conecte-se conosco


Cidades

Escolas particulares pretendem retomar aulas presencias no início de julho

Publicado

Alunos e funcionários com máscaras e aferição da temperatura estão no protocolo produzido pelo sindicato da categoria

Suspensas até o dia 30 de junho, as aulas presenciais podem retornar já na primeira semana de julho no Espírito Santo. Pelo menos essa é a expectativa do Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado (Sinepe-ES).O retorno também pode acontecer no modelo híbrido, com aulas presenciais e também a distância.

Segundo o superintendente do Sinepe-ES, Geraldo Diório, as instituições de ensino devem apresentar a proposta ao Governo do Estado na próxima semana. A retomada das aulas presenciais seria baseada em um protocolo de segurança, que adotaria, entre outras medidas, aferição da temperatura de todos os alunos e funcionários, uso obrigatório de máscaras e maior distanciamento em sala de aula.

Ainda de acordo com o superintendente, o protocolo foi idealizado por especialistas e adotado em outros estados do Brasil. “Ele é formado por três eixos fundamentais para dar segurança aos pais e alunos: sanitário, pedagógico  e jurídico. Com base nele, e nos níveis de escolaridade, cada escola irá seguir um modelo diferente, mas igualmente seguro”, revela.

Leia mais:  Espírito Santo tem mais uma morte por coronavírus e total de óbitos sobe para 34

O protocolo é formado por 42 medidas, e apresenta uma série de restrições e direcionamentos para evitar qualquer contágio no retorno das aulas presenciais.

Diório garante que, em alguns estados, o retorno presencial das aulas já é uma realidade, e que o retorno no Espírito Santo só vai acontecer com a certeza de que o aluno não corre nenhum risco. Para isso, cada instituição de ensino deverá seguir as medidas de cuidados, sempre dialogando com as famílias. Um dos exemplos da parceria entre escola e família pode acontecer no caso de um aluno apresentar temperatura acima de 37.5 °C, o que o impediria de frequentar a sala de aula. 

“O protocolo foi idealizado pela Federação Nacional das Escolas Particulares e nos a regionalizamos. Todas as medidas vão ser implementadas por cada escola e conforme o nível escolar. Mas lembro, a segurança dos alunos e funcionários está acima de tudo”, ressalta Diório.

publicidade

Cidades

Jaguaré dá início a obras de equipamentos da Assistência Social

Publicado

Obras de reforma do Creas no bairro já foram iniciadas; construção do Cras começa em poucos dias

A Prefeitura de Jaguaré, por meio da Secretaria de Assistência Social, Cidadania e Segurança Pública, iniciou obras de reforma do CREAS – Centro de Referência Especializado de Assistência Social e vai iniciar, em breve, a construção da nova sede do CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, no Bairro Seac.

As obras do Creas já estão em andamento e a construção do Cras começa nos próximos dias. Elas estão avaliadas em 2.200.0000 (dois milhões e duzentos mil reais) e, ao final das intervenções, os equipamentos atenderão aproximadamente 10.000 (dez mil) pessoas englobando os bairros Seac, Novo Tempo, Novo Horizonte, Irmã Tereza, Residencial Seac, Trevisan, Clubinho e as comunidades da Japira e do Córrego da Abóbora.

O objetivo é promover a organização e articulação das unidades da rede socioassistencial e de outras políticas. Assim, o município vai possibilitar o acesso da população aos serviços, benefícios e projetos de assistência social, se tornando uma referência para a população local e para os serviços setoriais.

Leia mais:  Servidores da Prefeitura de Vila Velha terão palestra sobre Educação Financeira

O Cras e o Creas auxiliam famílias e indivíduos em situação grave de proteção, pessoas com deficiência, idosos, crianças retiradas do trabalho infantil, pessoas inseridas no Cadastro Único, beneficiários do Programa Bolsa Família/Auxílio Brasil e do Benefício de Prestação Continuada (BPC), entre outros.

Continue lendo

Cidades

Ranking Internacional: Vila Velha é a mais transparente da Grande Vitória

Publicado

Vila Velha é a cidade líder da Grande Vitória em transparência pública e governabilidade. O dado é da ONG Transparência Internacional, que avaliou todos os 78 municípios do Espírito Santo no Ranking Capixaba de Transparência e Governança Pública 2022, lançado nesta terça (5).

Vila Velha é o 2º lugar geral no Espírito Santo com 95,73 pontos. O município está entre os poucos com nota considerada ótima.

O objetivo é estimular essas prefeituras a melhorarem suas agendas de transparência, participação cidadã, abertura de dados, transformação digital, acesso à informação e combate à corrupção.

A escala do ranking vai de 0 a 100 pontos. A nota 0 (péssimo) significa que a prefeitura é avaliada como fechada à participação da sociedade e 100 (ótimo) indica que ela oferece alto grau de transparência e participação social.

Para se chegar ao resultado, foram avaliados os portais de transparência e sites oficiais das prefeituras capixabas, usando metodologia da Transparência Internacional – Brasil, com o objetivo de oferecer um instrumento adicional para que a sociedade, a imprensa e os próprios órgãos de controle tenham acesso à informação e monitorem as ações do poder público na promoção da transparência, da participação social e no combate à corrupção.

Leia mais:  MPES realizará no próximo domingo o ‘Pedalaço pela paz - Conte até 10'

O prefeito Arnaldinho Borgo disse que o município deu um salto em transparência pública e isso mostra o nível de comprometimento e respeito não só com os recursos, mas mostra para os munícipes e órgãos de controle como esses recursos voltam à sociedade. 

“Em 2020 estávamos em 23º lugar, chegamos ao 3º em 2021 e já estamos melhor colocados na avaliação da Transparência Internacional. Ou seja, Vila Velha bem avaliada por órgão internacional, se destacando e caminhando para a 1ª colocação na avaliação oficial do Tribunal de Contas, previsto para ser divulgado no próximo mês de agosto. Esse dado é muito importante, fruto de muito trabalho da nossa equipe qualificada”, avalia o prefeito Arnaldinho Borgo. 

O secretário de Controle e Transparência, Otávio Postay, ressalta que “o resultado positivo reflete o conjunto de várias ações internas voltadas para o desenvolvimento de uma gestão pública transparente, que oferece informações à sociedade, permitindo ao cidadão colaborar no controle das ações do governo e se os recursos públicos estão sendo usados como deveriam”.

Leia mais:  Espírito Santo tem mais uma morte por coronavírus e total de óbitos sobe para 34

Confira aqui o ranking completo com as notas dos municípios capixabas.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana