conecte-se conosco


Política e Governo

Espírito Santo receberá R$ 1 bilhão em investimentos na área de papel e celulose

Publicado

O Espírito Santo receberá R$ 1 bilhão em investimentos e melhorias ambientais a partir de novos negócios do grupo empresarial Suzano. A construção de uma nova fábrica de papel higiênico, em Cachoeiro de Itapemirim; a melhoria da caldeira com implantação de cristalizador, em Aracruz; e a expansão da base florestal no Estado fazem parte dos investimentos da empresa, que deve gerar 900 novas vagas de emprego no próximo ano somente no período de obras. Os anúncios foram feitos na manhã desta quinta-feira (19), no Palácio Anchieta, em Vitória.

O secretário de Estado da Fazenda, Rogelio Pegoretti, explicou que o grupo empresarial fará o investimento em virtude da Lei 11.001/2019 que permite que empresas utilizem o crédito acumulado de ICMS em decorrência das operações de exportação de mercadorias. “Nosso objetivo é assegurar mecanismos para atração de investimentos para o Espírito Santo. As obras serão importantes para o desenvolvimento regional do Estado de imediato e, também, a médio e longo prazos”, disse.

Casagrande também destacou a importância desses investimentos para o desenvolvimento do Estado. “São R$ 930 milhões revertidos em investimentos que vão gerar uma nova receita de ICMS para o Estado, além de oportunidades de emprego para gerar renda para os capixabas. Essa é uma atividade que já é estruturada no Estado, que é o plantio de floresta voltado ao uso de madeira para celulose. Agora está dando um passo a mais com essa fábrica de papel higiênico na região sul, realizando um equilíbrio no desenvolvimento de todo o Estado”, afirmou.

Investimentos

Leia mais:  Força-tarefa para atendimento ao público afetado pelas chuvas começa na próxima semana

O início das obras da fábrica de papel higiênico, que custarão R$ 130 milhões, está previsto para o mês de fevereiro de 2020. Somente na etapa de construção serão geradas 300 novas vagas de emprego, durante 11 meses. Há previsão de abertura de outras 200 vagas quando começarem as operações.

Cerca de R$ 272,4 milhões serão investidos em modernização e melhoria da caldeira com implantação de um cristalizador. Além de ganhos de produtividade, o investimento trará melhorias ambientais. Com duração de 24 meses, as obras vão gerar 300 vagas de emprego, de forma especial em Aracruz e região, além de maior disponibilidade de energia elétrica.

“A Unidade de Aracruz é a melhor posicionada do Grupo Suzano e tem condições estruturais de ser a mais competitiva. Com esses investimentos buscamos potencializar essa competitividade”, explicou o presidente da Suzano, Walter Schalka.

Já R$ 531 milhões serão investidos na expansão da base florestal com plantio de novas florestas no Estado, por meio de aquisição ouarrendamento de áreas rurais, plantios, conduções e tratos culturais. Ainiciativa deve gerar 300 empregos diretos e indiretos nos dois primeiros anos após a obtenção das licenças, além de estimular a cadeia de fornecedores daregião e o recolhimento de impostos.

Créditos acumulados

Leia mais:  Rede Inova Café desenvolve pesquisas para maior qualidade e produção no Estado

A Lei 11.001/2019 introduziu na Lei 7.000/2001 dispositivos para uso de saldo credor acumulado do ICMS decorrente da exportação de produtos primários e industrializado semielaborados. Tais créditos foram acumulados antes entrada em vigor da Emenda 42/2003, que isentou as exportações da cobrança do imposto.

A norma permite ainda a transferência do crédito para terceiros, desde que o valor obtido pelo exportador seja integralmente utilizado em investimento produtivo.

publicidade

Política e Governo

Sedu recebe secretário da Educação de Mato Grosso para compartilhar boas práticas

Publicado

A Secretaria da Educação (Sedu) recebeu, na segunda-feira (18), o secretário da Educação de Mato Grosso, Alan Porto, que veio ao Estado com o objetivo de conhecer as boas práticas que levaram a Educação do Espírito Santo a alcançar, junto com Goiás, a melhor avaliação do Ensino Médio da Rede Pública do País, no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

Pela manhã, o secretário da Educação de Mato Grosso foi recebido na Sedu pelo secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo, para conhecer e entender como funciona as Superintendências Regionais de Educação (SRE), o serviço terceirizado da merenda escolar, a climatização das escolas, a municipalização das unidades do Ensino Fundamental, o Bônus Desempenho, entre outras ações.

No período da tarde, Vitor de Angelo levou Alan Porto para conhecer o Centro Estadual de Ensino Médio em Tempo Integral (CEEMTI) Fernando Duarte Rabello, a Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Irmã Maria Horta, ambas em Vitória, e a Superintendência Regional de Educação (SRE) Carapina, no município da Serra.

“O Governo de Mato Grosso está em busca de melhores práticas para transformar a educação do nosso Estado em uma das melhores do País”, disse o secretário Alan Porto.

 

Leia mais:  Governo do Estado lança Edital de Reinserção Social e Produtiva

Continue lendo

Política e Governo

Espírito Santo é o Estado que mais fez investimentos em 2021

Publicado

Governo do Espírito Santo foi o que mais realizou investimentos, de janeiro a agosto de 2021, segundo aponta o Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional (STN), do Ministério da Economia

De acordo com o relatório, de todas as despesas liquidadas pelo Governo Estadual, 10% foram utilizadas para investimentos em infraestrutura, saúde, esporte, segurança pública, entre outras áreas. Ainda segundo informações divulgadas pela Secretaria do Tesouro Nacional, os estados de Alagoas, Maranhão e Rio Grande do Sul aparecem na segunda colocação, tendo utilizado 8% dos recursos para a realização de investimentos. 

“Esses investimentos podem ser feitos, porque estamos bem organizados. O Espírito Santo mantém equilibrados os gastos com pessoal e encargos sociais, custeio e serviço da dívida, para que cresçam os investimentos em áreas relevância social”, avaliou o secretário de Estado da Fazenda, Marcelo Altoé.

“O Relatório Resumido de Execução Orçamentária, divulgado pela Secretaria do Tesouro Nacional, mostra como o Espirito Santo é beneficiado por uma gestão que cuida das contas públicas de forma responsável, com controle de gastos, o que faz com que o Estado avance em investimentos e realize políticas públicas inovadoras, que beneficiam a população capixaba”, ressaltou o secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc.

Duboc explicou que na proposta orçamentária para 2022, enviada à Assembleia Legislativa, o valor previsto para investimentos é de, aproximadamente, R$ 2,7 bilhões, representando quase 20% da receita líquida de impostos.

Marcelo Altoé também parabenizou as equipes das Secretarias da Fazenda (Sefaz) e de Economia e Planejamento (SEP), pelo trabalho técnico que vem desenvolvendo em conjunto. “Constantemente, as equipes da Sefaz e da SEP se reúnem para analisar as despesas, receitas e investimentos feitos pelo Governo Estadual. Esse acompanhamento diário dos números da gestão refletem o zelo que temos para com as contas públicas”, pontuou.

Leia mais:  Enivaldo quer saber se a Vale armazena material que causou tragédia no Libano
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana