De acordo com o COGEMASES, o Polo Centro Oeste é composto por nove municípios. São eles: Alto Rio Novo; Baixo Guandu; Colatina; Pancas; Governador Lindemberg; Marilândia; São Domingos do Norte; São Gabriel da Palha e Vila Valério. Já os municípios de Aracruz, Linhares, Ibiraçu, Rio Bananal, João Neiva e Sooretama fazem parte do Polo Rio Doce.

Leia mais:  Apex-Brasil lança nova etapa do programa de capacitação para exportação no Espírito Santo
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana