conecte-se conosco


Brasil

Espírito Santo disponibiliza 30 leitos de UTI para covid-19 para pacientes do Amazonas

Publicado

Segundo o governador Renato Casagrande, o Estado possui condições de atender esses pacientes a partir desta madrugada

O Espírito Santo vai disponibilizar 30 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes do Amazonas infectados com o novo coronavírus. A informação foi divulgada, na tarde desta quinta-feira (14), pelo governador Renato Casagrande, em sua conta no Twitter.

Segundo o governador, o Estado possui condições de atender esses pacientes a partir desta madrugada. “O momento exige solidariedade e união dos Estados em prol das vidas humanas”, postou Casagrande.

O estado do Amazonas vive uma grave crise em seu sistema de saúde, em virtude da alta ocupação dos leitos para tratamento dos pacientes infectados com a covid-19. Por causa disso, o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), anunciou nesta quinta-feira (14) algumas ações para tentar amenizar a situação. 

Uma dessas medidas é a suspensão do transporte coletivo de passageiros em rodovias e rios. Também foi determinado toque de recolher nas ruas, em todo o estado, no período entre as 19h e 6h. Além disso, o governo amazonense incluiu o plano de abastecimento de oxigênio para as unidades hospitalares e a remoção de pacientes para hospitais de outros estados.

O Amazonas iniciou a transferência de pacientes para unidades hospitalares de cinco estados. Para isso, além do translado desses pacientes, o governo estadual montou um grupo de apoio psicossocial para pacientes e familiares.

As ações são resultado de uma reunião com representantes do Comitê de Resposta Rápida – Enfrentamento Covid-19, composto pelos governos estadual, federal e municipal, após piora do quadro epidemiológico da covid-19 no Amazonas. Segundo Wilson Lima, a ampliação das medidas de restrição visa a proteção da vida das pessoas.

Leia mais:  Espírito Santo é primeiro lugar em transparência dos dados do Coronavírus
publicidade

Brasil

Flordelis: Filha diz que pagou R$ 5 mil para executar pastor

Publicado

Marzi Teixeira e Simone  Rodrigues prestaram depoimento em nova audiência que investiga morte de Anderson do Carmo

A filha da deputada federal Flordelis, Simone dos Santos Rodrigues, afirmou que planejava matar Anderson. Em depoimento, ela afirmou que pagou R$ 5 mil a Marzi Teixeira da Silva para executar o plano, mas não sabe o que aconteceu.

Em depoimento nesta sexta-feira (22), Simone negou participação no crime, mas admitiu ter jogado três celulares ao mar: um do pastor, o da mãe Flordelis e o do irmão Flávio. Ela também afirmou que Anderson a perseguia amorosamente, mas negou qualquer tipo de relacionamento anterior.

Marzi foi a primeira a depor e admitiu que havia um plano para matar Anderson do Carmo. O depoimento de Marzi é considerado um dos mais importantes no processo que investiga a morte do pastor.

Na audiência, ela afirmou que pretendia assassinar Anderson, porque ele teria começado a persegui-la após ela furtar R$ 4 mil de um familiar. A filha de Flordelis pretendia pedir a ajuda do irmão Lucas César dos Santos.

No entanto, os dois não seguiram com o plano, já que Lucas não concordou em assassinar o pastor dentro de casa.

Os depoimentos de Marzi e Simone confirmam a versão de Flordelis. Em seu último depoimento, a deputada apontou Marzi como a mandante do crime e confirmou que todos da família sabiam do plano para matar Anderson do Carmo.

Leia mais:  Espírito Santo é primeiro lugar em transparência dos dados do Coronavírus
Continue lendo

Brasil

Avião com 2 milhões de doses de vacina da Índia chega ao Brasil

Publicado

A carga será levada ao Rio de Janeiro de avião e transportada com escolta da PF ao depósito da Fiocruz para rotulagem

Após uma semana de espera, os 2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da Oxford/AstraZeneca chegaram ao Aeroporto Internacional de Guarulhos, na Grande São Paulo, às 17h24 desta sexta-feira (20). A carga vinda da Índia chegou em um voo comercial da companhia aérea Emirates.

Os ministros Eduardo Pazuello (Saúde), Ernesto Araújo (Relações Exteriores) e Fábio Faria (Comunicações), além do embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, receberam o imunizante no aeroporto de Guarulhos.

Após os trâmites alfandegários, a carga segue em aeronave da empresa Azul ao aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, com pouso previsto para as 22h. A presidente da Fiocruz, Nísia Trindade, e Pazuello receberão as doses – que serão transportadas, com escolta da Polícia Federal, ao depósito de Bio-Manguinhos, da Fiocruz, que fará a rotulagem das ampolas.

As vacinas são produzidas pelo Instituto Serum, parceiro da AstraZeneca na Índia. A Fiocruz pagou R$ 54,9 milhões pelas doses.

A previsão da Fiocruz é de que as vacinas estejam rotuladas e prontas para distribuição em 24 horas. Segundo o Ministério da Saúde, a distribuição começará na tarde de sábado (23), por meio do PNI (Programa Nacional de Imunizações), que irá repassá-las aos estados de acordo com a proporção populacional de cada território.

O país conta com as 6 milhões de unidades da CoronaVac, mais 4,8 milhões aprovadas nesta sexta-feira (22) pela Anvisa, além das 2 milhões de vacinas de Oxford/AstraZeneca, importadas da Índia. Elas são suficientes para imunizar cerca de 6 milhões de pessoas, pois é necessária a aplicação de duas doses.

Leia mais:  Advogado que humilhou Mari Ferrer diz que atuou dentro dos limites
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana