conecte-se conosco


Medicina e Saúde

ES registra mais 46 mortes e 1.745 novos casos de covid em 24 horas

Publicado

Desde o inicio da pandemia, 386.219 pessoas foram infectadas e 7.604 morreram por complicações da doença

Nesta sexta-feira (02), o Espírito Santo registrou mais 46 mortes e 1.745 novos casos por covid-19 em 24 horas. Com isso, o estado chega a 386.219 casos e 7.604 óbitos desde o início da pandemia.

As informações são do Painel Covid-19, da secretaria de Estado da Saúde, atualizadas na tarde desta sexta. O município capixaba com o maior número de pessoas infectadas pela doença é Vila Velha, que chegou a 48.411 casos. A Serra continua na segunda colocação com 47.824 registros. Vitória contabilizou 41.828 casos, ocupando a terceira posição.

Vila Velha também é o município com o maior número de óbitos por coronavírus registrados até o momento no Espírito Santo: 967. Em seguida, aparece a Serra com 892 mortes. Na terceira colocação, está Cariacica com 868 registros. Logo atrás aparece Vitória, que já contabiliza 819.

Ainda segundo o painel, Jardim Camburi, em Vitória, continua sendo o bairro capixaba com o maior número de casos confirmados da doença. Ao todo, 6.353 pessoas já foram infectadas. A Praia da Costa, em Vila Velha, é o segundo bairro, com 5.193 casos. Jardim da Penha, também na capital, ocupa a terceira colocação com 3.712.

Leia mais:  CoronaVac: Butantan anuncia que eficácia geral da vacina contra covid-19 é de 50,38%
publicidade

Medicina e Saúde

Ministério Público do ES diz que profissional deve mostrar seringa após vacinação contra covid-19

Publicado

Em entrevista à rádio Pan News Vitória 90.5 FM, promotora também anunciou que investigará denúncias de “fura-filas” envolvendo prefeitos e vereadores

Nas redes sociais é comum a divulgação de vídeos de pessoas que foram receber a vacina contra a covid-19, mas na verdade receberam “vacina de vento”. O caso mais recente aconteceu com uma idosa de 71 anos, em Vitória. A ação foi filmada pela neta da idosa.

De acordo com o Ministério Público Estadual (MPES), para evitar casos assim, a orientação para os profissionais da saúde que trabalham na imunização é mostrar a seringa com o imunizante antes e depois da aplicação, para garantir que a vacinação foi concluída.

Em entrevista à Pan News Vitória 90.5 FM, a promotora de Justiça da Saúde de Vitória e coordenadora do Gabinete de Acompanhamento da Pandemia (GAP-Covid-19) do MPES, Inês Thomé Poldi, explicou que já existe uma orientação para que os vacinadores mostrem o passo a passo da vacinação.

“O vacinador precisa demonstrar o passo a passo para que a pessoa saia de lá com a plena convicção de que ela foi vacinada. Para que não tenhamos esse tipo de dúvida e até mesmo denúncias de que não houve a aplicação da vacina”, contou.

O MPES também continua recebendo denúncia de pessoas que continuam furando a fila de vacinação. “Estamos apurando denúncias de prefeitos e vereadores que também furaram a fila. Em parceria com o Tribunal de Contas vamos conseguir levantar esses dados de forma mais ágil para tomar as providências necessárias”, explicou.

Leia mais:  Saúde da mulher em tempos de pandemia da Covid-19
Continue lendo

Medicina e Saúde

ES pode ter quarta onda de casos de covid-19 a partir de maio

Publicado

Secretário de Estado da Saúde Nésio Fernandes aponta que a pandemia só será controlada quando o Estado vacinar 80% da população

O Espírito Santo poderá ter uma quarta onda de covid-19 a partir de maio. A possibilidade para uma nova expansão de casos da doença foi anunciada pelo secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (19). O motivo, segundo ele, seria a lentidão na vacinação. 

“Por não termos alcançado uma imunidade coletiva pela vacinação, é possível que, ao longo do segundo quadrimestre (maio a agosto), o Estado possa viver uma nova expansão na curva de casos”, alertou. 

Fernandes apontou que o momento atual da pandemia é marcado por uma maior taxa de transmissão do vírus pois há a presença de variantes circulando e maior contaminação entre pessoas mais jovens. 

O Espírito Santo, até o momento, aplicou a primeira dose em 593.299 pessoas, equivalente a 14,6% da população capixaba. No ranking nacional, está em terceiro lugar entre os Estados que mais aplicaram. 

Porém, o alcance vacinal ainda não é suficiente para que a pandemia seja considerada controlada no Estado e que as medidas de isolamento social sejam relaxadas. “Por isso temos que preservar até alcançarmos a imunidade coletiva de 80% da população, evitando aglomerações e seguindo as medidas de isolamento social, evitando também interações sociais não essenciais”, alertou.

Atualmente, o Estado contabiliza  416.932 casos confirmados e 8673 mortes.

Histórico

Em fevereiro deste ano, o secretário Nésio Fernandes havia anunciado a terceira onda da doença em suas redes sociais. Na época, ele associou a escalada da covid-19 à chegada do outono, quando, normalmente há um aumento de casos de doenças respiratórias, entre março e abril. Ele aproveitou para criticar o negacionismo e as fake news que, na sua análise, contribuíram para incentivar o avanço da doença pelo país.

Leia mais:  Estado recebe mais 59 respiradores pulmonares nessa quarta-feira (22)
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana