conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Espírito Santo pode ter 250 mortes por covid-19 na próxima semana

Publicado

O cálculo foi realizado com base nos números de óbitos registrados nos últimos dias no Espírito Santo, e foi passado pelo subsecretário de saúde

O Espírito Santo deve alcançar a marca de 250 mortes causadas pelo novo coronavírus na próxima semana. A projeção foi divulgada na manhã desta sexta-feira (08), durante uma coletiva com o secretário de Saúde, Nésio Fernandes, e com o subsecretário em Vigilância de Saúde, Luiz Carlos Reblin.

O cálculo foi realizado com base nos números de óbitos registrados nos últimos dias no Espírito Santo. Até o momento, de acordo com dados do Painel Covid, da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 157 pessoas morreram em decorrência da doença. Os casos confirmados somam 3988.

Sobre a taxa de letalidade, que é a proporção de mortes com relação ao número de casos, ele ressaltou o fato de que esta taxa em alguns municípios é de 100%. “Isso porque alguns municípios possuem um diagnóstico e um óbito, por exemplo. Isso faz com que a letalidade desses municípios fique muito acima da média, inclusive do Espírito Santo”, disse o secretário, citando Ecoporanga, Iúna, Presidente Kennedy, Nova Venécia, Pinheiros, entre outros como exemplos.

Com o Dia das Mães se aproximando, Nésio Fernandes destacou que este é um momento em que o Espírito Santo e o Brasil vivem em luto. Por isso, não é esta a hora de sair, visitar os amigos e deixar o isolamento social, de acordo com as palavras do secretário. “Distanciamento, neste final de semana, é um gesto de amor. Não é o momento de fazer festa. É o momento de distanciar. Que possamos viver um final de semana feliz e diferente, para que futuramente possamos voltar a nos abraçar e ficar juntos, todos vivos e sem perder nossos entes queridos”, disse.

Outro ponto destacados foi a possibilidade de o estado entrar em sistema de lockdown nas próximas semanas. De acordo com o secretário, o estado trabalha para que essa medida não seja aplicada, mas enfatizou a importância da conscientização da população capixaba. “A decisão do lockdown pode ser uma decisão para as próximas semanas no Espírito Santo. Trabalhamos com todas as energias para que isso não ocorra. O que vai garantir que a gente não chegue ao lockdown é a cidadania e a consciência das pessoas, não os decretos do governador e nem da Assembleia Legislativa”, disse.

Ele ainda ressaltou que essa é uma medida extrema, que leva em conta uma série de fatores. “O lockdown é uma medida extrema que leva em consideração, principalmente, o esgotamento da capacidade dos serviços de saúde de suportarem o aumento do número de casos da covid-19 e de outras doenças”, disse.

Sobre o índice de testagem do Espírito Santo, o secretário afirmou que o estado capixaba realiza testes acima da média nacional, pois no Brasil, os testes são feitos nos pacientes graves, profissionais de segurança e da Saúde. No estado, outros grupos, como o de pessoas acima de 45 anos com comorbidades, também são testados. “No Espírito Santo, já tivemos mais de 24 mil notificações e 18 mil testes realizados”, citou.

Para agilizar ainda mais o processo de identificação dos casos, Nésio Fernandes informou que a partir da próxima semana, equipamentos serão instalados nos hospitais de referência para garantir que todo paciente grave seja testado no próprio local. Os demais pacientes continuam sendo encaminhados ao Lacen.

Em termos de comparação, o secretário ressaltou que, no dia 31 de março o Espírito Santo contava com 77 leitos disponíveis para pacientes com o coronavírus. No dia 30 de abril, este número, segundo ele, era de 549 leitos. Na quarta-feira desta semana, dia 6 de maio, já são mais de 750 leitos disponíveis.

“Atualmente, temos uma taxa de ocupação hospitalar de 64% dos leitos de UTI e 36% dos leitos de enfermaria. Não temos problemas com o leito de enfermaria. O grande dilema para nosso estado é o leito de UTI. Temos uma expansão adequada de leitos com ventiladores”, disse o secretário, citando ainda que mais de 300 ventiladores adquiridos pelo Estado são aguardados.

Sobre a proposta de construção de um hospital de campanha no Espírito Santo, Nésio Fernandes afirmou que esta não é uma opção descartada. No entanto, ele ressaltou que, no momento, não é a prioridade. “Os hospitais de campanha são concebidos para serem hospitais de média e baixa complexabilidade. O desenho destes hospitais é um leito de enfermaria, não de UTI. Os estados que optaram por este modelo, tiveram que construir também leitos de UTI dentro deles”, disse.

Com base nos números de leitos já criados pelo estado para que os pacientes da covid-19 sejam atendidos, o secretário diz que “na prática, nós disponibilizamos quatro ou cinco hospitais de campanha dentro dos hospitais que já são maduros nesse tipo de tratamento. Esse é o motivo que leva o Espírito Santo a ser um estado de baixa letalidade. A opção pelo Hospital de Campanha não está descartada, pode ser acionada no futuro”.

Leia mais:  Coronavírus pode sobreviver no ar por pelo menos 30 minutos
publicidade

Medicina e Saúde

Técnica de enfermagem de 55 anos é a primeira a receber a vacina contra a covid-19 no ES

Publicado

A mulher começou a trabalhar em um hospital como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem

Uma técnica de enfermagem de 55 anos foi a primeira pessoa a ser imunizada contra a covid-19 no Espírito Santo. A mulher, identificada como Iolanda Brito, é mãe de quatro filhos e trabalha como técnica de enfermagem no Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, na Serra. 

Antes de começar a atuar no local, ela trabalhava como auxiliar de serviços gerais, mas depois fez curso de técnico de enfermagem e foi contratada pela unidade hospitalar. Ela receberá a dose da vacina CoronaVac na noite desta segunda-feira (18), no próprio Jayme dos Santos Neves. 

Após chegarem ao Aeroporto de Vitória, os  imunizantes foram encaminhados, por volta das 19 horas, para o hospital. No local, foi realizado um evento que vai marcar o início da vacinação contra o novo coronavírus no Espírito Santo. 

O governador Renato Casagrande e o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, concederam uma entrevista coletiva no local.

O avião carregado com as 101.320 mil doses da vacina contra a covid-19, disponibilizadas pelo Ministério da Saúde ao Espírito Santo, pousou no Aeroporto de Vitória às 18h20 desta segunda-feira. A carga com os imunizantes foi trazida em um voo da Azul Linhas Aéreas, que saiu do Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, no final da tarde.

Assim que aterrissou no aeroporto da capital capixaba, a carga com as vacinas foi colocada em dois caminhões, para ser levada diretamente para o Jayme dos Santos Neves. Viaturas da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Polícia Federal fizeram a escolta da carga durante o trajeto.

Leia mais:  Casos de 'doença do beijo' aumentam depois do Carnaval
Continue lendo

Medicina e Saúde

Mais de 48 mil capixabas serão vacinados na 1ª fase da campanha, segundo Ministério da Saúde

Publicado

No total, será imunizado um grupo de 48.246 pessoas, composto por idosos, pessoas com deficiência, indígenas e profissionais da saúde

As primeiras doses da vacina contra a covid-19 começam a ser aplicadas nesta semana em todo o Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, no Espírito Santo, 48.246 pessoas do público-alvo devem ser imunizadas nesta primeira fase da campanha. Para isso, o estado deve receber, neste primeiro momento, um total de 96.492 doses.

Segundo dados divulgados pelo ministério, o público-alvo deste primeiro momento de campanha é composto por 2.970 idosos com 60 anos ou mais e que vivem em casas de repouso; 210 pessoas com deficiência e que estão institucionalizadas; 2.793 indígenas que vivem em terras específicas; e 42.273 trabalhadores da Saúde, o que corresponde a 34% dos profissionais.

Nesta segunda-feira (18), o governador Renato Casagrande participada entrega simbólica do primeiro lote de vacinas contra a covid-19 para o Espírito Santo. O evento acontece em São Paulo.  Durante uma coletiva, realizada neste domingo (17), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que a expectativa é de que as doses das vacinas comecem a ser distribuídas aos estados nesta segunda-feira. Pazuello disse também que o Ministério da Saúde planeja iniciar o plano nacional de imunização nesta quarta-feira (20), às 10 horas.

O anúncio sobre o início da imunização foi feito após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovar, por unanimidade, neste domingo, o uso emergencial das vacinas CoronaVac e a da Universidade de Oxford, desenvolvida em parceria com a farmacêutica AstraZeneca.

Os imunizantes serão entregues no Brasil, respectivamente, pelo Instituto Butantan, em São Paulo, e pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. São as primeiras vacinas contra a covid-19 aprovadas no país.

A aprovação do uso emergencial das duas vacinas foi comemorada por Renato Casagrande. Em seu perfil no Twitter, o governador afirmou que a aprovação dos imunizantes “é o primeiro passo para vencermos definitivamente o vírus”. Casagrande também reafirmou que o Espírito Santo está preparado para iniciar a vacinação, assim que os imunizantes chegarem ao estado.

Leia mais:  Alimentos que colaboram com a saúde mental
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana