conecte-se conosco


Política e Governo

Estado vai investir R$ 10 milhões na contratação de 35 projetos de pesquisa

Publicado

O Governo do Estado assinou, nesta terça-feira (05), a contratação de 35 projetos de pesquisa de Avaliação de Políticas Públicas de Desenvolvimento Rural e da Pesca. Serão investidos R$ 10 milhões nas iniciativas que irão avaliar os impactos socioeconômicos e ambientais gerados a partir da adoção de tecnologias e do acesso às políticas públicas para o desenvolvimento sustentável da agricultura, pecuária, abastecimento, aquicultura e pesca.

Durante o anúncio da contratação, em transmissão ao vivo pelas redes sociais, o governador do Estado, Renato Casagrande, destacou a importância de investimentos em tecnologia, ciência e inovação. “Estamos finalizando a contratação desses projetos de incentivos à pesquisa. Nossas ações precisam estar baseadas em pesquisas científicas, embora hoje estejamos vivendo em um momento de negação à ciência. Nosso País concentra renda e patrimônio e é bom que a gente tenha ações públicas eficientes para diminuir a desigualdade”, pontuou.

Casagrande destacou ainda que a iniciativa serve de incentivo aos pesquisadores que atuam dentro dos órgãos públicos. “Estamos incentivando os profissionais de pesquisa. Quero aproveitar para parabenizar toda minha equipe que desenvolveu essa modelagem, dando oportunidade a todos, inclusive a quem nunca tinha participado de uma pesquisa científica, injetando ânimo em nossos servidores”, afirmou o governador.

Pesquisadores da Secretaria da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca (Seag), do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) apresentaram 95 projetos em 15 dos 17 temas.

A avaliação dos projetos foi feita com base nos critérios estabelecidos na Portaria nº 002-R, de 04 de fevereiro de 2020. Para tanto, foi instituída a comissão de avaliação, por meio da Portaria nº 049-S, de 30 de abril de 2020, composta por servidores da Seag, do Incaper, do Idaf, da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) e da Secretaria de Economia e Planejamento (SEP).

O secretário de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Paulo Foletto, explicou que o Banco de Projetos é uma ação inovadora e só foi possível pela forte parceria entre o sistema agrícola e as instituições. Ele também destacou o empenho dos servidores que atuaram na concepção desse Banco de Projetos, na proposição e avaliação, bem como aqueles que submeteram seus projetos.

“São projetos nas principais cadeias produtivas do agronegócio e da pesca, tratando de todos os públicos e avançando nos eixos de comercialização, agroindustrialização, defesa agropecuária e recursos naturais. Certamente os projetos são extremamente importantes, tendo como resultado a difusão de tecnologias, a melhoria de processos e procedimentos, assim como a formação de profissionais e produtores e a mensuração dos impactos do conhecimento aplicado no campo”, disse Foletto.

“Tendo total apoio de um Governo que acredita na ciência, contamos com um grande time de servidores e instituições parceiras para inovar e colocar de pé o mais robusto programa de avaliação de políticas públicas de desenvolvimento rural e da pesca do Brasil. Em breve, teremos um sólido conjunto de evidências que nos permitirão melhorar continuamente nossos resultados”, completou o subsecretário de Estado de Aquicultura, Pesca e Desenvolvimento Rural Sustentável, Michel Tesch.

Para o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, este é um importante espaço para o desenvolvimento de ideias inovadoras na área de defesa agropecuária. “O objetivo é promover ações que possam potencializar a preservação ou melhoria da saúde animal, da sanidade vegetal e da inocuidade, qualidade e segurança de alimentos, insumos e demais produtos agropecuários. Estamos muito felizes que o Idaf possa, com os demais órgãos parceiros, contribuir nesse processo”, declarou.

“O recurso investido pelo Governo do Estado representa um ganho gigantesco para o sistema agrícola do Espírito Santo. É um incentivo inédito que valoriza o trabalho em prol do desenvolvimento rural capixaba. Parabenizo a todos servidores do Idaf e Seag que pensaram e desenvolveram temas de pesquisa inovadores e, especialmente, aos servidores do Incaper que elaboraram 25 projetos selecionados para contratação”, completou o diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado.

O diretor-presidente da Fapes, Denio Rebello Arantes, celebrou o esforço entre órgãos estaduais para elaborar o programa e alcançar esse resultado expressivo. “Essa iniciativa faz surgir um processo muito importante na Administração Estadual. Porque não basta apenas financiar projetos, mas também é necessário medir os resultados concretos. Dessa forma, nossa proposta abarca também a mensuração dos resultados para podermos entregar pesquisas que possam ser efetivamente aplicadas na vida real”, observou.

Acesse e conheça os projetos:  https://cutt.ly/mjdnC4g 

Sobre o Banco de Projetos

Leia mais:  Fabricante americana de chocolates confirma operações de centro de distribuição exclusivo no Espírito Santo

O Banco de Projetos de Pesquisa da Seag consiste em desenvolver projetos relacionados aos impactos socioeconômicos e ambientais gerados a partir da adoção de tecnologias e do acesso às políticas públicas para o desenvolvimento sustentável da agricultura, pecuária, abastecimento, aquicultura e pesca.

Temas: Agroecologia e produção orgânica; Agroindústria e empreendedorismo rural; Aquicultura e pesca; Cafeicultura; Climatologia e estratégias de convivência com eventos extremos; Comercialização e mercados; Comunicação para o desenvolvimento rural; Defesa sanitária e inspeção (animal e vegetal); Desenvolvimento socioeconômico de populações do meio rural e da pesca; Fruticultura; Olericultura; Pecuária; Pipericultura; Produtos com qualidade vinculada à origem (indicações geográficas, marcas coletivas ou produtos tradicionais, regionais ou artesanais); Recursos naturais, controle florestal e licenciamento ambiental de atividades agropecuárias; Silvicultura, Terras e Cartografia.

O Banco de Projetos foi realizado pela Seag em parceria com o Idaf, Incaper, Fapes, Secretarias de Ciência, Tecnologia, Inovação, Educação Profissional (Secti) e de Economia e Planejamento (SEP), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), Fundação Getúlio Vargas – Iniciativa Clear.

publicidade

Política e Governo

Deputado Renzo Vasconcelos propõe vacinação prioritária para agentes penitenciários e socioeducativos

Publicado

A indicação foi aprovada em Plenário e segue agora para as mãos do governador Renato Casagrande

A classe de agentes penitenciários e agentes socioeducativos se expõe diariamente ao risco de contaminação pelo novo Coronavírus. Visando preservar a saúde desses profissionais, e por consequência a saúde dos que convivem direta ou indiretamente com eles, o deputado Renzo Vasconcelos (Progressistas) indicou ao Governo do Estado a inclusão dos agentes no Plano Estadual de Imunização contra a Covid-19.

Segundo o deputado, eles são profissionais que estão na linha de frente do contágio e, assim como outros trabalhos essenciais, também precisam ser priorizados por exercerem funções que exigem contato com muitas pessoas.

“Eles estão expostos e precisam ser protegidos. Temos muitos registros de contaminação dentro de presídios e instituições socioeducativas. O nosso desejo é imunizar a população inteira, mas infelizmente a produção de vacinas ainda é insuficiente. Por isso, o processo de vacinação acontece de forma gradativa em todo o Brasil”, comentou.

A indicação 917/2021 foi aprovada em Plenário nesta quarta-feira (14) na Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales) e, em breve, será encaminhada para o Governo do Estado. Prioridade para profissionais da educação começou nesta quinta-feira (15) a imunização prioritária de trabalhadores da educação contra a Covid-19. A priorização da vacinação dos profissionais da educação também foi encabeçada pelo deputado Renzo Vasconcelos.

“Um grande dia para os professores e demais trabalhadores de escolas, creches e universidades capixabas. Indicamos em fevereiro a necessidade de imunização e fomos atendidos”, explicou.

A antecipação deste grupo para a imunização acontecerá com a utilização de doses da reserva técnica encaminhadas pelo Ministério da Saúde. A expectativa é de que sejam vacinados, segundo estimativa populacional do Ministério da Saúde, 66.145 mil trabalhadores da educação do Ensino Básico ao Superior.

Para o início da imunização, serão vacinados professores e auxiliares que atuam em sala de aula das creches com crianças de 0 a 3 anos de idade, préescola, Ensino Fundamental I e II e Ensino Médio e Técnico com o ordenamento por faixa etária, iniciando pelos profissionais de 50 a 59 anos.

Leia mais:  Governador Casagrande participa de Fórum Empresarial em São Paulo
Continue lendo

Política e Governo

Governo do Estado anuncia a ampliação de leitos Covid na região Central-Norte de saúde

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, esteve, na manhã desta sexta-feira (16), no município de Linhares para anunciar a abertura de 68 novos leitos exclusivos para o atendimento de pacientes com o novo Coronavírus (Covid-19).  Serão ofertados à população capixaba 38 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e 30 leitos de enfermaria em unidades contratualizadas e da rede própria. A expansão faz parte do programa estadual “Leitos para Todos”.

No Hospital Linhares Medical Center (LMC) serão disponibilizados 20 leitos de UTI e 30 de enfermaria, com valor de contratualização de R$ 1.908.324,60 mensal. Já no Hospital Rio Doce, serão contratualizados mais seis leitos de UTI, com valor de investimento de R$ 344.736,00 mensal.  Além disso, o Governo do Estado tem realizado adequações na estrutura do Hospital Geral de Linhares (HGL), visando o aumento na oferta de leitos. Para esta etapa, serão ampliados mais 12 leitos de UTI, com investimento de R$ 998.437,00.

“Estamos ampliando o número de leitos de UTI no HGL e também no Hospital Rio Doce. Pela primeira vez, fechamos uma parceria com hospital privado aqui em Linhares. Com isso, chegamos a 200 leitos de UTI Covid somente na região acima do Rio Doce. Essa robusta abertura de leitos visa dar dignidade às pessoas e para que tenham atendimento. A quarentena já começou a produzir efeitos. Hoje amanhecemos sem nenhum paciente esperando por leito por mais de 24 horas em UPAs ou PAs e isso mostra que estamos vencendo esse momento duro”, afirmou o governador Casagrande.

O subsecretário de Estado de Regulação, Controle e Avaliação em Saúde, Gleikson Barbosa dos Santos, ressaltou que a expansão possibilita o aumento da capacidade para atender os pacientes com a doença. “Esse trabalho árduo nos permite oferecer maior assistência à sociedade. Mas, somente a expansão dos leitos não salva vidas. É preciso que todos estejam empenhados em combater esse vírus”, destacou.

Leitos para Todos

Leia mais:  Governador anuncia diferimento do ICMS nas importações de milho para produtores capixabas

O Programa Estadual “Leitos para Todos” foi instituído pelo Governo do Espírito Santo em abril de 2020, por meio da Portaria Nº 071-R, como estratégia de qualificação e reestruturação da rede de atenção à saúde e fortalecimento do papel da regulação do Estado, com o objetivo de garantir o acesso à atenção hospitalar a todos os pacientes que desenvolverem formas graves da Síndrome Respiratória Aguda Grave, entre elas, o novo Coronavírus (Covid-19).

Deste modo, a Secretaria da Saúde (Sesa) estruturou uma ampla reforma nas áreas físicas das unidades hospitalares próprias e também um processo de contratualização de leitos em hospitais filantrópicos, federais e privados.

Diariamente, o Governo do Estado atualiza os dados da ocupação de leitos hospitalares do Sistema Único de Saúde (SUS) capixaba, disponível no link: https://coronavirus.es.gov.br/painel-ocupacao-de-leitos-hospitalares 

Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana