conecte-se conosco


Cidades

Espírito Santo volta a ter cidade em risco alto e aumenta locais em risco moderado

Publicado

Apenas 28 municípios seguem no risco baixo. O novo mapa passa a vigorar na próxima segunda-feira

O município de Mantenópolis, no noroeste do estado, entrou no risco alto para o novo coronavírus, segundo o novo Mapa de Risco, divulgado nesta sexta-feira (4) pelo governo do Estado. Além disso, subiu de 35 para 49 o número de cidades capixabas classificadas como de risco moderado para a covid-19. Os demais 28 municípios seguem no risco baixo.

O 34º Mapa de Risco começa a valer a partir da próxima segunda-feira (7) e segue até o domingo seguinte (13). Ao entrar para o risco alto, Mantenópolis passa a ter mais restrições em algumas atividades. Uma delas é a impossibilidade de ter aulas presenciais nas escolas, o que é autorizado apenas para os municípios de risco baixo e moderado.

Nas últimas semanas, o governador Renato Casagrande vinha alertando sobre a possibilidade de algumas cidades do estado entrarem no risco alto para o coronavírus. Isso porque a taxa de ocupação total de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) exclusivos para o tratamento da covid-19, incluindo os leitos quem têm condições de receber esses pacientes, mas que atualmente são usados para outras enfermidades, ultrapassou os 50% — é de 54,13% atualmente.

Tal fenômeno já fez com que, na semana passada, o número de municípios no risco moderado saltasse de cinco para 35, incluindo todos da Grande Vitória. Entre o final de setembro e o início de novembro, quando a taxa de ocupação de leitos de UTI era menor, o Espírito Santo tinha, no máximo, três municípios em risco moderado e os demais, no baixo.

Leia mais:  Seger realiza primeira edição de leilão totalmente on-line
publicidade

Cidades

VÍDEO | Casa fica destruída após celular explodir em Viana

Publicado

De acordo com uma testemunha, o incêndio teria começado após faíscas saírem de um celular

Na tarde desta quinta-feira (21), o Corpo de Bombeiros foi acionado para atender uma ocorrência de incêndio no bairro Ipanema, em Viana. Os agentes conseguiram apagar as chamas que tiveram início em um dos quartos da casa e ninguém ficou ferido. 

Diversos cômodos foram atingidos pelas chamas que, de acordo com a moradora da residência, teriam iniciado no momento em que uma amiga da família estava em um dos quartos da casa mexendo no celular.

Na residência moram uma mãe com quatro filhos. Quando tudo aconteceu ela estava com três filhos na casa de parentes e não viu quando o fogo começou. 

A testemunha, que usava o aparelho, contou que o celular não estava carregando e que teria começado a soltar faíscas. Com medo, ela contou que jogou o celular pra cima e saiu correndo. Neste momento, o aparelho teria batido em um dos filhos da proprietária da casa que também estava no quarto, um adolescente de 16 anos, mas por sorte causou apenas ferimentos leves. Depois disso, o celular teria pegado fogo e as chamas se espalharam pelos cômodos.

Ainda de acordo com a testemunha, o aparelho nunca apresentou sinais de defeito, nem mesmo aumento de temperatura ou algum outro sinal de que pudesse explodir.

Ao chegar na casa e se deparar com tudo em chamas, Biala de Oliveira, mãe dos quatro filhos chegou a desmaiar. “Foi uma cena horrível que eu não vou esquecer nunca na minha vida, eu tenho 32 anos e nunca esperei passar por isso, praticamente vou começar do zero, uma cosa e que eu tanto lutei e corri atrás, e você ver o fogo acabar com tudo em minutos é muito triste”, contou a proprietária da casa em prantos. 

Atualmente Biala está desempregada, ela já estava passando por momentos difíceis e agora não sabe como vai recomeçar. Mesmo com tanto prejuízo, a família conseguiu separar o pouco que restou depois do fogo, apenas alguns objetos de cozinha e roupas

“Quem puder estar me ajudando eu agradeço pois no momento estou desempregada e agora eu não sei nem por onde começar. Por enquanto vou ficar na casa da minha irmã até conseguir me erguer”, disse.

O Corpo de Bombeiros não apresentou dados que comprovem a real origem das chamas. Todos os moradores da casa conseguiram sair do local a tempo e a família vai solicitar perícia.

Leia mais:  Suzano está entre as 100 empresas com melhor reputação em responsabilidade e governança corporativa no Brasil
Continue lendo

Cidades

Operação “Salvamar” já atendeu mais de 750 ocorrências nas praias de Linhares neste Verão

Publicado

Resgates, atendimentos hospitalares e abordagens preventivas estão entre as 750 ocorrências atendidas pela Operação “Salvamar” realizada desde o início do Verão nos balneários de Pontal do Ipiranga, Regência e Povoação. Até o momento, os profissionais do Corpo de Bombeiros não registraram nenhuma ocorrência com vítima fatal.

O trabalho conjunto, realizado pela Prefeitura de Linhares, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Pública e Defesa Social, em parceria com o Corpo de Bombeiros, segue no litoral do Município até o fim do Verão 2021, com a proposta de garantir mais segurança aos banhistas.

“Graças a Deus até o momento não registramos nenhuma ocorrência com vítima fatal. Vale reforçar que é sempre importante que os banhistas procurem os pontos protegidos pelos nossos guarda-vidas para entrarem na água. Com isso, as chances de continuarmos salvando vidas são maiores”, destacou o sargento do 2º Batalhão do Corpo de Bombeiros de Linhares e supervisor dos guarda-vidas, Gustavo Freitas Pires.

A Operação “Salvamar” conta com 33 guarda-vidas atuando diariamente nas três praias. Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, os profissionais também reforçam as orientações em relação às medidas de combate e enfrentamento ao vírus.

Dicas para aproveitar o verão de forma segura nas praias de Linhares:

– Evitar ficar aglomerados;

– Mantenha sempre o distanciamento social;

– Faça sempre o uso da máscara de proteção facial;

– Faça sempre a higienização das mãos com álcool em gel;

– As crianças não devem ficar longe do raio de visão. Os pais ou responsáveis devem ficar atentos a elas;

– Evitar colocar bóias em crianças e deixá-la sozinha no mar;

– Não cometer excessos na alimentação. Aguardar duas horas, no mínimo, para banhar-se;

– Ter em mente que bebida alcoólica não combina com banho de mar;

– Nadar apenas em áreas supervisionadas por salva-vidas;

– Nadar sempre em companhia de outras pessoas. Evite nadar sozinho;

– Evitar deslocar-se muito para o fundo, tendo a água na altura da cintura;

– Respeitar o limite para banhistas;

– Ter cuidado com depressões e bancos de areia.

Leia mais:  Sul do ES em alerta: chuvas fortes castigam municípios da região
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana