conecte-se conosco


Medicina e Saúde

Estado realiza nova fase de expansão de leitos de UTI para enfrentamento à Covid-19

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, nesta quarta-feira (10), a disponibilização de mais 19 leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) à população capixaba que necessita de atendimento a casos graves do novo Coronavírus (Covid-19). A ação faz parte da nova fase da política de ampliação de leitos no Espírito Santo, denominada “Leitos para Todos”.

Os leitos estarão disponíveis no Hospital Estadual de Vila Velha (HESVV), que recentemente passou por uma adequação do espaço com a realização de obras para garantir a assistência hospitalar aos capixabas, com investimento de cerca de R$ 2,6 milhões.

“Esse hospital foi totalmente transformado, passando agora a ter 120 leitos entre UTI e Enfermaria. Serão 39 leitos de UTI Covid para dar suporte ao enfrentamento à doença. Após vencermos a pandemia, esses leitos estarão disponíveis para outras enfermidades. Nossa estratégia é de ofertar leitos para todos. Não faltou leito para ninguém aqui no Espírito Santo”, destacou o governador, durante o anúncio transmitido ao vivo pelas redes sociais.

Casagrande prosseguiu: “Os leitos dão dignidade às pessoas. Estamos recebendo pacientes do Amazonas e Rondônia, pois esses estados não tiveram condições de atender a todos. Até Portugal, um país desenvolvido, colapsou e aqui no Espírito Santo não faltou leito para nenhum capixaba. Esse ano, o Carnaval precisa ser diferente. É preciso festejar com os familiares, sem aglomeração”.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, existe a previsão de que o Estado passe a ter mais de 100 novos leitos de UTI ainda em fevereiro. “O Estado se prepara para que nos meses de março e abril possa ocorrer a sazonalidade no aumento de doenças respiratórias. Entendemos que é prudente voltar a fortalecer a rede hospitalar para poder suportar pressões que tenham dimensões maiores daquelas que foram enfrentadas em 2020”, afirmou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes fez uma avaliação sobre a estratégia do Governo do Estado no fortalecimento da rede hospital ante os desafios da pandemia. “Muito se falou sobre hospitais de campanha, que agora viraram ferro velho em outros estados. Aqui no Espírito Santo, os novos leitos ficarão de legado à população na rede pública”, pontuou.

O deputado estadual Dr. Hércules, que preside a Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, também participou do anúncio: “Foi uma emoção quando o Estado começou a receber pacientes de fora. Jogar pedra é muito fácil, mas vem fazer para ver como é difícil. O senhor deixará um legado muito grande para a população. A obra social e humanitária vai ficar marcada por muitos anos. Vamos lembrar que a maior obra que o governador Casagrande fez foi de amor ao próximo. Uma vida não tem preço e estou muito orgulhoso desse trabalho”.

Mais 24 leitos de UTI na rede própria nos próximos dias

Ainda para os próximos dias, a Secretaria da Saúde (Sesa) trabalha para a ampliação de mais 24 leitos de UTI em hospitais da rede estadual. Serão disponibilizados 18 leitos de UTI no Hospital Estadual Dr. Dório Silva, na Serra, e mais seis leitos de UTI no Hospital Estadual João dos Santos Neves (HJSN), em Baixo Guandu.

Leia mais:  Casos de dengue diminuem no Espírito Santo

Os hospitais passaram por novas readequações de seus espaços para a ampliação dos leitos e, assim, poder ampliar também a assistência à população capixaba.

publicidade

Medicina e Saúde

Desidratação é mais grave na terceira idade; saiba os riscos

Publicado

Percepção da sede é diminuída entre idosos; hidratação pode evitar infecções do trato urinário e diminuir chance de câncer 

Podemos sobreviver por vários dias sem comer, mas não sem beber, pois a água é essencial para muitos processos fisiológicos. Por isso, beber bastante água é essencial para qualquer pessoa, mas principalmente para os idosos, já que para eles as consequências da desidratação são mais graves.

Para que o corpo seja saudável é preciso mantê-lo bem hidratado. A água é essencial para a digestão, absorção e metabolismo dos nutrientes, bem como para a manutenção do sistema circulatório, transporte de nutrientes, eliminação de substâncias residuais e regulação da temperatura corporal.

Nesse sentido, a Sociedade Espanhola de Endocrinologia e Nutrição (SEEN) lembra que beber líquidos e se hidratar melhora a função digestiva e previne a constipação; diminui o risco de infecções do trato urinário e cálculos, além de poder ajudar a diminuir o risco de câncer colorretal e de bexiga.

A água em nosso corpo depende da idade. Com o passar dos anos, a quantidade de gordura no corpo aumenta e a porcentagem de massa muscular diminui e, paralelamente, a proporção de água

A água em nosso corpo depende da idade. Com o passar dos anos, a quantidade de gordura no corpo aumenta e a porcentagem de massa muscular diminui e, paralelamente, a proporção de água.

Os especialistas da Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia enfatizam que os idosos devem ser estimulados a beber água, mesmo que não tenham vontade, pois a percepção da sede é diminuída para eles. A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos indica que a ingestão adequada de água para adultos, incluindo idosos, seria de cerca de 2 litros por dia para mulheres e 2,5 litros para homens

Os especialistas da Sociedade Espanhola de Geriatria e Gerontologia enfatizam que os idosos devem ser estimulados a beber água, mesmo que não tenham vontade, pois a percepção da sede é diminuída para eles. A Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos indica que a ingestão adequada de água para adultos, incluindo idosos, seria de cerca de 2 litros por dia para mulheres e 2,5 litros para homens.

 

Leia mais:  Campanhas de vacinação contra a poliomielite e multivacinação têm início na segunda-feira (05)

Continue lendo

Medicina e Saúde

Limonada com alho e açafrão: Aumenta a imunidade e previne doenças Share

Publicado

Diariamente estamos expostos a todo e qualquer tipo de doença.

Porém, quando o nosso organismo não está fortalecido, ficamos ainda mais vulneráveis.

Por isso, é essencial dar um “up” ao nosso sistema imunológico, afinal, ele é a linha de defesa do nosso corpo contra vírus, bactérias, fungos e outras ameaças.

Para evitar esse quadro, alguns alimentos naturais auxiliam as defesas do corpo.

Temos como exemplo o alho, o açafrão e o limão, que, quando combinados, formam uma limonada que aumenta a nossa imunidade.

Benefícios do alho

O alho contém propriedades antivirais, bactericidas, antibióticas, antissépticas, vitaminas A, B, C e E.

Por isso, fortalece o sistema imunológico e eleva os sistemas de defesa do corpo, auxiliando no combate e prevenção de gripes e resfriados.

Segundo estudo da Universidade de Edimburgo, no Reino Unido, o alho tem componentes que fazem dele um excelente antibiótico e antiviral.

O alho também é rico em ferro, enxofre, selênio, iodo e zinco, minerais que ajudam o nosso organismo a se manter livre de agentes infecciosos.

Além disso, ajuda a bloquear a atividade das enzimas proteases de cisteína e desidrogenases de álcool.

Estas duas enzimas estão envolvidas no metabolismo de parasitas amebianos, vírus, fungos e bactérias.

Benefícios do açafrão

O açafrão tem ação antioxidante, anti-inflamatória, antiviral, bactericida e antifúngica.

Além disso, contém vitaminas C, E e K, além de minerais como cálcio, cobre, ferro, sódio, potássio, magnésio e zinco.

Todos esses nutrientes, aliados às atividades antioxidantes, ajudam a fortalecer o sistema imunológico.

Com isso, o organismo aumenta as suas defesas contra vírus, bactérias e infecções.

Benefícios do limão

O limão é rico em vitamina C, nutriente que atua diretamente nas células de defesa, protegendo-as dos danos causados pelos radicais livres.

Desse modo, aumenta a produção de glóbulos brancos, que são responsáveis por combater microrganismos.

Além do mais, possui minerais como ferro, cálcio, fósforo, potássio e magnésio, que contribuem para o fortalecimento do sistema imunológico.

Limonada com alho e açafrão

Essa limonada ajuda a aumentar a imunidade, diminui as chances de ficarmos doentes e acelera a recuperação.

Ingredientes:

  • 3 dentes de alho
  • 1 colher (chá) de açafrão/cúrcuma em pó
  • 2 limões
  • 150 ml de água quente

Modo de preparo e consumo:

Descasque o alho, coloque no liquidificador ou mixer, adicione o suco dos limões, a cúrcuma e bata bem.

Adicione a água quente, misture bem e tome logo após o preparo três vezes ao dia, da seguinte maneira:

Pela manhã, em jejum – 30 minutos antes do café da manhã;

Ao meio-dia, 30 minutos antes do almoço;

À noite, meia hora antes de deitar.

Leia mais:  Nova resolução amplia grupo de trabalhadores da saúde contemplados com a imunização contra a Covid-19
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana