conecte-se conosco


Política e Governo

Evair de Melo é homenageado no dia de celebração ao Patrono dos políticos, Thomas More

Publicado

“Quem de nós rezou pelos governantes? Quem de nós rezou pelos parlamentares? Para que possam ir de acordo e levar adiante a pátria?”. A fala do Papa Francisco possui um significado especial nesta terça-feira, 22 de junho: autoridades políticas participaram, nesta manhã, da Missa em ação de graças ao patrono dos políticos, Thomas More, na Catedral Metropolitana N. Sra. Aparecida.

A missa foi presidida pelo dom Paulo Cezar, arcebispo de Brasília, e transmitida ao vivo no canal do Facebook da Arquidiocese de Brasília e pelo canal de televisão Rede Vida. Após a celebração, as autoridades presentes seguiram para o local onde foram homenageadas com o Prêmio “Testemunho Laical” organizado pela Sociedade Thomas More.

Evair de Melo foi indicado pela deputada federal Soraya Santos, em reconhecimento ao seu trabalho em favor da vida, da educação integral e da liberdade das famílias.

Após a homenagem, o deputado federal e vice-líder do governo na Câmara Evair de Melo agradeceu o acolhimento e reconhecimento por seu trabalho. “Sou católico e para a minha pessoa receber essa homenagem é de um significado muito importante. Ter a benção de pessoas que intercedem e acreditam na importância do trabalho parlamentar foi um momento importantíssimo. Minha fé é o guia do meu mandato, então receber esta homenagem foi extraordinário. Estou extremamente grato e feliz pela oportunidade”, declarou.

Sobre Thomas More, padroeiro  dos políticos  e de todos aqueles que se dedicam ao serviço da caridade, por meio da vida pública

Nesta terça-feira, dia 22 de junho, a Igreja Católica celebra um santo pouco conhecido. Thomas More (ou Tomás More) foi declarado Patrono dos governantes e políticos no ano 2000, pelo Papa João Paulo II. São Thomas More nasceu na cidade de Londres, na Inglaterra, no ano de 1478. Seus pais eram cristãos e educaram os filhos no seguimento de Cristo. Ele foi canonizado em 1935.

Na época, os conflitos entre o Rei Henrique VIII e o Papa Clemente VII eram constantes. O rei, que já era casado com Catarina de Aragão, queria que o papa anulasse seu casamento para casar-se com a cortesã Ana Bolena. Thomas More era chanceler e conselheiro do rei — mas, acima de tudo, era um homem que norteava suas ações através da ética e dos valores cristãos. Por discordar do pedido do Rei, foi acusado de alta traição.

Após um controverso julgamento, Thomas More foi condenado à morte por decapitação. Duas semanas antes, pelo mesmo motivo, já havia sido decapitado o bispo Dom João Fisher. O rei usou o Parlamento inglês, que se curvou diante dele e publicou o Ato de Supremacia, que proclamava o rei e seus sucessores como chefes temporais da Igreja da Inglaterra. Foi o início da Igreja anglicana.

São Thomas More é lembrado pela Igreja como o guardião de todos os parlamentares. Ele é autor de diversos livros como: “Utopia”, e “O Diálogo do conforto contra as tribulações”, livro que escreveu durante os quinze meses em que esteve na prisão.

Com informações da Assessoria de Comunicação da Arquidiocese de Brasília

Leia mais:  Casagrande anuncia venda do controle da ES Gás
publicidade

Política e Governo

Governador anuncia expansão das obras de pavimentação da ES-388 em Vila Velha

Publicado

O governador do Estado, Renato Casagrande, anunciou, neste sábado (31), a publicação do edital do segundo trecho das obras de pavimentação da Rodovia ES-388, em Vila Velha. Será contemplado o trecho que vai do entroncamento da ES-060 na Barra do Jucu até o bairro Santa Paula II, com extensão total de 5,2 quilômetros. Casagrande também visitou as obras de pavimentação já em andamento na rodovia no trecho entre Xuri, em Vila Velha, e a BR-101 em Amarelos, em Guarapari.


A obra está sendo executada pelo Departamento de Edificações e de Rodovias (DER-ES). Estão sendo implantadas pista dupla e simples no trecho de 17,5 quilômetros da via que liga duas importantes zonas rurais da Grande Vitória, com destaque também para o turismo.


“Com a ES-388, uma nova Vila Velha vai surgir para essa região. A rodovia será importante ainda para os municípios de Viana e Guarapari, sendo uma ligação da Rodovia do Sol até a BR-101, onde teremos uma ferrovia que vai até o sul do Estado. Quando melhoramos a infraestrutura de uma cidade e do Estado, melhoramos a qualidade de vida da população, gerando emprego e renda para as famílias. Com essas ações reduzimos a desigualdade que hoje assola o nosso País. Daqui a alguns meses voltaremos para conferir de perto a mudança na realidade dos moradores”, afirmou o governador Casagrande.

O diretor-presidente do DER-ES, Luiz César Maretto Coura, explicou que as obras da ES-388 estão sendo realizadas em duas partes. “O trecho rural já está bem encaminhado e, agora, publicaremos o edital para a pavimentação do trecho urbano que vai garantir à população trafegar por uma via mais segura e confortável”, comentou.

O prefeito de Vila Velha, Arnaldinho Borgo, falou sobre a importância das obras para o município. “A Região 5 é a menina dos olhos da nossa administração e o governador está trazendo muito desenvolvimento para esse local. Com a ES-388 teremos mais empregos e consequentemente, mais renda. Vamos capacitar as pessoas dessa região para que as empresas que vierem a se instalar aqui possam contratar os moradores locais”, anunciou.

A vice-governadora Jacqueline Moraes lembrou a parceria do Governo do Estado com os municípios. “Vou repetir uma frase da Bíblia: ‘Quem semeia justiça, colhe o fruto do amor’. É isso que estamos fazendo, olhando com amor e com carinho porque o nosso governador Renato Casagrande decidiu semear a justiça em sua caminhada por todo o Espírito Santo. Assim vamos colhendo resultados positivos. E que Deus continue abençoando as nossas vidas”, frisou.

Também participaram da solenidade, os deputados estaduais Rafael Favatto e Dr. Hércules; o diretor presidente da Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan), Carlos Aurélio Linhalis, o Cael; além de vereadores e lideranças da região.

Leia mais:  Governador autoriza reinício das obras na Rodovia ES-475 entre Castelo e Vargem Alta
Continue lendo

Política e Governo

Prefeito de Barra de São Francisco vai coordenar movimento de apoio à reeleição de governador

Publicado

Dando prosseguimento à intenção manifestada no dia seguinte à sua eleição em novembro passado, o prefeito Enivaldo dos Anjos (PSD) anunciou na noite desta quinta-feira (29) que vai coordenar um movimento político na região Norte do Estado em apoio à reeleição do governador Renato Casagrande (PSB) em 2022.

O atual chefe do Executivo de Barra de São Francisco apoio à candidatura do socialista em 2014, quando não se reelegeu, e em 2018 e chegou a ser líder do governo na Assembleia Legislativa, como deputado estadual, em 2019. “Esse movimento é de grupo e não um movimento pessoal.

O governador tem apoiado muito a nossa região e vamos trabalhar juntos para que isso se amplie ainda mais. Vamos começar reunindo vereadores e lideranças da região Noroeste, em Barra de São Francisco, para lançarmos um manifesto conjunto de apoio, mas também para discutir participação no Governo e garantir aporte de recursos públicos na nossa região”, disse Enivaldo.

Em 2014, o governador Renato Casagrande, como candidato, venceu a disputa em apenas sete municípios: na Grande Vitória, em Castelo, onde nasceu, e na região Noroeste, em Alto Rio Novo, Barra de São Francisco e Ecoporanga, graças à liderança de Enivaldo.

Já em 2018, com Enivaldo deputado e candidato à reeleição, Renato Casagrande teve uma grande vantagem de votos na região Noroeste, consolidando a influência do atual prefeito de Barra de São Francisco, cidade onde o socialista teve 72% dos votos.

Para Enivaldo, “o governador Renato Casagrande, além de prestigiar o interior do Estado, demonstra competência na condução do Estado não apenas do ponto de vista financeiro, com equilíbrio fiscal e administrativo, sem deixar de investir em obras. E durante a pandemia demonstrou sua liderança, conduzindo a política no Estado com equilíbrio e bom senso, mantendo o controle da situação e ainda criando reserva para apoiar a retomada econômica”. E concluiu: “Hoje, o Espírito Santo tem um fundo de R$ 250 milhões para emprestar a custo baixíssimo para os pequenos empreendedores, enquanto São Paulo, com aquele tamanho todo, só disponibilizou R$ 100 milhões. Isso é resultado de capacidade de gestão e condução política”.

Leia mais:  ES vai investir R$ 1 bi em estradas, afirma Casagrande na Findes
Continue lendo

São Mateus

Política e Governo

Segurança

Camisa 10

Mais Lidas da Semana