conecte-se conosco


Política e Governo

Espírito Santo e Minas Gerais lançam plano estratégico de desenvolvimento econômico

Publicado

Os estados do Espírito Santo e Minas Gerais lançaram, na manhã desta segunda-feira (17), o Plano Estratégico em Belo Horizonte-MG. O documento foi elaborado pelas Federações das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e de Minas Gerais (FIEMG), em parceria com os Governos estaduais, com foco em ações nas áreas de infraestrutura, negócios, desenvolvimento regional e segurança jurídica.

O poder público e a sociedade civil organizada elegeram os projetos mais relevantes de interesse comum aos dois estados, cuja realização possa ser defendida por capixabas e mineiros. O plano visa uma melhoria substancial da infraestrutura dos estados, criando mais oportunidades para empresas com projetos, gerando empregos, aumentando a competitividade e possibilitando o desenvolvimento socioeconômico regional. As obras previstas no documento devem atrair investimentos na ordem de R$ 45,9 bilhões.


O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, destacou que o Plano Estratégico – chamado por ele de “Plano Moqueca com Pão de Queijo” – reforça a sinergia entre os dois estados, que se consideram irmãos e têm uma agenda conjunta de desenvolvimento. “É o primeiro passo de um trabalho que começou faz tempo. Temos uma pauta a seguir em frente e pela primeira vez os dois Estados trabalham em conjunto”, afirmou.


Casagrande lembrou outras semelhanças entre os dois estados: “Juntos, o Espírito Santo e Minas Gerais produzem mais de 50% do café do Brasil. Temos uma identidade enorme seja na cultura, gastronomia, turismo e na economia. Temos condições de ter resultados de forma objetiva. A nossa equipe executiva terá que se reunir periodicamente”, frisou Casagrande.

O capixaba ainda prosseguiu: “Estamos vivendo um momento importante. Cada vez mais nós teremos os Estados como protagonistas da ação administrativa desse País. Ainda dependemos muito do Governo federal, até porque temos uma centralização muito grande na tomada de decisões, como no caso das ferrovias”.

De acordo com estudo realizado pelas entidades que lideram o movimento, os investimentos previstos no Plano Estratégico têm grande potencial de geração de emprego e renda, dentro e fora dos dois estados. A previsão é de aumento no faturamento em aproximadamente R$170 bilhões em diversos setores, sendo cerca de R$60 bilhões em MG, R$17 bilhões no ES e R$93 bilhões no restante do País.

Estima-se também que o mercado de trabalho brasileiro pode ser impulsionado com um incremento de 104 mil postos de trabalho, sendo 47 mil em MG e 12 mil no ES, com uma geração de R$33 bilhões de renda salarial. A arrecadação de impostos também pode crescer cerca de R$ 8 bilhões com a execução do plano, elevando a capacidade dos estados de prover serviços públicos à população. 

Para o secretário de Desenvolvimento do Espírito Santo, Marcos Kneip, o plano fortalece a integração dos Estados para o desenvolvimento econômico das regiões. “A meta é alinhar demandas e implantar novos investimentos e negócios para o Espírito Santo e Minas Gerais”, disse.

O presidente do Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), Maurício Cézar Duque, também comemorou o lançamento do plano. “Os dois Estados têm economias que se completam, e a atuação conjunta, incluindo a dos bancos de desenvolvimento capixaba e mineiro, poderá abrir possibilidades para a solução de gargalos e trará ganhos para o setor produtivo, fortalecendo o ambiente de negócios”, destacou.

Os presidentes da Findes, Leo de Castro e da FIEMG, Flavio Roscoe, fizeram a abertura do evento. Um termo de parceria para o fortalecimento do setor de rochas ornamentais foi assinado pelo Sinrochas (MG), Sindirochas (ES), Simagran (CE) e Centrorochas (BR).

Áreas de atuação do plano

Leia mais:  Governo do Estado inaugura novo acesso à região de Santo Antônio pela Segunda Ponte

Nas áreas de Infraestrutura e Logística, uma das pautas é a concessão e duplicação das BRs 381 Norte, que liga Belo Horizonte a Governador Valadares, e 262 Leste, entre João Monlevade (MG) e Viana (ES). O plano destaca ainda a renovação da concessão da Estrada de Ferro Vitória-Minas, a implantação das Estradas de Ferro (EFs) 118 e 354 e a construção do Contorno Ferroviário da Serra do Tigre.

No foco estratégico do setor de Óleo e Gás, as diretrizes para o Mercado Livre de Gás e a aprovação do Projeto de Lei 6407/13, que dispõe sobre medidas para fomentar a Indústria de Gás Natural, são defendidas.

Para a região do Rio Doce, principal bacia hidrográfica presente nos dois estados, o foco é a busca pelo desenvolvimento do Vale do Rio Doce. As entidades preveem um esforço junto ao Governo Federal e às bancadas no Congresso Nacional para aprovação e regulamentação do novo regramento para as Parcerias Público-Privadas (PPPs) em saneamento básico, estabelecendo uma meta arrojada para concessão nessa modalidade dos serviços de tratamento de água e esgoto em toda a Bacia.

A segurança jurídica e as transações interestaduais também ganham destaque por meio de propostas de simplificação tributária e de convalidação de incentivos fiscais. O plano prevê convênios entre os Fiscos dos dois estados e a redução de obrigações acessórias que não contribuem para o desenvolvimento dos trabalhos de fiscalização e oneram o contribuinte.

Participaram do evento, os secretários de Estado Álvaro Duboc (Economia e Planejamento), Tyago Hoffmann (Governo), Fabio Damasceno (Mobilidade e Infraestrutura), Rogelio Pegoretti (Fazenda), Flavia Mignoni (Comunicação Social), Fabricio Machado (Meio Ambiente e Recursos Hídricos), Dorval Uliana (Turismo) e Roberto Sá (Segurança Pública e Defesa Social);  os dirigentes de órgãos e autarquias Dênio Rebello (Fapes) e Luiz Paulo Velloso Lucas (IJSN); os deputados federais Josias Da Vitoria, Amaro Neto e Evair de Melo; os deputados estaduais Erick Musso e Coronel Alexandre Quintino; o presidente da Associação dos Municípios do Espírito Santo (Amunes) e prefeito de Viana, Gilson Daniel; além de parlamentares e secretários mineiros e lideranças empresariais de ambos os estados.

Leia mais:  Qualificar ES divulga cursos e vagas da 1ª etapa de inscrições
publicidade

Política e Governo

Prefeito Guerino Zanon acompanha embarque da primeira carga de café solúvel da Cacique para a Ásia

Publicado

O café solúvel da Companhia Café Cacique está de malas prontas. Partiu nessa terça-feira (19) com destino a Singapura, na Ásia, o primeiro contêiner carregado com 21 toneladas de café solúvel produzido no parque fabril da empresa no distrito de Bebedouro, em Linhares.

O momento foi acompanhado pelo prefeito de Linhares Guerino Zanon, pelo secretário de Agricultura Franco Fiorot, pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Luiz Fernando Lorenzoni, pela diretoria, controladores Horácio Coimbra, João Paulo Coimbra e Rodrigo Coimbra além de colaboradores da empresa.

O embarque foi cuidadosamente preparado com destino ao Porto de Vitória e de lá parte para Singapura. Dentro de 30 dias, o café solúvel produzido em Linhares, estará à disposição dos asiáticos, que poderão disponibilizá-los ao mercado consumidor. O momento foi comemorado pela direção da empresa.

“Nesses dois anos de tantos desafios, ficamos ainda mais orgulhosos por todo o esforço e dedicação e temos certeza de que esse será o primeiro de muitos embarques para todo o mundo!”, destacou Valdeci Tomadon, Gerente de Produção da Planta em Linhares.

O prefeito Guerino Zanon destacou o momento como histórico para Linhares e para o Espírito Santo. “Nossos agradecimentos a todos que contribuíram para este momento histórico, em especial ao ex-governador Paulo Hartung que por duas vezes, a época, me acompanhou na sede da Companhia Café Cacique em Londrina, no Paraná. Agradecimentos especiais também a toda diretoria da empresa por acreditarem e escolherem Linhares para sediar esse grande e importante empreendimento industrial”, disse.

Zanon também pontuou a importância econômica e social que a produção de café solúvel pela Companhia Café Cacique traz para Linhares e para o Espírito Santo. “Estamos falando de obras físicas, mas, sobretudo, uma obra humana em que se encontram esperanças e trabalho de pessoas. É Linhares dando a sua contribuição para o desenvolvimento do Espírito Santo e do Brasil, gerando oportunidades para os linharenses e capixabas”.

O secretário de Agricultura de Linhares, Franco Fiorot, acredita que o primeiro embarque de café solúvel para o país asiático consolida o Município como um grande polo produtor de café conilon no Brasil e contribui para a valorização do grão produzido não somente em Linhares, mas em todo o Espírito Santo que passa ser mais consumido no mundo.

“A qualidade do conilon produzido no Espírito Santo tem se destacado na Ásia e na Europa, e essa qualidade está na muda, vai até a colheita e passa pelos processos pós-colheita. Também pesa as novas variedades de plantas. Esse momento significa que os cafés linharense e capixaba estão nos principais rótulos do mundo, seja como produto ou compondo o blend”, ressalta.

Leia mais:  Governo do Estado inaugura novo acesso à região de Santo Antônio pela Segunda Ponte
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado anuncia ampliação da oferta de Educação em Tempo Integral para 2022

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, neste sábado (23), a ampliação da oferta de Educação em Tempo Integral. Em 2022, mais 40 escolas da Rede Estadual passarão a ofertar a modalidade de ensino, totalizando 132 escolas de Tempo Integral, em 75 municípios. O secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, também participou do anúncio, durante entrevista coletiva na Residência Oficial do Governo, em Vila Velha.

“Estamos anunciando importantes investimentos na área da Educação em Tempo Integral. É o momento de ampliarmos os esforços para recuperar o tempo perdido devido à pandemia. Vamos ampliar essa modalidade de ensino para 75 municípios capixabas. São 100 escolas de Tempo Integral abertas nos quatro anos de gestão, alcançando mais de 41 mil alunos. O Espírito Santo tem o melhor Ensino Médio do País e somos ainda o Estado que mais investiu em educação durante a pandemia”, afirmou o governador.

Casagrande reforçou que a educação já era prioridade do governo e recebe agora ainda mais atenção para reduzir o passivo causado pelos reflexos da pandemia. “A educação sempre foi prioridade por entendermos que ela gera oportunidade. Agora, com a pandemia e o afastamento dos alunos de sala de aula, estamos realizando esse esforço gigantesco para ampliar o acesso à Educação em Tempo Integral”, pontuou.

O Governo do Estado também tem incentivado a Educação de Tempo Integral nas Redes Municipais, por meio do Programa Capixaba de Fomento à Implementação das Escolas Municipais de Ensino Fundamental em Tempo Integral (PROETI). O programa estabelece o repasse direto aos municípios, no valor de R$ 3 mil por estudante ao ano, durante um período de três anos.

Somente com essa ação, devem ser ofertadas cerca de 30 mil vagas/ano, com investimento total de R$ 270 milhões neste período. A chamada aos municípios interessados está aberta até o dia 08 de novembro. Saiba mais no link: https://bit.ly/3pk9lGi.

“O que anunciamos hoje é uma marca importante. Avançamos com o Tempo Integral para mais municípios e conseguiremos atender a mais de 41 mil alunos, quatro vezes mais do que em 2018. Demos passos ousados, entendendo que é uma política importante. Propicia o aumento da jornada com uma metodologia diferenciada. Além desse anúncio, o Governo já desenvolve o PROETI, que consiste em apoio aos municípios para a ampliação do Tempo Integral”, lembrou o secretário da Educação, Vitor de Angelo.

Abaixo dados sobre a Educação de Tempo Integral no Estado:

Número de escolas

2018: 32
2019: 36
2020: 62
2021: 93
2022: 132 escolas

Número de alunos matriculados

2018: 11.266
2019: 12.051
2020: 20.376
2021: 28.359
2022: 41.544 alunos

Número de municípios com oferta:

2018: 23
2019: 27
2020: 34
2021: 49
2022: 75 municípios

Confira ainda: Apresentação expansão Tempo Integral

Leia mais:  Empresa é multada por dificultar investigação de fraude em licitação
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana