conecte-se conosco


São Mateus

Entrevista – MACIEL DE AGUIAR

Publicado

ELEIÇÃO EM SÃO MATEUS JÁ FOI DECIDIDA EM NOVA VENÉCIA

O escritor Maciel de Aguiar, conhecedor da história política de São Mateus, fala sobre as eleições para prefeito da cidade em 1947.

JN – Esta semana, as redes sociais publicaram um recorte do jornal A Tribuna, de 6 de dezembro de 1947, com o resultado do pleito para prefeito de São Mateus com uma diferença apertada. O que aconteceu?

Maciel – Aquelas eleições foram as mais emblemáticas e disputadas na história política de São Mateus.

JN – E quem venceu?

Maciel – Não ”venceu”, mas foi proclamado vencedor o empresário Otovarino Duarte Santos, fundador do Café Duarte, além de um dos precursores da estrada de São Mateus a Guriri.

JN – E quem perdeu?

Maciel – Também não ”perdeu”, mas foi considerado derrotado Arnaldo Bastos, ex-deputado estadual, ex-diretor da Receita Estadual e ex-titular do Cartório do Primeiro Ofício.

JN – O que fez a diferença ser pequena?

Maciel – Foi uma disputa feroz entre PSD e UDN.

JN – E o que aconteceu?

Maciel – Um fato inédito definiu a, digamos, ”vitória” de Otovarino Duarte Santos, e este fato ocorreu em Nova Venécia!

JN – Como?

Maciel – Nova Venécia ainda pertencia a São Mateus e a possibilidade de Arnaldo Bastos vencer naquela seção eleitoral era grande, pois ele tinha o apoio de Wantuil Rodrigues da Cunha, um fazendeiro muito influente na região, filho do Barão dos Aymorés e irmão de Eleozzipo Rodrigues da Cunha, seu adversário político.

JN – E os votos de Nova Venécia definiram as eleições?

Maciel – Sim!

JN – E como foi?

Maciel – O PSD precisava ganhar no mais importante colégio eleitoral depois da capital. E São Mateus havia gerado quatro governadores do Espírito Santo, políticos influentes, juízes, desembargadores, etc. Além disso o empresário mateense, Eleozzipo Rodrigues da Cunha, filho do Barão dos Aymorés, era dono do jornal A Gazeta, do estaleiro que construía navios de carga no Porto de São Mateus e candidato a vice-governador.

JN – São Mateus era muito importante?

Maciel – Quando Linhares era apenas um curral, onde os comerciantes de gado pernoitavam para a travessia do Rio Doce e existia apenas uma rua com umas casinhas de estuque, São Mateus era considerada a maior e mais importante cidade do interior do Estado e detinha um grande poder econômico, cultural, social e político no Espírito Santo.

JN – E como os votos de Nova Venécia decidiram essas eleições?

Maciel – Um cidadão que se afamou como um temido matador e por fechar a tiros os cabarés do Porto de São Mateus, conhecido como Tintino Rosa, ao chegar após o horário de votação e não poder votar, deu vários tiros na urna eleitoral. Mas, possivelmente, foi a mando!

JN – E ele foi preso?

Maciel – Ninguém tinha coragem para prender Tintino Rosa. Era um homem corajoso, valente e tinha relações políticas com os poderosos caciques do PSD da capital.

JN – E como ficou?

Maciel – Quando os mesários chegaram em São Mateus, trazendo a urna perfurada a tiros e lacrada, o juiz a encaminhou ao Tribunal de Justiça, em Vitória, para decidir sobre a validação ou não dos votos.

JN – E esta urna foi levada para Vitória?

Maciel – Sim! E a viagem era feita de navio e os dois grupos políticos antagônicos de São Mateus não puderam acompanhar a urna, digamos, ”baleada”.

JN – E sem os votos desta urna qual era a diferença?

Maciel – Era de 62 votos a favor de Arnaldo Bastos.

JN – E como mudaram o resultado?

Maciel – Em Vitória, o PSD dominava a Polícia, a imprensa e o Judiciário. Então, foi realizada uma reunião fechada no Tribunal de Justiça para abrir a ”urna baleada” e sem a presença dos candidatos e ou dos seus advogados.

JN – Com isto, o resultado final foi alterado?

Maciel – Sim! A seção eleitoral de Nova Venécia deveria ter uns 200 eleitores e Arnaldo Bastos, que estava com 62 votos de vantagem, além do apoio de Wantuil Rodrigues da Cunha, a diferença seria muito maior. Mas, após a ”apuração secreta da urna baleada”, Arnaldo Bastos ficou com 108 votos em desvantagem para Otovarino Duarte Santos, do PSD, que foi declarado prefeito de São Mateus.

JN – Mudaram o resultando da eleição?

Maciel – A bem da verdade foi um roubo escandaloso, embora Otovarino Duarte Santos fosse um homem digno, honesto e trabalhador. E ele não teve participação neste episódio.

JN – E ambos aceitaram o resultado?

Maciel – Sim! Arnaldo Bastos, a UDN até recorreu, mas quem mandava no Judiciário era o PSD.

JN – Então, a eleição para prefeito de São Mateus foi decidida em Nova Venécia?

Maciel – Sim! Na seção de Nova Venécia, Otovarino Duarte Santos teve 176 votos e ficou com 1.974 votos no final contra 1.866 votos de Arnaldo Bastos que recebeu nesta mesma seção eleitoral apenas seis votos.

JN – E como foi a administração de Otovarino Duarte Santos?

Maciel – Ele pacificou a cidade, não era perseguidor e fez uma boa administração.

JN – E ”derrotado”?

Maciel – Arnaldo Bastos, em seguida, foi eleito Deputado Estadual e deu o troco. É de sua autoria uma Lei Eleitoral, em vigor em todo país, que proíbe atos públicos e nomeação e demissão de servidores três meses antes das eleições. Arnaldo Bastos viveu uma vida digna e se converteu em uma reserva moral da cidade.

Leia mais:  Moradores de São Mateus reclamam de falta de segurança
publicidade

São Mateus

Governo estadual volta à pauta de asfaltar ligação do bairro Aviação ao Hospital Roberto Silvares

Publicado

O pedido ao governador foi feito pelo então deputado estadual Freitas e o deputado federal Da Vitória

O governo estadual deve voltar a pautar o asfaltar a pequena estrada que liga o bairro Aviação a rodovia Othovarino Duarte Santos, no trecho em frente ao Hospital Regional Roberto Arnizaut Silvares. Essa obra havia sido solicitada ao governador Renato Casagrande pelo então deputado à época Freitas e também pelo deputado federal Da Vitória. São pouco mais de um quilômetro e os recursos seriam em torno de R$ 3 milhões para pavimentação e drenagem.

Agora, com o retorno do ex-deputado à vaga de Euclério Sampaio (DEM) aberta pelo fato do deputado estadual ter sido eleito prefeito de Cariacica, Freitas voltou a solicitar a execução da obra.

Na ocasião que se falou em fazer o asfalto dessa estrada, surgiram vários questionamentos da oposição, achando que o valor era exagerado e que asfaltar aquela estrada não seria prioridade, uma vez que não há qualquer morador no trecho exceto uma grande área que, segundo o que se ouviu naquela ocasião beneficiaria a uma futura construção de casas em condomínio fechado.

Para quem vê a necessidade da obra está o fato de desafogar o trânsito no trecho da rodovia que liga São Mateus a Guriri e encurtar o acesso ao hospital Roberto Silvares para quem mora nos bairros Ideal, Aviação e dos loteamentos próximos àquele bairro.

Leia mais:  Carlinhos e Ferreira Jr. podem fechar acordo para as próximas eleições
Continue lendo

São Mateus

Assalto no Centro de São Mateus mostra segurança frágil na cidade

Publicado

Dois homens cercaram funcionária de loja e levaram dinheiro que seria depositado no Banco do Brasil

A funcionária de uma grande loja de São Mateus estava com o dinheiro para ser depositado no Banco do Brasil, que fica a poucos metros da loja onde trabalha, dois criminosos já estavam aguardando do lado de fora da loja, assim que ela saiu, eles a cercaram, tomando os envelopes de dinheiro e o celular da vítima. O crime aconteceu nesta terça-feira (01/12), por volta das 17:50 e o Centro da cidade estava ainda com grande movimentação dos camelôs, fluxo de pessoas e lojas abertas. Testemunhas disseram que os dois estavam armados e fugiram em uma moto bem velha. 

“Eu vi que um rapaz chegou e ficou encostado na parede ao lado da loja, por alguns minutos antes dela sair, ele estava com uniforme de empresa, não gerou nenhuma desconfiança. Quando vi que ela saiu da loja, ele e mais um outro a cercaram, no momento não deu pra entender que se tratava de um roubo, só quando fugiram foi que a ficha caiu”. Disse uma das testemunhas.

A polícia foi acionada, mas até o momento não há mais informações sobre o desfecho do crime.

 

Leia mais:  Carlinhos e Ferreira Jr. podem fechar acordo para as próximas eleições

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana