conecte-se conosco


Segurança

Espírito Santo fecha primeiro semestre com 8,8% de redução de homicídios

Publicado

O Espírito Santo fechou o primeiro semestre de 2021 com redução de 8,8% dos homicídios dolosos, em comparação com o mesmo período de 2020. No período de janeiro a junho deste ano foram 542 registros, contra 594 homicídios no ano passado. Este resultado é o segundo melhor da série histórica, perdendo apenas para o ano de 2019, quando foram registrados 506 casos.

“Um semestre que acumula redução de homicídios é fruto de um trabalho intenso e constante. As forças de segurança do Espírito Santo trabalham unidas em busca dessa redução, e este resultado é muito importante. Temos trabalhado dentro das premissas do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, idealizado pelo governador Renato Casagrande e cujo objetivo é justamente reduzir os índices de homicídios”, afirmou o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho.

Considerando dados regionais, a Região Metropolitana da Grande Vitória se destaca, com a maior redução no semestre entre as regiões. No período acumulado de janeiro a junho foram registrados 257 homicídios, contra 349 no mesmo período de 2020, uma redução de 26,4%.

Leia mais:  Menino de 9 anos é agredido e obrigado pela mãe a beber urina

O secretário de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, diz que a queda no índice de homicídios reflete a política de Segurança Pública realizada pelo Governo do Espírito Santo, que desenvolve um trabalho com visão transversal, dentro do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. Esse programa é estruturado em dois eixos: controle da criminalidade e prevenção da violência.

“Ao mesmo tempo em que realizamos, com nossas forças policiais, ações de policiamento de proximidade, para levar segurança às comunidades, investimos na investigação criminal e realizamos prisões qualificadas, combatendo a impunidade, no eixo social avançamos na proteção à juventude, com a construção de uma cultura de paz, estruturando Centros de Referência para levarmos oportunidades para jovens em situação de vulnerabilidade social”, diz Duboc, que atua como coordenador do Programa Estado Presente em Defesa da Vida.

Crimes de proximidade

No mês de junho, o Espírito Santo registrou 85 homicídios dolosos, cinco a mais que junho de 2020. Ao analisar as características dos crimes, nota-se que 45% dos casos tinham características de proximidade, que dificultam ainda mais o controle das forças de segurança pública.

Leia mais:  Detento é espancado até a morte em Penitenciária de Viana

Entre estes, está o crime cometido em São Domingos do Norte, no dia 15 de junho, quando um homem matou a esposa, os três filhos e depois cometeu suicídio. Em São Mateus, no dia 21 de junho, o marido matou a mulher e depois cometeu suicídio. Ainda no mês de junho, foram registrados homicídios dentro de bares, estabelecimentos comerciais, em festa particular e em unidade prisional.

“Infelizmente, são crimes que a polícia não tem como impedir, ou tem uma atuação extremamente dificultada. É uma violência dentro de casa, dentro de um ambiente fechado, e aí fica praticamente impossível de prevenir, a não ser com conscientização e educação. Isso está enraizado no que podemos chamar de cultura da violência, que precisa ser desconstruída por meio de diversas frentes e órgãos públicos”, destacou o secretário.

publicidade

Segurança

Guarda municipal de Vitória é preso por furtar picanha e chocolate suíço em supermercado na Serra

Publicado

Inspetor foi pego no estacionamento com itens importados escondidos em uma bolsa

Um inspetor da Guarda Municipal de Vitória foi preso na tarde desta terça-feira (09) por furtar produtos importandos num supermercado no Parque Residencial Laranjeiras, na Serra. Por meio das câmeras de vídeo, ele foi flagrado depositando sorvetes americanos, chocolates suíços e uma peça de picanha numa bolsa, enquanto circulava pelos corredores, como um cliente habitual. 

Segundo a assessoria do supermercado, ele foi abordado pelos seguranças particulares quando saiu da área de compras e estava no estacionamento se preparando para deixar o local.

A Polícia Militar foi acionada e o inspetor foi levado para a Delegacia Regional da Serra, onde a ocorrência está em andamento. Ele entregou, ainda, uma pistola, que utiliza em seu serviço. 

Numa pesquisa de preços no site do supermercado, é possível constatar que os produtos que o homem furtou totalizam uma compra de R$ 600. 

O inspetor recebeu R$ 7 mil de salário em julho. 

Prefeitura de Vitória afasta o inspetor por 120 dias

Por meio de nota, a Prefeitura de Vitória informou que o inspetor foi afastado de suas funções por 120 dias e foi aberto um processo administrativo disciplinar para apuração dos fatos, com ampla defesa e o devido processo legal.

Leia mais:  Corpo de Bombeiros lança Operação Verão 2019/20 no Espírito Santo

Ressalta ainda que os fatos narrados não representam a postura dos agentes da Guarda Civil Municipal de Vitória, instituição que goza de credibilidade e que tem prestado relevantes serviços à sociedade capixaba.

Continue lendo

Segurança

Homem morto no Terminal de Campo Grande era detento do semiaberto

Publicado

David Aguiar dos Santos, de 39 anos, foi morto a tiros dentro do Terminal, em um horário de intensa movimentação no local

O homem assassinado na manhã desta terça-feira (9), no Terminal de Campo Grande, no bairro Cruzeiro do Sul, em Cariacica, cumpria pena no regime semiaberto e seguia para o trabalho quando foi baleado. 

David Aguiar dos Santos, de 39 anos, foi morto a tiros dentro do Terminal, em um horário de intensa movimentação no local. Uma ambulância do Samu foi acionada, mas quando a equipe chegou, foi constatado que o homem já estava sem vida. 

Testemunhas contaram que David seguia para uma plataforma, por volta de 5h40, quando o suspeito se aproximou e efetuou os disparos. A vítima foi atingida na cabeça e não resistiu aos ferimentos. 

Mesmo com toda a movimentação, além de câmeras de videomonitoramento e seguranças, o criminoso conseguiu fugir tranquilamente. Passageiros contaram que no momento dos tiros, houve muita correria, por isso, ninguém viu o suspeito fugir. 

A esposa de David contou que, há cerca de nove meses, ele cumpria pena por tráfico de drogas. Há quatro, progrediu para o regime semiaberto e estava trabalhando como pedreiro no Quartel da Polícia Militar, em Maruípe. 

Leia mais:  BPMA fiscaliza loteamentos irregulares em Domingos Martins

Por conta disso, todos os dias ele pegava ônibus no Terminal de Campo Grande. A mulher disse ainda que já imagina quem pode ter tirado a vida do esposo. 

O corpo de David foi levado para o Departamento Médico Legal, em Vitória. A polícia fez buscas na região, mas nenhum suspeito foi localizado.

No Terminal, há várias câmeras de videomonitoramento que podem ajudar a identificar o atirador. A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cariacica vai investigar o caso.

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana